Como trabalhar em casa

Como trabalhar em casa

Trabalhar no conforto de casa, definindo seus próprios horários e rendimentos, é o sonho de muita gente. Fugir do estresse do trânsito, não ter que lidar com as pressões do dia a dia de uma organização, evitar conflitos no ambiente corporativo, entre diversos outros benefícios, é um sonho bastante tentador para muitos profissionais.

O modelo de trabalho home office, porém, não é essa maravilha todo que grande parte das pessoas imagina. Isso porque, muitas vezes, o profissional se deixa levar pelo conforto do lar e acaba se perdendo nas tarefas profissionais. A verdade é que, dependendo da situação, trabalhar em casa exige muita mais responsabilidade, compromisso e, principalmente, disciplina, do que aquele trabalho que é desenvolvido dentro da empresa. 

Por saber que, de uma hora para outra, esta se tornou a realidade de muitas pessoas nesses últimos meses, no artigo de hoje vou me dedicar a falar um pouco mais sobre o home office, para que você consiga equilibrar desempenho e produtividade, sem esquecer, é claro, da sua saúde mental. 

Convido você a me acompanhar e conferir!

O que é home office?

trabalho home office é aquele em que um profissional presta serviços para determinada empresa de maneira remota. Trata-se de uma modalidade em que organizações e indivíduos têm a oportunidade de se conectarem à distância, realizando, independentemente disso, um bom trabalho em conjunto.

Por mais que se trate de um termo vindo da língua inglesa, em que a tradução literal significa escritório em casa, o trabalho do home officer não fica limitado apenas a este ambiente, ou seja, ele pode executar suas atividades em outros locais, como um coworking, uma cafeteria, parques, hotéis, aeroportos, e diversos outros ambientes alternativos, para onde ele possa levar o seu notebook e smartphone, e possa contar também com uma boa conexão de internet. 

São diversas as profissões que podem aderir a este regime de trabalho, porém as que mais se destacam são as que fazem parte das áreas de marketing, publicidade, design, jornalismo, programação, audiovisual, e muitas outras. 

Tipos de home office

Antes de seguir adiante com o texto é importante falar sobre os tipos de home office existentes:

  • Totalmente remoto: é aquele em que o profissional não tem a obrigatoriedade de comparecer à sede da empresa para a qual presta serviço, ou seja, o trabalho e o contato com a organização ocorrem de maneira 100% remota;
  • Híbrido: esta é uma categoria que se configura a partir das opções de realização do trabalho de forma tanto remota, quanto dentro do escritório da empresa em determinados momentos e situações.

Como trabalhar em casa com eficiência?

O trabalho remoto, como eu disse, de uma hora para outra se tornou realidade na vida de muitas pessoas e empresas, principalmente nestes dois últimos meses. Tudo isso em decorrência da situação que o mundo enfrenta atualmente, com relação à pandemia de COVID-19

Neste sentido, para aqueles que estão se vendo diante deste novo desafio, não só em suas vidas profissionais, mas também pessoais, é importante saber que alguns fatores são essenciais para que se realize um bom trabalho a partir de casa. 

A seguir, vou falar sobre cada um deles, mostrando o que é necessário para que se trabalhe em casa com eficiência, prezando sempre pela produtividade, sem deixar de lado a saúde mental. Continue comigo nesta leitura e confira:

Ambiente

O primeiro ponto sobre o qual vou tratar aqui com você é com relação ao ambiente escolhido para desempenhar suas atividades. O ideal é que você pense em um cômodo que te ofereça uma boa ergonomia, em uma disposição de móveis adequada, bem como na escolha de uma cadeira que seja confortável, para que assim você não sofra com problemas de saúde no futuro. 

Distrações

Na hora da escolha do ambiente é importante levar em consideração a questão das distrações. Estas precisam ser evitadas ao máximo, para que, dessa maneira, o seu trabalho não seja prejudicado. 

Assim, é importante que, além de eliminar tudo o que possa te distrair, você também deixe claro a seus familiares, que você está em casa trabalhando, ou seja, não pode ser interrompido e não está disponível para realizar nenhuma outra atividade que não seja pertinente ao seu trabalho. 

Lembre-se também de não se deixar interromper por seus pets. Procure sempre deixá-los abastecidos com alimento e água, e brincar com eles na hora do seu intervalo e/ou no final do expediente. 

Silêncio 

Outra forma importante de realizar um bom trabalho a partir de casa é escolher um local que seja livre de muitos ruídos, uma vez que isso vai contribuir para a concentração e consequentemente para a produtividade, de uma forma geral. VOCÊ É FELIZ?

Assim, para que você mantenha-se focado por um período significativo é importante que o local seja mais silencioso e não sofra tanta interferência do barulho da televisão, dos seus familiares conversando, dos carros na rua, de crianças brincando e por aí vai.

Internet

Falei algumas vezes, mas é sempre bom enfatizar sobre a necessidade de se ter uma internet rápida, de qualidade e estável. Assim, é importante que você tenha acesso a um pacote que te ofereça uma boa velocidade, tanto para a realização de downloads, quanto de uploads. 

Claro, que tudo vai depender da atividade que você desempenha e das demandas que precisa atender, mas algo entre 10 e 1 MB, já podem ser suficientes para te ajudar neste processo. 

Planejamento

Com esta mudança de rotina, é importante que você invista em um bom planejamento diário de atividades, para que, dessa maneira o seu dia de trabalho seja realmente e verdadeiramente produtivo. 

O primeiro passo é relacionar todas as demandas, começando pelas obrigatórias e prioritárias e terminando nas menos importantes. Lembre-se sempre de se lembrar de deixar espaço para os imprevistos e de não sobrecarregar a sua agenda, ou seja, evite realizar trabalho nos momentos em que deveria estar descansando, como nos intervalos e depois do expediente, para que isso não venha a prejudicar a sua saúde física, emocional e mental no futuro. 

Horários e organização 

Assim como se você estivesse trabalhando no escritório, dentro da empresa, batendo ponto todos os dias, é fundamental que você determine horários para começar o trabalho, para os seus intervalos, como almoço e lanche, e também para finalizar o expediente. Além disso, agendas, cadernos, papéis, documentos, arquivos e afins, sejam eles físicos ou virtuais, precisam estar devidamente organizados. 

Tudo isso se faz necessário e fundamental, pois é o que vai te ajudar a realizar um bom trabalho, a atender às suas demandas no prazo programado e a continuar tendo um bom desempenho diariamente. 

Intervalos

Eu falei um pouco sobre os intervalos nos tópicos anteriores, mas é algo que merece uma atenção especial da parte de todo e qualquer tipo de profissional que trabalhe em regime de home office. Digo isso, porque são estes pequenos momentos, que vão contribuir para que você dê uma arejada na mente e no corpo, principalmente depois de longos períodos de trabalho, para que assim continue e não sofra com esgotamento mental e físico. 

Assim, o que você deve fazer é tirar intervalos regulares durante a jornada em casa, sendo que o ideal é 5 a 15 minutos, a cada uma ou duas horas de trabalho seguidas. Aproveite para fazer um alongamento, para esticar um pouco as pernas, lanchar, tomar um café, enfim, fazer algo que te ajude a relaxar física e mentalmente, para retornar com o desempenho ainda melhor. 

Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer de não confundir este momento com procrastinação. Sendo assim, nada de se perder no feed das redes sociais e nem em conversas no WhatsApp. 

Além destas dicas, existem algumas outras que você pode e deve colocar em prática, para realizar um bom trabalho remoto. Confira:

– Evite o uso do celular e redes sociais no horário em que estiver trabalhando;

– Otimize seu tempo;

– Seja uma pessoa organizada;

– Mantenha o foco e disciplina;

– Providencie todas as ferramentas necessárias para o bom andamento do trabalho;

– Tenha uma agenda com todas as suas demandas, prazos e horários;

– Tenha responsabilidade com os serviços que você oferece;

– Não misture suas tarefas. Lembre-se que trabalho é trabalho e, durante seu expediente, evite realizar outras atividades pessoais.

Pontos positivos e negativos do home office

Confira quais são as principais vantagens e desvantagens do home office:

Vantagens

– Você é seu próprio chefe;

– Independência financeira;

– Redução substancial do estresse causado por fatores como o trânsito, pressão e desgaste dentro do ambiente de trabalho;

– Maior qualidade de vida;

– Ganho de tempo para realizar outras atividades, relacionadas ou não ao trabalho;

– Maior proximidade com a família, por passar mais tempo em casa;

– Redução significativa de custos (transporte e alimentação);

– Fazer seus próprios horários.

Desvantagens

– Intervenções (família, telefonemas, problemas domésticos, entre outras coisas);

– Preconceito do mercado formal;

– Falta de organização e planejamento com os projetos;

– Falta de remuneração fixa e carteira assinada;

– Ambiente de trabalho solitário;

– Falta de recursos necessários (cadeiras adequadas, boa conexão com a internet, impressora, computador de qualidade, etc);

– Falta de limites, prazos e horários;

– Dificuldade de concentração.

Se você está planejando sair do mercado de trabalho formal para iniciar um trabalho no modelo home office e não sabe por onde começar, você pode procurar o auxílio do Coaching.

Por meio de sua metodologia, você obterá uma série de conhecimentos, técnicas e ferramentas, que vão te auxiliar a iniciar suas atividades. Você aprenderá, ainda, a desenvolver habilidades e competências fundamentais para a realização do seu trabalho, como estabelecer planejamento de atividades, prazos e metas, dicas de organização, foco, concentração e inteligência competitiva.

Agora me conte, Ser de luz; você já desenvolveu ou trabalha em regime home office? Como foi essa experiência? Deixe o seu comentário no espaço abaixo e lembre-se de compartilhar este poderoso conhecimento com seus amigos, em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-trabalhar-em-casa/

Confiança – A chave para bons relacionamentos

Confiança – A chave para bons relacionamentos

Relacionamentos saudáveis, sejam eles familiares, amorosos, de amizade e até mesmo profissionais, dependem de alguns fatores e no artigo de hoje falarei a respeito de um deles: a confiança. Sem ela, as pessoas envolvidas não conseguem se entregar verdadeiramente, compartilhar seus sentimentos e se mostrar como realmente são. Sem entrega, as relações ficam rasas e perdem o seu verdadeiro significado.

Entenda a importância da confiança para os relacionamentos

Relacionamentos próximos, do tipo que se tem com o cônjuge, pessoas da família e os melhores amigos, são marcados por intimidade. Ninguém conhece mais uma pessoa do que esses entes queridos que convivem com ela de perto. É um tipo de relação em que há ajuda mútua, troca de confidências, gestos de carinho e, também, desentendimentos, que são naturais de acontecer entre seres humanos, mesmo aqueles que possuem grande proximidade.

Tudo isso apenas torna-se possível porque existe confiança, sem ela, um não teria coragem de se abrir com o outro, contar sobre seus sentimentos mais íntimos, pedir ajuda, mostrar sua vulnerabilidade, aprender, ensinar, enfim, ser quem é sem tabus e inseguranças. Quando uma pessoa não confia na outra, as relações não evoluem e ficam sempre estagnadas.

Agora, deixando o lado pessoal de lado para falar de relações profissionais, a confiança também é importante, tanto entre colegas de trabalho, quanto parceiros de negócios, entre clientes e empresas, alunos e professores. É preciso que um confie no outro para trabalhar de forma colaborativa em um projeto, fechar parcerias, comprar produtos ou contratar serviços, compartilhar conhecimento. Sem a crença de que a outra parte é digna de credibilidade, nada disso acontece.

A confiança é a base que solidifica quaisquer relacionamentos.

5 Motivos pelos quais a confiança é importante nos relacionamentos

Para entender o valor da confiança na prática, veja cinco motivos pelos quais ela é essencial em todos os tipos de relacionamento.

1 – Traz segurança

Quando uma pessoa confia na outra, sente-se segura ao lado dela, o que explica o motivo pelo qual é tão reconfortante estar ao lado dos entes queridos em momentos delicados. Você sabe são indivíduos que realmente querem o seu bem e torcem pela sua felicidade.

2 – Sem confiança não há amor verdadeiro

O amor verdadeiro, aquele sentimento puro de desejar o bem ao outro e querer estar perto dele, apenas acontece quando existe uma relação de confiança. Qualquer coisa que se diferencie disso é apenas paixão.

3 – Facilita o perdão

Quando alguém em quem confiamos comete um erro e nos magoa, embora isso possa gerar muito sofrimento, o perdão acaba acontecendo com mais facilidade. Isso porque a relação de confiança nos leva a realmente acreditar que o outro se arrependeu e dará o seu melhor para que o ocorrido não se repita.VOCÊ É FELIZ?

4 – Dá força para superar desafios

O fato de confiar nas pessoas que estão ao seu lado, é extremamente fortalecedor quando é preciso superar um desafio. O mesmo também se aplica a desafios profissionais, poder contar com o suporte de uma equipe de confiança faz toda a diferença.

5 – Mantém a individualidade das pessoas

Em se tratando de relacionamentos pessoais, como amoroso e de amizade, a confiança permite que se mantenha a individualidade, que é um ponto essencial para manter laços saudáveis e equilibrados. Em um casamento, por exemplo, quando um confia no outro, as cobranças deixam de existir e a vida se torna muito mais tranquila.

Dicas para melhorar a confiança nos relacionamentos

Depois de entender que a confiança é a chave para bons relacionamentos, confira dicas para fortalecer esse laço tão importante.

1 – Seja sempre sincero com as pessoas

Sinceridade e confiança são conceitos que andam lado a lado, afinal, é através da primeira que as pessoas terão a certeza de que é realmente digno da confiança delas. Por isso, não tenha medo de ser quem você é, de ser fiel aos seus valores e expressar suas opiniões, mas, claro, sempre cuidando do modo com o qual fala, o que faz toda a diferença. Dá para ser sincero sem ser rude e magoar os outros.

2 – Evite agir movido por impulsos

Uma ótima maneira de evitar quebrar os laços de confiança que tem com outras pessoas é começar a pensar antes de agir. Afinal, nem sempre os impulsos que nos movem seguem os nossos valores e o que acreditamos ser o certo, por isso, é tão importante fazer essa pausa para pesar as consequências e se certificar se realmente deve prosseguir ou recuar.

3 – Tenha empatia

A empatia é, basicamente, o exercício de se imaginar passando pela mesma situação que o outro e, assim, tentar mensurar como ele se sente. Adotar esse hábito é ótimo para fortalecer a confiança nos relacionamentos porque, antes de cometer qualquer ato que possa quebrar esse laço, irá se colocar no lugar da pessoa que será impactada por ele e verificar se gostaria que ela fizesse o mesmo contigo.

4 – Comunique-se com clareza

A comunicação é mais uma ferramenta de grande relevância para a manutenção da confiança nos relacionamentos. Quando duas pessoas conversam e expressam o que sentem, fica muito mais fácil para ambas definir como devem ou não agir. Em um relacionamento amoroso, por exemplo, as duas partes precisam entrar em um consenso sobre o que pode ou não magoar a outra, criando suas próprias regras.

5 – Cuide dos seus relacionamentos

Por último, é sempre importante lembrar que relacionamentos são humanos, vivos e, por isso, devem ser sempre cuidados. Se deseja que seu namoro, casamento, amizade ou relação familiar seja harmoniosa, precisa cuidar, demonstrar o que sente e, principalmente, mostrar-se sempre digno da confiança das pessoas, porque essa é a mais poderosa prova de amor que existe.

Confiar nas pessoas que ama é tão importante quanto confiar em si. Busque conhecer os outros e a si mesmo, essa é a chave para construir laços poderosos de confiança que contribuirão para relacionamentos plenos e felizes.

Aproveite para deixar seu comentário abaixo contando como anda a sua confiança em relação aos outros e compartilhar o artigo em suas redes sociais, levando a reflexão adiante!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/confianca-a-chave-para-bons-relacionamentos/

Como fortalecer os laços com o seu cliente em períodos de crise?

Como fortalecer os laços com o seu cliente em períodos de crise?

Em momentos de crise, um dos primeiros comportamentos que as pessoas costumam ter é reduzir o consumo, o que é gerado por conta das incertezas econômicas. Em cenários assim, elas passam a refletir muito mais antes de uma compra, o que leva as empresas a precisarem mudar suas estratégias. Para saber como fortalecer os laços com os seus clientes durante uma crise e continuar sendo a escolha deles quando precisarem dos produtos ou serviços que sua companhia oferece, é só continuar a leitura.

Relacionamento com o cliente em períodos de crise: por que é importante pensar nisso?

Buscar manter um bom relacionamento com os clientes é importante em qualquer época e em períodos de crise se torna uma condição essencial para as empresas que desejam sobreviver a esse momento delicado. Isso porque, quando uma crise se instaura, as pessoas começam a se sentir inseguras, seja por também serem donas do próprio negócio ou por terem medo de perder seus empregos, o que as leva a consumir menos e pensar muito bem antes de comprar.

Com a redução no consumo e o aumento da cautela na decisão de compra, a concorrência de outras marcas, que já existia, se torna maior, pois a procura está menor. Com o excesso de ofertas, é natural que as pessoas optem por aquela que lhe parecer mais atraente através dos seguintes quesitos: preço, qualidade e atendimento. Atualmente, com a pandemia do coronavírus (COVID-19) e a recomendação de isolamento social, surgiu um novo quesito: a entrega em casa.

Se deseja que a sua empresa seja a principal escolha das pessoas em meio a uma crise, precisa investir no relacionamento com o cliente, o que inclui desde o primeiro contato e vai até o pós-venda. Cada vez mais os consumidores estão indo em busca de marcas que têm a preocupação de oferecer um atendimento personalizado, mas, claro, sem deixar de lado outras exigências que já existiam.

7 Formas para fortalecer os laços com o seu cliente em períodos de crise

Alie-se ao seu cliente e conquiste um importante aliado no processo de superação da crise.

Uma das características essenciais para se tornar um empreendedor de sucesso é a capacidade de se adaptar. Passar por uma crise é realmente uma prova de fogo, mas certamente aqueles que conseguem superar essa fase saem dela ainda mais fortes e preparados para qualquer desafio. Veja, a seguir, sete dicas para fortalecer os laços com os clientes em meio a um cenário problemático e manter as vendas aquecidas.

1 – Entender como a crise impacta o funcionamento do negócio

O primeiro passo a ser dado é entender exatamente como a crise pode impactar o funcionamento do negócio. Em se tratando do coronavírus, se você tem uma loja, por exemplo, que precisou ser fechada, o atendimento deverá continuar através de telefone e canais online. Quais serão esses canais? Como as pessoas serão atendidas? Como as entregas serão feitas? Pensar em todos os detalhes para enfrentar o período é fundamental para se planejar e ter os objetivos alcançados.VOCÊ É FELIZ?

2 – Saber quem são os seus clientes

Um ponto fundamental para o bom relacionamento com o cliente, seja em um período de crise ou não, é saber exatamente quem é ele. Considere o tipo de produto ou serviço que oferece e o perfil de pessoa para os quais são direcionados. É algo voltado ao público feminino ou masculino? Qual a faixa etária e classe social? Através dessas informações poderá personificar os consumidores que deseja atingir, o que permitirá que tome decisões mais focadas, aumentando as chances de sucesso.

3 – Investir na presença online

Independentemente do que aconteça, a internet é o local onde a grande maioria das pessoas está. Nesse sentido, investir na presença online é uma condição essencial para que uma empresa se mantenha próxima dos clientes e continue vendendo apesar da crise. Vale lembrar que não basta ter perfis nas redes sociais, é preciso fazer postagens frequentes e, mais importante, responder os comentários. Assim, se fortalece o relacionamento e se cria um poderoso laço de confiança.

4 – Ter preparo para lidar com problemas

Por mais que uma empresa se esforce para oferecer o melhor atendimento, é natural que problemas aconteçam, como um produto apresentar defeito, um atraso na entrega, entre outras situações. Quando isso acontecer na sua empresa, é fundamental que os colaboradores estejam preparados para resolver, porque a eficiência para lidar com questões assim podem, até mesmo, fidelizar clientes, que verão que podem confiar naquela marca.

5 – Treinar os funcionários de atendimento ao cliente

Os profissionais responsáveis por atender os clientes são os maiores representantes de uma empresa e, portanto, devem estar bem preparados para tal. Cordialidade, paciência e conhecimento sobre os produtos ou serviços ofertados são condições essenciais para oferecer um atendimento de qualidade e que faça com que as pessoas se lembrem da marca quando precisarem fazer uma nova compra.

6 – Manter uma base de dados sobre os clientes

Manter registros com dados dos clientes e suas compras é fundamental, porque são informações que permitem direcionar as estratégias de marketing para que tragam os resultados esperados. Se você sabe que o cliente X tem preferência por determinado produto, pode entrar em contato com ele quando esse item chegar. No caso de serviços, dá para personalizar os pacotes de acordo com as preferências de cada consumidor.

7 – Mostrar que a empresa se importa com os clientes

Por fim, é preciso mostrar que, mais do que vender, a empresa se importa com os clientes e deseja oferecer soluções que facilitem suas vidas. Isso pode ser demonstrado de diversas maneiras, desde a abordagem dos posts das redes sociais, até a forma com a qual é realizado o atendimento, o pós-venda e a resolução de problemas.

Em se tratando do momento atual, de pandemia do coronavírus, mostrar que a companhia se importa com a sociedade é mais uma forma de fortalecer os laços com os clientes. Ter responsabilidade social, realizando ações que estejam no alcance da empresa, como distribuir máscaras e álcool gol, por exemplo, faz toda a diferença no modo como as pessoas enxergam uma empresa.

Espero que as dicas te ajudem a fortalecer os laços com seus clientes para atravessar o período de crise com serenidade e força. Acredite, as crises passam e fica o aprendizado. Aproveite para compartilhar o artigo com seus amigos empreendedores para levar a informação adiante!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-fortalecer-os-lacos-com-o-seu-cliente-em-periodos-de-crise/

Você se distrai facilmente? Confira algumas dicas que vão te ajudar a manter o foco

Você se distrai facilmente? Confira algumas dicas que vão te ajudar a manter o foco

Saber manter o foco é muito importante para conseguir realizar tarefas com qualidade e chegando aos resultados esperados. Isso vale para o trabalho, os estudos, projetos pessoais e, até mesmo, tarefas do dia a dia, como cozinhar e organizar a casa. Quando uma pessoa se concentra na atividade que está executando consegue se atentar aos detalhes, encontrar novas possibilidades, além de concluir com muito mais agilidade.

Se você é uma pessoa que tem tendência a se distrair com facilidade, vai gostar das dicas que irei compartilhar ao longo do artigo. Elas te ajudarão a manter a mente focada e livre de distrações.

O foco é imprescidível para realização eficaz das tarefas diárias.

10 Dicas para quem se distrai facilmente manter o foco

Você começa uma tarefa, então, seu celular recebe uma notificação, o telefone toca, um novo e-mail chega. Estamos o tempo todo rodeados por distrações e devemos saber como lidar com elas para evitar que roubem nosso tempo, que é um recurso tão precioso e que, quando perdido, não pode ser recuperado. Veja, a seguir, dez dicas práticas para manter o foco e se concentrar.

1 – Desligue as notificações

A primeira atitude a ser tomada para manter o foco é desligar todas as notificações, o que inclui redes sociais, aplicativos de mensagens, e-mails e até ligações, caso não esteja esperando nenhuma chamada urgente. Fazer isso é necessário para evitar que seus ciclos de concentração sejam interrompidos, além do mais, se for parar o que está fazendo a cada vez que seu celular apitar, irá levar muito mais tempo do que deveria para realizar até mesmo as tarefas mais simples.

2 – Definir momentos do dia para responder mensagens e e-mails

Mesmo que dentro da sua rotina de trabalho precise responder mensagens e e-mails, o melhor a fazer é definir horários específicos do dia para isso. Essa organização tornará essa atividade muito mais prática e dinâmica. Se serão cinco, dez ou quinze minutos destinados às respostas, vai depender do volume que costuma receber. Por isso, é interessante que vá conhecendo sua rotina e se adaptando de acordo com suas necessidades.

3 – Faça pausas curtas

Evite querer manter o foco por duas, três ou até cinco horas seguidas, pois até mesmo as pessoas que têm facilidade para se concentrar não ficam tanto tempo assim fazendo a mesma coisa. Fazer pausas a cada uma ou duas horas é importante para recuperar as energias e voltar ainda mais focado. O método pomodoro é bastante interessante para quem está começando, consiste em intercalar vinte e cinco minutos de trabalho com cinco de descanso. Assim, você vai treinando seu cérebro e acostumando-o a se manter concentrado.

4 – Se for ouvir música, prefira as instrumentais

Muitas vezes, os fones de ouvidos se tornam a única saída para abafar os barulhos externos e evitar que eles tirem a atenção. Se for esse o seu caso, evite ouvir músicas com letra, prefira as instrumentais, porque elas induzem o cérebro a se concentrar. Faça uma busca na internet por músicas para concentração e irá encontrar diversas opções que tornarão seus dias de trabalho mais agradáveis.VOCÊ É FELIZ?

5 – Escolha locais tranquilos para realizar suas tarefas

Sempre que precisar realizar alguma atividade em casa que necessite de foco, escolha um local tranquilo para isso. Evite, por exemplo, ambientes em que outras pessoas estejam falando, assistindo TV, ouvindo música. Mesmo que coloque fones de ouvido para abafar os ruídos, vê-las já será o suficiente para que se distraia. Prefira se isolar em um outro cômodo, para direcionar toda a sua atenção, concluir a tarefa mais rapidamente e, depois, ficar com a sua família.

6 – Identifique os seus pontos de distração

Cada pessoa tem os agentes que mais lhe causam distração. Tem aquelas que saem do foco com qualquer tipo de barulho, outras que entram nas redes sociais e se esquecem do tempo, aquelas que começam a conversar com um familiar e não param mais. Reconhecer quais são os seus maiores funis de atenção é muito importante, porque assim poderá se preparar para evitá-los nos momentos em que precisar de foco.

7 – Crie prazos mais curtos para si mesmo

Você já ouviu falar a respeito da Lei de Parkinson? Trata-se de uma explicação para aquela sensação que muitas pessoas experimentam de não terem tempo para nada. De acordo com Cyril Northcote Parkinson, seu criador, uma tarefa se expande de modo a preencher todo o tempo disponível para sua realização. Assim, se você precisa fazer um relatório e tem a tarde livre para isso, provavelmente levar todas essas horas para conclui-lo, mesmo que fosse capaz de conseguir o mesmo em apenas uma hora.

Para evitar que isso aconteça, é interessante criar seus próprios prazos, que deverão ser mais curtos que os oficiais. Se precisa entregar um projeto para o seu chefe às 17 horas, programe-se para concluir às 15. Isso permitirá que faça um uso mais inteligente do seu tempo e evite desperdiçá-lo.

8 – Faça afirmações positivas

Mesmo que tenha uma tarefa longa para realizar, evite alimentar pensamentos ruins do tipo: “isso vai demorar” e “não vou conseguir”. Prefira fazer afirmações positivas, que te estimulem a seguir firme e se dedicar com foco para realizar um bom trabalho e, em seguida, poder descansar. Seu estado de espírito conta muito na hora de se concentrar, lembre-se disso!

9 – Defina três objetivos principais todos os dias

Ter metas a cumprir é sempre muito bom, porque isso funciona como estímulo para que se dedique e se concentre. Sendo assim, procure definir todos os dias três objetivos principais, considerando as tarefas mais importantes que precisa realizar. Faça listas em uma agenda tradicional ou aplicativo, poder riscar cada item será extremamente satisfatório e motivador.

10 – Visualize a tarefa concluída

Por fim, sempre que tiver uma tarefa longa e que exija mais tempo e concentração para ser realizada, visualize-a sendo concluída. Capriche nos detalhes, imagine a satisfação que estará sentindo, o alívio, o orgulho de si mesmo. Esse exercício irá te motivar a fazer a sua parte e realmente experimentar tudo aquilo ao final.

Vencer as distrações é desafiador, mas fazer esse esforço e ver que é capaz de manter o foco irá te motivar a se tornar cada vez melhor nisso. Quanto mais concentração, mais qualidade suas tarefas terão, o que te abrirá muitas portas e fará com que se mantenha em constante evolução.

Se este conteúdo te ajudou de alguma maneira, passe-o adiante, compartilhando em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/

BAIXAR O PDF
close-link