A Metáfora da Flor de Lótus

A Metáfora da Flor de Lótus

Em um pântano, com sua água parada, lodosa, muitas vezes fétida por causa da decomposição das plantas que não sobrevivem a esse ambiente, nasce a mais bela e significativa das flores: a flor de lótus.

Essa flor de raríssima beleza, como um lírio, só que vivem em lagoas e lagos, terrenos alagadiços. Ela tem suas raízes fixas na lama, no lodo. Seu caule percorre todo o espaço com água, do chão até a superfície. Então, na superfície, desabrocha uma linda e rara flor – completamente pura, sem nenhuma marca do lodo que a gerou. A semente da Flor de Lótus é capaz de permanecer viva e resistente por um período de até 30 séculos. E isso sem perder seu poder de fertilização. 

Durante a noite, a flor de lótus “sai de cena” fechando suas pétalas e mergulhando nas águas. Ao amanhecer ela está linda novamente por sobre aquele lamaçal sujo. 

Como pode algo tão puro como a flor de lótus nascer da mais impura das matérias? Permanece um mistério para o homem o processo de filtragem da sujeira do ambiente que ocorre no interior desse formoso vegetal, já que a ciência não conseguiu até os dias de hoje explicar como isso ocorre.

A flor de lótus é um verdadeiro exemplo, tirado da natureza, das adversidades também humanas. Um exemplo de que podemos viver, conviver, nos relacionarmos em ambientes não tão agradáveis aos nossos olhos mas pela resiliência e capacidade de renascermos a cada dia diante de tantos problemas e preocupações do dia a dia, no nosso enfrentamento constante que faz parte da natureza humana. É fato que muitas respostas para nossos problemas encontramos na natureza. 

Ora, o lugar de onde viemos e onde estamos diz muito pouco sobre nós, pois podemos irradiar luz e pureza mesmo estando entre os mais impuros e nos mais obscuros lugares, basta que tenhamos consciência disso. Se tivermos um alicerce moral estruturado, voltado para o bem, e permanecermos fiéis a ele, dificilmente influências externas negativas serão capazes de poluir nosso íntimo. Com essa estrutura moral, nada lhe transforma, nada tira você de seus conceitos e em tudo que você acredita ser verdade, para o bem, nem o ambiente nem as pessoas, nem histórias que não queiramos fazer parte.

O charco que acomoda as raízes dessa bela planta é um símbolo que pode ser interpretado como o apego que desenvolvemos a pensamentos e ações de baixa vibração energética: futilidades, crenças que nos limitam, comodidade ou conformismo, desejos que não nos fazem crescer, enfim, tudo aquilo que alimenta apenas nosso lado sombrio.VOCÊ É FELIZ?

Mesmo que sejamos incapazes de enxergar nossa face oculta da luz, e vejamos apenas nossa lama, é preciso acreditar que desabrocharemos, assim como a flor de lótus. 

Comparo esse “recolher e acordar” da flor de lótus com a  resiliência do ser humano. Quando uma pessoa é dotada de um elevado grau de resiliência, ela passa por tanta provação, às vezes cai, e mesmo assim, no outro dia, consegue se refazer, levantar e dar a volta por cima, se esforçando sempre para, a cada dia, ter mais força de vontade, acreditar mais que tudo dará certo. São pessoas otimistas. Que não se envergam, que coloca um foco, uma meta, e não sossega até alcança-la. Tenha confiança e se esforce para caminhar sempre no sentido da luz e da evolução.

Os budistas acreditam que a flor de lótus é sagrada, pois só aparece na terra depois de já ter sido gerada no plano espiritual. Assim, é preciso também que nosso interior, nossa espiritualidade, seja capaz de gerar em nós pureza e luz.

A lenda budista conta que quando Siddhartha, que mais tarde se tornaria o Buda, tocou o solo e fez seus primeiros sete passos, sete flores de lótus cresceram. Similarmente, cada passo nosso é um avanço a caminho da expansão de consciência e da espiritualização.

Todos nós temos nossa sobra e nossa luz. Você também, com certeza, já deve ter se assustado com sua sombra, ou se alegrado e vibrado positivamente com seus momentos de luz. 

Saber aceitar seu lado sombrio e trabalhar cada vez mais para tirar proveito desse lado para um grande aprendizado em sua vida, é muito gratificante para seu ego. Isso é aceitar que você tem defeitos, que enfrenta derrotas mas está com sua consciência ligada no bem para se beneficiar e fazer o que tem de melhor dentro de você para outras pessoas e principalmente para você mesmo.

Quando você percebe essa mistura de sombra e luz dentro de você e aprende a trabalhar o seu interior com esses dois lados, tudo fica mais fácil, mais vibrante, sua vida passa a fazer mais sentido para você. Um exemplo disso é quando uma pessoa passa por alguma perda familiar. Tudo parece sem sentido, sombrio e perdido, sem sentido. Aos poucos ela vai ressignificando tudo, com um olhar de muita luz. A luz sobrepõe o lado sombrio, e isso é bom. 

Levante e comece a agradecer tudo que recebeu de bom e de ruim também pois faz com que seja grato. A gratidão é um sentimento fantástico, que faz do ser humano um indivíduo capaz de olhar para a luz do outro, ter empatia, compaixão. Esses sentimentos nos fazer sair da escuridão e ver a vida com mais amor, mais sentido.  

Por isso, você que deseja trabalhar com coaching, mostre ao seu coachee que somos sombra e luz. Ajude-o a enfrentar esses dois lados com harmonia e capacidade de identificar esses sentimentos como parte da vida dele. Somos maravilhosos e também ruins, mas que sempre devemos trazer à tona nossa melhor parte. E para isso, nada melhor que nos conhecermos na essência. 

Se gostou de nosso artigo sobre “A metáfora da flor de lótus”, deixe-nos um comentário. Compartilhe também essa metáfora tão interessante para seu grupo de amigos, em suas redes sociais.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/a-metafora-da-flor-de-lotus/

Quais os tipos de coaching?

Quais os tipos de coaching?

O Coaching é uma metodologia flexível. É um processo que pode ser oferecido em diferentes situações, que pode ser adaptada a diversos nichos, em diferentes ambientes com base nas necessidades de cada indivíduo. Isto porque a metodologia abrange diversas técnicas e ferramentas voltadas para o desenvolvimento humano, seja no campo pessoal ou profissional.

O termo coaching normalmente se refere a métodos de ajudar os outros a melhorar, desenvolver, aprender novas habilidades, encontrar sucesso pessoal, alcançar metas e gerenciar mudanças na vida e desafios pessoais. O coaching geralmente aborda atitudes, comportamentos, habilidades e conhecimentos, bem como metas e aspirações de carreira, e também pode se concentrar no desenvolvimento físico e espiritual também. 

O coaching pode se referir a situações diferentes, como:

  • Coaching dentro das organizações, juntamente com treinamento e orientação;
  • Coaching fora das organizações, como coaching pessoal, normalmente entregue por coaches autônomos ou fornecedores;

O coaching pode ter diferentes graus de formalidade e estrutura. Pode ser muito informal e muito vagamente estruturado, ou formal e fortemente estruturado, ou combinações de ambos. 

Atualmente, existem vários campos de atuação para o Coaching, como: Coach de Novos Negócios, Coach de Gestores, Coach Financeiro, Coach de Férias, Coach de Carreira, Coach de Planejamento, Coach de Empreendimento, Coach para Emagrecimento, Coach de Família, Coach de Vendas, Coach de Energia, Coach de Negócios, Coach de Comunicação, Coach de Crises e Transições, Coach de Relacionamentos, Coach de Atletas, Coach de Adolescentes, Coach Espiritual, Coach de Emoções, Coach de Transformação, Coach de Crianças, Coach de Liderança, Coach de Superação, Coach de Sucesso, Coach de Aposentadoria, entre muitas outras opções.

Conheça os principais tipos de Coaching

Coach de Carreira

Coach de Carreira tem como principal objetivo orientar pessoas que pretendem evoluir e transformar suas carreiras. Neste segmento de Coaching, o coach auxilia o profissional a identificar claramente o que realmente busca no mercado de trabalho e, a partir daí, criar estratégias específicas para o alcance dessas metas. O coach de carreira ajuda as pessoas a identificar o que elas querem e precisam de sua carreira, em seguida, tomar decisões e tomar as ações necessárias para realizar seus objetivos de carreira em equilíbrio com as outras partes de suas vidas.

Coach de Vendas

Coach de Vendas é um orientador que utiliza etapas do processo de Coaching para aumentar a performance e os resultados das vendas de uma empresa ou indivíduo, unindo o melhor do Coaching com as melhores técnicas de vendas do mercado.

Coach de Relacionamentos

Auxilia casais a alcançar suas metas e objetivos em comum, além de se conhecer melhor e, por meio do autoconhecimento, superar e ressignificar as dificuldades e conflitos criados pela convivência.. O coach de relacionamento ajuda duas ou mais pessoas a formar, mudar ou melhorar suas interações. O contexto pode ser trabalho, pessoal ou outras configurações. Também auxilia o casal a suspender os julgamentos, permitindo que um ouça o outro na essência.

Coach de Emagrecimento

Auxilia aqueles que desejam perder ou manter o peso, conduzindo o cliente à mudanças nos hábitos. As técnicas ensinadas por este tipo de Coaching trabalha fatores como gestão de tempo, disciplina, comprometimento e motivação.

Coach Financeiro

Coach Financeiro oferece um treinamento específico para o alcance de resultados positivos nas finanças pessoais ou empresariais.

Coach de Negócios

Auxiliar empreendedores e empresários a alavancar seus negócios por meio do desenvolvimento de estratégias baseadas em princípios do Coaching. O coaching de negócios é sempre conduzido dentro das restrições impostas ao indivíduo ou grupo para atingir as metas organizacionais.

Coach Esportivo

O Coach Esportivo leva os atletas a alcançarem resultados e desempenhos cada vez maiores, por meio de incentivos positivos e treinos com técnicas específicas de Coaching.VOCÊ É FELIZ?

Coach Individual Para Executivos

O coaching individual é cada vez mais reconhecido como o caminho para as organizações melhorarem os executivos para desenvolver novas habilidades, melhorar o desempenho, superar os desmembramentos e se preparar para o avanço. Oferecer coaching no nível executivo e vinculado a metas da organização, geralmente resulta em melhores resultados de negócios. O coaching executivo é geralmente ministrado por coaches que atuam fora da organização, cujos serviços são solicitados por uma duração acordada ou número de sessões de coaching.

Life Coaching 

O personal / life coach ajuda os indivíduos a ganhar consciência e esclarecer seus objetivos pessoais e prioridades, compreender melhor seus pensamentos, sentimentos e opções, e tomar medidas apropriadas para mudar suas vidas, realizar seus objetivos e sentir mais cumprida.

Coaching de grupo

Treinadores de grupo trabalham com indivíduos em grupos. O foco pode variar de desenvolvimento de liderança para desenvolvimento de carreira, gerenciamento de estresse para formação de equipes. O coaching em grupo combina os benefícios do coaching individual com os recursos dos grupos. Os indivíduos aprendem uns com os outros e as interações que ocorrem dentro da configuração do grupo.

Coaching de desempenho

Os coaches de desempenho ajudam os funcionários em todos os níveis a entender melhor os requisitos de seus trabalhos, as competências necessárias para atender a esses requisitos, as lacunas em seu desempenho atual e as oportunidades de melhorar o desempenho. Os coaches, em seguida, trabalham com os funcionários, seus chefes e outros em seu local de trabalho para ajudar os funcionários a preencher as lacunas de desempenho e desenvolver planos para um maior desenvolvimento profissional.

Coaching de Líder Recém-Designado

Os coaches de pessoas designadas ou contratadas para novas funções de liderança ajudam esses líderes a decolarem. O objetivo do coaching é esclarecer com os principais constituintes do líder as responsabilidades mais importantes de seu novo papel, o que será entregue ​​nos primeiros meses da nova tarefa e maneiras de integrar a equipe que ele conduzirá com a organização. O principal foco deste tipo de coaching é ajudar o novo líder a assimilar e alcançar seus objetivos de negócios.

Coaching de alto potencial ou desenvolvimento

O coach trabalha com organizações para desenvolver o potencial de indivíduos que foram identificados como chave para o futuro da organização ou que fazem parte do plano de sucessão da organização. O foco do coaching pode incluir avaliação, desenvolvimento de competências ou planejamento de assistência e implementação de projetos estratégicos.

Coaching para Fornecer Feedback e Planejamento de Desenvolvimento

Organizações que usam processos de avaliação ou feedback 360 frequentemente utilizam coaches para ajudar os funcionários a interpretar os resultados de suas avaliações e feedback. Além disso, os coaches trabalham com indivíduos para tomar decisões de carreira e estabelecer planos de desenvolvimento profissional com base no feedback, nos resultados da avaliação e em outros dados relevantes.

Coaching Comportamental Direcionado

Os coaches que fornecem coaching comportamental direcionado ajudam as pessoas a mudar comportamentos ou hábitos específicos ou aprender maneiras novas e mais eficazes de trabalhar e interagir com os outros. Esse tipo de treinamento geralmente ajuda indivíduos que, de outra forma, são muito bem-sucedidos em seus trabalhos atuais ou estão assumindo novas responsabilidades que exigem uma mudança em comportamentos específicos.

Legacy Coaching

O coach legado ajuda os líderes que estão se aposentando de um papel fundamental para decidir sobre o legado que gostariam de deixar para trás. O coach também fornece conselhos sobre a transição do papel de liderança.

Coaching de Sucessão

O coach de sucessão ajuda a avaliar possíveis candidatos para cargos de gerência sênior e os prepara para a promoção de funções mais seniores. Esse tipo de coaching pode ser usado em qualquer organização que esteja experimentando crescimento ou rotatividade em seus níveis de liderança. É especialmente útil em empresas familiares manter a viabilidade da empresa. Como a avaliação é muitas vezes parte dessa intervenção, expectativas claras e regras básicas de confidencialidade são essenciais. Pode ser necessário em algumas empresas usar consultores separados para avaliação e treinamento.

Coaching de Habilidades de Apresentação / Comunicação

Esse tipo de coaching ajuda os indivíduos a obter autoconsciência sobre como eles são percebidos pelos outros e por que eles são percebidos dessa maneira. Os clientes aprendem novas maneiras de interagir com os outros. O uso de gravação de vídeo com feedback permite que os clientes se vejam como os outros. O coach ajuda os clientes a mudar a maneira como eles se comunicam e influenciam os outros, mudando suas palavras, como elas dizem essas palavras e a linguagem corporal que usam para transmitir as mensagens pretendidas.

Coaching de equipe

Um ou mais coaches de equipe trabalham com o líder e os membros de uma equipe para estabelecer a missão, a visão, a estratégia e as regras de engajamento da equipe uns com os outros. O líder e os membros da equipe podem ser treinados individualmente para facilitar as reuniões da equipe e outras interações, construir a eficácia do grupo como uma equipe de alto desempenho e atingir as metas da equipe.

Coaching, Coach e Coachee

Embora sejam palavras muito parecidas, essas nomenclaturas possuem significados muito diferentes:

– Coaching: metodologia de desenvolvimento humano conduzida pelo Coach;

– Coach: profissional que conduz o processo de Coaching;

– Coachee: cliente que passa pelo processo de Coaching.

Gostou do artigo? Compartilhe sua opinião!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/quais-os-tipos-de-coaching/

Como você lida com a frustração?

Como você lida com a frustração?

A frustração é um sentimento que ninguém deseja sentir, pois envolve ser impedido de atingir a satisfação, que é o que todo ser humano deseja. Quando uma pessoa vai a uma entrevista de emprego, por exemplo, espera ser selecionada, se o resultado não sai como o esperado, se sente frustrada porque o seu desejo não se concretizou. Isso acontece com frequência na vida de todos, já que não é sempre que nossas vontades são atendidas, por essa razão é importante aprender a lidar com a frustração, para evitar que ela se torne motivo para desânimo e desistência.

Entenda o que é frustração

Como disse anteriormente, a frustração é uma emoção que ocorre em situações em que uma pessoa é impedida de alcançar algo que deseja, o que pode ser desde preparar uma receita na cozinha quanto ser aprovado em um processo seletivo para uma vaga de emprego. A diferença entre os tipos de situação é a intensidade com a qual a frustração se manifesta, normalmente, quanto mais importante é o objetivo, maior ela é.

É importante dizer que a frustração não é necessariamente ruim, ela pode funcionar como um indicador de problemas e, através do incômodo que causa, motivar a mudança. No entanto, é importante tomar cuidado para que não se transforme em um ciclo vicioso de raiva, estresse e ressentimentos, porque isso faz com que o indivíduo se afunde cada vez nesse sentimento, abrindo mão de seus objetivos por se julgar incapaz.

Basicamente, a frustração acontece quando suas ações não trazem o resultado esperado, o que pode ser motivado tanto por fontes externas quanto internas. As fontes externas são as circunstâncias da vida, transformações inesperadas, perdas, entre outras. Já as fontes internas são fruto de autocobrança excessiva, falta de confiança em si mesmo ou ter dois ou mais objetivos que são conflitantes.

7 Dicas para lidar com a frustração positivamente

Não temos como eliminar a frustração das nossas vidas, até porque se trata de um sentimento fundamental para o nosso desenvolvimento, entretanto, é importante aprender a lidar positivamente com ela, para que se transforme em autoconhecimento e motivação, não em desânimo e desistência. Veja, a seguir, algumas dicas poderosas que poderão te ajudar nisso.

1 – Descubra a fonte da sua frustração

Em primeiro lugar, encontre a fonte da sua frustração, por mais que pareça claro, reflita a respeito, assim, poderá identificar detalhes que poderiam ser ignorados. Quanto mais entender o que está acontecendo, mais clareza terá para saber como agir. Se apenas se deixar levar pelo sentimento, sem se questionar, perderá a oportunidade de aprender as lições envolvidas e deixará de encontrar soluções que sejam verdadeiramente eficazes.

2 – Faça algo agradável

Quando estiver se sentindo frustrado por algo que aconteceu, tire um momento para si, para relaxar e pensar em outras coisas. Se distrair é uma ótima escolha para acalmar os ânimos e, em seguida, conseguir pensar em como solucionar o problema em questão sem o peso gerado pelas emoções. Caso tenha algum hobby, recorra a ele, se não tiver, encontre alguma atividade que te ajude a mudar o foco e relaxar.VOCÊ É FELIZ?

3 – Mantenha um registro com suas realizações

Adote o hábito de registrar todas as suas realizações diárias, assim, terá o controle do que fez ao longo da semana, do mês e do ano, o que é ótimo para deixar de olhar apenas para os problemas e saber valorizar suas conquistas. Essa é uma estratégia simples e eficaz para driblar a tendência natural da mente de dar maior ênfase para as falhas e fortalecer sua autoconfiança.

4 – Identifique seu estado desejado

Para alcançar um objetivo, é preciso saber exatamente o que deseja, desse modo, procure refletir sobre o seu estado desejado, deixando de lado as pressões externas para focar apenas na sua essência. Com essas respostas em mãos, ficará mais simples se planejar para definir novas estratégias e tentar novamente. O importante é sempre seguir em frente e não desistir enquanto aquele objetivo ainda fizer sentido para você.

5 – Aprenda a se adaptar às mudanças

Essa dica é específica para a frustração gerada por fontes externas, que são aquelas que não podemos mudar. Então, se não é possível mudar a situação, mude você e suas atitudes. A adaptação é uma habilidade das pessoas inteligentes e maduras que sabem que reclamar não irá levá-las a lugar algum. Quanto mais flexível você for, mais longe irá conseguir chegar em tudo o que desejar.

6 – Acredite no seu potencial

Por mais que o resultado obtido não seja o que esperava, acredite no seu potencial. Lembre-se que todo ser humano está sujeito a falhar, assim como as circunstâncias podem atrapalhar os planos de qualquer pessoa. Evite se colocar como uma vítima da situação, assuma a sua responsabilidade, busque aprender com o ocorrido para colocar as lições em prática na próxima tentativa, isso vai fazer toda a diferença.

7 – Busque outras formas de chegar ao resultado desejado

Se o seu planejamento não trouxe o resultado que esperava, altere-o, assim como um comandante altera a rota do navio quando percebe que é necessário. Como bem disse o grande gênio Albert Einstein, loucura é fazer sempre as mesmas coisas e esperar obter resultados diferentes. Portanto, se algo deu errado, veja no que falhou, obtenha outras perspectivas, reinvente-se, assim poderá encontrar alternativas que resultem no que espera.

Desapegue da perfeição na primeira tentativa, se dedique, dê o seu melhor, mas evite esperar as condições perfeitas, apenas faça. Se der errado e a frustração vier, respire fundo e lembre-se de que você pode fazer qualquer coisa depois de praticar por diversas vezes. Acertar na primeira, além de ser raro, te impede de evoluir e aperfeiçoar suas habilidades para obter um resultado ainda melhor.

Jamais permita que a frustração seja motivo para que desista, desafie a si e as circunstâncias, ouse fazer diferente, experimentar, falhar, aprender, evoluir. Assim, irá trilhar um caminho fantástico de evolução que te levará ao topo.

Aproveite para deixar seu comentário abaixo a respeito do assunto e compartilhar o artigo em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-voce-lida-com-a-frustracao/

Como trabalhar em casa

Como trabalhar em casa

Trabalhar no conforto de casa, definindo seus próprios horários e rendimentos, é o sonho de muita gente. Fugir do estresse do trânsito, não ter que lidar com as pressões do dia a dia de uma organização, evitar conflitos no ambiente corporativo, entre diversos outros benefícios, é um sonho bastante tentador para muitos profissionais.

O modelo de trabalho home office, porém, não é essa maravilha todo que grande parte das pessoas imagina. Isso porque, muitas vezes, o profissional se deixa levar pelo conforto do lar e acaba se perdendo nas tarefas profissionais. A verdade é que, dependendo da situação, trabalhar em casa exige muita mais responsabilidade, compromisso e, principalmente, disciplina, do que aquele trabalho que é desenvolvido dentro da empresa. 

Por saber que, de uma hora para outra, esta se tornou a realidade de muitas pessoas nesses últimos meses, no artigo de hoje vou me dedicar a falar um pouco mais sobre o home office, para que você consiga equilibrar desempenho e produtividade, sem esquecer, é claro, da sua saúde mental. 

Convido você a me acompanhar e conferir!

O que é home office?

trabalho home office é aquele em que um profissional presta serviços para determinada empresa de maneira remota. Trata-se de uma modalidade em que organizações e indivíduos têm a oportunidade de se conectarem à distância, realizando, independentemente disso, um bom trabalho em conjunto.

Por mais que se trate de um termo vindo da língua inglesa, em que a tradução literal significa escritório em casa, o trabalho do home officer não fica limitado apenas a este ambiente, ou seja, ele pode executar suas atividades em outros locais, como um coworking, uma cafeteria, parques, hotéis, aeroportos, e diversos outros ambientes alternativos, para onde ele possa levar o seu notebook e smartphone, e possa contar também com uma boa conexão de internet. 

São diversas as profissões que podem aderir a este regime de trabalho, porém as que mais se destacam são as que fazem parte das áreas de marketing, publicidade, design, jornalismo, programação, audiovisual, e muitas outras. 

Tipos de home office

Antes de seguir adiante com o texto é importante falar sobre os tipos de home office existentes:

  • Totalmente remoto: é aquele em que o profissional não tem a obrigatoriedade de comparecer à sede da empresa para a qual presta serviço, ou seja, o trabalho e o contato com a organização ocorrem de maneira 100% remota;
  • Híbrido: esta é uma categoria que se configura a partir das opções de realização do trabalho de forma tanto remota, quanto dentro do escritório da empresa em determinados momentos e situações.

Como trabalhar em casa com eficiência?

O trabalho remoto, como eu disse, de uma hora para outra se tornou realidade na vida de muitas pessoas e empresas, principalmente nestes dois últimos meses. Tudo isso em decorrência da situação que o mundo enfrenta atualmente, com relação à pandemia de COVID-19

Neste sentido, para aqueles que estão se vendo diante deste novo desafio, não só em suas vidas profissionais, mas também pessoais, é importante saber que alguns fatores são essenciais para que se realize um bom trabalho a partir de casa. 

A seguir, vou falar sobre cada um deles, mostrando o que é necessário para que se trabalhe em casa com eficiência, prezando sempre pela produtividade, sem deixar de lado a saúde mental. Continue comigo nesta leitura e confira:

Ambiente

O primeiro ponto sobre o qual vou tratar aqui com você é com relação ao ambiente escolhido para desempenhar suas atividades. O ideal é que você pense em um cômodo que te ofereça uma boa ergonomia, em uma disposição de móveis adequada, bem como na escolha de uma cadeira que seja confortável, para que assim você não sofra com problemas de saúde no futuro. 

Distrações

Na hora da escolha do ambiente é importante levar em consideração a questão das distrações. Estas precisam ser evitadas ao máximo, para que, dessa maneira, o seu trabalho não seja prejudicado. 

Assim, é importante que, além de eliminar tudo o que possa te distrair, você também deixe claro a seus familiares, que você está em casa trabalhando, ou seja, não pode ser interrompido e não está disponível para realizar nenhuma outra atividade que não seja pertinente ao seu trabalho. 

Lembre-se também de não se deixar interromper por seus pets. Procure sempre deixá-los abastecidos com alimento e água, e brincar com eles na hora do seu intervalo e/ou no final do expediente. 

Silêncio 

Outra forma importante de realizar um bom trabalho a partir de casa é escolher um local que seja livre de muitos ruídos, uma vez que isso vai contribuir para a concentração e consequentemente para a produtividade, de uma forma geral. VOCÊ É FELIZ?

Assim, para que você mantenha-se focado por um período significativo é importante que o local seja mais silencioso e não sofra tanta interferência do barulho da televisão, dos seus familiares conversando, dos carros na rua, de crianças brincando e por aí vai.

Internet

Falei algumas vezes, mas é sempre bom enfatizar sobre a necessidade de se ter uma internet rápida, de qualidade e estável. Assim, é importante que você tenha acesso a um pacote que te ofereça uma boa velocidade, tanto para a realização de downloads, quanto de uploads. 

Claro, que tudo vai depender da atividade que você desempenha e das demandas que precisa atender, mas algo entre 10 e 1 MB, já podem ser suficientes para te ajudar neste processo. 

Planejamento

Com esta mudança de rotina, é importante que você invista em um bom planejamento diário de atividades, para que, dessa maneira o seu dia de trabalho seja realmente e verdadeiramente produtivo. 

O primeiro passo é relacionar todas as demandas, começando pelas obrigatórias e prioritárias e terminando nas menos importantes. Lembre-se sempre de se lembrar de deixar espaço para os imprevistos e de não sobrecarregar a sua agenda, ou seja, evite realizar trabalho nos momentos em que deveria estar descansando, como nos intervalos e depois do expediente, para que isso não venha a prejudicar a sua saúde física, emocional e mental no futuro. 

Horários e organização 

Assim como se você estivesse trabalhando no escritório, dentro da empresa, batendo ponto todos os dias, é fundamental que você determine horários para começar o trabalho, para os seus intervalos, como almoço e lanche, e também para finalizar o expediente. Além disso, agendas, cadernos, papéis, documentos, arquivos e afins, sejam eles físicos ou virtuais, precisam estar devidamente organizados. 

Tudo isso se faz necessário e fundamental, pois é o que vai te ajudar a realizar um bom trabalho, a atender às suas demandas no prazo programado e a continuar tendo um bom desempenho diariamente. 

Intervalos

Eu falei um pouco sobre os intervalos nos tópicos anteriores, mas é algo que merece uma atenção especial da parte de todo e qualquer tipo de profissional que trabalhe em regime de home office. Digo isso, porque são estes pequenos momentos, que vão contribuir para que você dê uma arejada na mente e no corpo, principalmente depois de longos períodos de trabalho, para que assim continue e não sofra com esgotamento mental e físico. 

Assim, o que você deve fazer é tirar intervalos regulares durante a jornada em casa, sendo que o ideal é 5 a 15 minutos, a cada uma ou duas horas de trabalho seguidas. Aproveite para fazer um alongamento, para esticar um pouco as pernas, lanchar, tomar um café, enfim, fazer algo que te ajude a relaxar física e mentalmente, para retornar com o desempenho ainda melhor. 

Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer de não confundir este momento com procrastinação. Sendo assim, nada de se perder no feed das redes sociais e nem em conversas no WhatsApp. 

Além destas dicas, existem algumas outras que você pode e deve colocar em prática, para realizar um bom trabalho remoto. Confira:

– Evite o uso do celular e redes sociais no horário em que estiver trabalhando;

– Otimize seu tempo;

– Seja uma pessoa organizada;

– Mantenha o foco e disciplina;

– Providencie todas as ferramentas necessárias para o bom andamento do trabalho;

– Tenha uma agenda com todas as suas demandas, prazos e horários;

– Tenha responsabilidade com os serviços que você oferece;

– Não misture suas tarefas. Lembre-se que trabalho é trabalho e, durante seu expediente, evite realizar outras atividades pessoais.

Pontos positivos e negativos do home office

Confira quais são as principais vantagens e desvantagens do home office:

Vantagens

– Você é seu próprio chefe;

– Independência financeira;

– Redução substancial do estresse causado por fatores como o trânsito, pressão e desgaste dentro do ambiente de trabalho;

– Maior qualidade de vida;

– Ganho de tempo para realizar outras atividades, relacionadas ou não ao trabalho;

– Maior proximidade com a família, por passar mais tempo em casa;

– Redução significativa de custos (transporte e alimentação);

– Fazer seus próprios horários.

Desvantagens

– Intervenções (família, telefonemas, problemas domésticos, entre outras coisas);

– Preconceito do mercado formal;

– Falta de organização e planejamento com os projetos;

– Falta de remuneração fixa e carteira assinada;

– Ambiente de trabalho solitário;

– Falta de recursos necessários (cadeiras adequadas, boa conexão com a internet, impressora, computador de qualidade, etc);

– Falta de limites, prazos e horários;

– Dificuldade de concentração.

Se você está planejando sair do mercado de trabalho formal para iniciar um trabalho no modelo home office e não sabe por onde começar, você pode procurar o auxílio do Coaching.

Por meio de sua metodologia, você obterá uma série de conhecimentos, técnicas e ferramentas, que vão te auxiliar a iniciar suas atividades. Você aprenderá, ainda, a desenvolver habilidades e competências fundamentais para a realização do seu trabalho, como estabelecer planejamento de atividades, prazos e metas, dicas de organização, foco, concentração e inteligência competitiva.

Agora me conte, Ser de luz; você já desenvolveu ou trabalha em regime home office? Como foi essa experiência? Deixe o seu comentário no espaço abaixo e lembre-se de compartilhar este poderoso conhecimento com seus amigos, em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-trabalhar-em-casa/

Confiança – A chave para bons relacionamentos

Confiança – A chave para bons relacionamentos

Relacionamentos saudáveis, sejam eles familiares, amorosos, de amizade e até mesmo profissionais, dependem de alguns fatores e no artigo de hoje falarei a respeito de um deles: a confiança. Sem ela, as pessoas envolvidas não conseguem se entregar verdadeiramente, compartilhar seus sentimentos e se mostrar como realmente são. Sem entrega, as relações ficam rasas e perdem o seu verdadeiro significado.

Entenda a importância da confiança para os relacionamentos

Relacionamentos próximos, do tipo que se tem com o cônjuge, pessoas da família e os melhores amigos, são marcados por intimidade. Ninguém conhece mais uma pessoa do que esses entes queridos que convivem com ela de perto. É um tipo de relação em que há ajuda mútua, troca de confidências, gestos de carinho e, também, desentendimentos, que são naturais de acontecer entre seres humanos, mesmo aqueles que possuem grande proximidade.

Tudo isso apenas torna-se possível porque existe confiança, sem ela, um não teria coragem de se abrir com o outro, contar sobre seus sentimentos mais íntimos, pedir ajuda, mostrar sua vulnerabilidade, aprender, ensinar, enfim, ser quem é sem tabus e inseguranças. Quando uma pessoa não confia na outra, as relações não evoluem e ficam sempre estagnadas.

Agora, deixando o lado pessoal de lado para falar de relações profissionais, a confiança também é importante, tanto entre colegas de trabalho, quanto parceiros de negócios, entre clientes e empresas, alunos e professores. É preciso que um confie no outro para trabalhar de forma colaborativa em um projeto, fechar parcerias, comprar produtos ou contratar serviços, compartilhar conhecimento. Sem a crença de que a outra parte é digna de credibilidade, nada disso acontece.

A confiança é a base que solidifica quaisquer relacionamentos.

5 Motivos pelos quais a confiança é importante nos relacionamentos

Para entender o valor da confiança na prática, veja cinco motivos pelos quais ela é essencial em todos os tipos de relacionamento.

1 – Traz segurança

Quando uma pessoa confia na outra, sente-se segura ao lado dela, o que explica o motivo pelo qual é tão reconfortante estar ao lado dos entes queridos em momentos delicados. Você sabe são indivíduos que realmente querem o seu bem e torcem pela sua felicidade.

2 – Sem confiança não há amor verdadeiro

O amor verdadeiro, aquele sentimento puro de desejar o bem ao outro e querer estar perto dele, apenas acontece quando existe uma relação de confiança. Qualquer coisa que se diferencie disso é apenas paixão.

3 – Facilita o perdão

Quando alguém em quem confiamos comete um erro e nos magoa, embora isso possa gerar muito sofrimento, o perdão acaba acontecendo com mais facilidade. Isso porque a relação de confiança nos leva a realmente acreditar que o outro se arrependeu e dará o seu melhor para que o ocorrido não se repita.VOCÊ É FELIZ?

4 – Dá força para superar desafios

O fato de confiar nas pessoas que estão ao seu lado, é extremamente fortalecedor quando é preciso superar um desafio. O mesmo também se aplica a desafios profissionais, poder contar com o suporte de uma equipe de confiança faz toda a diferença.

5 – Mantém a individualidade das pessoas

Em se tratando de relacionamentos pessoais, como amoroso e de amizade, a confiança permite que se mantenha a individualidade, que é um ponto essencial para manter laços saudáveis e equilibrados. Em um casamento, por exemplo, quando um confia no outro, as cobranças deixam de existir e a vida se torna muito mais tranquila.

Dicas para melhorar a confiança nos relacionamentos

Depois de entender que a confiança é a chave para bons relacionamentos, confira dicas para fortalecer esse laço tão importante.

1 – Seja sempre sincero com as pessoas

Sinceridade e confiança são conceitos que andam lado a lado, afinal, é através da primeira que as pessoas terão a certeza de que é realmente digno da confiança delas. Por isso, não tenha medo de ser quem você é, de ser fiel aos seus valores e expressar suas opiniões, mas, claro, sempre cuidando do modo com o qual fala, o que faz toda a diferença. Dá para ser sincero sem ser rude e magoar os outros.

2 – Evite agir movido por impulsos

Uma ótima maneira de evitar quebrar os laços de confiança que tem com outras pessoas é começar a pensar antes de agir. Afinal, nem sempre os impulsos que nos movem seguem os nossos valores e o que acreditamos ser o certo, por isso, é tão importante fazer essa pausa para pesar as consequências e se certificar se realmente deve prosseguir ou recuar.

3 – Tenha empatia

A empatia é, basicamente, o exercício de se imaginar passando pela mesma situação que o outro e, assim, tentar mensurar como ele se sente. Adotar esse hábito é ótimo para fortalecer a confiança nos relacionamentos porque, antes de cometer qualquer ato que possa quebrar esse laço, irá se colocar no lugar da pessoa que será impactada por ele e verificar se gostaria que ela fizesse o mesmo contigo.

4 – Comunique-se com clareza

A comunicação é mais uma ferramenta de grande relevância para a manutenção da confiança nos relacionamentos. Quando duas pessoas conversam e expressam o que sentem, fica muito mais fácil para ambas definir como devem ou não agir. Em um relacionamento amoroso, por exemplo, as duas partes precisam entrar em um consenso sobre o que pode ou não magoar a outra, criando suas próprias regras.

5 – Cuide dos seus relacionamentos

Por último, é sempre importante lembrar que relacionamentos são humanos, vivos e, por isso, devem ser sempre cuidados. Se deseja que seu namoro, casamento, amizade ou relação familiar seja harmoniosa, precisa cuidar, demonstrar o que sente e, principalmente, mostrar-se sempre digno da confiança das pessoas, porque essa é a mais poderosa prova de amor que existe.

Confiar nas pessoas que ama é tão importante quanto confiar em si. Busque conhecer os outros e a si mesmo, essa é a chave para construir laços poderosos de confiança que contribuirão para relacionamentos plenos e felizes.

Aproveite para deixar seu comentário abaixo contando como anda a sua confiança em relação aos outros e compartilhar o artigo em suas redes sociais, levando a reflexão adiante!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/confianca-a-chave-para-bons-relacionamentos/

BAIXAR O PDF
close-link