A Arte de Viver – Uma Vida Equilibrada Não Quer Dizer uma Vida Sem Problemas e Desafios

A Arte de Viver – Uma Vida Equilibrada Não Quer Dizer uma Vida Sem Problemas e Desafios

As pessoas que buscam levar uma vida equilibrada são vistas por muitos como seres diferentes e que não passam por problemas. Se você pensa assim a respeito de alguém, saiba que todo ser humano precisa superar desafios em seu dia a dia e que ninguém está ileso de passar por eles. A diferença está na maneira com a qual se lida com as adversidades, pois aqueles que dominam a arte de viver com positividade, utilizam todas as experiências, sejam elas boas ou ruins, como forma de aprendizado a evolução.

A Arte de Viver de Maneira Positiva e Equilibrada

Como disse no início, todos possuem seus problemas, quando você vê uma pessoa passando pela rua ou mesmo nas redes sociais não consegue enxergar as batalhas pelas quais ela está passando. Afinal, como bem disse Caetano Veloso em sua canção “Dom de Iludir”, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é. Por isso, não se engane achando que todos ao seu redor têm uma vida perfeita menos você, simplesmente porque perfeição e humanidade são coisas que não se encaixam.

Com tudo isso não tenho a intenção de que desanime e acredite que a vida é ruim para todos, pelo contrário! Viver é maravilhoso, um verdadeiro presente que recebemos todos os dias e pelo qual devemos ser extremamente gratos. Todos os problemas que aparecem em nosso caminho são, na verdade, degraus, para que possamos evoluir e nos tornarmos pessoas cada vez melhores. Adquirir essa consciência é o primeiro passo para dominar a arte de viver de forma equilibrada e feliz.

Partindo do pressuposto de que todos têm problemas, pode-se concluir que realmente a visão que cada um faz de sua própria existência é crucial para definir se o foco estará mais nas coisas boas do que nas ruins. É claro que é importante se atentar aos problemas, a fim de buscar soluções para eles, mas sempre de maneira construtiva e não para se sentir uma vítima das circunstâncias e achar que a felicidade é algo distante e inalcançável, porque, na realidade, se trata de uma escolha que está ao seu alcance.

7 Dicas Poderosas Para Dominar a Arte de Viver Com Equilíbrio

Se você escolheu ser feliz e deseja viver de forma equilibrada, comece hoje mesmo a colocar as dicas a seguir em prática. Assim, deixará de ser um mero expectador para se tornar o autor da sua própria história.

1 – Sinta-se Confortável Sendo Você

O primeiro passo que você precisa dar para aprender a viver de forma equilibrada é se sentindo confortável sendo quem é. Para isso, é necessário se amar e se aceitar, com suas qualidades e pontos a serem desenvolvidos. Muitos confundem aceitação com comodismo, mas saiba que são conceitos completamente diferentes. Afinal, apenas nos sentimos motivados a melhorar algo que amamos e sem amor-próprio não há a busca pelo desenvolvimento e pela evolução.

2 – Evite Se Comparar Com Terceiros

Se continuar utilizando o ditado que diz que a grama do vizinho é sempre mais verde como o lema da sua vida, passará anos acreditando que todos são felizes, menos você. Portanto, evite ao máximo se comparar, porque cada indivíduo é completamente único e não é justo medir os esforços de uma pessoa comparando-a com outra. O melhor caminho é se comparar consigo mesmo, a fim de enxergar o quanto evoluiu e pode chegar ainda mais longe, e utilizar as conquistas alheias como fonte de inspiração.

3 – Encontre o Lado Bom das Coisas

Não importa o que aconteça e o quão dolorosa uma situação seja, sempre há um lado positivo a ser considerado. Uma demissão pode ser uma oportunidade para recomeçar e construir uma nova carreira, o fim de um relacionamento uma chance de se conhecer melhor e se redescobrir, sempre há uma luz no fim do túnel para te mostrar que viver vale a pena. Por isso, amplie a sua visão em relação às coisas que lhe acontecem e conseguirá enxergar inúmeras bênçãos.

4 – Desapegue-se do Que Não Pode Controlar

Ter a sensação de que está no controle nos gera um sentimento de segurança, porém, basta que algo aconteça de maneira diferente do esperado para que a insegurança tome conta de tudo. Para evitar que isso aconteça é importante que comece a se desapegar de tudo aquilo que não pode controlar. Prefira se concentrar nas suas atitudes e emoções, pois elas sim podem ser gerenciadas por você. Se não pode mudar algo, mude a sua forma de ver e de lidar com aquilo.

5 – Elimine as Mágoas do Seu Coração

Se tem uma coisa que não combina com equilíbrio são as mágoas e os ressentimentos, porque eles fazem com que uma pessoa enxergue apenas as coisas ruins e deixe de dar o devido valor ao que é bom. Aproveite para refletir sobre os sentimentos que guarda em seu coração e elimine todos aqueles que não agregarem. Comece perdoando aqueles que fizeram algo que te magoou, pois, ao se libertar de lembranças negativas, estará abrindo espaço para novas memórias e alegrias.

6 – Concentre-se no Agora

Grande parte do sofrimento que muitas pessoas sentem está relacionada ao fato de que vivem sempre remoendo o passado ou ansiando pelo futuro. É claro que tudo o que viveu é importante e faz parte de quem é hoje, mas é necessário ter a consciência de que nada do que fizer irá mudar o que já aconteceu. Por essa razão, prefira sempre voltar a sua atenção para o agora, porque é por meio das atitudes que tem hoje que irá construir o seu amanhã.

7 – Esteja Aberto Para o Novo

Por fim, é fundamental que se mantenha aberto para o novo e seja flexível para aproveitar cada oportunidade que a vida lhe oferecer. Saiba aceitar e respeitar o diferente e aprender com ele, seja através de pessoas, lugares ou situações. Afinal, são experiências assim, de troca e de compartilhamento, que dão sentido para a vida e que nos permitem aprender cada vez mais.

Espero que essas dicas te inspirem a buscar o equilíbrio e, assim, lidar com os problemas de maneira muito mais positiva. Dê esse passo e se permita ousar e ir além!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/arte-de-viver-uma-vida-equilibrada-nao-quer-dizer-uma-vida-sem-problemas-e-desafios/

O Que São as Teorias da Personalidade?

O Que São as Teorias da Personalidade?

Já falei em diversos artigos aqui em meu blog sobre o quanto os seres humanos são únicos, com suas ideias, valores e comportamentos, que são os elementos que formam a personalidade de cada um. Para entender melhor os indivíduos, há muitos anos estudiosos se dedicam a desenvolver teorias da personalidade que os ajudam a compreender como essas características se formam e impactam na vida de cada um. Nomes como Sigmund Freud e Carl Gustav Jung são os criadores dos estudos mais conhecidos.

As Principais Teorias da Personalidade

A mente humana foi, e continua sendo, objeto de diversos estudos que têm como finalidade entender seu funcionamento, principalmente no que diz respeito à formação da personalidade. Confira, a seguir, informações para que conheça melhor as principais teorias que contemplam esse assunto tão instigante e extraordinário.

1 – Teoria Psicanalítica de Freud

Chamado de pai da psicologia moderna, Freud é conhecido como o primeiro estudioso a tentar explicar como a personalidade se desenvolve utilizando uma abordagem científica. Para ele, todo comportamento apresentado por um ser humano pode ser explicado e suas causas podem ser identificadas. De acordo sua teoria, a conduta de uma pessoa é motivada por impulsos e desejos reprimidos, e a personalidade é formada por três elementos, que são:

Id – Compreende os desejos básicos de um indivíduo, que são aqueles com os quais ele nasce, como a busca pelo prazer e outros instintos.

Superego – É o oposto direto do id, e compreende a moral e os valores de uma pessoa.

Ego – Elemento que equilibra o id e o superego. Através dele, os desejos primitivos e os valores morais conseguem se equilibrar na mente de um indivíduo.

Do ponto de vista de Freud, esses fatores são o que determinam a personalidade humana, e cada indivíduo tem a sua própria maneira de equilibrá-los.

2 – Teoria dos Traços de Personalidade de Jung, Eysenck e Cattell

Esta teoria conta com contribuições de Carl Gustav Jung, Hans Eysenck e James McKeen Cattell. Eles mantiveram o foco de suas pesquisas na mensuração de traços, que são descritos como padrões habituais de comportamento, atitude e emoção. Suas teorias apontam que esses traços são responsáveis ​​por influenciar a personalidade e o comportamento e são relativamente estáveis ​​ao longo do tempo.

Saiba mais a respeito da visão de cada um desses três teóricos a respeito dos traços de personalidade.

Teoria de Dois Tipos de Jung

Para Jung, existem duas atitudes diferentes que impactam diretamente na forma com a qual cada indivíduo irá reagir às circunstâncias da vida. São elas a extroversão e a introversão. O extrovertido é aquele que age com maior ousadia perante os demais, sem medo de mostrar a sua essencial, já o introvertido prefere se concentrar em seu mundo interior, agindo de forma mais comedida.

Teoria das Três Dimensões de Eysenck

Eysenck expandiu a teoria de Jung e afirmou que a personalidade não é apenas determinada entre as condições de extrovertido ou introvertido, mas também pela estabilidade emocional e controle de impulsos. Para ele, tanto fatores biológicos quanto ambientais são capazes de influenciar a personalidade de um indivíduo. Assim, surgiu sua teoria com três dimensões, que são: extroversão (ou introversão), neuroticismo (ou estabilidade emocional) e psicoticismo (ou autocontrole).

Modelo dos Cinco Grandes Fatores de Cattell

Dentro do Modelo dos Cinco Grandes Fatores, Cattell afirmou que a formação da personalidade se dava através de cinco elementos:

1 – Abertura: considera a intensidade da vontade de aprender, ter novas ideias e uma mente aberta de maneira geral;

2 – Conscienciosidade: se refere ao quanto se é responsável e organizado, além do grau de persistência e motivação para alcançar metas;

3 – Extroversão: mede o quanto se é sociável e assertivo ao agir;

4 – Simpatia: contempla a forma com a qual cada indivíduo age em relação aos demais;

5 – Neuroticismo: considera o quanto se é instável emocionalmente.

Para Cattell, através de pontuações que consideram o nível que cada indivíduo atinge nesses cinco fatores é possível obter um verdadeiro mapa de sua personalidade.

3 – Teorias Sociais Cognitivas de Bandura e Rotter

As teorias sociais cognitivas afirmam que o desenvolvimento da personalidade depende do conhecimento que uma pessoa adquire através de interações sociais, experiências e estímulos externos. Esses estudos enfatizam as influências ambientais e sociais, as diferenças de personalidade inatas, a genética e as qualidades humanas internas. As duas principais teorias sociais cognitivas foram desenvolvidas por Albert Bandura e Julian Rotter.

Teoria Cognitiva Social de Bandura

Para Bandura, cada indivíduo possui um conjunto de processos cognitivos que lhe permite observar, avaliar e, assim, regular o seu comportamento. Sua teoria sugere que as pessoas julgam a eficácia de seu comportamento através dos resultados que obtêm. Assim, aquelas atitudes que são vistas como positivas são reforçadas e, então, mantidas.

Locus de Controle de Rotter

Essa teoria afirma que o comportamento e a personalidade das pessoas são influenciados pelo grau de controle que elas possuem em relação ao que acontece em suas vidas. Nesse sentido, alguém que sente que consegue controlar o seu destino tem o chamado locus de controle interno. Já aquele que credita os acontecimentos a fatores alheios a ele tem locus de controle externo.

4 – Hierarquia de Necessidades de Maslow

Abraham Maslow é o principal defensor da teoria humanista e afirma que a personalidade de uma pessoa é moldada por sua tentativa de alcançar um conjunto de necessidades humanas que são organizadas de maneira hierárquica. Por conta disso, sua teoria enfatiza que um indivíduo apenas pode atingir plenamente a autorrealização em sua forma mais elevada quando satisfaz as necessidades de ordem inferior. A hierarquia é composta por:

  • Necessidades fisiológicas, como oxigênio, água e alimentos;
  • Segurança e proteção, tanto no sentido de estar em um ambiente seguro quanto de ter uma vida estável;
  • Amar e pertencer, o que inclui, principalmente, a família e os relacionamentos;
  • Autoestima, que envolve reconhecer as próprias qualidades e valorizá-las;
  • Autorrealização, que é a forma mais elevada, onde uma pessoa reconhece todo o seu potencial.

A personalidade faz parte da identidade de cada indivíduo e saber um pouco mais a respeito dessas teorias certamente irá te ajudar a se conhecer melhor e entender a origem de seus sentimentos e comportamentos. Se gostou do artigo, aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e passe o conhecimento adiante!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-sao-as-teorias-da-personalidade/

Alimentação Equilibrada – Um Fator Importante Para Qualidade de Vida Pessoal e Profissional

Alimentação Equilibrada – Um Fator Importante Para Qualidade de Vida Pessoal e Profissional

Ter uma alimentação equilibrada é muito mais do que um cuidado com a estética do corpo e envolve, principalmente, saúde e qualidade de vida. Quando uma pessoa se alimenta de forma saudável e sem exageros ela tem mais disposição, o que impacta positivamente na sua produtividade no trabalho e no bem-estar geral. O controle do peso é outra consequência positiva dessa mudança de comportamento em relação à comida.

A Importância de Ter uma Alimentação Equilibrada

Quando se fala em alimentação saudável, muitos imaginam que seja necessário apenas reduzir as quantidades e consumir menos gordura e açúcar, mas a verdade é que o cuidado deve ir além disso. Cada órgão do corpo humano precisa de determinados tipos de nutrientes para funcionar da forma correta. Por isso, é necessário incluir diversos grupos alimentares na dieta, a fim de suprir todas essas necessidades.

Proteínas, carboidratos, gorduras boas, vitaminas, minerais, cada um desses nutrientes tem uma função importante no organismo. A proteína, por exemplo, é a responsável pela construção dos músculos, já os carboidratos fornecem energia e as gorduras transportam as vitaminas. Quando alguém deixa de incluir determinados tipos de alimentos em sua dieta, o corpo pode ter problemas para funcionar como deveria, abrindo espaço para vários tipos de doenças.

Uma pessoa que está se alimentando de forma inadequada, tem a tendência de se sentir fraca e indisposta, algo que certamente terá impacto na sua satisfação, motivação e produtividade. Por isso, consultar-se com um profissional da área da nutrição é essencial, pois assim será possível obter as instruções necessárias para fazer refeições que contemplem todos os grupos alimentares. Essa orientação individualizada é importante porque cada um tem características e necessidades diferentes.

5 Benefícios da Alimentação Equilibrada

Para entender melhor a função dos alimentos, confira cinco benefícios que uma alimentação saudável pode te proporcionar.

1 – Previne Doenças: quando todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo são ingeridos, há uma melhora significativa no sistema imunológico, o que pode prevenir doenças como câncer, diabetes, AVC e problemas cardíacos.

2 – Auxilia no Controle do Peso: dietas restritivas podem trazer resultados rápidos, mas não são sustentáveis a longo prazo. Já quando se alimenta de forma equilibrada o controle do peso se torna uma consequência natural e definitiva.

3 – Melhora a Saúde Mental: uma alimentação balanceada pode ajudar a aliviar sintomas de depressão e ansiedade. Além disso, ter esse cuidado consigo mesmo auxilia no bem-estar geral do indivíduo.

4 – Aumento da Disposição: quando o corpo recebe tudo o que precisa para funcionar de maneira correta, a disposição aumenta, o que acaba trazendo benefícios tanto para a área profissional quanto pessoal.

5 – Melhora a Aparência: de nada adianta ir ao salão de beleza e usar produtos caros se os cuidados não começarem de dentro para fora. Comer bem contribui para que a pele e os cabelos fiquem mais saudáveis e, consequentemente, mais bonitos.

Como se pode ver, um benefício está relacionado com o outro, porque são aspectos que estão intimamente ligados.

7 Dicas Para Ter uma Alimentação Equilibrada e Mais Qualidade de Vida

Depois de saber mais a respeito da importância de uma alimentação equilibrada para ter mais qualidade de vida nos âmbitos pessoal e profissional, confira dicas poderosas para ter uma relação positiva com a comida.

1 – Permita-se Experimentar Alimentos Diferentes

Muita gente diz que não gosta de determinado alimento sem ao menos tê-lo experimentado. Sem contar no fato de que um mesmo ingrediente pode ser preparado de diferentes formas. Portanto, se dê a oportunidade de experimentar algo antes de formar a sua opinião. Assim, poderá descobrir sabores incríveis e tornar a sua alimentação ainda mais diversificada e saudável.

2 – Saboreie Cada Alimento

Se costuma comer rápido demais, sem nem ao menos sentir o gosto de cada alimento, é importante que reveja essa atitude, pois está deixando de aproveitar momentos agradáveis do seu dia. Quanto mais atenção dedicar às suas refeições, mais saudável será a sua relação com a comida, pois conseguirá perceber os sinais da saciedade e evitará comer mais do que o necessário.

3 – Use a Criatividade na Hora de Cozinhar

Se costuma sempre comer as mesmas coisas, experimente variar os ingredientes e as preparações. Isso irá permitir que descubra novos sabores, combinações e, até mesmo, crie novas receitas. Cozinhar é mais do que uma obrigação, é um ato de amor, pois a sua energia também é adicionada em cada prato que prepara. Portanto, faça esse gesto de carinho para si e para a sua família.

4 – Quanto Mais Colorido, Melhor

Apenas um nutricionista pode dar orientações quanto aos alimentos e as quantidades que devem ser ingeridas por cada pessoa. Contudo, existe uma regra geral de que quanto mais colorido for o prato, mais saudável ele é. Portanto, varie bastante nos vegetais, pois eles são essenciais para uma dieta saudável e equilibrada.

5 – Evite Modismos Alimentares

A cada dia surgem novas dietas, cada uma prometendo melhores resultados que as outras. Se a sua intenção é realmente ter uma alimentação equilibrada, evite seguir modismos e prefira sempre obter as orientações de um profissional. No final das contas, o melhor caminho é fazer escolhas como as que os nossos avós faziam no passado, dando preferência para o que vem da terra e deixando um pouco os industrializados de lado.

6 – Leve Marmita Para o Trabalho

Se costuma ficar muitas horas fora de casa, seja no trabalho ou na faculdade, adote o hábito de levar marmita. Assim, evitará ter que recorrer a alimentos pouco saudáveis na hora de fazer as suas refeições e, também, estará fazendo uma grande economia no final do mês. Isso vale tanto para o almoço e o jantar quanto para os lanches no decorrer do dia.

7 – Permita-se Comer o Que Gosta de Vez em Quando

Lembre-se sempre da palavra equilíbrio e faça dela a sua principal conselheira. Afinal, ter uma alimentação equilibrada não significa que irá deixar de comer doces ou outros pratos mais calóricos de vez em quando. O segredo está em saber equilibrar a frequência e as porções. Mas, claro, isso nos casos em que esse tipo de alimento não irá trazer nenhum tipo de risco para a sua saúde. Por via das dúvidas, consulte um nutricionista.

O equilíbrio é a chave para ter uma vida mais saudável, produtiva e feliz. Comece pela alimentação e verá como os benefícios irão impactar também em todas as outras áreas. Cuide de si com carinho e sirva de exemplo para aqueles que ama.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/alimentacao-equilibrada-um-fator-importante-para-qualidade-de-vida-pessoal-e-profissional/

Como posso melhorar as finanças?

Como posso melhorar as finanças?

CLIQUE e inscreva-se no canal:

Confira com Tiago Curcio,  coach da Casule!

Como posso melhorar as finanças?

 

Saiba o que fazer.

Facebook ☛ http://facebook.com/clinicacasule
Instagram ☛ http://instagram.com/clinicacasule

Conheça o nosso site ↴
https://casule.com

Meu Blog ↴
https://casule.com/blog #casule

Whatsapp ↴
https://casule.com/yzap

 

Assine o nosso canal! e saiba como ter mais saúde mental e uma vida mais feliz! Gostou do vídeo?
Curta, compartilha e assine o canal pra não perder o que vem por ai! Ser feliz faz parte da vida!
Sonhe, mude de atitude, cuide da sua felicidade!

Assine o Canal de graça e receba as dicas de coaching, fonoaudiologia, nutrição e psicologia sem frescura toda semana!

Se errar faz parte, aprender com os erros é essencial!

Se errar faz parte, aprender com os erros é essencial!

Sim, errar é humano. Desculpar-se pela falha é um ato de reconhecimento e humildade. Porém, mais do que apenas sentir muito pelo erro, é essencial buscar pela correção do mesmo. Seja por meio de ações que possam consertar a situação ou de estratégias que evitem a repetição. Então, o artigo de hoje vai ensinar a como não se enganar? De modo algum, pessoa querida! Você, eu e todo mundo vamos errar ainda até o fim da vida. Meu objetivo é que você crie a consciência de alguns pontos fundamentais a respeito de situações negativas que não estamos esperando. Saiba quais são eles ao continuar a ler esse texto.

Permita-se aprender com seus erros

Errar faz parte da nossa história, dos nossos aprendizados, do processo evolutivo e de ressignificação. A grande questão é não fazer das suas dificuldades como motivo para cometer erros. Será mesmo que você não está se programando para cometer errosno lugar de acertos? Pense nisso, pois quando nos acostumamos a nos desculpar, é possível que, desde o início de algo, podemos estar nos programamos mentalmente para errar.

Se ontem você cometeu um erro no trabalho, o que vai fazer hoje para que este mesmo erro não se repita? Se você falou algo negativo para seu amigo e acabou ofendendo a pessoa, você vai continuar a repetir o que lhe desagradou? Do mesmo modo, se você se atrasou um compromisso muito importante e perdeu uma grande oportunidade de negócio ou trabalho, vai fazer o mesmo da próxima vez?

O problema não é errar, mas sim estar ciente do seu erro e não fazer nada de diferente para evitar repeti-lo no futuro. Quando ignoramos nossos pontos de melhoria acabamos fazendo sempre tudo igual, tendo os mesmos resultados e sofrendo da mesma forma as consequências desta falta de mudança.

Pense nisso e procure desenvolver um comportamento mais assertivo em sua vida pessoal e profissional, observe onde você está errado, como está errando, onde pode melhorar e defina o que pode fazer a partir de agora para mudar isso. Livre-se do rótulo daquele ou daquela que “sempre faz tudo errado” e não pelos outros, mas por você, por sua vida, por sua felicidade, por seus sonhos e resultados.

 

Passo a passo para consertar as falhas

Confira um guia simples de como reagir aos erros na sua vida pessoal ou profissional:

  1. Previsão: o primeiro passo é fazer de tudo para não errar! É óbvio que tanto no âmbito pessoal quanto profissional devemos fazer o possível para evitar os erros. Seja revisando o planejamento, pedindo conselhos ou refletindo sobre as nossas decisões.
  2. Aceitação: aconteceu algo negativo que estava fora do esperado? Acalme-se! É muito importante entender que, apesar de todo o trabalho físico ou mental, é possível que uma falha aconteça. Simplesmente aceite, afinal ninguém ou nada é perfeito.
  3. Resolução: achou o engano? Hora de corrigir e não de se lamentar! Faça uma análise detalhista, chame por ajuda, reflita, planeje e coloque suas ideias em ação. Seja para corrigir o erro ou para evitar que ele aconteça de novo.
  4. Reconhecimento: essa hora é interessante também pensar sobre quem pode ter ficado magoado com a ação errônea para fazer um pedido de desculpas. Esse é um passo que deve ser avaliado se é necessário, pois depende da situação. Digo isso, pois vale lembrar de que não adianta nada pedir desculpas ao seu chefe, pois o seu superior precisa apenas de uma solução. O pedido de “sinto muito” é válido caso a empresa tenha ferido os sentimentos de um cliente específico ou de um grupo de pessoas. Em âmbito pessoal, o pedido é essencial na maioria das situações.
  5. Culpabilidade: quando o erro está exposto não adianta gastar tempo e sinapses buscando pelos culpados ou se lamentando, caso a culpa seja sua. É necessário fazer a análise clínica que falei acima e tentar resolver da melhor forma possível. Depois, se ainda for preciso, busque pelo “culpado” não para simplesmente apontar o dedo, mas para fazer uma crítica construtiva. Mais um passo em que é preciso avaliar em cada cenário.

Evolua com o coaching

Se você já leu outros textos meus sabe que sou master coach senior, fundador e presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC). Escrevo isso com muito orgulho, pois realmente acredito no trabalho que eu e outros profissionais maravilhosos realizamos no IBC. São horas e horas dedicadas ao estudo e aos melhores formatos de ensinar sobre autoconhecimento, autodesenvolvimento e empoderamento.

Inclusive, o método pode ser uma ótima ferramenta para que você entenda porque você está errando em determinadas situações. Ao conhecer melhor a si mesmo você será capaz de compreender a origem de determinados comportamentos que você tem e como eles podem se transformar para serem menos sabotadores no seu dia a dia. Nesse sentido, a formação Psicologia Positiva, baseada no moderno estudo feito pelo professor Martin Seligman, é muito interessante, pois ela ensina a:

  • Controlar suas reações e sentimentos com a inteligência emocional;
  • Despertar o potencial máximo dos pontos fortes da sua personalidade e das suas capacidades técnicas;
  • Entender quais são suas verdadeiras motivações e reavaliar objetivos de vida;
  • Criar e sustentar planos de ação possíveis e estimuladores;
  • Compreender quais são os efeitos de exercer o pensamento e comportamento positivo no dia a dia;
  • Desenvolver hábitos energizadores;
  • Obter conhecimento de neurociência;
  • Aprender a exercer o autoconhecimento e o autodesenvolvimento diariamente, afinal estamos em constante evolução.

Você irá compreender todos esses conceitos em aulas teóricas e práticas e com atividades. Mais impressionante que o conteúdo exclusivo são os resultados que você terá após as 150 horas de curso. São consequências positivas que poderão ser verificadas em curto, médio e longo prazo tanto no ambiente de trabalho quanto fora dele.

O seu sucesso depende de você

O sucesso é a soma de acertos e erros e, especialmente, dos aprendizados e ensinamentos que tiramos das nossas falhas. São elas que nos fazem crescer, ressignificar, ser mais autoconscientes e ir além. Pense nisso e ouse errar menos e aprender mais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/se-errar-faz-parte-aprender-com-seus-erros-e-essencial/

BAIXAR O PDF
close-link