5 Estratégias Para Administrar seus Pontos de Melhoria

5 Estratégias Para Administrar seus Pontos de Melhoria

Quando falamos em pontos de melhoria, não podemos ficar apenas vendo a vida passar para transformar nossas fraquezas em habilidades. É importante gozar de autoconhecimento e investir em sua evolução contínua. Na prática isso representa conectar-se a si mesmo e perceber o que pode e precisa ser melhorado, bem como o que precisa e pode ser potencializado. Para saber mais é só continuar lendo o artigo!

Confira quais são as 5 estratégias para gerenciar suas características a desenvolver

Para ajudar você a lidar de maneira saudável com os seus pontos de desenvolvimento no dia a dia, selecionei 5 estratégias super interessantes. Veja, pessoa querida:

  1. Dedique-se para melhorar sua competência deficitária: esse item se refere a ações diretas. Não consegue ser pontual? Perde a paciência facilmente? Bem, algumas habilidades são essenciais para a vida em sociedade. Esteja ciente dessa necessidade, tenha calma consigo mesmo pense que “apesar de ser bom em vários outros aspectos, posso melhorar neste ponto”. Então, foque no lado bom da mudança e, o mais importante, renove seus hábitos. Ajuste o despertador para tocar meia hora mais cedo, agradeça a alegria que é viver um novo dia, aproveite para dar uma olha na aurora e siga em frente com suas tarefas. Se ficar irritado com alguém, tente compreender o lado da pessoa e escolha exercitar sua calma. Lembre-se de que as ações práticas geram resultados extraordinários.
  2. Descubra seus artifícios pessoais: existem truques bem conhecidos para administrar pontos fracos, tais como imaginar a plateia nua quando se está falando em público para diminuir o nervosismo. A chave será encontrar suas próprias técnicas facilitadoras do comportamento desejado. Certamente você já possui vários “artifícios” para situações do dia a dia, agora chegou a hora de aprender algumas que promovam a auto melhora. Podem até parecer comportamentos bobos, mas se funcionam para você, não hesite em praticá-los! Descubra as táticas que funcionam para você!
  3. Sirva-se dos seus pontos fortes para superar suas fraquezas: tenha em mente seus pontos fortes. Você é explosivo? Sim, isso deve ser melhorado, mas também pode significar que você é bom em impor limites aos demais. Liste seus pontos fortes e tente atingir equilíbrio com o que deve ser melhorado. A esta altura, você já deve ter despertado sua capacidade de ressignificar, que é um ponto forte, pois o conceito representa dar outro significado a algo. Aproveite para repensar o que considera um ponto fraco e as crenças relativas a ele.
  4. Faça parcerias construtivas: o ser humano é um ser gregário, ou seja, próprio de multidão. A interação oferece inúmeros benefícios, incluindo o despertar para aspectos positivos de nossa personalidade dos quais antes não nos dávamos conta e o exercício de competências latentes. Juntar-se a alguém é frutífero principalmente quando pontos fortes e fracos de ambos os indivíduos se interligam e se complementam, gerando apoio mútuo. Se em uma dupla de amigos, um é falante, tempestuoso e pontual, enquanto o outro costuma se atrasar, ser calado e calmo, a tendência é que ambos andem em direção ao equilíbrio. Destacam-se também parcerias entre profissionais juniores e seniores e entre coach e coachee.
  5. Renda-se com inteligência: lembre-se da célebre constatação de Jung de que “o que você resiste, persiste”. Então, em último recurso, simplesmente pare de tentar fazer aquilo que você não está conseguindo realizar. É algo realmente imprescindível? A vida não deve ser uma jornada de Sísifo, um personagem da mitologia grega que foi condenado a carregar eternamente uma enorme rocha montanha acima. Ao contrário! Se você se render e admitir para si mesmo que não pode tudo (até porque isso é algo humanamente impossível), certamente sentirá um profundo alívio e irá se ater com mais facilidade aos seus pontos fortes.

 

Gostou das recomendações? Se você tiver mais alguma é só escrever nos comentários! Lembre-se dessas dicas e busque compreender seus pontos a se desenvolver, trabalhá-los e evoluir continuamente. Isso fará grande diferença em seus resultados pessoais e profissionais como também em sua vida como um todo.

Dica extra: use o coaching

O coaching é uma ferramenta que tem a capacidade de transformar a vida de alguém positivamente. Para usá-la corretamente é preciso aprender ao máximo com um coach. Por isso, o Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) oferece diversos cursos que podem lhe ajudar em diferentes momentos da sua vida pessoal e profissional.

Uma das formações incríveis do IBC é a Professional & Self Coaching, também conhecida como PSC. Seu objetivo é transmitir um conhecimento e técnicas modernas do desenvolvimento humano de forma teórica e prática. Com carga horária de 180 horas, você terá 6 titulações (Self Coach, Professional, Leader, Life Coach, Analista Comportamental e Extensão Universitária, um reconhecimento acadêmico das faculdades Monteiro Lobato – FATO), podendo se tornar até um coach, caso queira.

É interessante destacar que o Self Coaching, que é a base do Self Coach, é uma metodologia desenvolvida por mim, José Roberto Marques, master coach senior, fundador e presidente do IBC. O método fala sobre a necessidade de se aprender novos conceitos para que você pense e possa descobrir novidades; sobre a importância de aprender novas habilidades para que você possa sentir-se empoderador e vivenciar a novidade; e obter novas capacidades para praticá-las quando precisar e se tornar um uma pessoa mais evoluída tanto em âmbito pessoal quanto profissional.

O conteúdo exclusivo do curso ensina sobre os principais pilares do coaching, tais como ferramentas, principais conceitos, ferramentas de destaque, o que são roteiros estruturados, qual é o processo de identidade, o que é processo evolutivo, o que são crenças limitadoras, o que são formulários de atendimento entre outros temas.

Além disso, você irá aprender sobre os princípios da psicologia positiva e da programação neurolinguística e ainda irá usar o Coaching Assessment, que é uma ferramenta exclusiva que mapeia tendências comportamentais, e que tem a validação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O aprendizado ainda permite que você participe de métodos como a Roda da Vida, Rapport, Tríade do Tempo, Teste de Sistemas Representacionais, Roda das Competências, Roda da Inteligência Emocional e outros. Todos eles que buscam pelo seu melhor aproveitamento das sessões de coaching e evolução pessoal,

Ao final da formação, você terá desenvolvido habilidades importantes relacionadas ao gerenciamento do tempo e das atividades; patrocínio positivo; autofeedback; auxiliares linguísticos; exercício do autoconhecimento e da inteligência emocional; aprendizagem acelerada e muito mais!

O autoconhecimento é um dos itens mais importantes, pois é com ele que você será capaz de entender profundamente quais são suas características que precisam ser transformadas para que deixem de ser ou não se tornem sabotadoras. Mais do que isso: esse exercício será essencial para você compreender também como evoluir ainda mais as suas virtudes e ainda encontrar algumas que podem estar escondidas em meio à correria do dia a dia.

Para completar, O PSC tem certificação e reconhecimento internacional de 5 renomados institutos de coaching internacionais, que são: Internacional Association of Coaching, Global Coaching Community, European Coaching Association, International Coaching Council e Behavioral Coaching Institute.

Com certeza, esse curso será excelente na sua trilha pela administração dos seus pontos de melhoria! Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais e espalhe o conhecimento.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/5-estrategias-para-administrar-seus-pontos-de-melhoria/

BAIXAR O PDF
close-link