Você sabe quais são as emoções primárias e secundárias? Normalmente não paramos para pensar, apenas sentimos os sentimentos, sem saber ao certo, qual a origem de cada um em nossa mente. Imagine dar importância para qual é a hierarquia da emoção!

Para entender melhor sobre esse assunto, pense que as emoções humanas passam por diversas fases ao longo da vida. Ou seja: tudo isso começa na nossa infância e vai se desenvolvendo conforme vamos crescendo e projetando crenças em relação a nós mesmos, às pessoas ao nosso redor e ao mundo em que vivemos.

Veja algumas perguntas interessantes que têm relação com esse tema:

  • Quem te ensinou que você deve ter vergonha de algo?
  • Quem disse que você deve sentir culpa depois de comer seu chocolate preferido?
  • Quem disse que você deveria se lamentar e ficar triste todas às vezes que algo não tão bom acontecesse?

São questões simples, mas que fazem parte do nosso dia a dia. Todos esses temas estão tão arraigados aos comportamentos emocionais que herdamos que nem refletimos se essas emoções estão realmente estão contribuindo para o nosso bem-estar.

Gostou do artigo até agora? Então, continue lendo para entender o que são as emoções primárias e as secundárias. Acompanhe!

O que são e quais são as emoções primárias

As emoções primárias, ou universais, são: alegria, tristeza, raiva, medo, aversão e surpresa. Percebe como estes sentimentos estão ligados ao que nos forma como seres humanos? Veja alguns exemplos comuns abaixo:

  • As demonstramos fisicamente quando sorrimos ou fechamos a cara;
  • Quando arregalamos os olhos com algo que nos causa pavor;
  • Quando levantamos a sobrancelha ao sermos surpreendidos;
  • Ao mostrarmos euforia quando o coração dispara perto da pessoa querida;
  • Em momentos de tensão em que os nossos ombros ficam tensionados e as mãos suam; ou quando choramos e nosso rosto fica com semblante preocupado e triste.

As emoções primárias: medo, raiva e tristeza são classificadas como sendo adaptativas, ou seja, elas surgem rapidamente dependendo da situação em que a pessoa se encontra. Por outro lado, elas desaparecem completamente quando o indivíduo se sente tranquilo e seguro fisicamente, psiquicamente e emocionalmente.

Já as emoções primárias desadaptativas (alegria, aversão e surpresa) são aquelas que extrapolam os limites do bom senso, fazendo com que a pessoa sinta que exagerou em seu comportamento e até se arrependa depois. São as responsáveis pelos populares discussões ou pelos barracos.

O que são e quais são as emoções secundárias

As emoções secundárias também podem ser chamadas de sociais ou adquiridas. Estas são impostas por heranças familiares e por convenções sociais, religiosas, culturais e econômicas. Para que você entenda melhor, saiba que sentimentos como ciúme, orgulho, vaidade, vergonha e culpa são alguns exemplos.

Por falar em culpa, este é um dos sentimentos amplamente propagados ao longo dos séculos como forma de autopunição aos pecadores. Esta mania de se auto culpar se tornou tão arraigada na mente das pessoas que, muitas vezes, é necessária uma intervenção psicológica para ajudar o indivíduo a lidar com esta emoção, sem se punir ou se culpar por absolutamente tudo que acontece de ruim em sua vida.

Isso pode acontecer, pois as emoções secundárias são influenciadas pelas crenças e valores de cada um, o que dependendo da situação, leva a determinados comportamentos emocionais. No âmbito cognitivo, podemos dizer que elas estão relacionadas ao córtex pré-frontal.

Dica cinematográfica

Esse assunto é muito interessante, não é mesmo? E tem muito mais para estudar! Se você quer aprender enquanto se entretém, sugiro a animação Divertida Mente de 2015, que aborda o tema do ponto de vista neurocientífico. Essa dica poderosa de filme pode nos ajudar a compreender, de forma muito lúdica e criativa, quais as nossas emoções primárias e sua relação com todas as demais.

No filme, há uma família composta por uma mãe, um pai e a filha pré-adolescente chamada Riley. Fugindo do comum, a animação mostra o que acontece dentro da cabeça da Riley por meio de 5 principais emoções: a raiva, o nojinho, o medo, a alegria e a tristeza. Durante a narrativa, você aprende várias coisas. Quer saber algumas delas agora? Então, confira:

As recordações e os sentimentos têm uma profunda conexão e isso faz com que eles sejam tão vivos ou apagadinhos do dia a dia. E, sim, pode ser que uma ou várias lembranças sumam da nossa caixinha de memórias. Além disso, a memória também pode definir uma parte da nossa personalidade. Assim como disse acima, não é mesmo?

Partindo desse ponto de definição de personalidade, é importante destacar que o filme nos indica a importância do autodesenvolvimento, pois a vida muda. Seja por conta de fatores que nós criamos ou por causa de fatores externos, nossa vida está em constante mudança. Devemos nos esforçar ao máximo para nos adaptarmos às novas realidades ou transformá-las de modo que sejam mais agradáveis para nós.

Para conectar com esse assunto, a narrativa também mostra a importância desse progresso para o autoconhecimento. Afinal, a medida que o tempo passa, que aprendemos novos assuntos, que novas lembranças são criadas e que nos permitimos evoluir, conhecemos mais de nós mesmos. Assim, é essencial que pratiquemos essa sabedoria interna constantemente. Se você quiser exercitar mais o autoconhecimento, conheça o curso de coaching Professional & Self Coaching (PSC).

A animação também ensina que nem tudo na nossa vida é construído somente de alegria ou somente de tristeza. Sempre há espaço para os dois sentimentos, por mais doloroso que isso possa ser. E é justamente ao perceber a necessidade do equilíbrio que aprendemos a lidar com as mais diversas situações, tirar lições e ainda enxergar o lado positivo. Aliás, se você quiser intensificar a sua visão positiva dos cenários sem deixar o senso crítico de lado, sugiro que você faça o coaching de Psicologia Positiva.

Ficou com vontade de ver o filme? Então, assista e aprenda e se divirta ao mesmo tempo! Se você tiver mais dicas cinematográficas ou de livros e sérias relacionadas ao assunto é só escrever nos comentários abaixo.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/emocoes-primarias-e-secundarias/

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

BAIXAR O PDF
close-link
CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Close