Conheça-as-Armadilhas-da-Mente-Humana-coaching-casule
Conheça as Armadilhas da Mente Humana
14/02/2018
Inveja-Positiva-–-Será-Que-Ela-Existe--coaching-casule
Inveja Positiva – Será Que Ela Existe?
17/02/2018

Estressado? Descubra Quais são os Sintomas de Estresse no Trabalho!

Estressado--Descubra-Quais-são-os-Sintomas-de-Estresse-no-Trabalho-coaching-casule

Sabe aqueles dias em que as horas no trabalho não passam, as demandas são mais cansativas e todo mundo à sua volta parece estar tranquilo com suas atividades, enquanto você está atolado e sem tempo até mesmo para um cafezinho? Se estas ocorrências têm se tornado cada vez mais frequentes, fique atento, pois você pode estar sofrendo com o estresse no trabalho.

Quando estamos nos sentindo pressionados, o grau de exigência do meio está muito alto e assumimos mais demandas do que conseguimos, o trabalho — que deveria gerar satisfação e autoconfiança — se torna um inimigo e o principal gerador de cansaço, angústia e desmotivação.

Segundo pesquisa realizada pela Associação Internacional de Controle de Estresse (ISMA), o Brasil ocupa a segunda colocação entre os países em que os profissionais têm os níveis mais altos de estresse no trabalho, em todo o mundo. De acordo com o estudo, 3 entre 7 trabalhadores brasileiros sofrem da síndrome de Burnout, que tem como principal característica o esgotamento emocional, psicológico e físico em decorrência do excesso de trabalho.

Para que você não caia nesta armadilha e comece agora mesmo a se cuidar, vou compartilhar dicas poderosas, que vão transformar o seu dia a dia e trazer-lhe mais paz para realizar suas atividades, tanto dentro, quanto do ambiente de trabalho.

 

O que podemos chamar de estresse?

Antes de começarmos a nos aprofundar um pouco mais neste assunto, que necessita de toda a sua atenção, é preciso fazer uma breve distinção entre um indivíduo que está verdadeiramente estressado, que tem adoecido em decorrência do trabalho, e aquele que está um pouco mais cansado do que o normal. Digo isso, pois muitas pessoas confundem estresse com cansaço e precisam deste esclarecimento para entenderem a situação, bem como aprenderem a se cuidar melhor.

Assim, podemos dizer que sofrem de estresse aqueles indivíduos que simplesmente não conseguem descansar, vivem excessivamente preocupados, perdem noites e mais noites de sono, entre muitos outros sintomas. Tudo isso, faz com que a pessoa estressada sinta-se emocional e fisicamente desgastada, perdendo, com isso, a motivação, não só para desempenhar suas atividades profissionais, como também as pessoais, até mesmo aquelas que lhes proporcionam mais prazer e satisfação.

É fundamental que fiquemos atentos, principalmente nos tempos atuais, em que muitos profissionais são cada vez mais exigidos em seus postos de trabalho e, para se destacarem no mercado profissionalmente, acabam se dedicando mais do que devem e precisam, prejudicando, assim, sua saúde física e mental.

 

Conheça as Três fases do Estresse

Alerta – Quando o estresse ainda é considerado positivo e estimula o profissional a se superar, agir efetivamente, promover resultados e crescer na carreira;
Resistência – Fase em que o estresse se manifesta fisicamente e dá os primeiros sinais de que começa a afetar o corpo, gerando problemas na pele, queda de cabelo, perda de peso, bruxismo. Este é o momento de intervir para evitar maiores e piores consequências;
Esgotamento – Quando o cansaço se torna crônico, o desinteresse com a vida e os sinais de depressão e apatia são percebidos mais fortemente. Neste estágio, considerado avançado, é necessário fazer um acompanhamento multidisciplinar.

 

Sintomas de Estresse no Trabalho

Para lhe ajudar a ficar atentos aos sinais, quando eles começarem a surgir, confira, a seguir, quais são os principais sintomas de estresse no ambiente de trabalho.

Queda de cabelos

Situações estressantes aumentam a produção da proteína NFG, que causa inflamação e queda acentuada e acelerada de cabelos. Embora seja normal perder certa quantidade de fios por dia, o estresse pode aumentar a queda a ponto de mudar a aparência da pessoa.

 

Cansaço constante

Mesmo tendo dormido uma noite inteira, a pessoa estressada acorda todos os dias se sentindo ainda mais cansada do que estava ao se deitar, além de indisposta para o trabalho ou qualquer outra atividade. O atividade profissional se torna um fardo, e não há mais motivação ou sentimento de realização ao executá-lo.

 

Insônia

Os sinais de estresse no trabalho também se manifestam por meio de nosso sono e pela falta dele — quando a pessoa demora para adormecer, fica pensando nas tarefas do dia seguinte ou tem a sono interrompido várias vezes.

 

Alterações de humor

A instabilidade no humor também é um sinal de estresse. Quanto maior o nível, mais difícil fica para o profissional se abstrair e rir de coisas simples e cotidianas, uma vez que não consegue mais ver sentido nenhum nos assuntos ou vontade de se conectar às pessoas à sua volta.

 

Ranger os dentes

O apertamento e o ranger de dentes, especialmente durante o sono, também estão associados ao estresse. Como consequência, a pessoa pode sofrer com dores que incluem cabeça, ouvido, nuca, face e que pode se estender até a coluna.

 

Apatia e necessidade de isolamento

Nada mais faz sentido ou gera interesse no profissional com níveis altos de estresse.  As emoções “desaparecem” de tal forma que a pessoa tem dificuldades de demonstrar seus sentimentos e expressar aquilo que está pensando. Seu desejo é apenas ficar sozinho e longe de tudo e de todos.

 

Problemas de Atenção, memória e concentração

Neste nível, manter a atenção e lembrar-se de coisas, compromissos, tarefas e demandas simples se torna cada vez mais difícil. O profissional passa a ter “brancos” e a esquecer-se do caminho para o trabalho, nome de colegas, de forma recorrente e progressiva.

 

Quem são os responsáveis?

De imediato, tendemos a pensar que nesta situação os grandes responsáveis pelo estresse do profissional no trabalho são os empregadores. Entretanto, ao longo da minha caminhada nos mais diversos tipos de empresas em nosso país, vejo que, tanto empregado, quanto empregador, têm responsabilidade sobre o que acontece.

No caso do profissional, vejo que, no ímpeto de crescer e obter sucesso na carreira, muitos não medem esforços para alcançar seus objetivos, dedicando-se além de seus limites ao trabalho e às suas atividades profissionais. Dessa maneira, quando percebem, já costuma ser tarde demais e, o que antes era apenas cansaço, acaba se agravando e se tornando algo mais sério, ou seja, o estresse começa a tomar conta e o indivíduo pode até mesmo desenvolver uma doença ocupacional.

No que tange a responsabilidade da empresa, muitas costumam também exigir em demasia de seus colaboradores, com cobranças excessivas, estabelecendo metas muitas vezes inalcançáveis e não assumindo a responsabilidade que lhes cabe, no que diz respeito à organização como um todo. O que vejo, é que muitos gestores responsabilizam seus funcionários pelos erros, culpando-os por todo o fracasso que a empresa enfrenta ou pode vir a enfrentar.

Diante disso, acredito que seja fundamental que ambas as partes encontrem maneiras eficientes para evitar que tal situação se agrave, a ponto de causar maiores consequências, tanto à empresa, quanto ao profissional.

 

Como lidar com o estresse profissional?

Acima eu citei alguns sinais que funcionam como um primeiro alerta para entender que alguma coisa está muito errada e tomar uma providência. Mas o que fazer? Primeiramente, é importante que o profissional consiga identificar qual fase do estresse no trabalho está vivendo. Caso já esteja no esgotamento, é imperativo que procure apoio de um psicólogo o mais rápido possível, evitando que haja piora no quadro. No entanto, se estiver em uma transição do alerta para a resistência, é possível tomar algumas atitudes para melhorar a situação.

 

Organize seu tempo e respeite o limite

Um dos maiores causadores de estresse no ambiente de trabalho é a sobrecarga de trabalho, que pode fazer com que o colaborador permaneça até mais tarde na empresa e trabalhe durante o final de semana. Para mudar esse quadro, a primeira coisa a se fazer é organizar minuciosamente todas as principais tarefas a serem feitas, dando prioridade a elas. No entanto, caso ao terminar de organizar as tarefas, o colaborador perceber que a carga de trabalho que recebe é superior ao que consegue executar, é imprescindível conversar com superior para que haja uma melhor distribuição das tarefas.

A vida não é só feita de trabalho

Dedicar-se a sua profissão é importante, sim, mas não deve a única coisa em sua vida. Passar um tempo com os amigos e a família, rindo e se divertindo, ajuda a tornar o dia a dia estressante do trabalho mais suportável. Em seus momentos fora da empresa, busque realizar atividades que sinta prazer. Ter um hobby, como cozinhar, por exemplo, melhora a qualidade de vida e ajuda a evitar quadros de estresse.

Sinta-se bem no ambiente de trabalho

Nós passamos 8h ou até mais dentro da empresa, por isso, garantir que esse tempo seja o mais prazeroso possível é de suma importância. Ter um bom relacionamento com os seus colegas de trabalho é essencial, pois esse convívio deixa o ambiente mais leve e descontraído, eliminando aquele clima pesado que torna todas as situações estressantes ainda piores.

Acredito, verdadeiramente, que após a leitura deste artigo, você terá ainda mais recursos para se empoderar e não se deixar levar pelo ritmo frenético que, por vezes, acaba consumindo nossas energias e nos esgotando, mental e fisicamente. Entenda, que somente você é o responsável pelo seu bem-estar, sendo assim, dê prioridade a ele, para que você possa alcançar ainda mais resultados extraordinários em sua jornada evolutiva.

Gostou de meu novo artigo? Convido você a continuar acompanhando meus conteúdos, em minhas redes sociais, e em meu canal no Youtube.

Copyright: 726053404 – https://www.shutterstock.com/pt/g/pojcheewin

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

BAIXAR O PDF
close-link
CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Close