Antes de dormir – O que eu posso e o que não posso fazer?

Antes de dormir – O que eu posso e o que não posso fazer?

Ter uma boa noite de sono é essencial para acordar com disposição pela manhã para encarar todas as atividades que vêm pela frente. Contudo, para conseguir relaxar e dormir durante as horas recomendadas, é preciso considerar alguns pontos muito importantes, que inclui coisas que devem ser feitas e outras a serem evitadas. Continue acompanhando e saiba quais são.

A importância do sono para uma vida saudável e equilibrada

Se formos parar para pensar, veremos que a natureza é perfeita. O nosso corpo é preparado para desfrutar do dia e de sua luz e repousar quando a noite finalmente chega. Não é à toa que conseguimos relaxar melhor no escuro, porque fomos programados para funcionar dessa maneira.

Existem pessoas que se sentem bem dormindo seis horas por dia, outra sete, oito, até nove. Mas, mesmo com essa variação, todos temos essa necessidade básica que precisa ser suprida diariamente. Dormir, comer, ingerir água, são necessidades igualmente importantes e sem as quais não conseguiríamos viver. Para entender melhor a importância do sono, veja cinco razões pelas quais ele é essencial.

1 – Sono de qualidade é sinônimo de concentração e produtividade

Uma pessoa que está devidamente descansada consegue se concentrar com muito mais facilidade do que aquela que está cansada por não ter conseguido dormir como deveria. Experimente realizar uma tarefa quando estiver com sono e comprovará essa informação.

2 – O sono influencia na alimentação

Pessoas que não dormem o suficiente tendem a ingerir mais calorias do que deveriam por conta das variações hormonais que sofrem ao longo do dia. Assim, aquelas que suprem essa necessidade com sucesso conseguem manter o peso com mais facilidade.

3 – O sono insuficiente está ligado à depressão

Especialistas estimam que cerca de 90% das pessoas que sofrem de depressão enfrentam problemas para dormir. Dessa forma, zelar pela qualidade do seu sono também é uma forma de evitar a doença.

4 – Sono de qualidade fortalece o sistema imunológico

O sistema imunológico é a defesa do organismo, é ele que combate as substâncias nocivas causadoras de doenças. Uma informação interessante é que a ausência de sono pode enfraquecê-lo. Então, se deseja reduzir suas chances de adoecer é bom zelar pela qualidade do seu descanso.

5 – A qualidade do sono afeta aspectos emocionais e sociais

Pessoas que dormem mal passam o dia sonolentas, o que prejudica diretamente suas emoções e a forma de se relacionar com os demais. Isso corre porque a falta de sono compromete a capacidade do indivíduo de identificar sinais e expressões importantes para a interação social.

Como se pode ver, o sono influencia em praticamente todos os aspectos da vida de uma pessoa e, por isso, é essencial que todos busquem medidas para dormirem o suficiente todos os dias.

O que fazer antes de dormir para ter uma boa noite de sono?

Existem algumas medidas que podem te auxiliar a ter noites de sono reparadoras para que acorde no dia seguinte com muita energia e disposição, confira!VOCÊ É FELIZ?

Ter horários para dormir e acordar – O cérebro humano gosta de rotina e, mesmo que não a tenha em suas tarefas do dia a dia, é importante que preze por ela na hora de dormir. Deitar-se em um dia meia noite e no outro as três da manhã desregula o seu organismo e faz com que encontre dificuldades para adormecer.

Manter o quarto confortável – O conforto é um aspecto fundamental para o sono, afinal, é importante que esteja um ambiente agradável e aconchegante. Para isso, verifique seu colchão, mantenha as roupas de cama limpas e cuide para que as cortinas estejam cortando a luz para deixar o local escuro e propício ao relaxamento.

Praticar atividades físicas regularmente – A temperatura do corpo de um indivíduo que se exercita costuma ser mais baixa e ele tem uma maior necessidade de repor suas energias. Isso induz o sono e faz com que se durma melhor.

Meditar – Uma prática que pode trazer muitos benefícios para ter boas noites de sono é a meditação. Cerca de dez minutos antes de dormir já é o suficiente para que a sua mente e o seu corpo relaxem e possam adormecer com tranquilidade.

Anotar coisas que estejam te preocupando – Sempre que se deitar e perceber que está preocupado com coisas que tem para resolver no dia seguinte, anote tudo em um bloco do notas. Assim, sua mente saberá que as informações estão bem guardadas e que poderá descansar.

O que evitar antes de dormir?

Assim como existem atitudes que podem beneficiar o sono, outras podem prejudicá-lo. Veja, a seguir, o que deve evitar fazer antes de se deitar.

Ingerir café, álcool e substâncias estimulantes à noite – Essas substâncias devem ser evitadas porque são altamente estimulantes e atrapalham o relaxamento da mente. Se você não abre mão de café, por exemplo, prefira tomar durante o dia, sem exagerar e parando de ingerir a partir das seis horas da tarde.

Comer alimentos de difícil digestão no jantar – As escolhas que você faz no jantar também podem comprometer a qualidade do seu sono, já que o corpo precisa se esforçar mais para digerir alimentos pesados. Portanto, prefira opções mais leves e nas porções adequadas, evitando a sensação de estufamento.

Mexer no celular ou assistir TV no quarto antes de dormir – A luz emitida pela tela da TV e dos smartphones é bastante estimulante, quanto mais tempo passar assistindo antes de dormir, mais o sono irá demorar a vir.

Olhar para o relógio ao perder o sono – Quando perder o sono de madrugada, evite olhar para o relógio, pois isso fará com que se sinta ansioso ao calcular que falta X horas para se levantar.

Dormir menos horas do que o seu corpo precisa – Embora seja divulgado que o ideal é dormir oito horas por dia, a verdade é que isso pode variar de acordo com as necessidades de cada indivíduo. Contudo, é muito importante que respeite o seu corpo. Caso perceba que precisa realmente das oito horas, dormir apenas cinco pode te causar problemas.

Como são os seus hábitos de sono? Consegue dormir com facilidade ou sofre com insônia? Compartilhe sua experiência nos comentários abaixo e compartilhe essas dicas em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/antes-dormir-que-eu-posso-que-nao-posso-fazer/

O Que é a Síndrome do Pensamento Acelerado?

O Que é a Síndrome do Pensamento Acelerado?

Estamos vivendo a era da informação, em que muitas coisas podem ser realizadas através de apenas alguns cliques. Se, por um lado, essa agilidade é bastante positiva e nos ajuda das mais diversas maneiras, por outro pode acabar estimulando a ansiedadee a síndrome do pensamento acelerado, o que compromete o equilíbrio e a qualidade de vida dos indivíduos. Continue acompanhando e entenda melhor como esse problema se manifesta, além de dicas para se libertar dele.

Entendendo a Síndrome do Pensamento Acelerado

O nome Síndrome do Pensamento Acelerado é autoexplicativo e deixa bastante claro do que se trata o problema. Aqueles que o apresentam costumam se manter “ligados” constantemente, com ideias rondando suas mentes sem parar. Vale lembrar que a SPA não está relacionada à qualidade dos pensamentos e sim à quantidade deles, pois é exatamente esse excesso que gera ansiedade, estresse e faz com que a mente trabalhe de maneira ainda mais acelerada.

Trata-se de um transtorno bastante comum entre pessoas que têm uma rotina agitada e acumulam funções em casa e no trabalho, e, também, entre aquelas que estão passando por uma fase intensa, como conclusão de um curso, preparação para vestibulares e concursos, abertura de empresa, entre outras. Por mais que existam situações que exigem um pouco mais de esforço, é fundamental se atentar aos sinais enviados pelo corpo para evitar os excessos e manter o equilíbrio.

Principais Sinais da Síndrome do Pensamento Acelerado

Na grande maioria dos casos, é um tanto quanto simples identificar quando uma pessoa está apresentando a Síndrome do Pensamento Acelerado. Confira, a seguir, quais costumam ser os principais sinais. Entretanto, vale lembrar que apenas um profissional da área da saúde poderá confirmar o diagnóstico para que seja possível definir o tratamento correto para cada caso.

  • Ansiedade, que pode se manifestar das mais diferentes formas, incluindo sintomas físicos, como respiração ofegante, falta de ar, dores de estômago, entre outros;
  • Problemas para aquietar a mente e conseguir se concentrar em uma coisa de cada vez;
  • Se esquecer de coisas com mais frequência do que o normal;
  • Insônia;
  • Acordar pela manhã e sentir que o sono não foi revigorante;
  • Apresentar sintomas físicos, como dores de cabeça, de estômago e pelo corpo;
  • Irritar-se com facilidade.

Como a Síndrome do Pensamento Acelerado Impacta na Vida de uma Pessoa?

O principal problema da Síndrome do Pensamento Acelerado é que ela sobrecarrega a mente do indivíduo, o que faz com que ele tenha dificuldade para realizar atividades que precisam de calma e concentração. Além disso, compromete a qualidade do descanso que todo ser humano precisa para recuperar as energias ao final do dia, e pode desencadear doenças físicas. Caso nada seja feito, a SPA cria um efeito bola de neve, em que cada sinal apresentado serve para agravá-la.

Considerando tudo isso, podemos perceber que a SPA impacta na vida do indivíduo como um todo, comprometendo seu desenvolvimento, produtividade e, até mesmo, seus relacionamentos pessoais. Por isso, ao apresentar qualquer um dos sinais que citei anteriormente, busque ajuda especializada o quanto antes. Pensamento acelerado, ansiedade, estresse, tudo isso tem cura, então não desista de si mesmo e do seu bem-estar.

5 Hábitos Que Ajudam a Evitar a Síndrome do Pensamento Acelerado

Além de realizar os tratamentos indicados por um profissional, é importante adotar certos hábitos em sua rotina, pois o estilo de vida tem uma grande influência em relação à saúde e ao bem-estar de uma pessoa. Veja abaixo cinco hábitos positivos para viver com mais equilíbrio.

1 – Organize Sua Rotina e Evite Excessos

Geralmente, pessoas que sofrem com a Síndrome do Pensamento Acelerado sentem como se as vinte e quatro horas do dia não fossem suficientes, porque elas fazem tantas coisas e ainda assim parece que a lista de tarefas não tem fim. A melhor maneira para evitar essa sensação e, claro, não se sentir sobrecarregado, é planejando a rotina, com horários estipulados para cada atividade. Nesse planejamento, além das obrigações, é importante acrescentar os momentos de lazer e descanso.

2 – Peça Ajuda Quando Se Sentir Sobrecarregado

Lembre-se sempre que você é um ser humano e não um super homem ou uma super mulher. Portanto, não tenha vergonha de reconhecer que precisa de ajuda e de solicitá-la, pois isso não tem nada a ver com ser fraco ou incapaz. Vale lembrar que isso vale tanto para a vida pessoal quanto profissional, é essencial que mantenha um diálogo aberto com familiares e colegas de trabalho, para que possam atuar de forma colaborativa, sem sobrecarregar ninguém.

3 – Gerencie o Tempo Que Passa nas Redes Sociais

As redes sociais podem agravar bastante os quadros de Síndrome do Pensamento Acelerado, pois concentram um grande número de informações que podem sobrecarregar a mente. Isso sem contar nas notificações de mensagens, que, dependendo de como você utiliza esse tipo de aplicativo, podem chegar a todo o momento. Desse modo, é fundamental que silencie o aparelho para que os sinais sonoros constantes não te desconcentrem e gerem ansiedade.

4 – Faça Pausas no Decorrer do Dia

A mente precisa de pequenos intervalos para que seja possível manter o foco e a produtividade no decorrer do dia. Por isso, programe-se para fazer pausas de cinco ou dez minutos a cada período de uma hora e meia ou duas horas. Aproveite para alongar o corpo, fazer um lanche rápido, conversar com um colega de trabalho. Assim, conseguirá voltar para a atividade anterior com as energias renovadas e pronto para continuar.

5 – Tenha um Hobby

Por fim, por mais agitada que seja a sua rotina, encaixe nela atividades que lhe sejam prazerosas. Pelo menos uma vez na semana, faça algo para se divertir, o que pode ser um passeio pelo parque, a prática de algum esporte, tocar um instrumento musical, fazer aulas de dança, ler, enfim, qualquer coisa que te faça bem. Ao escolher um hobby considere única e exclusivamente o seu gosto pessoal, pois a função desse tipo de atividade é exatamente fazer com que se divirta e relaxe.

Você já tinha ouvido falar a respeito da Síndrome do Pensamento Acelerado? Já passou ou está passando por isso? Deixe o seu comentário abaixo compartilhando sua experiência.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-e-a-sindrome-do-pensamento-acelerado/

BAIXAR O PDF
close-link