Os-Movimentos-da-Alma-Humana-coaching-casule
Os Movimentos da Alma Humana
19/02/2018
Dignidade-–-Uma-Reflexão-Sobre-Essa-Qualidade-em-Nossa-Vida-coaching-tiago-curcio
Dignidade – Uma Reflexão Sobre Essa Qualidade em Nossa Vida
23/02/2018

Os Opostos Se Atraem? É Realmente uma Regra?

Os-Opostos-Se-Atraem--É-Realmente-uma-Regra--tiago-curcio

Dizem que quando se trata de relacionamentos amorosos os opostos se atraem, pois são aproximados através das diferenças. Você concorda com essa afirmativa? A verdade é que o amor e a paixão não possuem regras ou fórmulas mágicas, são sentimentos que simplesmente acontecem. Enquanto o primeiro é construído no dia a dia, através da convivência, o segundo muitas vezes chega de surpresa, pode se transformar em algo duradouro ou ainda ser passageiro.

 

Como os Opostos Se Atraem?

 

Uma das principais razões que faz com que os opostos se atraiam é o fato de que um poderá complementar o outro, como peças de um quebra-cabeça. Dessa forma, os dois terão a oportunidade de conhecer o mundo do outro, descobrir seus gostos e preferências. É importante que ambos estejam abertos a isso e saibam respeitar as diferenças. A flexibilidade se torna um elemento fundamental para que a atração inicial resulte em algo duradouro, especialmente quando são pessoas diferentes.

Um ponto que deve ser considerado quando se trata de indivíduos com perfis opostos é o nível dessas diferenças, pois, se for muito elevado, com o tempo talvez isso acabe se tornando um motivo de distanciamento entre o casal. É preciso ir além da afinidade física e buscarem razões que os faça sentirem vontade de permanecer naquela companhia. Assim, o sentimento irá se fortalecer e se tornar cada vez mais sólido.

 

A Atração Entre Semelhantes

 

Se a atração entre opostos é possível, entre semelhantes também é, pois, como disse o amor não possui regras ou receitas prontas. Entretanto, é necessário que o casal entenda que, mesmo que tenham inúmeros pontos em comum, continuarão sendo pessoas diferentes, que poderão ter opiniões e atitudes opostas. Estar consciente disso é necessário para evitar criar uma imagem perfeita do outro, o que pode gerar frustrações e decepções.

Relacionar-se com alguém com quem tem diversas afinidades pode ser bastante positivo. Gostar dos mesmos tipos de passeios, música e ter temperamentos parecidos fará com que consigam entrar em um consenso mais facilmente para tomar decisões que afetem os dois. Contudo, é fundamental que ambos mantenham sua personalidade e essência, evitando mudar algo em seu comportamento apenas para serem aceitos.

 

Dicas Para Fortalecer a União Entre Casais Opostos e Semelhantes

 

Independente de serem parecidos ou diferentes é importante que as duas partes do casal estejam realmente empenhadas em fazer a relação dar certo. Existe um ditado que diz que – quando um não quer; dois não brigam. E isso se aplica também ao amor. Se um não está disposto a alimentar o sentimento e fortalecer a união, o outro, sozinho, não conseguirá fazer isso. Então, se deseja que o seu relacionamento seja bem-sucedido, confira as dicas poderosas que preparei.

1 – Invista no Diálogo

Existem pessoas que são mais reservadas e outras que são mais abertas para falar a respeito de seus sentimentos. Quando se trata de um namoro ou casamento é necessário que ambos estejam abertos ao diálogo. Apenas conversando é possível descobrir o que agrada ou desagrada o outro e, também, expressar as suas opiniões. A conversa não precisa ser um evento ou, como muitos chamam: uma DR (Discutir a Relação), pois isso confere um peso, às vezes, desnecessário. Pode ser realizada no dia a dia e de forma natural, para que se torne um hábito.

Desabafar com uma pessoa de confiança quando algo na relação te chatear é positivo porque te ajuda a entender e a lidar melhor com a situação. Contudo, essa atitude não é capaz de trazer uma solução para o ocorrido, pois não considera a outra parte interessada, que é o seu par. Conversem, falem sobre o que sentem e assim chegarão ao entendimento.

 

2 – Respeite as Diferenças

Essa dica vale tanto para aqueles que são diferentes quando para os que possuem muitas semelhanças, pois todos continuarão sendo indivíduos únicos. Quando se aceita viver um relacionamento e dividir a vida com outra pessoa, é essencial que ambos estejam preparados para respeitar as diferenças. Vale lembrar que isso não significa aceitar todos os deslizes sem se manifestar, mas sim que não vai exigir que a outra pessoa se torne alguém que não é, apenas para satisfazer as suas vontades.

Ao invés de enxergar os pontos em que o seu par é diferente como motivos para atritos, veja como oportunidades de aprender com ele e, também, de ensinar. Um relacionamento saudável é aquele em que há troca e compartilhamento de ideias e sentimentos. Além disso, é uma oportunidade extraordinária para se conhecer e se tornar uma pessoa cada vez melhor.

 

3 – Celebre os Pontos em Comum

Mesmo que tenham inúmeras características opostas, pelo menos algumas semelhanças um casal há de ter e isso poderá ser descoberto no dia a dia, através da convivência. Os pontos em comum devem ser celebrados e cultivados, mas sem exagero, para que ambos não se desapontem quando descobrirem alguma divergência. O caminho do meio, que é o do equilíbrio, é sempre o melhor a ser seguido.

Vale lembrar que é importante manter a atenção para momentos em que as divergências se tornarem um ponto de destaque na relação. Quando, por exemplo, o fato de um gostar de ficar em casa enquanto o outro prefere sair se torna motivo para desentendimentos. O ideal é valorizar as semelhanças e estar preparado para lidar com as diferenças com flexibilidade e compreensão dos dois lados.

 

4 – Entenda Que Cada Casal é Único

Assim como os indivíduos são únicos, as combinações que eles formam também são. Nesse sentido, cada casal deve entender que se comparar com os outros nunca é uma boa ideia. Não é porque vocês conhecem pessoas que se casaram após um ano de namoro, por exemplo, e já estão esperando o primeiro filho que vocês precisam, necessariamente, seguir o mesmo padrão.

As comparações são injustas porque têm como objetivo igualar pessoas que, por natureza, são muito diferentes. Cada casal deve definir as suas próprias regras, baseadas nas coisas que agradam aos dois e os fazem felizes. Criem o seu próprio código de ética, considerando seus valores, planos para o futuro e opiniões. Quando os dois lados interessados estão de acordo não há nenhuma razão para se comparar com terceiros.

 

5 – Tenha Empatia Pelo Outro

Podemos dizer que a última dica vale ouro e é essencial em todos os tipos de relações humanas. Ter empatia significa tentar imaginar como o outro se sente antes de tomar qualquer decisão que o afete. Dessa forma, quando um indivíduo age com empatia em relação ao seu par consegue respeitar-lhe como é, independente de terem mais semelhanças ou diferenças entre si.

Quando um relacionamento é baseado no amor, no respeito, cumplicidade, honestidade e no diálogo, o que menos importa é se as pessoas são opostas ou muito parecidas. O importante é que ambos estejam felizes, se completem e estejam dispostos a contribuir para com o crescimento um do outro. O amor é um sentimento maravilhoso e transformador que enche as nossas vidas de luz. Valorize isso sempre e construa o seu melhor relacionamento!

Copyright: 729251773 – https://www.shutterstock.com/pt/g/chaiyawat%20sripimonwan

Fonte: http://www.jrmcoaching.com.br/blog/os-opostos-se-atraem-e-realmente-uma-regra/

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

BAIXAR O PDF
close-link
CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Close