Exemplos de Objetivos Pessoais e Profissionais

Exemplos de Objetivos Pessoais e Profissionais

Querida pessoa, eu quero começar este artigo com uma pergunta instigante: onde você deseja estar, pessoal e profissionalmente, daqui a 5, 10 ou 20 anos? Em algum momento da sua existência, você já parou para pensar como será seu futuro? Quais realizações deseja conquistar como ser humano? Porque faço estas perguntas? Para que você possa parar um pouco e  refletir alguns instantes não só sobre sua vida como também sobre os resultados que deseja obter em um futuro próximo.

Traçar nossos objetivos profissionais e pessoais são excelentes formas de exercitar a nossa visão sobre nós mesmos no presente e de como vemos nossas vidas, sonhos e projetos para o futuro. Tais objetivos são essenciais para o nosso desenvolvimento humano. Em entrevistas de emprego, é comum os entrevistadores perguntar sobre os objetivos pessoais e profissionais. E porque isso acontece? Por que ter metas e objetivos bem definidos evidencia nossa visão de futuro e vontade de crescer. Mostra também o nosso comprometimento com a nossa evolução em dois campos de extrema importância: pessoal e profissional.

Entretanto, defini-los nem sempre é algo fácil a ser feito. São desafios constantes no dia-a-dia das pessoas do mundo todo.  Para te ajudar a definir com maior exatidão e segurança os seus objetivos pessoais e profissionais, trouxe algumas dicas para você! São dicas que te ajudarão a traçar seus caminhos em curto, médio e longo prazo. Confira e comece a agir!

5 Exemplos de Objetivos Pessoais

1 – Emagrecer

Perder peso e adotar hábitos saudáveis estão entre os principais objetivos da maioria das pessoas. Muitas vezes por conta da falta de foco, de uma metodologia compatível com o estilo de cada um e até mesmo pela dedicação, muitos desistem logo no início e não alcançam o objetivo traçado. Para que isso não ocorra, a dica que eu deixo aqui é: busque orientação profissional com um nutricionista e um profissional de educação física. Busque conciliar uma boa alimentação com exercícios frequentes. Defina metas e prazos realistas. É importante também que você trabalhe progressivamente, com paciência e comprometimento.

2 – Fazer uma viagem internacional

Viajar e conhecer os principais países do mundo é o sonho de muitas pessoas. Se conhecer outros países é também um de seus objetivos pessoais, deixo aqui a seguinte dica: faça um planejamento assertivo! Pesquise preços, melhores datas e adeque o local desejado à sua capacidade financeira e não o contrário. O bom da viagem e ir e voltar apenas com boas lembranças.

3 – Comprar um carro

Ter seu próprio carro é o desejo de muitos brasileiros. Para muitas pessoas, a aquisição de um carro representa o ganho de conforto e independência do ineficiente transporte público. Se você deseja comprar seu próprio carro, a dica que compartilho é: faça uma pesquisa e organize suas finanças. Mesmo que demore um pouco, é importante que você pesquise valores, o modelo desejado, valores sobre a manutenção dos carros que você deseja adquirir. É fundamental pesquisar também as melhores formas de pagamento e as condições de financiamento disponíveis no mercado automobilístico. Existem programas na TV e canais no Youtube sobre automóveis e carros de passeio. Quanto mais informações você puder obter, melhor e mais assertiva será a sua decisão de compra. Portanto, a palavra de ordem aqui é: pesquise!

4 – Fazer sua Festa de Casamento

Reunir a família e os amigos, celebrar o amor e a união do casal é mais um exemplo de objetivo pessoal. Para muitos, este objetivo é de muita importância por tudo que ele representa não só para si como também para a família. Se um de seus objetivos é ter uma bela festa de casamento, fica a dica:  noivos, definam e planejem o tamanho de sua festa. Com base nestas decisões, o próximo passo é definir o valor que será investido e em seguida, buscar os fornecedores que podem executar os serviços para tornar o sonho de vocês em realidade. Busque referências, visitem exposições e feiras de casamentos. Pode ser cansativo, mas pode ter certeza de que cada momento na festa valerá a pena!

5 – Economizar dinheiro

Poupar dinheiro para o futuro, ter um fundo de reserva e um montante guardado para realizações e investimentos futuros é um objetivo que serve para todas as pessoas. Afinal, em algum momento da vida pode ser necessário arcar com despesas inesperadas e ter uma quantia reservada fará toda a diferença nesta situação. Estes recursos podem servir tanto para momentos de crise como para realizar sonhos e projetos. Podem servir também para ajudar amigos e familiares. Portanto, faça uma análise em seu orçamento e verifique quanto poderá ser poupado. Se possível, invista em títulos de capitalização. Faça uma poupança.

6 Exemplos de Objetivos Profissionais

1 – Capacitação profissional

Investir em autodesenvolvimento, estudos, cursos e palestras ilustra bem este primeiro exemplo de objetivo profissional. Esta meta além de importante é essencial ao crescimento na carreira. Portanto, busque formas seguras de investir na capacitação profissional. Veja cursos – online e presenciais – que contribuirão de maneira positiva com a sua carreira.

3 – Ser Promovido

Conquistar uma promoção no trabalho, ocupar um novo cargo, desempenhar uma nova função com novos desafios e possibilidades é outro símbolo de objetivo na carreira. Para isso, o colaborador deve buscar evolução contínua e manter-se sempre produtivo, engajado, criativo e resolutivo. Tenha comprometimento e foco em seu objetivo – que é a promoção.

4 – Ser Líder  

Diferente dos profissionais que apenas querem ser promovidos no trabalho, existem aqueles que objetivam realmente serem líderes. Ser líder significa ser um colaborador que sabe que possui habilidades que podem contribuir com o crescimento da empresa, conduzir equipes e gerenciar e melhorar os processos da empresa. Assim como no item 3, aqui também é importante ter foco e comprometimento. Isso será importante para que você identifique as oportunidades para mostrar as suas habilidades enquanto líder.

5 – Abrir o próprio Negócio

Empreender o próprio negócio, ser um empresário de sucesso é mais que um mero objetivo, é o sonho de uma boa parte dos profissionais das mais diversas áreas do mercado de trabalho. Para isso, é necessário planejar bem o negócio, adquirir e dominar conhecimentos relativos à gestão de pessoas, processos, finanças e negócios. Invista em conhecimento sobre gestão, inovação e empreendedorismo. Mas a dica principal que deixo aqui é: acredite no seu sonho! Sem isso, não tem como o negócio prosperar.

6 – Sucesso na Carreira

Ser reconhecido na carreira como um profissional de alto desempenho, com sucesso financeiro, que produz resultados extraordinários e contribui poderosamente para a empresa, as pessoas e o mundo é um objetivo louvável, pode dizer que é até  fantástico. São muitos os profissionais que tem esse intuito. Se você tem este objetivo profissional, se comprometa com a sua carreira. Invista em conhecimento, tenha um network e aproveite as oportunidades de crescimento que venham a surgir em sua jornada.

Estes são apenas alguns exemplos de objetivos pessoais e profissionais que as pessoas têm e que buscam realizar. Defini-los é o primeiro passo para planejar a vida pessoal e a carreira e obter, as ferramentas e o apoio e tomar as atitudes certas em prol destas realizações. Espero que estas dicas possam contribuir poderosamente com o seu sucesso – seja no âmbito pessoal ou profissional. Tem alguma dica para compartilhar? Ou quer contar alguma experiência comigo? Utilize o espaço abaixo. Se este conteúdo te ajudou e você acredita que poderá ajudar outras pessoas, curta e compartilhe em suas redes sociais.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/exemplos-de-objetivos-pessoais-e-profissionais/

Exemplos de Comunicação Verbal e Não Verbal

Exemplos de Comunicação Verbal e Não Verbal

Quando falamos em exemplos; estamos abordando a forma de expressão oral e física, ou seja, o que falamos verbalmente e também aquilo que mostramos por meio de nossos gestos, expressões faciais e corporais.

Neste sentido, trago como exemplo uma frase do guru da Administração Moderna, o austríaco Peter Drucker. Para ele – “O mais importante na comunicação é ouvir o que não foi dito”. No meu dia a dia e, em meu trabalho como coach, chamo esta habilidade de “ouvir na essência”, ou seja, além das palavras.

E para que você, leitor, entenda melhor o que estou dizendo, vou apresentar neste texto, alguns exemplos de comunicação verbal e não verbal, para que você possa expandir sua forma de se comunicar, como também aprender a ler, assertivamente, os sinais das pessoas à sua volta. Continue lendo e confira!

O que é Comunicação Verbal e Não Verbal?

Primeiro, antes de partirmos para os exemplos de comunicação verbal e não-verbal, acredito ser importante esclarecer o que é cada uma dessas formas de se comunicar no dia a dia, e que muitas vezes passam completamente despercebidas aos nossos olhos.

Quando se fala em comunicação verbal, estamos nos referindo a tudo aquilo que está sendo dito, tanto por meio da linguagem falada, quanto por meio da linguagem escrita. São trocas de informações, utilizando a fala ou a escrita como forma de se expressar.

Já a comunicação não-verbal é o oposto do citado acima, ou seja, não se utiliza da fala e nem da escrita para se expressar e trocar informações no dia a dia. Assim, quando se fala nesta forma de se comunicar, está-se referindo à linguagem corporal, à postura, gestos, expressões faciais, entre outros.

Exemplos de Comunicação Verbal e Não Verbal

Agora que já temos um esclarecimento maior sobre o que é cada tipo de comunicação, no que se refere à verbal e não verbal, vou citar alguns exemplos, que podemos identificar facilmente em nosso dia a dia, nos lugares por onde temos o costume de passar.

No Trabalho

Quando, por exemplo, aquele seu colega super expansivo, que todos os dias lhe deseja um belo bom dia, chega calado, cabisbaixo e fica recluso, sem que diga nada, você já consegue perceber que há algo de errado com ele, certo? Este é um exemplo de comunicação não verbal, feita apenas por meio de gestos e atitudes.

Noutra situação na empresa, quando seu chefe, por meio da fala, delega claramente as demandas diretamente a você, num processo de interação olho no olho e de escuta ativa; podemos dizer que, neste momento, a linguagem é plenamente verbal.

Nos Relacionamentos Familiares

Com nossos pais, irmãos, parceiros e filhos: também não é diferente. Tanto nós, como eles temos momentos mais introspectivos como extrovertidos, ou seja, mais ou menos calados, que exigem de ambos uma habilidade a mais de compreensão do outro.

Quando, por exemplo, nossos filhos estão com problemas ou fazem algo errado, geralmente eles também ficam mais isolados ou aparentemente mais preocupados com a nossa reação. AÍ, automaticamente, pela carinha de nossas crianças, entendemos que elas temem ter feito algo negativo e que vá nos aborrecer e, possivelmente, também gerar algum castigo. Um pai e uma mãe entendem isso sem que seja pronunciada nenhuma palavra.

Do mesmo jeito, quando nossos amigos querem nos alertar sobre nossas ações e nos dão seus feedbacks sobre nossos comportamentos; eles também estão diretamente se comunicando conosco, expressando suas ideias, opiniões e tentando, ao seu jeito, no ajudar. Este é o poder das palavras e da comunicação verbal!

Além destes exemplos, podemos citar também alguns outros relacionados à comunicação verbal, como livros, jornais, cartazes, mensagens de texto, uma conversa entre duas pessoas, pessoalmente ou por telefone, a rádio, a tv, entre outras formas.

Já na comunicação não verbal temos também como exemplos o uso de imagens, símbolos, a dança, o tom de voz, a mímica, a sinalização de trânsito, os logotipos, entre muitos outros.

O Exercício de Ouvir na Essência

Quando falamos em comunicação, seja ela verbal ou não, estamos falando de algo que tem extrema importância em nosso dia a dia, sendo assim, é essencial que desenvolvamos a habilidade de nos comunicarmos bem, uma vez que necessitamos desta ferramenta para nos expressarmos e transmitirmos as informações e mensagens de uma forma que nossos interlocutores compreendam.

Neste sentido, como eu disse no início no texto, em minhas práticas enquanto coach, bem como em minhas formações, palestras, workshops, cursos, e em todas as oportunidades que eu tenho de me comunicar com as pessoas, eu falo sobre a importância de ouvir na essência, para que a comunicação seja o mais eficaz possível.

O exercício de ouvir na essência tem a ver com estar verdadeiramente atento ao que o outro está dizendo, e, principalmente, ao que ele não está dizendo. Tem a ver com estar realmente prestando atenção, sem deixar que nada interrompa este processo de escuta ativa, que vai te ajudar a compreender melhor o que o outro está querendo comunicar, bem como todo o seu universo.

Ao colocarmos em prática o exercício de ouvir na essência em nossas relações, tanto pessoais, quanto profissionais, as chances de tornarmos a nossa comunicação ainda mais eficaz  aumentam de forma significativa. Assim, estaremos acolhendo a pessoa que está diante de nós e também alcançando resultados extraordinários em nossa jornada evolutiva.

Para que você compreenda ainda mais do que se trata e o que é verdadeiramente ouvir na essência, compartilho com você uma de minhas Sacadas, em que falo sobre as quatro necessidades básicas do ser humano, que se forem atendidas, terão o poder de transformar e potencializar toda a sua performance:

 

Invista no Coaching e Desenvolva uma Comunicação Assertiva

Antes de finalizar mais este poderoso conteúdo aqui do meu blog, quero compartilhar com você uma Power dica. Todos nós sabemos que um dos maiores gaps enfrentados atualmente, tanto nos ambiente pessoal, quanto no ambiente profissional, é a comunicação. Isso acontece porque, na ânsia de nos expressarmos, acabamos atropelando o outro e não nos interessamos também por interpretar o este quer nos dizer quando se comunica conosco.

Com o intuito de sanar este problema, o Coaching, por meio de técnicas e ferramentas comprovadamente eficazes, contribui para que indivíduos e profissionais desenvolvam a sua forma de se comunicar de maneira assertiva, bem como incorporem em sua vida o processo e o exercício de ouvir na essência as pessoas ao redor.

Por meio desta metodologia de aceleração de resultados, passamos a compreender melhor o ser humano, suas nuances e anseios, e também a ter mais paciência, não só para ouvir e interpretar corretamente o que o outro tem a nos dizer, como também a formular melhor a maneira como nos expressamos nos ambientes pelos quais transitamos.

É por isso que eu convido você a ousar ir além e conhecer o Professional & Self Coaching – PSC, a formação em Coaching mais completa do país, que vai trazer para a sua vida resultados ainda mais extraordinários.

 

Aumente a sua performance pessoal e profissional, invista em Coaching e desenvolva uma Comunicação ainda mais assertiva em sua vida!

 

Para ampliar sua forma de comunicação e compreensão de si mesmo e do outro, é muito importante saber decifrar a linguagem verbal e não verbal e tudo que ela representa. Assim, tanto em seu ambiente de trabalho, em suas relações familiares, afetivas, como interpessoais, esteja atento ao que você e as outras pessoas estão expressando.

De um jeito ou de outro, por meio da voz ou das expressões corporais, o nosso corpo fala e tudo isso pode trazer informações importantes que ajudem a aumentar seu autoconhecimento profissional e pessoal e trazer poderosos resultados para você.

Gostou deste conteúdo? De que forma você procura melhorar a sua comunicação em seu dia a dia? Deixe o seu comentário, falando sobre suas experiências, positivas e negativas, com relação à comunicação, e lembre-se também de compartilhar este artigo com seus amigos, em suas redes sociais.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/exemplos-de-comunicacao-verbal-e-nao-verbal/

O Que é a Pranayama?

O Que é a Pranayama?

Já falei em diversos artigos a respeito da importância da respiração e de como ela pode influenciar o nosso bem-estar e equilíbrio emocional, e o pranayama tem tudo a ver como esse assunto. Trata-se de um ramo do Raja Yoga, uma modalidade da prática milenar indiana, e que tem como objetivo a busca do equilíbrio por meio do controle da respiração. Continue acompanhando e saiba mais a respeito desses exercícios respiratórios que podem trazer inúmeros benefícios para a sua vida.

Conheça Melhor o Pranayama e os Benefícios Que a Prática Pode Proporcionar

Estamos o tempo todo respirando e assim continuaremos até o fim de nossas vidas, porque respirar é uma função vital. Cada célula do nosso corpo precisa de oxigênio para funcionar corretamente, por isso, não é surpresa que a prática regular de exercícios de respiração pode diminuir os efeitos do estresse sobre o nosso corpo e melhorar a saúde física e mental de uma forma geral.

Na ioga, a respiração é chamada de pranayama, em que prana é a energia que permeia todo o universo em todas as suas formas, a força vital representada pela gravidade, pelo magnetismo, pela energia que vem do sol, pelos corpos, pensamentos e emoções. Já ayama significa controle e disciplina, por isso trata-se de uma prática que visa buscar, através da respiração concentrada e ritmada, o recebimento mais intenso dessa energia poderosa que está em tudo.

Você já parou para pensar como um simples suspiro pode ser calmante no final de um longo dia ou após passar por uma situação de tensão? Agora, imagine o que a prática regular seja capaz de proporcionar. Dentre os principais benefícios do pranayama estão o equilíbrio entre o corpo, a mente e as emoções, e uma melhora significativa de todas as reações químicas e físicas do corpo, que são consequências da estabilidade da mente.

Técnicas de Pranayama Para Começar a Praticar Hoje Mesmo

Existem diversas técnicas de respiração conhecidas por reduzirem o estresse, ajudar na digestão, melhorar o sono e relaxar. Uma grande vantagem é que a maior parte delas pode ser realizada a qualquer hora, basta que tenha um local tranquilo para ficar enquanto pratica. Confira, a seguir, os passos necessários para realizar 3 exercícios de pranayama que irão te ajudar a viver de forma mais equilibrada e plena.

Kapalabhati Pranayama – Respiração do Crânio Brilhante

Este é um exercício que tem como principal objetivo desobstruir as vias nasais e, assim, tornar a respiração mais eficaz. O nome “brilhante” faz referência exatamente à limpeza que esse pranayama realiza. É bastante utilizado para aliviar o congestionamento, o inchaço e melhorar o funcionamento dos pulmões. É um exercício bastante revigorante e que aquece o corpo.

Como Praticar: sente-se de forma confortável e permaneça com a coluna ereta. Comece inspirando brevemente através das narinas e depois expire rapidamente (eliminando o ar pelo nariz), enquanto contrai o abdômen. A expiração é curta e rápida, mas muito ativa, enquanto a inalação é curta e passiva.

Repita o processo 30 vezes, contando suas expirações, e descanse por um minuto, com algumas respirações profundas nesse intervalo de tempo. Caso sinta que está muito cansativo, comece com 15 repetições e aumente gradualmente, conforme for se sentindo à vontade.

Indicações: é uma prática bastante interessante para fazer pela manhã para começar o dia com mais energia. Além disso, você também pode experimentar esse exercício quando estiver se sentindo congestionado ou inchado. Esta técnica deve ser evitada por gestantes e aqueles que possuem problemas de pressão arterial ou cardíacos.

Ujjayi Pranayama – Respiração do Oceano

O Ujjayi é também chamado de respiração do oceano por conta do som que o indivíduo faz ao praticá-lo. É uma técnica bastante utilizada na prática de alguns tipos de ioga, como ashtanga e vinyasa. Tem como principal objetivo incentivar a expansão completa dos pulmões e, por manter o foco sobre a respiração, ajuda também a acalmar a mente.

Como Praticar: sente-se em um local confortável e em que fique com a coluna ereta. Inspire até atingir toda a sua capacidade pulmonar, mantendo os ombros levantados. Prenda a respiração por um segundo, depois abra a boca e contraia a garganta, soltando o ar vagarosamente, como se estivesse sussurrando. O som que você irá fazer será parecido com o de uma onda do mar. É importante sentir o ar no céu da boca enquanto expira. Repita por até 20 vezes.

Indicações: este exercício de respiração pode ser praticado por até 10 minutos e a qualquer hora do dia. Experimente combiná-lo com a prática de posições do ioga, os chamados asanas.

Sitali Pranayama – Respiração Refrescante

Sitali significa refrigeração, o que explica o efeito que este exercício pode ter em sua mente e em seu corpo. Esta prática estimula o alívio do calor através do frescor e, por isso, é bastante útil durante o verão e em locais com o clima quente.

Como Praticar: role a língua até que as bordas externas se toquem, formando um tubo. Se não conseguir, abra a boca de forma que ela fique em um formato oval, mantendo a língua reta. Então, inspire através dela, absorvendo todo o ar que puder. Depois de inspirar, coloque a ponta da sua língua no céu da boca e feche os lábios, sentindo a refrescância e, em seguida, expire pelo nariz. Repita de cinco a dez vezes ou conforme achar necessário.

Indicações: pratique quando estiver sentindo muito calor ou irritado.

Dicas Para Começar a Praticar o Pranayama

Confira algumas dicas rápidas que irão te ajudar a introduzir a prática desses exercícios poderosos em sua rotina.

  • Caso sinta algum tipo de desconforto ou tontura durante a prática, pare imediatamente e volte à respiração normal. Nesse caso, é importante praticar sob a supervisão de um instrutor de ioga.
  • Nunca force ou restrinja a sua respiração, vá aos poucos, pois é através da prática constante que conseguirá realizar os exercícios com cada vez mais perfeição.
  • O pranayama deve ser realizado com muito cuidado e consciência. Por isso, evite se julgar e mantenha o foco na jornada e não no destino. Com o tempo, você começará a notar os benefícios da prática.
  • Mulheres grávidas e pessoas que possuem diabetes, pressão alta ou baixa, problemas cardíacos, epilepsia ou vertigem devem consultar um médico antes de realizar qualquer um desses exercícios.

Os exercícios de respiração são positivos porque permitem que você tire o foco do estresse diário para se concentrar em si mesmo e se conectar com o seu eu interior. Nesse momento, torna-se possível entrar em um estado profundo de clareza, paz e relaxamento. Comece a praticar e veja o quanto respirar em atenção plena pode ser transformador.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-e-pranayama/

As 5 linguagens do amor

As 5 linguagens do amor

CLIQUE e inscreva-se no canal:

Confira com Tiago Curcio,  coach da Casule!

 

As 5 linguagens do amor

 

Saiba o que fazer.

Facebook ☛ http://facebook.com/clinicacasule
Instagram ☛ http://instagram.com/clinicacasule

Conheça o nosso site ↴
https://casule.com

Meu Blog ↴
https://casule.com/blog #casule

Whatsapp ↴
https://casule.com/yzap

 

Assine o nosso canal! e saiba como ter mais saúde mental e uma vida mais feliz! Gostou do vídeo?
Curta, compartilha e assine o canal pra não perder o que vem por ai! Ser feliz faz parte da vida!
Sonhe, mude de atitude, cuide da sua felicidade!

Assine o Canal de graça e receba as dicas de coaching, fonoaudiologia, nutrição e psicologia sem frescura toda semana!

To Do List – Por Que é Importante Ter a Sua?

To Do List – Por Que é Importante Ter a Sua?

to do list, também conhecida como lista de coisas a fazer, é uma ferramenta extremamente simples, mas que pode mudar completamente a forma com a qual gerencia o seu tempo e fazer com que se torne uma pessoa muito mais produtiva, tanto em relação à vida pessoal quanto profissional. Adotar o hábito de anotar as tarefas que precisa realizar irá permitir que desfrute dos seus dias de maneira mais inteligente e saiba priorizar o que é mais importante.

Benefícios de Ter uma To Do List

Manter uma to do list irá possibilitar que, no final do dia, olhe para todas aquelas tarefas que foram concluídas e sinta uma grande satisfação e a sensação de que foi capaz de vencer todas as obrigações que tinha a cumprir. Aproveite e confira, a seguir, os principais benefícios de adotar esse hábito de gerenciamento de tempo.

1 – Evite Que Alguma Tarefa Seja Esquecida

Por melhor que seja a sua memória, o acúmulo de informações pode fazer com que ela falhe e acabe se esquecendo de algo que precisa realizar. Além disso, essa sensação de ter que memorizar tantas coisas pode comprometer o sono e o descanso, gerando, até mesmo, quadros de estresse. Ao registrar tudo em uma lista é possível relaxar, porque saberá que todos os dados estão seguros.

2 – Priorização do Que é Realmente Importante

Quando as tarefas são realizadas sem nenhum critério, existem grandes chances de se desperdiçar tempo com coisas sem importância e acabar deixando atividades importantes de lado. Com a lista é possível ter uma visão mais ampla em relação a tudo o que precisa fazer e, assim, priorizar aquelas que forem mesmo necessárias.

3 – Realização de Tarefas Semelhantes

A lista é interessante porque permite, também, que organize as tarefas semelhantes para realizá-las de uma vez só. Assim, se precisa ir ao banco e à uma consulta médica, por exemplo, e sabe que são locais próximos, poderá aproveitar a mesma viagem para resolver tudo de forma mais ágil. O mesmo vale para ligações, envio de e-mails e diversas outras atividades que se tornam mais rápidas quando realizadas de uma só vez.

4 – Acompanhamento dos Seus Progressos

A sensação de marcar uma tarefa como realizada é incrível e se torna ainda mais poderosa quando chega o final do dia. É extremamente motivador perceber que foi capaz de vencer tudo aquilo. Além disso, também é uma forma de se tornar consciente caso esteja deixando a desejar e postergando suas obrigações.

5 – Facilidade Para Reagendar Tarefas

É claro que todo mundo quer conseguir fazer tudo o que precisa em um mesmo dia. Contudo, sabemos que nem sempre as coisas acontecem como esperamos. Nesses casos, a to do list também é positiva, porque facilita o reagendamento das tarefas que, por algum motivo, não puderam ser concluídas para o dia seguinte.

Dicas Para Fazer a Sua To Do List

Para criar uma to do list eficaz não basta fazer uma lista de tarefas sem nenhum tipo de critério e é necessário considerar alguns pontos importantes, veja quais são eles.

1 – Eleja o Meio Que For Mais Fácil Para Você

Existem diversos aplicativos e softwares bastante eficientes que podem te ajudar nessa missão de organizar o seu dia. Entretanto, eles apenas serão positivos se fizerem sentido para você e se encaixarem na sua rotina. Se preferir o método convencional e quiser uma agenda de papel, tudo bem, o importante é que seja algo de fácil acesso e que esteja sempre à mão.

2 – Crie Listas Que Estejam Dentro da Sua Realidade

As suas listas precisam ser, acima de tudo, possíveis de serem cumpridas, afinal de nada adianta se programas para realizar um grande número de tarefas que sabe que não terá tempo para realizar. Portanto, seja realista e lembre-se de que também precisará descansar, se alimentar, enfim, ter uma vida fora da lista.

3 – Considere Tarefas de Prazos Maiores

As listas são ótimas para planejar os seus dias, mas é importante considerar, também, as atividades de longo prazo, como pagamentos que precisa realizar uma vez ao mês, por exemplo. Essas informações registradas com antecedência irão te ajudar a programar os dias conforme eles forem se aproximando.

4 – Lembre-se de Estipular a Ordem das Tarefas

Ordenar as tarefas considerando sua importância é fundamental para que se certifique de dar a devida atenção às suas prioridades e evite se ocupar de atividades sem relevância. Isso também irá te ajudar a verificar se precisa agendar algo para o mesmo dia ou se é possível realocar essa tarefa em uma data futura.

5 – Reflita Sobre as Tarefas Que Não Forem Concluídas

Sempre que não conseguir concluir uma tarefa, reflita sobre a razão que levou a isso. Foi algum erro que cometeu ou uma circunstância que fugiu do seu controle? Havia algo que poderia ter feito para evitar? Lembre-se que a ideia é refletir para que possa melhorar e não se culpar.

6 – Avalie as Tarefas Urgentes Que Chegarem Inesperadamente

É bastante comum que outras pessoas cheguem solicitando que realize tarefas urgentes, principalmente no trabalho. Quando isso acontecer contigo, avalie se realmente se trata de algo que precisa ser feito imediatamente, para evitar que a pressa alheia comprometa e sua produtividade.

7 – Divida Grandes Projetos em Tarefas Menores

Sempre que tiver um projeto maior para realizar, separe-o em tarefas menores e estipule prazos. Assim conseguirá se manter mais motivado para vencer cada etapa e terá mais controle sobre o seu tempo, evitando que se perca ou deixe tudo para fazer de última hora.

É importante lembrar que, ao longo do dia, é natural que situações inesperadas aconteçam e criem a necessidade de fazer alterações na sua lista. Além disso, podem haver casos em que você mesmo irá perceber que fazer adaptações irá te ajudar a se tornar mais produtivo. Portanto, seja flexível e entenda que a sua lista é como a vida e está sujeita a mudanças.

Por fim, é importante que mantenha o equilíbrio e evite transformar a sua vida em uma grande lista cheias de regras. Afinal, por mais que seja um instrumento eficaz e que irá te ajudar a ser mais produtivo, ter momentos de descanso, sem horário para fazer isso ou aquilo também é importante. Pense nisso!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/to-do-list-por-que-e-importante-ter-sua/

BAIXAR O PDF
close-link