O Que é a Pranayama?

O Que é a Pranayama?

Já falei em diversos artigos a respeito da importância da respiração e de como ela pode influenciar o nosso bem-estar e equilíbrio emocional, e o pranayama tem tudo a ver como esse assunto. Trata-se de um ramo do Raja Yoga, uma modalidade da prática milenar indiana, e que tem como objetivo a busca do equilíbrio por meio do controle da respiração. Continue acompanhando e saiba mais a respeito desses exercícios respiratórios que podem trazer inúmeros benefícios para a sua vida.

Conheça Melhor o Pranayama e os Benefícios Que a Prática Pode Proporcionar

Estamos o tempo todo respirando e assim continuaremos até o fim de nossas vidas, porque respirar é uma função vital. Cada célula do nosso corpo precisa de oxigênio para funcionar corretamente, por isso, não é surpresa que a prática regular de exercícios de respiração pode diminuir os efeitos do estresse sobre o nosso corpo e melhorar a saúde física e mental de uma forma geral.

Na ioga, a respiração é chamada de pranayama, em que prana é a energia que permeia todo o universo em todas as suas formas, a força vital representada pela gravidade, pelo magnetismo, pela energia que vem do sol, pelos corpos, pensamentos e emoções. Já ayama significa controle e disciplina, por isso trata-se de uma prática que visa buscar, através da respiração concentrada e ritmada, o recebimento mais intenso dessa energia poderosa que está em tudo.

Você já parou para pensar como um simples suspiro pode ser calmante no final de um longo dia ou após passar por uma situação de tensão? Agora, imagine o que a prática regular seja capaz de proporcionar. Dentre os principais benefícios do pranayama estão o equilíbrio entre o corpo, a mente e as emoções, e uma melhora significativa de todas as reações químicas e físicas do corpo, que são consequências da estabilidade da mente.

Técnicas de Pranayama Para Começar a Praticar Hoje Mesmo

Existem diversas técnicas de respiração conhecidas por reduzirem o estresse, ajudar na digestão, melhorar o sono e relaxar. Uma grande vantagem é que a maior parte delas pode ser realizada a qualquer hora, basta que tenha um local tranquilo para ficar enquanto pratica. Confira, a seguir, os passos necessários para realizar 3 exercícios de pranayama que irão te ajudar a viver de forma mais equilibrada e plena.

Kapalabhati Pranayama – Respiração do Crânio Brilhante

Este é um exercício que tem como principal objetivo desobstruir as vias nasais e, assim, tornar a respiração mais eficaz. O nome “brilhante” faz referência exatamente à limpeza que esse pranayama realiza. É bastante utilizado para aliviar o congestionamento, o inchaço e melhorar o funcionamento dos pulmões. É um exercício bastante revigorante e que aquece o corpo.

Como Praticar: sente-se de forma confortável e permaneça com a coluna ereta. Comece inspirando brevemente através das narinas e depois expire rapidamente (eliminando o ar pelo nariz), enquanto contrai o abdômen. A expiração é curta e rápida, mas muito ativa, enquanto a inalação é curta e passiva.

Repita o processo 30 vezes, contando suas expirações, e descanse por um minuto, com algumas respirações profundas nesse intervalo de tempo. Caso sinta que está muito cansativo, comece com 15 repetições e aumente gradualmente, conforme for se sentindo à vontade.

Indicações: é uma prática bastante interessante para fazer pela manhã para começar o dia com mais energia. Além disso, você também pode experimentar esse exercício quando estiver se sentindo congestionado ou inchado. Esta técnica deve ser evitada por gestantes e aqueles que possuem problemas de pressão arterial ou cardíacos.

Ujjayi Pranayama – Respiração do Oceano

O Ujjayi é também chamado de respiração do oceano por conta do som que o indivíduo faz ao praticá-lo. É uma técnica bastante utilizada na prática de alguns tipos de ioga, como ashtanga e vinyasa. Tem como principal objetivo incentivar a expansão completa dos pulmões e, por manter o foco sobre a respiração, ajuda também a acalmar a mente.

Como Praticar: sente-se em um local confortável e em que fique com a coluna ereta. Inspire até atingir toda a sua capacidade pulmonar, mantendo os ombros levantados. Prenda a respiração por um segundo, depois abra a boca e contraia a garganta, soltando o ar vagarosamente, como se estivesse sussurrando. O som que você irá fazer será parecido com o de uma onda do mar. É importante sentir o ar no céu da boca enquanto expira. Repita por até 20 vezes.

Indicações: este exercício de respiração pode ser praticado por até 10 minutos e a qualquer hora do dia. Experimente combiná-lo com a prática de posições do ioga, os chamados asanas.

Sitali Pranayama – Respiração Refrescante

Sitali significa refrigeração, o que explica o efeito que este exercício pode ter em sua mente e em seu corpo. Esta prática estimula o alívio do calor através do frescor e, por isso, é bastante útil durante o verão e em locais com o clima quente.

Como Praticar: role a língua até que as bordas externas se toquem, formando um tubo. Se não conseguir, abra a boca de forma que ela fique em um formato oval, mantendo a língua reta. Então, inspire através dela, absorvendo todo o ar que puder. Depois de inspirar, coloque a ponta da sua língua no céu da boca e feche os lábios, sentindo a refrescância e, em seguida, expire pelo nariz. Repita de cinco a dez vezes ou conforme achar necessário.

Indicações: pratique quando estiver sentindo muito calor ou irritado.

Dicas Para Começar a Praticar o Pranayama

Confira algumas dicas rápidas que irão te ajudar a introduzir a prática desses exercícios poderosos em sua rotina.

  • Caso sinta algum tipo de desconforto ou tontura durante a prática, pare imediatamente e volte à respiração normal. Nesse caso, é importante praticar sob a supervisão de um instrutor de ioga.
  • Nunca force ou restrinja a sua respiração, vá aos poucos, pois é através da prática constante que conseguirá realizar os exercícios com cada vez mais perfeição.
  • O pranayama deve ser realizado com muito cuidado e consciência. Por isso, evite se julgar e mantenha o foco na jornada e não no destino. Com o tempo, você começará a notar os benefícios da prática.
  • Mulheres grávidas e pessoas que possuem diabetes, pressão alta ou baixa, problemas cardíacos, epilepsia ou vertigem devem consultar um médico antes de realizar qualquer um desses exercícios.

Os exercícios de respiração são positivos porque permitem que você tire o foco do estresse diário para se concentrar em si mesmo e se conectar com o seu eu interior. Nesse momento, torna-se possível entrar em um estado profundo de clareza, paz e relaxamento. Comece a praticar e veja o quanto respirar em atenção plena pode ser transformador.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-e-pranayama/

As 5 linguagens do amor

As 5 linguagens do amor

CLIQUE e inscreva-se no canal:

Confira com Tiago Curcio,  coach da Casule!

 

As 5 linguagens do amor

 

Saiba o que fazer.

Facebook ☛ http://facebook.com/clinicacasule
Instagram ☛ http://instagram.com/clinicacasule

Conheça o nosso site ↴
https://casule.com

Meu Blog ↴
https://casule.com/blog #casule

Whatsapp ↴
https://casule.com/yzap

 

Assine o nosso canal! e saiba como ter mais saúde mental e uma vida mais feliz! Gostou do vídeo?
Curta, compartilha e assine o canal pra não perder o que vem por ai! Ser feliz faz parte da vida!
Sonhe, mude de atitude, cuide da sua felicidade!

Assine o Canal de graça e receba as dicas de coaching, fonoaudiologia, nutrição e psicologia sem frescura toda semana!

To Do List – Por Que é Importante Ter a Sua?

To Do List – Por Que é Importante Ter a Sua?

to do list, também conhecida como lista de coisas a fazer, é uma ferramenta extremamente simples, mas que pode mudar completamente a forma com a qual gerencia o seu tempo e fazer com que se torne uma pessoa muito mais produtiva, tanto em relação à vida pessoal quanto profissional. Adotar o hábito de anotar as tarefas que precisa realizar irá permitir que desfrute dos seus dias de maneira mais inteligente e saiba priorizar o que é mais importante.

Benefícios de Ter uma To Do List

Manter uma to do list irá possibilitar que, no final do dia, olhe para todas aquelas tarefas que foram concluídas e sinta uma grande satisfação e a sensação de que foi capaz de vencer todas as obrigações que tinha a cumprir. Aproveite e confira, a seguir, os principais benefícios de adotar esse hábito de gerenciamento de tempo.

1 – Evite Que Alguma Tarefa Seja Esquecida

Por melhor que seja a sua memória, o acúmulo de informações pode fazer com que ela falhe e acabe se esquecendo de algo que precisa realizar. Além disso, essa sensação de ter que memorizar tantas coisas pode comprometer o sono e o descanso, gerando, até mesmo, quadros de estresse. Ao registrar tudo em uma lista é possível relaxar, porque saberá que todos os dados estão seguros.

2 – Priorização do Que é Realmente Importante

Quando as tarefas são realizadas sem nenhum critério, existem grandes chances de se desperdiçar tempo com coisas sem importância e acabar deixando atividades importantes de lado. Com a lista é possível ter uma visão mais ampla em relação a tudo o que precisa fazer e, assim, priorizar aquelas que forem mesmo necessárias.

3 – Realização de Tarefas Semelhantes

A lista é interessante porque permite, também, que organize as tarefas semelhantes para realizá-las de uma vez só. Assim, se precisa ir ao banco e à uma consulta médica, por exemplo, e sabe que são locais próximos, poderá aproveitar a mesma viagem para resolver tudo de forma mais ágil. O mesmo vale para ligações, envio de e-mails e diversas outras atividades que se tornam mais rápidas quando realizadas de uma só vez.

4 – Acompanhamento dos Seus Progressos

A sensação de marcar uma tarefa como realizada é incrível e se torna ainda mais poderosa quando chega o final do dia. É extremamente motivador perceber que foi capaz de vencer tudo aquilo. Além disso, também é uma forma de se tornar consciente caso esteja deixando a desejar e postergando suas obrigações.

5 – Facilidade Para Reagendar Tarefas

É claro que todo mundo quer conseguir fazer tudo o que precisa em um mesmo dia. Contudo, sabemos que nem sempre as coisas acontecem como esperamos. Nesses casos, a to do list também é positiva, porque facilita o reagendamento das tarefas que, por algum motivo, não puderam ser concluídas para o dia seguinte.

Dicas Para Fazer a Sua To Do List

Para criar uma to do list eficaz não basta fazer uma lista de tarefas sem nenhum tipo de critério e é necessário considerar alguns pontos importantes, veja quais são eles.

1 – Eleja o Meio Que For Mais Fácil Para Você

Existem diversos aplicativos e softwares bastante eficientes que podem te ajudar nessa missão de organizar o seu dia. Entretanto, eles apenas serão positivos se fizerem sentido para você e se encaixarem na sua rotina. Se preferir o método convencional e quiser uma agenda de papel, tudo bem, o importante é que seja algo de fácil acesso e que esteja sempre à mão.

2 – Crie Listas Que Estejam Dentro da Sua Realidade

As suas listas precisam ser, acima de tudo, possíveis de serem cumpridas, afinal de nada adianta se programas para realizar um grande número de tarefas que sabe que não terá tempo para realizar. Portanto, seja realista e lembre-se de que também precisará descansar, se alimentar, enfim, ter uma vida fora da lista.

3 – Considere Tarefas de Prazos Maiores

As listas são ótimas para planejar os seus dias, mas é importante considerar, também, as atividades de longo prazo, como pagamentos que precisa realizar uma vez ao mês, por exemplo. Essas informações registradas com antecedência irão te ajudar a programar os dias conforme eles forem se aproximando.

4 – Lembre-se de Estipular a Ordem das Tarefas

Ordenar as tarefas considerando sua importância é fundamental para que se certifique de dar a devida atenção às suas prioridades e evite se ocupar de atividades sem relevância. Isso também irá te ajudar a verificar se precisa agendar algo para o mesmo dia ou se é possível realocar essa tarefa em uma data futura.

5 – Reflita Sobre as Tarefas Que Não Forem Concluídas

Sempre que não conseguir concluir uma tarefa, reflita sobre a razão que levou a isso. Foi algum erro que cometeu ou uma circunstância que fugiu do seu controle? Havia algo que poderia ter feito para evitar? Lembre-se que a ideia é refletir para que possa melhorar e não se culpar.

6 – Avalie as Tarefas Urgentes Que Chegarem Inesperadamente

É bastante comum que outras pessoas cheguem solicitando que realize tarefas urgentes, principalmente no trabalho. Quando isso acontecer contigo, avalie se realmente se trata de algo que precisa ser feito imediatamente, para evitar que a pressa alheia comprometa e sua produtividade.

7 – Divida Grandes Projetos em Tarefas Menores

Sempre que tiver um projeto maior para realizar, separe-o em tarefas menores e estipule prazos. Assim conseguirá se manter mais motivado para vencer cada etapa e terá mais controle sobre o seu tempo, evitando que se perca ou deixe tudo para fazer de última hora.

É importante lembrar que, ao longo do dia, é natural que situações inesperadas aconteçam e criem a necessidade de fazer alterações na sua lista. Além disso, podem haver casos em que você mesmo irá perceber que fazer adaptações irá te ajudar a se tornar mais produtivo. Portanto, seja flexível e entenda que a sua lista é como a vida e está sujeita a mudanças.

Por fim, é importante que mantenha o equilíbrio e evite transformar a sua vida em uma grande lista cheias de regras. Afinal, por mais que seja um instrumento eficaz e que irá te ajudar a ser mais produtivo, ter momentos de descanso, sem horário para fazer isso ou aquilo também é importante. Pense nisso!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/to-do-list-por-que-e-importante-ter-sua/

A Arte de Viver – Uma Vida Equilibrada Não Quer Dizer uma Vida Sem Problemas e Desafios

A Arte de Viver – Uma Vida Equilibrada Não Quer Dizer uma Vida Sem Problemas e Desafios

As pessoas que buscam levar uma vida equilibrada são vistas por muitos como seres diferentes e que não passam por problemas. Se você pensa assim a respeito de alguém, saiba que todo ser humano precisa superar desafios em seu dia a dia e que ninguém está ileso de passar por eles. A diferença está na maneira com a qual se lida com as adversidades, pois aqueles que dominam a arte de viver com positividade, utilizam todas as experiências, sejam elas boas ou ruins, como forma de aprendizado a evolução.

A Arte de Viver de Maneira Positiva e Equilibrada

Como disse no início, todos possuem seus problemas, quando você vê uma pessoa passando pela rua ou mesmo nas redes sociais não consegue enxergar as batalhas pelas quais ela está passando. Afinal, como bem disse Caetano Veloso em sua canção “Dom de Iludir”, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é. Por isso, não se engane achando que todos ao seu redor têm uma vida perfeita menos você, simplesmente porque perfeição e humanidade são coisas que não se encaixam.

Com tudo isso não tenho a intenção de que desanime e acredite que a vida é ruim para todos, pelo contrário! Viver é maravilhoso, um verdadeiro presente que recebemos todos os dias e pelo qual devemos ser extremamente gratos. Todos os problemas que aparecem em nosso caminho são, na verdade, degraus, para que possamos evoluir e nos tornarmos pessoas cada vez melhores. Adquirir essa consciência é o primeiro passo para dominar a arte de viver de forma equilibrada e feliz.

Partindo do pressuposto de que todos têm problemas, pode-se concluir que realmente a visão que cada um faz de sua própria existência é crucial para definir se o foco estará mais nas coisas boas do que nas ruins. É claro que é importante se atentar aos problemas, a fim de buscar soluções para eles, mas sempre de maneira construtiva e não para se sentir uma vítima das circunstâncias e achar que a felicidade é algo distante e inalcançável, porque, na realidade, se trata de uma escolha que está ao seu alcance.

7 Dicas Poderosas Para Dominar a Arte de Viver Com Equilíbrio

Se você escolheu ser feliz e deseja viver de forma equilibrada, comece hoje mesmo a colocar as dicas a seguir em prática. Assim, deixará de ser um mero expectador para se tornar o autor da sua própria história.

1 – Sinta-se Confortável Sendo Você

O primeiro passo que você precisa dar para aprender a viver de forma equilibrada é se sentindo confortável sendo quem é. Para isso, é necessário se amar e se aceitar, com suas qualidades e pontos a serem desenvolvidos. Muitos confundem aceitação com comodismo, mas saiba que são conceitos completamente diferentes. Afinal, apenas nos sentimos motivados a melhorar algo que amamos e sem amor-próprio não há a busca pelo desenvolvimento e pela evolução.

2 – Evite Se Comparar Com Terceiros

Se continuar utilizando o ditado que diz que a grama do vizinho é sempre mais verde como o lema da sua vida, passará anos acreditando que todos são felizes, menos você. Portanto, evite ao máximo se comparar, porque cada indivíduo é completamente único e não é justo medir os esforços de uma pessoa comparando-a com outra. O melhor caminho é se comparar consigo mesmo, a fim de enxergar o quanto evoluiu e pode chegar ainda mais longe, e utilizar as conquistas alheias como fonte de inspiração.

3 – Encontre o Lado Bom das Coisas

Não importa o que aconteça e o quão dolorosa uma situação seja, sempre há um lado positivo a ser considerado. Uma demissão pode ser uma oportunidade para recomeçar e construir uma nova carreira, o fim de um relacionamento uma chance de se conhecer melhor e se redescobrir, sempre há uma luz no fim do túnel para te mostrar que viver vale a pena. Por isso, amplie a sua visão em relação às coisas que lhe acontecem e conseguirá enxergar inúmeras bênçãos.

4 – Desapegue-se do Que Não Pode Controlar

Ter a sensação de que está no controle nos gera um sentimento de segurança, porém, basta que algo aconteça de maneira diferente do esperado para que a insegurança tome conta de tudo. Para evitar que isso aconteça é importante que comece a se desapegar de tudo aquilo que não pode controlar. Prefira se concentrar nas suas atitudes e emoções, pois elas sim podem ser gerenciadas por você. Se não pode mudar algo, mude a sua forma de ver e de lidar com aquilo.

5 – Elimine as Mágoas do Seu Coração

Se tem uma coisa que não combina com equilíbrio são as mágoas e os ressentimentos, porque eles fazem com que uma pessoa enxergue apenas as coisas ruins e deixe de dar o devido valor ao que é bom. Aproveite para refletir sobre os sentimentos que guarda em seu coração e elimine todos aqueles que não agregarem. Comece perdoando aqueles que fizeram algo que te magoou, pois, ao se libertar de lembranças negativas, estará abrindo espaço para novas memórias e alegrias.

6 – Concentre-se no Agora

Grande parte do sofrimento que muitas pessoas sentem está relacionada ao fato de que vivem sempre remoendo o passado ou ansiando pelo futuro. É claro que tudo o que viveu é importante e faz parte de quem é hoje, mas é necessário ter a consciência de que nada do que fizer irá mudar o que já aconteceu. Por essa razão, prefira sempre voltar a sua atenção para o agora, porque é por meio das atitudes que tem hoje que irá construir o seu amanhã.

7 – Esteja Aberto Para o Novo

Por fim, é fundamental que se mantenha aberto para o novo e seja flexível para aproveitar cada oportunidade que a vida lhe oferecer. Saiba aceitar e respeitar o diferente e aprender com ele, seja através de pessoas, lugares ou situações. Afinal, são experiências assim, de troca e de compartilhamento, que dão sentido para a vida e que nos permitem aprender cada vez mais.

Espero que essas dicas te inspirem a buscar o equilíbrio e, assim, lidar com os problemas de maneira muito mais positiva. Dê esse passo e se permita ousar e ir além!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/arte-de-viver-uma-vida-equilibrada-nao-quer-dizer-uma-vida-sem-problemas-e-desafios/

O Que São as Teorias da Personalidade?

O Que São as Teorias da Personalidade?

Já falei em diversos artigos aqui em meu blog sobre o quanto os seres humanos são únicos, com suas ideias, valores e comportamentos, que são os elementos que formam a personalidade de cada um. Para entender melhor os indivíduos, há muitos anos estudiosos se dedicam a desenvolver teorias da personalidade que os ajudam a compreender como essas características se formam e impactam na vida de cada um. Nomes como Sigmund Freud e Carl Gustav Jung são os criadores dos estudos mais conhecidos.

As Principais Teorias da Personalidade

A mente humana foi, e continua sendo, objeto de diversos estudos que têm como finalidade entender seu funcionamento, principalmente no que diz respeito à formação da personalidade. Confira, a seguir, informações para que conheça melhor as principais teorias que contemplam esse assunto tão instigante e extraordinário.

1 – Teoria Psicanalítica de Freud

Chamado de pai da psicologia moderna, Freud é conhecido como o primeiro estudioso a tentar explicar como a personalidade se desenvolve utilizando uma abordagem científica. Para ele, todo comportamento apresentado por um ser humano pode ser explicado e suas causas podem ser identificadas. De acordo sua teoria, a conduta de uma pessoa é motivada por impulsos e desejos reprimidos, e a personalidade é formada por três elementos, que são:

Id – Compreende os desejos básicos de um indivíduo, que são aqueles com os quais ele nasce, como a busca pelo prazer e outros instintos.

Superego – É o oposto direto do id, e compreende a moral e os valores de uma pessoa.

Ego – Elemento que equilibra o id e o superego. Através dele, os desejos primitivos e os valores morais conseguem se equilibrar na mente de um indivíduo.

Do ponto de vista de Freud, esses fatores são o que determinam a personalidade humana, e cada indivíduo tem a sua própria maneira de equilibrá-los.

2 – Teoria dos Traços de Personalidade de Jung, Eysenck e Cattell

Esta teoria conta com contribuições de Carl Gustav Jung, Hans Eysenck e James McKeen Cattell. Eles mantiveram o foco de suas pesquisas na mensuração de traços, que são descritos como padrões habituais de comportamento, atitude e emoção. Suas teorias apontam que esses traços são responsáveis ​​por influenciar a personalidade e o comportamento e são relativamente estáveis ​​ao longo do tempo.

Saiba mais a respeito da visão de cada um desses três teóricos a respeito dos traços de personalidade.

Teoria de Dois Tipos de Jung

Para Jung, existem duas atitudes diferentes que impactam diretamente na forma com a qual cada indivíduo irá reagir às circunstâncias da vida. São elas a extroversão e a introversão. O extrovertido é aquele que age com maior ousadia perante os demais, sem medo de mostrar a sua essencial, já o introvertido prefere se concentrar em seu mundo interior, agindo de forma mais comedida.

Teoria das Três Dimensões de Eysenck

Eysenck expandiu a teoria de Jung e afirmou que a personalidade não é apenas determinada entre as condições de extrovertido ou introvertido, mas também pela estabilidade emocional e controle de impulsos. Para ele, tanto fatores biológicos quanto ambientais são capazes de influenciar a personalidade de um indivíduo. Assim, surgiu sua teoria com três dimensões, que são: extroversão (ou introversão), neuroticismo (ou estabilidade emocional) e psicoticismo (ou autocontrole).

Modelo dos Cinco Grandes Fatores de Cattell

Dentro do Modelo dos Cinco Grandes Fatores, Cattell afirmou que a formação da personalidade se dava através de cinco elementos:

1 – Abertura: considera a intensidade da vontade de aprender, ter novas ideias e uma mente aberta de maneira geral;

2 – Conscienciosidade: se refere ao quanto se é responsável e organizado, além do grau de persistência e motivação para alcançar metas;

3 – Extroversão: mede o quanto se é sociável e assertivo ao agir;

4 – Simpatia: contempla a forma com a qual cada indivíduo age em relação aos demais;

5 – Neuroticismo: considera o quanto se é instável emocionalmente.

Para Cattell, através de pontuações que consideram o nível que cada indivíduo atinge nesses cinco fatores é possível obter um verdadeiro mapa de sua personalidade.

3 – Teorias Sociais Cognitivas de Bandura e Rotter

As teorias sociais cognitivas afirmam que o desenvolvimento da personalidade depende do conhecimento que uma pessoa adquire através de interações sociais, experiências e estímulos externos. Esses estudos enfatizam as influências ambientais e sociais, as diferenças de personalidade inatas, a genética e as qualidades humanas internas. As duas principais teorias sociais cognitivas foram desenvolvidas por Albert Bandura e Julian Rotter.

Teoria Cognitiva Social de Bandura

Para Bandura, cada indivíduo possui um conjunto de processos cognitivos que lhe permite observar, avaliar e, assim, regular o seu comportamento. Sua teoria sugere que as pessoas julgam a eficácia de seu comportamento através dos resultados que obtêm. Assim, aquelas atitudes que são vistas como positivas são reforçadas e, então, mantidas.

Locus de Controle de Rotter

Essa teoria afirma que o comportamento e a personalidade das pessoas são influenciados pelo grau de controle que elas possuem em relação ao que acontece em suas vidas. Nesse sentido, alguém que sente que consegue controlar o seu destino tem o chamado locus de controle interno. Já aquele que credita os acontecimentos a fatores alheios a ele tem locus de controle externo.

4 – Hierarquia de Necessidades de Maslow

Abraham Maslow é o principal defensor da teoria humanista e afirma que a personalidade de uma pessoa é moldada por sua tentativa de alcançar um conjunto de necessidades humanas que são organizadas de maneira hierárquica. Por conta disso, sua teoria enfatiza que um indivíduo apenas pode atingir plenamente a autorrealização em sua forma mais elevada quando satisfaz as necessidades de ordem inferior. A hierarquia é composta por:

  • Necessidades fisiológicas, como oxigênio, água e alimentos;
  • Segurança e proteção, tanto no sentido de estar em um ambiente seguro quanto de ter uma vida estável;
  • Amar e pertencer, o que inclui, principalmente, a família e os relacionamentos;
  • Autoestima, que envolve reconhecer as próprias qualidades e valorizá-las;
  • Autorrealização, que é a forma mais elevada, onde uma pessoa reconhece todo o seu potencial.

A personalidade faz parte da identidade de cada indivíduo e saber um pouco mais a respeito dessas teorias certamente irá te ajudar a se conhecer melhor e entender a origem de seus sentimentos e comportamentos. Se gostou do artigo, aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e passe o conhecimento adiante!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-sao-as-teorias-da-personalidade/

BAIXAR O PDF
close-link