Uma famosa música da banda inglesa, The Rolling Stones, começa com a frase: “I can’t get no satisfaction”; que traduzida quer dizer: “Eu não consigo me satisfazer”. Ao longo da canção Mick Jagger vai narrando diversas situações com as quais não se satisfaz, mas que, apesar disso, continua tentando encontrar, de alguma forma, essa tal satisfação. 

Já ouvimos esta canção tantas e tantas vezes, em inúmeras versões, mas na verdade nunca paramos para refletir sobre o significado profundo que ela traz. Por exemplo: com que frequência você se questione sobre o seu nível de satisfação com a vida que leva e com os resultados que tem alcançado nos últimos tempos, seja no âmbito pessoal ou profissional? Acredito que, devido à quantidade de demandas que precisamos atender, bem como toda a correria do dia a dia, ficamos realmente impedidos de fazer tal tipo de reflexão

No entanto, tenho certeza que os acontecimentos dos últimos meses, assim como as mudanças bruscas que como eles vieram, levaram você, pelo menos uma vez, a se questionar sobre o que de fato é satisfação e como ela tem se encaixado na sua vida, não é mesmo, querida pessoa?!

Sabendo disso e também da importância de pensar, de tempos em tempos, em questionamentos, como os que citei acima, entre muitos outros, no artigo de hoje vou falar um pouco sobre satisfação e o quanto ela é essencial para que tenhamos uma vida plena, feliz e realizada. 

Que tal reservar alguns minutos do seu dia e me acompanhar nesta leitura?!

Entendendo o conceito de satisfação

Querido Ser de Luz, você está satisfeito com sua vida profissional, pessoal e com os resultados obtidos até aqui nestes e em diversos outros contextos da sua vida? Já parou para refletir sobre o conceito por trás da palavra satisfação?

Para que possamos compreender, satisfação pode ser definida como um estado de entusiasmo, deleite ou prazer com a realização de um objetivo ou meta muito desejados. Está diretamente ligada ao grau de expectativas da pessoa em relação às suas conquistas, por isso, em muitos casos, podemos perceber diferentes níveis de satisfação, mesmo em indivíduos que pleiteavam algo em comum.

Isso ocorre porque para algumas pessoas, a satisfação depende de grandes conquistas materiais, dinheiro e status social. Já para outras, um simples reconhecimento, por uma tarefa bem executada ou ajudar o próximo, já é o suficiente para que se sintam verdadeiramente satisfeitas.

O que explica isso é o fato de cada ser humano ter sua própria visão de mundo. Todos nós temos nossas próprias motivações, anseios e desejos e, de acordo com isso, escolhemos diferentes formas para satisfazê-los.

A importância do autoconhecimento no processo de busca pela satisfação

Neste último parágrafo tivemos a oportunidade de observar o quanto o nível de satisfação varia de pessoa para pessoa, ou seja, faz parte de algo que está no íntimo de cada um, cabendo a cada indivíduo entender e ter clareza sobre aquilo que mais lhe traz plenitude na vida. 

Por esta razão é tão importante desenvolver o autoconhecimento, porque é através dele que conseguimos entender com profundidade tudo isso que está em nosso íntimo, tendo, assim, subsídios para avaliar e responder o que verdadeiramente nos traz satisfação e felicidade nesta vida, seja no âmbito pessoal ou no profissional. 

Diante disso, buscar compreender quem você é, quais são suas principais habilidades, competências, motivações, o que te faz sorrir, ou te deixa triste, entre diversos outros pontos, vai te conduzir ao caminho do pleno conhecimento de si mesmo. Além disso, é essencial também descobrir seus pontos de melhoria, em quais aspectos você precisa se desenvolver, pois a partir disso, você conseguirá formular o que deseja conquistar para, de fato, encontrar a satisfação.VOCÊ É FELIZ?

Perguntas poderosas para desenvolver o autoconhecimento

Neste processo, uma ferramenta que tem fundamental importância são as perguntas poderosas, que nada mais são do que questionamentos verdadeiramente eficientes, que te ajudarão a refletir sobre si mesmo e entender melhor quem realmente você é na essência.

Abaixo, compartilho algumas destas perguntas, que você pode se fazer, para que, dessa maneira, seja possível você dar início ao seu processo de autoconhecimento e automaticamente de satisfação com a vida. Confira:

  • Quem eu sou na essência?
  • O que realmente e verdadeiramente me deixa pleno (a), feliz e satisfeito (a)?
  • Quais são minhas principais competências e habilidades?
  • Quais são meus pontos de melhoria? Em quais aspectos preciso ainda melhorar?
  • O que eu preciso fazer para trabalhar estes pontos de melhoria?
  • Quais metas, sonhos e objetivos, que ao serem realizados, me transformarão em uma pessoa realmente feliz e satisfeita?
  • Qual o nível de satisfação que tenho hoje com o meu trabalho?
  • Qual a minha missão de vida? 
  • Estou satisfeito (a) com as circunstâncias atuais da minha vida?
  • Pensando em todos os aspectos da minha vida, ela está como eu desejo?
  • Quais mudanças precisam ser realizadas para que eu me sinta realmente satisfeito (a)?

Acredito que a partir de tais perguntas você já conseguirá encontrar um caminho, não só para se entender melhor, mas também para dar início ao seu processo de transformação e de busca pela satisfação que tanto almeja. Comece agora e depois conte-me nos comentários, como tem sido esta experiência!

Insatisfação – um convite a sair da zona de conforto

Para alguns profissionais basta ter um emprego que lhe garanta um salário no final de cada mês. Para outros, é importante ter expectativas de crescimento na carreira e possibilidades reais de progressão.

Neste sentido, podemos dizer que a insatisfação também é uma fonte de mudanças. Ela nos leva a sairmos da zona de conforto e a realizar aquilo que realmente nos faça mais felizes com as nossas escolhas.

insatisfação serve como uma espécie de alerta de que algo não vai bem e que aquilo que estamos fazendo está indo contra os nossos valores. Sem estes sinais, tendemos a permanecer fazendo sempre as mesmas coisas e obtendo sempre os mesmos resultados.

Tanto na vida profissional, quando não estamos satisfeitos com nosso trabalho, quanto na vida pessoal, quando um relacionamento amoroso não vai bem, por exemplo, é importante ter mecanismos que apontem tais insatisfações e nos guiem para as mudanças que trarão mais qualidade à nossa existência.

Por isso, é importante, de vez em quando, fazer perguntas poderosas e, com isso, reavaliar como está seu grau de satisfação com suas conquistas. Que tal começar a fazer isso agora?

Para iniciar, responda: De 0 a 10, o quanto você está satisfeito (a) com sua vida profissional, pessoal, amorosa, financeira, familiar e espiritual? E, o quanto você está satisfeito (a) com a atenção que dá à sua saúde, seus filhos, amigos, pais, comportamentos e atitudes?

Tenho certeza que estas respostas lhe trarão boas reflexões. Com isso, ouse descobrir as demais respostas e buscar atingir a satisfação que você merece ter, em todos os setores de sua vida. Permita-se ter uma jornada mais plena, satisfeita e equilibrada. Descubra o que é satisfação para você!

Gostou do texto, Ser de Luz? Quais caminhos você percorre em sua vida, para encontrar a satisfação plena? Deixe a sua reflexão sobre este tema nos comentários, para que possamos, juntos, discutir o assunto. Lembre-se também de continuar acompanhando meus conteúdos diários e de compartilhar os artigos que lê aqui com seus amigos, em suas redes sociais! Até a próxima leitura! 

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-e-satisfacao/

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

BAIXAR O PDF
close-link
CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Close