Você sabe qual a diferença entre preguiça e procrastinação? Começo fazendo estas perguntas por que muitas pessoas confundem estes comportamentos, mas saibam que os dois conceitos são bem diferentes. Para esclarecer estas diferenças, eu vou apresentar neste artigo as características de cada uma e mostrar como lidar com elas assertivamente. Continue lendo e confira!

O que é procrastinação?

A procrastinação é o ato de adiar constantemente a realização de algo, que pode ser uma tarefa, responsabilidade ou compromisso pessoal ou profissional.

Um artigo sobre o assunto publicado no jornal Psychological Science, derivado de uma pesquisa da Universidade de Colorado, nos Estados Unidos, mostra que a procrastinação e a impulsividade são traços genéticos que estão conectados.

A impulsividade, por exemplo, pode ter sido essencial para que os indivíduos do passado pudessem sobreviver em meio às adversidades. Já a procrastinação faz parte de uma história mais recente da humanidade. Esse estudo não tem a intenção de justificar o ato de procrastinar. Ser genético, não significa que você deve alimentar essa característica em você.

Como identificar no dia a dia

A mente do procrastinador funciona mais ou menos assim: porque fazer hoje o que eu posso deixar para amanhã ou depois? Na maior parte dos casos, a postergação está diretamente relacionada à problemas de ansiedade, baixa autoestima, estresse,comportamentos autodestrutivos, dificuldades de concentração, bloqueios de criatividade, emoções e sentimentos sabotadores. Enfim, como você pode perceber, está ligada a tudo que desconcentra e desconecta a pessoa dos seus objetivos em curto, médio ou longo prazo.

No dia a dia, um profissional pode encontrar vários motivos para procrastinar a realização das suas tarefas no trabalho. Quer exemplos? Confira:

  • Imagine que um procrastinador recebeu uma tarefa que julga muito fácil de fazer, então ele deixa para mais tarde, afinal vai conseguir concluir rapidamente ou se estresse. O problema começa quando a lista de atividades “muito fáceis” começa a ficar grande demais.
  • Outro exemplo interessante é quando o procrastinador não consegue realizar uma entrega, pois acredita que o trabalho está muito acima da sua capacidade intelectual ou habilidade técnica. Então, ele fica desmotivado e sem ânimo para trabalhar.

Qual é o impacto desse tipo de atitude

Como reflexo da procrastinação, a pessoa acaba fazendo outras coisas para ocupar o tempo em que deveria estar cumprindo suas responsabilidades, demandas e compromissos, digamos, oficiais, e deixando tudo isso para a última hora.

E sabe o que acontece quando alguém adia constantemente o que deveria fazer? Os sentimentos como o estresse e a sensação de culpa por não ter feito suas tarefas antes ficam ainda maiores.

Com o tempo, isso se tornar uma grande perda de produtividade e atraso nas entregas. A perda de prazos e compromissos ainda pode afetar os seus resultados e relações interpessoais, mas também o trabalho dos seus colegas, gestores e da empresa. Muito ruim, né gente?

O que é preguiça?

Diferente da procrastinação, em que a pessoa adia o que ela tem que fazer, mas faz, a preguiça opta por não fazer nada. Uma pessoa preguiçosa escolhe ficar o dia inteiro ocioso, vendo a vida passar e fazendo apenas o que deseja desde que isso não dê muito trabalho também.

Uma pesquisa da pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, mostra que a preguiça também pode ter relação com a genética. Mas, isso também não é motivo para que você entre no clube da preguiça.

Quem tem muita preguiça mostra que não tem nenhum compromisso e responsabilidade com seu desenvolvimento pessoal e profissional e muito menos com o desenvolvimento positivo do seu marketing pessoal. Além disso, suas atitudes preguiçosas ainda podem afetar quem está sua volta, pois os outros terão que resolver os problemas.

Portanto, ter um preguicinha de vez em quando, aquela de final de semana ou que temos depois de muito trabalho, é uma coisa, mas ter indisposição todos os dias não é normal. É sinal de que a pessoa está precisando de motivação, de metas e objetivos, de um sentido, um propósito de vida que lhe faça levantar todos os dias e ir à busca dos seus sonhos.

Entendeu agora a diferença entre preguiça e procrastinação?

3 dicas para lidar com a procrastinação

Se você também tem o hábito de procrastinar, quero deixar três super dicas para ajudar você a vencer esses fatores sabotadores e ter muito mais disposição, foco e comprometimento para a conquista dos seus resultados extraordinários. Conheça agora mesmo:

  1. Identifique a fonte do problema: o primeiro passo para vencer o inimigo é conhecê-lo muito bem. Para isso, busque identificar quais são as fontes de sua procrastinação. Será desmotivação, baixa autoestima, falta de tarefas desafiadoras, estresse, excesso de compromissos, repetição de comportamentos ou falta de objetivos? Assim que tiver esta resposta será muito mais fácil lidar com o problema e definir estratégias para vencer seu hábito de adiar as coisas.
  2. Invista em autogerenciamento: organize-se e gerencie suas demandas e compromissos em uma agenda ou aplicativo e coloque lembretes com os prazos de entrega. Quando receber uma demanda no trabalho, seja ela simples ou mais complexa, ao invés de deixar para começar amanhã, você já pode focar em iniciá-la logo no mesmo dia. Isso ajuda a evitar que você invente desculpas para não fazer seu trabalho. Este autogerenciamento também vale para evitar atrasos e para que consiga reprogramar sua mente a mudar e agir diferente. Experimente!
  3. Tenha metas e objetivos: quando a gente tem metas e objetivos bem definidos, ou seja, quando sabemos o que realizar em nossa carreira ou vida pessoal, a nossa motivação interior vai lá ao topo e não tem procrastinação ou falta de foco que nos impeça de realizar os nossos sonhos. Por isso, que tal definir suas metas profissionais e seus objetivos pessoais para os próximos meses e trabalhar com toda sua dedicação e comprometimento para realizá-los? Visualize o quanto vai ser maravilhoso quando você conseguir aquela sonhada promoção no trabalho, comprar sua casa ou carro, emagrecer ou ainda fazer aquela viagem dos seus sonhos!

Se quiser, pode usar essas dicas para quando a preguiça estiver te consumindo também.  Aproveite estas recomendações, elimine a procrastinação ou a preguiça da sua vida pessoal e profissional e conquiste os resultados extraordinários que você merece!

Até a próxima!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/preguica-e-procrastinacao-entenda-as-diferencas-e-caracteristicas/

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

BAIXAR O PDF
close-link
CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Close