Alimentação Equilibrada - Tiago Curcio - Coach - Casule
Alimentação Equilibrada – Um Fator Importante Para Qualidade de Vida Pessoal e Profissional
21/09/2018
Arte de Viver - Tiago Curcio - Coach - Casule
A Arte de Viver – Uma Vida Equilibrada Não Quer Dizer uma Vida Sem Problemas e Desafios
24/09/2018

O Que São as Teorias da Personalidade?

Teoria das personalidades - Tiago Curcio - Coach - Casule

Já falei em diversos artigos aqui em meu blog sobre o quanto os seres humanos são únicos, com suas ideias, valores e comportamentos, que são os elementos que formam a personalidade de cada um. Para entender melhor os indivíduos, há muitos anos estudiosos se dedicam a desenvolver teorias da personalidade que os ajudam a compreender como essas características se formam e impactam na vida de cada um. Nomes como Sigmund Freud e Carl Gustav Jung são os criadores dos estudos mais conhecidos.

As Principais Teorias da Personalidade

A mente humana foi, e continua sendo, objeto de diversos estudos que têm como finalidade entender seu funcionamento, principalmente no que diz respeito à formação da personalidade. Confira, a seguir, informações para que conheça melhor as principais teorias que contemplam esse assunto tão instigante e extraordinário.

1 – Teoria Psicanalítica de Freud

Chamado de pai da psicologia moderna, Freud é conhecido como o primeiro estudioso a tentar explicar como a personalidade se desenvolve utilizando uma abordagem científica. Para ele, todo comportamento apresentado por um ser humano pode ser explicado e suas causas podem ser identificadas. De acordo sua teoria, a conduta de uma pessoa é motivada por impulsos e desejos reprimidos, e a personalidade é formada por três elementos, que são:

Id – Compreende os desejos básicos de um indivíduo, que são aqueles com os quais ele nasce, como a busca pelo prazer e outros instintos.

Superego – É o oposto direto do id, e compreende a moral e os valores de uma pessoa.

Ego – Elemento que equilibra o id e o superego. Através dele, os desejos primitivos e os valores morais conseguem se equilibrar na mente de um indivíduo.

Do ponto de vista de Freud, esses fatores são o que determinam a personalidade humana, e cada indivíduo tem a sua própria maneira de equilibrá-los.

2 – Teoria dos Traços de Personalidade de Jung, Eysenck e Cattell

Esta teoria conta com contribuições de Carl Gustav Jung, Hans Eysenck e James McKeen Cattell. Eles mantiveram o foco de suas pesquisas na mensuração de traços, que são descritos como padrões habituais de comportamento, atitude e emoção. Suas teorias apontam que esses traços são responsáveis ​​por influenciar a personalidade e o comportamento e são relativamente estáveis ​​ao longo do tempo.

Saiba mais a respeito da visão de cada um desses três teóricos a respeito dos traços de personalidade.

Teoria de Dois Tipos de Jung

Para Jung, existem duas atitudes diferentes que impactam diretamente na forma com a qual cada indivíduo irá reagir às circunstâncias da vida. São elas a extroversão e a introversão. O extrovertido é aquele que age com maior ousadia perante os demais, sem medo de mostrar a sua essencial, já o introvertido prefere se concentrar em seu mundo interior, agindo de forma mais comedida.

Teoria das Três Dimensões de Eysenck

Eysenck expandiu a teoria de Jung e afirmou que a personalidade não é apenas determinada entre as condições de extrovertido ou introvertido, mas também pela estabilidade emocional e controle de impulsos. Para ele, tanto fatores biológicos quanto ambientais são capazes de influenciar a personalidade de um indivíduo. Assim, surgiu sua teoria com três dimensões, que são: extroversão (ou introversão), neuroticismo (ou estabilidade emocional) e psicoticismo (ou autocontrole).

Modelo dos Cinco Grandes Fatores de Cattell

Dentro do Modelo dos Cinco Grandes Fatores, Cattell afirmou que a formação da personalidade se dava através de cinco elementos:

1 – Abertura: considera a intensidade da vontade de aprender, ter novas ideias e uma mente aberta de maneira geral;

2 – Conscienciosidade: se refere ao quanto se é responsável e organizado, além do grau de persistência e motivação para alcançar metas;

3 – Extroversão: mede o quanto se é sociável e assertivo ao agir;

4 – Simpatia: contempla a forma com a qual cada indivíduo age em relação aos demais;

5 – Neuroticismo: considera o quanto se é instável emocionalmente.

Para Cattell, através de pontuações que consideram o nível que cada indivíduo atinge nesses cinco fatores é possível obter um verdadeiro mapa de sua personalidade.

3 – Teorias Sociais Cognitivas de Bandura e Rotter

As teorias sociais cognitivas afirmam que o desenvolvimento da personalidade depende do conhecimento que uma pessoa adquire através de interações sociais, experiências e estímulos externos. Esses estudos enfatizam as influências ambientais e sociais, as diferenças de personalidade inatas, a genética e as qualidades humanas internas. As duas principais teorias sociais cognitivas foram desenvolvidas por Albert Bandura e Julian Rotter.

Teoria Cognitiva Social de Bandura

Para Bandura, cada indivíduo possui um conjunto de processos cognitivos que lhe permite observar, avaliar e, assim, regular o seu comportamento. Sua teoria sugere que as pessoas julgam a eficácia de seu comportamento através dos resultados que obtêm. Assim, aquelas atitudes que são vistas como positivas são reforçadas e, então, mantidas.

Locus de Controle de Rotter

Essa teoria afirma que o comportamento e a personalidade das pessoas são influenciados pelo grau de controle que elas possuem em relação ao que acontece em suas vidas. Nesse sentido, alguém que sente que consegue controlar o seu destino tem o chamado locus de controle interno. Já aquele que credita os acontecimentos a fatores alheios a ele tem locus de controle externo.

4 – Hierarquia de Necessidades de Maslow

Abraham Maslow é o principal defensor da teoria humanista e afirma que a personalidade de uma pessoa é moldada por sua tentativa de alcançar um conjunto de necessidades humanas que são organizadas de maneira hierárquica. Por conta disso, sua teoria enfatiza que um indivíduo apenas pode atingir plenamente a autorrealização em sua forma mais elevada quando satisfaz as necessidades de ordem inferior. A hierarquia é composta por:

  • Necessidades fisiológicas, como oxigênio, água e alimentos;
  • Segurança e proteção, tanto no sentido de estar em um ambiente seguro quanto de ter uma vida estável;
  • Amar e pertencer, o que inclui, principalmente, a família e os relacionamentos;
  • Autoestima, que envolve reconhecer as próprias qualidades e valorizá-las;
  • Autorrealização, que é a forma mais elevada, onde uma pessoa reconhece todo o seu potencial.

A personalidade faz parte da identidade de cada indivíduo e saber um pouco mais a respeito dessas teorias certamente irá te ajudar a se conhecer melhor e entender a origem de seus sentimentos e comportamentos. Se gostou do artigo, aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e passe o conhecimento adiante!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-sao-as-teorias-da-personalidade/

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

BAIXAR O PDF
close-link
CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Close