Dignidade-–-Uma-Reflexão-Sobre-Essa-Qualidade-em-Nossa-Vida-coaching-tiago-curcio
Dignidade – Uma Reflexão Sobre Essa Qualidade em Nossa Vida
23/02/2018
O-Que-é-o-Efeito-Hawthorne--coaching-tiago-curcio
O Que é o Efeito Hawthorne?
26/02/2018

Identificando o Sentimento de Posse – Saiba Lidar Com Esse Mau Sentimento

Identificando-o-Sentimento-de-Posse-–-Saiba-Lidar-Com-Esse-Mau-Sentimento-coaching-tiago-curcio

Quando se gosta de uma pessoa é natural querer zelar por ela e desejar tê-la sempre ao seu lado. Contudo, como tudo em exagero deixa de ser saudável, o excesso de cuidado pode se tornar um sentimento de posse, algo que é altamente nocivo e pode minar relações. Neste artigo irei compartilhar formas que podem te ajudar a identificar esse sentimento, seja no seu próprio comportamento ou de terceiros, para que saiba lidar com ele.

 

O Que Caracteriza o Sentimento de Posse?

 

Apesar de ser mais comum entre um casal, o sentimento de posse também pode ocorrer entre amigos e familiares. Entender as características e motivações por trás desse comportamento é importante, a fim de identificá-lo e tomar as atitudes certas para resolver a situação e evitar que cause sofrimentos e traumas.

O sentimento de posse é caracterizado, principalmente, pela necessidade de controlar todos os passos do outro. Suas atividades, as pessoas com as quais se relaciona, seus pensamentos, enfim, tudo o que estiver relacionado a ele. É bastante comum que o possessivo se mostre sempre desconfiado de que a outra parte esteja agindo de forma contrária ao que demonstra. É um tipo de relacionamento sempre marcado pela tensão e pela insegurança.

No início, as pessoas acreditam que se trata apenas de um ciúme natural da relação, algo que, com o tempo, irá passar. Contudo, em grande parte dos casos, a situação se agrava. O possessivo se torna cada vez mais obcecado e começa a espiar o seu par sem que ele saiba, revistando bolsos, verificando as mensagens do celular e, até mesmo, seguindo-o pela rua. São atitudes que podem se tornar cada vez mais intensas e doentias.

Os possessivos costumam apresentar as seguintes características:

  • Usam de atitudes agressivas para conseguir o que desejam;
  • Necessidade constante de atenção;
  • Desejam o controle absoluto sobre a vida do outro;
  • Não gostam de compartilhar nada, nem suas coisas e nem as pessoas, já que as considera como objetos;
  • Usam o celular como forma de se fazer presentes através de mensagens e ligações constantes;
  • Afirmam e acreditam que essas atitudes sejam fruto de amor e cuidado.

 

Como Lidar Com o Sentimento de Posse

 

Após identificar o sentimento de posse, chega o momento de agir para resolver essa questão com a outra parte. Evite adiar isso, lembre-se que é a sua felicidade que está em jogo e, por mais que ame a pessoa possessiva, você deve valorizar e presar pela sua liberdade, autopreservação e individualidade.

 

Expresse o Seu Descontentamento

 

A melhor maneira de expressar a sua insatisfação com o excesso de controle, é falando abertamente sobre o assunto. Chame a pessoa para uma conversa franca e diga o quanto a forma com a qual ela age te magoa. Mostre que não há nenhuma razão para tanta desconfiança e que, se estão juntos, é porque se gostam.

Mantenha Sempre o Diálogo

 

Em casos mais leves de possessividade, a conversa é o suficiente para iniciar o processo de mudança. Contudo, o diálogo deve se tornar algo constante no relacionamento, para que ambos falem a respeito de seus sentimentos e, assim, possam encontrar o entendimento. Faça a sua parte e incentive o outro a agir da mesma maneira, pois assim será possível fazer com que a relação se torne saudável e positiva.

 

Conheça o Seu Valor

 

Os possessivos costumam manipular a outra pessoa para que ela se sinta inferior e, assim, faça tudo o que eles querem. Geralmente, se colocam como superiores, passando a ideia de que estar em um relacionamento com eles seja algo a se agradecer. É muito importante que não se deixe levar por esse pensamento e tenha sempre consciência das suas qualidades e valores. Você não precisa se sujeitar a isso para estar em um relacionamento. Valorize-se!

 

Evite Confrontos

 

Como disse anteriormente, os possessivos podem apresentar agressividade em suas ações. Nesse sentido, procure evitar discutir de forma acalorada e opte sempre pelo diálogo. Caso perceba que o indivíduo está se mostrando demasiadamente irritado, afaste-se e espere que se acalme. Retribuir gritos na mesma moeda apenas fará com que a situação não tenha fim e possa se tornar cada vez pior.

 

Ofereça Ajuda

 

Existem casos em que a possessividade é mais grave e pode ser necessário contar com a ajuda de especialistas. Caso o indivíduo se mostre receptivo a aceitar que precisa de ajuda, ofereça apoio para que ele busque o tratamento indicado. Contar com o suporte de pessoas próximas certamente irá ajudá-lo a superar essa situação mais facilmente.

 

Quando Se Afastar é Necessário

 

Se, mesmo após tentar conversar e oferecer ajuda, o possessivo se mostrar irredutível, talvez seja melhor se afastar. Mesmo que ame a outra pessoa, o sentimento de posse estará sempre entre vocês dois, impedindo que vivam uma relação saudável e de parceria, como deve ser. Tomar essa atitude pode ser algo bastante delicado, mas que é necessário para que possa exercer o seu direito de liberdade e de encontrar alguém que saiba respeitar isso.

 

O Que Fazer Quando Você é o Possessivo?

 

Caso tenha se identificado com as características da possessividade, saiba que é possível mudar a sua forma de pensar e agir e ter a chance de viver um relacionamento de forma saudável. Em primeiro lugar, pense na origem desse sentimento, para que descubra o que faz com que sinta que o outro é sua propriedade. Geralmente, a possessividade é fruto de uma grande insegurança, mas é importante que faça uma reflexão para entender as suas razões e se conheça verdadeiramente.

O segundo passo é começar a rever as suas atitudes em relação a outra pessoa. Pare para pensar se realmente faz algum sentido querer ler as mensagens, proibir que converse com indivíduos do sexo oposto, enfim, querer controlar todos os passos que ela der. A chave para colocar um fim em todos esses comportamentos nocivos é a confiança e ela é fundamental em uma relação. Aproveite para chamá-la para uma conversa, mostre que tem a intenção de mudar e dê o seu melhor para isso. Mas atenção – caso sinta que este sentimento negativo está fora de controle, procure ajuda especializada para tratar-se e evitar que pensamentos e atitudes negativas levem á situações violentas e comecem a fazer parte de sua rotina e de seu parceiro ou parceira. Evite veementemente qualquer tipo de violência física, emocional ou verbal.

A possessividade é um sentimento nocivo que tem a capacidade de sufocar o amor. Então, mantenha sempre a atenção para perceber quando você, o seu par ou alguém próximo estiverem agindo dessa maneira. A beleza dos relacionamentos é exatamente escolher ficar mesmo quando se tem total liberdade para partir. Aprenda a valorizar isso e verá como suas relações irão mudar para melhor.

Fonte: http://www.jrmcoaching.com.br/blog/identificando-sentimento-de-posse-saiba-lidar-com-esse-mau-sentimento/

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

BAIXAR O PDF
close-link
CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Close