Você conhece pessoas que se acham demais? Que se consideram superiores? Que se posicionam como superiores a todo o tempo? Bem, este é também aquele tipo de indivíduo que considera tudo que diz, pensa e faz superior aos demais. E seja em sua vida pessoal ou no trabalho, esta ser humano crê veementemente que realmente tem algo diferente dos demais, fator este que lhe faz ser alguém muito especial.

Ter uma autoestima elevada, uma boa autoconfiança e acreditar em suas capacidades; talentos e habilidades; é altamente positivo. Entretanto, quando isso supera o limite do bom senso e passa a ser uma espécie de megalomania, ou seja, uma crença exagerada em si mesmo e uma hiper autovalorização, a convivência pode se tornar um pouco difícil.

Pessoas que se Acham demais – Dicas de Coaching para lidar com elas!

Aprender como lidar com pessoas que se acham demais é muito importante, pois elas podem estar em toda parte: no trabalho, no seu grupo de amigos, em sua família ou mesmo em seu relacionamento afetivo. Como tal, não podemos agir de forma imatura e simplesmente ignorar sua existência, afinal, todos nós temos pontos de melhoria e, é sempre bom, quando alguém tenta nos ajudar.

Neste sentido, segue algumas dicas de Coaching para ajudar você nessa tarefa: 

  • Suspenda todo tipo de julgamento

Entendo que às vezes pode ser complicado não se aborrecer com os excessos do outro, porém seus julgamentos não vão ajudar em nada. Procure ter empatia, se colocar no lugar dela e procurar entender porque a pessoa age daquela forma. Será, por exemplo, que ela não acabou desenvolvendo esta postura porque foi muito subestimada em toda sua vida e deseja virar esta página? Ou então, porque sempre foi supervalorizada por seus pais, o que lhe fez acreditar que era realmente superior? Reflita, pois ninguém nasce megalomaníaco. Seja mais tolerante e busque ajudar seu colega, amigo ou parente ao invés de apenas julgá-lo, criticá-lo, fazer piadas ou se aborrecer em silêncio.

  • Dê Feedbacks!

E que tal dar feedbacks? Pois é, reclamar para os outros em nada adianta. Chame a pessoa, num local reservado, e fale com ela sobre seus comportamentos e como isso afeta todos ao seu redor. Use as palavras corretas, sem fazer críticas desmedidas e mostre como suas atitudes acabam impactando negativamente as outras pessoas e tornando a convivência com ela difícil.

  • Dê um tempo para ela refletir

Se ainda assim a pessoa mantiver uma postura inflexível e não quiser ouvi-lo, não se aborreça, pois pelo menos você fez sua parte e tentou ajudá-la. Tudo tem seu tempo, e mesmo se não for agora, ao fazer suas próprias reflexões, a pessoa que se acha demais pode mudar sim para melhor.

  • Nem tudo é como parece ser

Mesmo que a vida dos seus amigos pareça perfeita em todos os sentidos, eles provavelmente não são. Se você realmente conhecer seus amigos, descobrirá que nem tudo é como parece. Eles podem estar com dificuldades na escola ou podem ter uma vida doméstica realmente difícil, e essas coisas podem estar causando insegurança. 

  • Não aponte os defeitos 

Se eles são o tipo de pessoa que sente a necessidade de enfatizar sua superioridade, eles não respondem bem a esse tipo de crítica. Em vez de apontar seus defeitos, use esse conhecimento para ajudá-lo a lidar melhor com o comportamento de seus amigos. Seus amigos podem até sentir inveja de você. Algumas pessoas têm muita dificuldade em aceitar que elas não são as melhores em tudo. 

  • Não dê ibope para o esnobe

Os amigos esnobes aproveitam a disposição de outras pessoas para aceitar que são inferiores a eles. Se você babar suas roupas caras ou elogiá-las excessivamente por suas realizações, estará apenas alimentando seu sentimento de superioridade. Em vez disso, tente não demonstrar nenhuma emoção quando começar a se gabar. Diga apenas um “legal” ou “meus parabéns” e mude logo de assunto. 

  • Esteja sempre bem informado

Se seus amigos são genuinamente mais bem informados sobre um determinado assunto do que você, é bom respeitar seus conhecimentos, mas se eles estão agindo de forma tão superior que se recusam a deixar você contribuir para a conversa, você precisa se defender. Tente fazer sua pesquisa para que você esteja bem informado sobre o assunto. Isso o colocará em uma posição muito melhor para envolver seus amigos com comentários pertinentes ao assunto, e talvez até para avisá-los quando estiverem errados. 

  • Chame-o para conversar

Se você acha que seus amigos podem estar dispostos a mudar seu comportamento, mas precisa de um “toque” para isso, você pode chama-los para uma conversa honesta. Fale com eles sobre como o comportamento deles afeta você e as outras pessoas ao seu redor. Você também pode sugerir maneiras de mudar. 

  • Vá com calma, não seja tão direto

Dizer às pessoas narcisistas que elas são arrogantes ou egoístas só fará com que elas se tornem defensivas, o que provavelmente piorará seu comportamento. Se você vai confrontar seus amigos sobre o comportamento deles, você precisa fazer isso de uma forma suave e que vá acrescentar algo, sem ferir a pessoa ou agredir. 

  • Não espere muito do relacionamento

Se seus amigos realmente acreditam em sua superioridade, é improvável que ofereçam a você qualquer reconhecimento. Mesmo que eles não mudem, você ainda pode se orgulhar de ser um bom amigo e tentar ajudá-los. Você pode encenar uma intervenção sozinho, mas se você tiver outros amigos que também sejam afetados pelo comportamento, uma intervenção em grupo pode ser ainda mais eficaz.

  • Defina limites

Enquanto você precisa ser cauteloso sobre insultar as personalidades de seus amigos, é perfeitamente razoável que eles saibam que tipos de comportamentos você considera inaceitáveis. Deixe claro que, se eles não respeitarem os limites, você se afastará. 

  • Seja empático

Muitas pessoas que sentem a necessidade de colocar os outros para baixo o fazem porque têm medo de ser vulneráveis ​​e confiar nos outros, não porque estão completamente desprovidas da capacidade de expressar empatia. Ajude seus amigos a se sentirem mais à vontade contando com você, elogiando-os sempre que demonstrarem empatia e deixando que saibam o quanto a amizade é especial para você. Ser um pouco vulnerável ao lado deles, pode ajudar seus amigos a derrubar a barreira. Uma vez que eles percebem que você não é uma ameaça para eles, eles podem estar dispostos a expor suas próprias inseguranças. Tente conversar com eles sobre seus medos e incentive-os a contribuir.

No mais, se você identificou nos comportamentos apontados algumas semelhanças com alguém que você conhece ou mesmo atitudes de sua própria personalidade, busque controlar este ar de superioridade, procure ajudar para entender-se melhor e, esteja mais aberto a valorizar as outras pessoas e não apenas a si mesmo. Todos possuem talentos, habilidades e competências que também lhes distinguem dos demais. A diferença é que para se destacar nem todos precisam desvalorizar ninguém. Fica a dica!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-o-coaching-ajuda-a-lidar-como-pessoas-que-se-acham-superiores/

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

BAIXAR O PDF
close-link
CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Close