Como descobrir o que eu gosto? (Vídeo Completo)

Como descobrir o que eu gosto? (Vídeo Completo)

CLIQUE e inscreva-se no canal:

 

Confira com Tiago Curcio,  coach da Casule!

Saiba o que fazer.

Facebook ☛ http://facebook.com/clinicacasule
Instagram ☛ http://instagram.com/clinicacasule

Conheça o nosso site ↴
https://casule.com

Meu Blog ↴
https://casule.com/blog #casule

Whatsapp ↴
https://casule.com/yzap

Assine o nosso canal! e saiba como ter mais saúde mental e uma vida mais feliz! Gostou do vídeo?
Curta, compartilha e assine o canal pra não perder o que vem por ai! Ser feliz faz parte da vida!
Sonhe, mude de atitude, cuide da sua felicidade!

Assine o Canal de graça e receba as dicas de coaching, fonoaudiologia, nutrição e psicologia sem frescura toda semana!

Importância da Leitura Para Sua Vida Profissional e Pessoal

Importância da Leitura Para Sua Vida Profissional e Pessoal

Qual foi a última vez que você leu um livro, uma notícia em um portal online ou até mesmo um jornal? Se você não tem o hábito da leitura, saiba que está deixando de contar com uma ferramenta poderosa para te ajudar no seu desenvolvimento profissional e pessoal. Ler é uma atividade que instiga a nossa imaginação e nos dá mais repertório para enfrentar as mais diferentes situações. Continue acompanhando e saiba mais como ler mais pode te beneficiar em todas as áreas da vida.

7 Razões Que Fazem da Leitura uma Fantástica Ferramenta de Desenvolvimento Profissional e Pessoal

Antes de mais nada, preciso dizer que, para ser um leitor, não é preciso um longo tempo livre. As pessoas criaram um mito de que não têm tempo para ler, mas a verdade é que apenas cerca de 15 minutos por dia já é o suficiente para fazer o seu momento de leitura.

Vale lembrar que, se você não é tão fã de livros, pode optar por notícias, blogs, como o meu que está lendo agora, entre outros conteúdos. O que realmente importa é se conectar com uma história ou um tema por algum tempo. Talvez você esteja se perguntando: “afinal, por que isso é tão importante?”. Confira a resposta para esse questionamento a seguir.

1 – Desenvolvimento de Senso Crítico

A capacidade de análise de um assunto e um posterior posicionamento é o que se entende por senso crítico. Uma das melhores ferramentas para desenvolvê-lo é a leitura, pois ela te fornece uma base mais extensa de conhecimento, permitindo identificar os pontos críticos de cada temática. A análise que se faz dos fatos passa a ser mais racional e inteligente, evitando os prejulgamentos criados através de crenças limitantes.

O senso crítico apurado te ajudará a tomar melhores decisões em sua vida pessoal, porque te tornará mais consciente a respeito das intenções das outras pessoas. No âmbito profissional, permite observar as situações com mais imparcialidade, encontrando as respostas que beneficiam o todo.

2 – Vocabulário Mais Extenso

A prática da leitura funciona para o nosso cérebro da mesma maneira que a musculação funciona para os músculos. O contato com um universo mais significativo de palavras faz com que tenhamos mais ferramentas para formar frases e articular pensamentos. A leitura nos leva a formar imagens mentais daquilo que estamos lendo, expandindo, também, a nossa capacidade criativa.

Aquele que lê com constância consegue mais facilmente pensar, aplicar metáforas ao seu discurso, bem como encadear seus anseios numa sequência mais clara e lógica. O ato de comunicar melhor evita uma série de situações constrangedoras e delicadas, tanto no ambiente de trabalho como na vida pessoal.

3 – Melhora na Escrita

Como mencionei acima, a leitura aumenta o vocabulário e contribui para o exercício imaginativo. Uma das consequências é uma escrita mais apurada, não só no que diz respeito à escrita ortograficamente correta, mas também do ponto de vista estilístico, ou seja, criação de frases e textos com as ideias bem delineadas, que possam ser facilmente entendidos.

Ao escrever um e-mail para um colega de trabalho, por exemplo, é fundamental conseguir comunicar com efetividade o que se precisa, para que ele possa cumprir o que está sendo solicitado com eficácia. Na vida pessoal, a qualidade e clareza de escrita é uma grande aliada para evitar mal-entendidos a partir do envio de mensagens para a família e amigos.

4 – Discurso Mais Persuasivo

Quanto mais sabemos a respeito de um assunto, mais nos sentimos seguros em expressar nossas opiniões, tendo mais chances de convencer os demais. Ler abastece a sua bagagem de conhecimento, permitindo que, em determinadas situações, tome a palavra para si e faça com que os demais te escutem. Esse tipo de liderança, pelo conhecimento, é muito bem vista no ambiente profissional.

Em termos pessoais, estamos sempre negociando com as pessoas que nos cercam para que possamos encontrar um meio termo entre o que queremos e o que elas querem, chegando à famosa relação ganha-ganha. Nesse sentido, ter uma base para uma conversa mais persuasiva se mostra decisivo em algumas situações.

5 – Conhecimento de Outras Culturas

Uma das possibilidades que a leitura nos traz é conhecer com mais intimidade outras culturas sem precisar sair de casa. Tudo aquilo que lemos nos acrescenta algum conhecimento e, ao escolher histórias que se passam em outros tempos e/ou outros países, você passa a entender como funciona a lógica daquele espaço-tempo.

Com a compreensão de como as pessoas são diferentes em contextos distintos, é possível desenvolver a empatia e a capacidade de se colocar no lugar do outro, enxergando a partir do seu ponto de vista. Cultura é algo que não tem preço para quem quer se desenvolver profissionalmente, assim como para aquele que deseja se relacionar mais verdadeiramente com os indivíduos que o cercam.

6 – Autoconhecimento

Temos a presunçosa sensação de que conhecemos perfeitamente a nós mesmos, contudo, isso não é tão verdadeiro. Assim como o fundo dos oceanos, há muito em nós que ainda não foi devidamente observado e descoberto. Por isso falo tanto a respeito da importância do autoconhecimento, pois é através dele que podemos descobrir todo o potencial que possuímos e utilizá-lo a nosso favor.

Quando você mergulha numa leitura, se vê diante de cenários que talvez não se apresentem em sua vida, mas que te fazem pensar sobre como responderia a aquelas situações. A jornada que a leitura propõe, faz com que você tenha respostas para perguntas que ainda não foram feitas, mas que um dia podem surgir.

7 – Momentos de Relaxamento

Enquanto você lê, toda a sua atenção fica focada no conteúdo que está em sua frente, o que torna a leitura uma atividade fantástica para fazer após um dia cheio de trabalho, durante intervalos ou mesmo antes de dormir. Quando quiser se desligar de pensamentos intrusivos, ansiosos e outros tipos de preocupação, experimente iniciar a leitura de algo que estimule a sua curiosidade e interesse. Em poucos minutos, nem se lembrará do que estava pensando.

A leitura é uma atividade extraordinária, pois expande nossas mentes e nos permite ter acesso a uma infinidade de benefícios, que se estendem tanto à vida pessoal quanto profissional. É, certamente, um hábito que vale muito a pena ter.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/importancia-leitura-para-sua-vida-profissional-pessoal/

A Arte de Fazer Perguntas Inteligentes – Papel Crucial do Coach

A Arte de Fazer Perguntas Inteligentes – Papel Crucial do Coach

A principal habilidade que um Coach precisa ter é saber fazer perguntas inteligentes, que gerem reflexão no coachee, que é o seu cliente. Assim, o próprio indivíduo irá buscar dentro de si as respostas e, consequentemente, encontrar o caminho para o seu desenvolvimento. Entretanto, é importante ressaltar que não é qualquer tipo de pergunta, são questionamentos poderosos, direcionados para uma pessoa específica, a fim de fazê-la pensar a respeito de sua vida atual, suas crenças, medos e, claro, sobre onde ela deseja chegar.

A grosso modo, o Coach ensina o seu coachee a pescar ao invés de simplesmente lhe entregar os peixes. Assim, através de perguntas inteligentes e diversas outras ferramentas fantásticas, esse profissional irá preparar o seu cliente para que ele se torne um pescador extraordinário e possa continuar o seu caminho sozinho, pescando peixes cada vez maiores. Se deseja saber mais a respeito de como essas perguntas são feitas e dos seus resultados, continue acompanhando.

Principais Características das Perguntas Inteligentes Feitas Por um Coach

Como o próprio nome sugere, as perguntas inteligentes não são questionamentos sem fundamento, pois possuem um propósito, que é levar o interlocutor a refletir a respeito de determinado assunto. Confira, a seguir, as principais características das perguntas feitas durante as sessões de Coaching.

1 – Criam uma Conexão

A relação entre o Coach e o seu coachee precisa ser positiva para que o segundo se sinta à vontade para se abrir e fornecer as informações que o primeiro precisa para seguir com o processo. As perguntas têm um papel importante na criação dessa conexão porque, através delas, o profissional demonstra o seu interesse no que o cliente diz e, como os seres humanos gostam de serem ouvidos, o indivíduo se sente confortável para compartilhar seus pensamentos, receios e sonhos.

2 – Geram Reflexão

Além de criarem conexão, as perguntas inteligentes levam o coachee a refletir e, através das respostas que ele der, o Coach terá a oportunidade de conhecê-lo melhor e definir os caminhos a serem seguidos durante o processo. E, também, enquanto reflete, o indivíduo passa a se conhecer melhor, descobrir em seu interior qualidades que não havia se dado conta que possuía, pontos a serem melhorados, crenças limitantes que estejam comprometendo seu desenvolvimento e mais uma série de informações valiosas.

3 – São Personalizadas

Um bom Coach jamais irá para uma sessão com uma lista de perguntas decoradas, pois cada indivíduo é único e é essencial que as questões sejam personalizadas para cada caso. É claro que é interessante se preparar previamente e ter algumas ideias em mente, um repertório a ser consultado, mas sempre com o pensamento de que é necessário deixar o processo fluir naturalmente. Por mais clientes que o profissional já tenha atendido, cada um que surge é uma pessoa nova, completamente diferente das anteriores.

4 – Têm Ligação Entre Si

As perguntas poderosas e inteligentes são aquelas que têm algum tipo de ligação entre si, afinal não se trata de uma entrevista e sim de uma conversa de Coaching, que tem um objetivo. Aqui, voltamos ao item anterior, porque é fundamental que o próximo questionamento a ser feito tenha ligação com a resposta dada pelo coachee e, por isso, é muito importante que não sejam perguntas prontas e decoradas. O profissional precisa ser criativo e estar preparado para conduzir esse diálogo de modo que ele tenha um significado maior e não seja apenas uma sucessão de questões sem conexão.

5 – São Questões Abertas

Para que o coachee se sinta motivado a se abrir, é essencial que as perguntas sejam abertas. Questões fechadas devem ser evitadas porque não geram reflexão, pelo contrário, geralmente são feitas com o intuito de induzir o indivíduo a responder de determinada maneira, concordando com o locutor. Então, se a intenção é realmente abrir a cabeça do indivíduo, as perguntas feitas pelo Coach devem ser abertas, para que ele tenha liberdade de compartilhar o que pensa e sente. Confira os exemplo a seguir.

  • Questão fechada: você deseja mesmo realizar essa mudança em sua vida?
  • Questão aberta: como você deseja realizar essa mudança em sua vida?

Perceba que no primeiro exemplo o natural é que a pessoa responda apenas “sim” ou “não”. Já na segunda ela tem a possibilidade de falar mais e se expressar livremente.

6 – São Livres de Julgamento

Outra característica importante das perguntas inteligentes feitas por um Coach é que elas são livres de julgamento. Desse modo, ao ouvir cada questão, o coachee não se sentirá envergonhado ou induzido a dar determinada resposta. Uma pergunta do tipo: “você acha correto ter determinada postura?”, vem carregada de uma certa ideia de que aquilo não é o certo. Por essa razão, uma pergunta verdadeiramente poderosa deve sempre seguir uma linha aberta, como, por exemplo: “o que você acha de determinada postura?”.

7 – As Respostas São Ouvidas

Além de todas as características citadas, as perguntas poderosas feitas pelo Coach devem ter suas respostas ouvidas na essência, com o máximo de atenção. Afinal, não basta perguntar, é preciso realmente ter interesse em escutar o coachee para conhecê-lo melhor e, assim, definir os caminhos que o processo irá seguir para que os objetivos desejados sejam alcançados. Além disso, é através da escuta de uma resposta que o profissional será capaz de identificar a próxima pergunta inteligente a ser feita durante a conversa de Coaching.

A Importância das Perguntas Inteligentes Durante o Processo de Coaching

As perguntas assumem um papel tão importante dentro do processo de Coaching por alguns motivos, veja quais são eles.

  • Elas tornam as sessões mais interativas;
  • Ajudam o Coach a entender o que está impulsionando determinados comportamento do coachee;
  • Através das perguntas o Coach cria condições para que o coachee encontre as respostas;
  • Quando o indivíduo encontra as respostas sozinho, o ensinamento se torna muito mais forte do que se aquilo fosse dito a ele na forma de um conselho;
  • As perguntas acionam as capacidades cognitivas do ser humano, gerando a inquietação necessária para se chegar ao desenvolvimento.

Espero que tenha gostado de saber mais a respeito dessa arte fantástica dominada pelos Coaches de fazer perguntas inteligentes e poderosas. Aproveite para enviar este artigo aos seus amigos e compartilhar o conhecimento!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/a-arte-de-fazer-perguntas-inteligentes-papel-crucial-do-coach/

Benefícios de uma boa oratória

Benefícios de uma boa oratória

Falar em público é um verdadeiro martírio para muitas pessoas. Constantemente vemos entrevistas com atores, cantores e artistas de forma geral, que se dizem pessoas muito tímidas. Mas quando as vemos em ação, sua oratória, seu trabalho, é bem difícil de acreditar que eles tenham essa dificuldade.

Entretanto, muitos outros profissionais, das mais diversas áreas, também têm esse mesmo problema. Sentem-se envergonhados, passam maus bocados quando precisam falar em público. Mas, então, como isso pode ser resolvido? Como deixar, mesmo que momentaneamente, esse medo de lado e ir lá e fazer?

Estes e alguns outros questionamentos eu vou procurar responder ao longo deste artigo e vou falar também sobre a importância e benefícios de se ter uma boa oratória. Continue a leitura e confira!

O que é oratória e qual a sua importância?

A oratória nada mais é do que a arte de falar em público de forma estruturada e deliberada, com a intenção de informar, influenciar e/ou entreter as pessoas que te ouvem.

Sem isso, por conta de bloqueios e, muitas vezes, do excesso de timidez, muitas pessoas acabam com receio de se expressar e, por conta disso, diminuem suas chances de crescer profissionalmente.  Estes problemas podem ser resultantes de baixa autoestima, traumas de infância ou do perfil natural da pessoa, que pode ser mais introvertida.

Caso você não tenha a habilidade da oratória, por quaisquer dos motivos citados acima ou outros, não se preocupe, porque ela pode, sim, ser desenvolvida.

Para não deixar que falhas na comunicação interfiram em seu desenvolvimento profissional e também nas relações afetivas e interpessoais, a melhor maneira de vencer o medo, acredite, é falando. E com as técnicas e os métodos certos, até os mais tímidos também podem se expressar bem em público.

Dicas Para Ter uma Boa Oratória

Acredito que você já tenha consciência de que ter uma boa oratória é fundamental para termos sucesso na carreira. Afinal de contas, é por meio da fala que podemos expressar nossas ideias, opiniões, nos relacionar, apresentar nosso trabalho para outras pessoas e demonstrar nosso potencial para cargos de liderança.

E são exatamente estes pontos que fazem com que o indivíduo que tem uma boa oratória tenha benefícios, não só em sua vida profissional, mas em sua vida pessoal também.

Se você acredita que precisa desenvolver ainda mais esta habilidade, confira, a seguir, as dicas poderosas que tenho para compartilhar com você.

1 – Esteja aberto à mudanças e comece devagar

O primeiro passo para vencer o medo de falar é você querer, verdadeiramente, e estar aberto a mudanças. Comece aos poucos! Se não consegue falar e manter o contato visual, com seus ouvintes, ao mesmo tempo, minha primeira dica é que você comece com pequenos grupos, que seja em casa, com a família, ou com amigos.

Até mesmo na própria empresa onde trabalha, reúna aquelas pessoas que você tem mais intimidade e peça ajuda. O primeiro passo pode parecer difícil, mas é ele quem irá te dar o pontapé inicial.

2 – Marque um ponto central na sala para não ter distrações

Agora, se essa não é uma possibilidade, se você já tem que chegar em uma sala com um monte de pessoas e apresentar algo, marque um ponto central na sala.

Essa técnica vai servir para que você consiga observar o ambiente como um todo, contemplando todo o espaço, sem tirar as pessoas do seu campo de visão e sem precisar olhar para uma pessoa diretamente.

Aliás, em uma apresentação para várias pessoas o ideal é que você sempre olhe para todos os lados, como se olhasse para todos, mas sem necessariamente olhar para uma pessoa específica. Mire em vários pontos centrais dos ângulos do ambiente.

E mesmo que não esteja fazendo contato direto com as pessoas, manter a cabeça erguida é um grande progresso e importante para se sentir mais seguro.

3 – Ao conversar com uma pessoa diretamente, olhe entre as sobrancelhas

Quando estiver numa reunião ou entrevista de emprego e, de frente para seus colegas ou entrevistadores, por exemplo, outra dica é: olhe no ponto entre as sobrancelhas e, deste modo, terá contato direto, sem necessariamente olhar nos olhos.

Olhar nos olhos de uma pessoa nos dá a sensação de intimidade, e se isso pode acabar te deixando desconfortável. Sendo assim, utilizar este meio pode ser uma excelente forma de driblar esse sentimento.

4 – Esquematize e ensaie a apresentação para ter uma linha de raciocínio contínua

Quando tiver que falar em público, faça um roteiro de sua apresentação, um esquema – não é à toa que muitos palestrantes sempre têm consigo uma apresentação de slides ou algo que os ajude a manter uma linha de raciocínio contínua. Listar os pontos centrais, as palavras-chave, fazer um breve resumo do assunto que será abordado, irá te ajudar na desenvoltura da fala e organização de pensamentos. Quanto mais organizado mentalmente, melhor sua comunicação funcionará também.

Outra dica é treinar na frente do espelho. Fazer isso vai te ajudar a ver como as pessoas te veem e se, por acaso, algo te incomodar, como alguma expressão facial ou gesto, você será capaz de mudar a tempo.

Se você preferir não se ver, uma outra maneira é treinar caminhando pela casa. Vá falando e caminhando, mas sem olhar para o chão. Olhe para as paredes, olhe pela janela, para a porta, o importante é sempre manter a cabeça erguida, olhando para a frente.

5 – Se errar, continue!

E não se preocupe se você errar uma fala, se você tropeçar em uma palavra ou outra. Todo mundo erra. O erro nos torna mais humanos, nos faz cativar mais as pessoas. Quantas vezes você já assistiu uma pessoa falando e se identificou com ela por seu jeito de falar, de pensar, seus gestos… é isso! É isso que nos faz querer estar perto de alguém. E, claro, quando estamos na frente de outras pessoas, não seria diferente.

Mesmo que seja em um momento profissional. Não se acanhe por um deslize na fala, passe direto por ele. Peça desculpas. Exponha seu nervosismo – no começo isso é muito comum. As pessoas irão te entender e, com o tempo, você vai perceber que todo mundo é assim. Ninguém nasce sabendo de nada. E é exatamente por isso que precisamos estar sempre abertos às mudanças. Melhorar, crescer, evoluir, faz parte da natureza humana.

6 – Se não estiver à vontade, busque ajuda profissional para ter melhor desempenho

Se ainda assim a dificuldade for gritante, minha sugestão é procurar ajuda profissional e buscar identificar as causas do problema de expressão e tratá-los. Muitas vezes, por traumas de infância, educação muito rígida e repressiva, os indivíduos não conseguem, na vida adulta, se sentir confiantes para expressar suas opiniões e compartilhar seus conhecimentos.

E, tanto na carreira quanto na vida pessoal, isso traz problemas. Especialmente nos relacionamentos interpessoais, causando bloqueios para a pessoa dizer e mostrar o que pensa, quer e sente. Acumular sentimentos e opiniões não é bom para ninguém.

Permita-se mudar e tenha uma boa oratória!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/beneficios-de-uma-boa-oratoria/

2 ações para criar uma semana feliz pelo ano todo (Vídeo Completo)

2 ações para criar uma semana feliz pelo ano todo (Vídeo Completo)

CLIQUE e inscreva-se no canal:

 

Confira com Tiago Curcio,  coach da Casule!

Saiba o que fazer.

Facebook ☛ http://facebook.com/clinicacasule
Instagram ☛ http://instagram.com/clinicacasule

Conheça o nosso site ↴
https://casule.com

Meu Blog ↴
https://casule.com/blog #casule

Whatsapp ↴
https://casule.com/yzap

Assine o nosso canal! e saiba como ter mais saúde mental e uma vida mais feliz! Gostou do vídeo?
Curta, compartilha e assine o canal pra não perder o que vem por ai! Ser feliz faz parte da vida!
Sonhe, mude de atitude, cuide da sua felicidade!

Assine o Canal de graça e receba as dicas de coaching, fonoaudiologia, nutrição e psicologia sem frescura toda semana!

BAIXAR O PDF
close-link