Conheça os tipos de comunicação interna nas empresas

Conheça os tipos de comunicação interna nas empresas

A comunicação interna é um elemento essencial para o sucesso de empresas de qualquer segmento, seja de pequeno, médio ou grande porte. Quando bem desenvolvida, ela pode evitar problemas de entendimento de processo, agilizar a resolução de falhas e sustentar bons relacionamentos interpessoais.

A lista de benefícios de uma comunicação interna bem aplicada pode ser ainda maior do que essa que acabamos de te mostrar. Apesar de ser vantajosa, o seu desenvolvimento é trabalhoso, constante e ainda exige a dedicação das áreas de comunicação, marketing, recursos humanos (RH), departamento pessoal (DP), gestão e até proprietários.

Para entender mais sobre a importância desse tipo de comunicação e como ela pode ser elaborada é só continuar lendo esse artigo!

O que é comunicação interna

Em primeiro lugar, vamos explicar o conceito do nosso tema central deste artigo. A comunicação interna de uma organização é um eficiente instrumento de gestão que permite à administração transmitir informações importantes a todos os colaboradores de forma segura, organizada e objetiva.

A linguagem ideal

Como os comunicados são transmitidos para todo o quadro de funcionários, é essencial que as mensagens sejam feitas com uma linguagem que possa ser entendida pela maior parte do público-alvo. Afinal, o entendimento da mensagem é fundamental para evitar situações indesejáveis.

Quais são os 7 principais benefícios

A comunicação interna é indispensável para a consecução dos objetivos das empresas, justamente por conta de sua eficiente atuação em diversos segmentos da empresa. No entanto, é necessário estar atento aos canais escolhidos para cada mensagem, seguindo um plano de comunicação previamente concebido.

Ou seja: não adianta mandar comunicados esporádicos sobre ações de cultura organizacional e esperar que todos se adequem às ideias prontamente. Como com a comunicação externa, é preciso criar uma estratégia para a comunicação interna.

Como já dissemos acima, a lista de benefícios de uma comunicação interna bem desenvolvida e aplicada corretamente é imensa. Por isso, agora vamos mostrar os principais pontos. Confira:

  1. Criação de um canal de comunicação eficiente em que o funcionário pode confiar;
  2. Sustentação de bons índices de clima organizacional;
  3. Fácil aderência à cultura organizacional;
  4. Clareza dos procedimentos internos;
  5. Resolução de problemas com mais agilidades;
  6. Estímulo à produtividade;
  7. Promoção de bons relacionamentos interpessoais.

Quais são os principais tipos de comunicação interna

A comunicação interna acontece por diversos canais de endomarketing. Para fins operacionais, veja quais são os mais utilizados e o que eles significam em um contexto empresarial:

  • Intranet: para quem ainda não conhece, a intranet é a rede interna da empresa que permite compartilhamento e interação de todos da empresa em um espaço exclusivo. Esse é o espaço digital em que a organização pode transmitir informações oficiais, além de promover ações educacionais e de interação entre colaboradores.
  • E-mail corporativo: o e-mail é um dos principais meios de comunicação na maioria das empresas hoje em dia. Ele serve tanto para a resposta de demandas para clientes internos, quanto externos. A organização pode usar esse canal para informar sobre regras, mudanças e eventos oficiais. O interessante do e-mail é a possibilidade de inserir mídias diferentes como vídeos, GIFs, imagens e PDFs, além do tradicional texto. Aliás, é muito bacana que os desenvolvedores da comunicação se preocupem em trazer materiais diferentes para os leitores. Outro ponto para destacar, é a possibilidade de poder construir e mandar um e-mail de dispositivos móveis, agilizando processos.
  • Videoconferências: nem sempre é possível reunir todas as pessoas para uma reunião. Nesses casos, é possível fazer uma videoconferência usando o Google Hangout, o Skype ou outras ferramentas. Assim, não é preciso gastar muito dinheiro com ligações telefônicas ou esperar que todos estejam no mesmo espaço físico para tomar decisões importantes.
  • Telefone: esse meio é essencial para trocar informações rápidas e até resolver problemas com mais rapidez. Ainda mais se a internet cair. Outro ponto importante da utilização do telefone é a sua evolução por meio dos dispositivos móveis. Hoje em dia, com apenas um celular é possível fazer ligações; mandar SMS e mensagens por aplicativos como o Whatsapp ou Telegram; enviar e-mails; escrever artigos no aplicativo no Word ou Google Docs; tirar fotos; gravar vídeos; e muitas outras ações que podem ser usados como instrumentos de trabalho. ara alguns tipos de cargo, é preciso que o funcionário tenha um celular profissional além do pessoal, pois a interação com o dispositivo móvel é muito grande.
  • Aplicativos de conversa: a troca de mensagens profissionais por aplicativos como o Whatsapp e o Telegram já estão inseridos no cotidiano dos colaboradores de muitas empresas. Além de trocar textos, os serviços digitais permitem a gravação de vídeos e áudios na hora e a importação de arquivos em diversos formatos como PDF, vídeo, áudio, Excel e mais.
  • Quadro de avisos: o tradicional quadro de avisos ainda é importante para o dia a dia de diversas organizações. As informações que merecem atenção dos colaboradores são colocadas em um espaço comum em que todos têm o costume de conferir regularmente.
  • Relatórios: os documentos que mostram os indicativos da qualidade de vida no trabalho, clima organizacional e otimização de processos podem ser transmitidos por meio de relatórios constantes enviados por e-mail.
  • Reuniões e seminários internos: a convocação de funcionários para a participação em reuniões e seminários internos é importante para que todos se sintam parte da corporação. Para que essas ações sejam efetivas, é essencial que os temas envolvam os processos, resultados e indicadores ligados ao trabalho dos participantes.
  • Jornal interno, revista interna, televisão corporativa, estação de rádio corporativa: apesar de não serem mais meios de comunicação tão comuns por conta do advento dos canais digitais, para muitos segmentos do mercado, estes canais ainda têm papel de destaque. Além de transmitir informações importantes, eles podem passar os valores associados à empresa, passar detalhes do que é a cultura organizacional e ainda incentivar a interação de colaboradores.

Você já conhecia todos esses meios de comunicação interna? Tem algum que a empresa em que você trabalha já aplica bem?

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/conheca-os-tipos-de-comunicacao-interna-nas-empresas/

Benefícios de uma boa oratória

Benefícios de uma boa oratória

Falar em público é um verdadeiro martírio para muitas pessoas. Constantemente vemos entrevistas com atores, cantores e artistas de forma geral, que se dizem pessoas muito tímidas. Mas quando as vemos em ação, sua oratória, seu trabalho, é bem difícil de acreditar que eles tenham essa dificuldade.

Entretanto, muitos outros profissionais, das mais diversas áreas, também têm esse mesmo problema. Sentem-se envergonhados, passam maus bocados quando precisam falar em público. Mas, então, como isso pode ser resolvido? Como deixar, mesmo que momentaneamente, esse medo de lado e ir lá e fazer?

Estes e alguns outros questionamentos eu vou procurar responder ao longo deste artigo e vou falar também sobre a importância e benefícios de se ter uma boa oratória. Continue a leitura e confira!

O que é oratória e qual a sua importância?

A oratória nada mais é do que a arte de falar em público de forma estruturada e deliberada, com a intenção de informar, influenciar e/ou entreter as pessoas que te ouvem.

Sem isso, por conta de bloqueios e, muitas vezes, do excesso de timidez, muitas pessoas acabam com receio de se expressar e, por conta disso, diminuem suas chances de crescer profissionalmente.  Estes problemas podem ser resultantes de baixa autoestima, traumas de infância ou do perfil natural da pessoa, que pode ser mais introvertida.

Caso você não tenha a habilidade da oratória, por quaisquer dos motivos citados acima ou outros, não se preocupe, porque ela pode, sim, ser desenvolvida.

Para não deixar que falhas na comunicação interfiram em seu desenvolvimento profissional e também nas relações afetivas e interpessoais, a melhor maneira de vencer o medo, acredite, é falando. E com as técnicas e os métodos certos, até os mais tímidos também podem se expressar bem em público.

Dicas Para Ter uma Boa Oratória

Acredito que você já tenha consciência de que ter uma boa oratória é fundamental para termos sucesso na carreira. Afinal de contas, é por meio da fala que podemos expressar nossas ideias, opiniões, nos relacionar, apresentar nosso trabalho para outras pessoas e demonstrar nosso potencial para cargos de liderança.

E são exatamente estes pontos que fazem com que o indivíduo que tem uma boa oratória tenha benefícios, não só em sua vida profissional, mas em sua vida pessoal também.

Se você acredita que precisa desenvolver ainda mais esta habilidade, confira, a seguir, as dicas poderosas que tenho para compartilhar com você.

1 – Esteja aberto à mudanças e comece devagar

O primeiro passo para vencer o medo de falar é você querer, verdadeiramente, e estar aberto a mudanças. Comece aos poucos! Se não consegue falar e manter o contato visual, com seus ouvintes, ao mesmo tempo, minha primeira dica é que você comece com pequenos grupos, que seja em casa, com a família, ou com amigos.

Até mesmo na própria empresa onde trabalha, reúna aquelas pessoas que você tem mais intimidade e peça ajuda. O primeiro passo pode parecer difícil, mas é ele quem irá te dar o pontapé inicial.

2 – Marque um ponto central na sala para não ter distrações

Agora, se essa não é uma possibilidade, se você já tem que chegar em uma sala com um monte de pessoas e apresentar algo, marque um ponto central na sala.

Essa técnica vai servir para que você consiga observar o ambiente como um todo, contemplando todo o espaço, sem tirar as pessoas do seu campo de visão e sem precisar olhar para uma pessoa diretamente.

Aliás, em uma apresentação para várias pessoas o ideal é que você sempre olhe para todos os lados, como se olhasse para todos, mas sem necessariamente olhar para uma pessoa específica. Mire em vários pontos centrais dos ângulos do ambiente.

E mesmo que não esteja fazendo contato direto com as pessoas, manter a cabeça erguida é um grande progresso e importante para se sentir mais seguro.

3 – Ao conversar com uma pessoa diretamente, olhe entre as sobrancelhas

Quando estiver numa reunião ou entrevista de emprego e, de frente para seus colegas ou entrevistadores, por exemplo, outra dica é: olhe no ponto entre as sobrancelhas e, deste modo, terá contato direto, sem necessariamente olhar nos olhos.

Olhar nos olhos de uma pessoa nos dá a sensação de intimidade, e se isso pode acabar te deixando desconfortável. Sendo assim, utilizar este meio pode ser uma excelente forma de driblar esse sentimento.

4 – Esquematize e ensaie a apresentação para ter uma linha de raciocínio contínua

Quando tiver que falar em público, faça um roteiro de sua apresentação, um esquema – não é à toa que muitos palestrantes sempre têm consigo uma apresentação de slides ou algo que os ajude a manter uma linha de raciocínio contínua. Listar os pontos centrais, as palavras-chave, fazer um breve resumo do assunto que será abordado, irá te ajudar na desenvoltura da fala e organização de pensamentos. Quanto mais organizado mentalmente, melhor sua comunicação funcionará também.

Outra dica é treinar na frente do espelho. Fazer isso vai te ajudar a ver como as pessoas te veem e se, por acaso, algo te incomodar, como alguma expressão facial ou gesto, você será capaz de mudar a tempo.

Se você preferir não se ver, uma outra maneira é treinar caminhando pela casa. Vá falando e caminhando, mas sem olhar para o chão. Olhe para as paredes, olhe pela janela, para a porta, o importante é sempre manter a cabeça erguida, olhando para a frente.

5 – Se errar, continue!

E não se preocupe se você errar uma fala, se você tropeçar em uma palavra ou outra. Todo mundo erra. O erro nos torna mais humanos, nos faz cativar mais as pessoas. Quantas vezes você já assistiu uma pessoa falando e se identificou com ela por seu jeito de falar, de pensar, seus gestos… é isso! É isso que nos faz querer estar perto de alguém. E, claro, quando estamos na frente de outras pessoas, não seria diferente.

Mesmo que seja em um momento profissional. Não se acanhe por um deslize na fala, passe direto por ele. Peça desculpas. Exponha seu nervosismo – no começo isso é muito comum. As pessoas irão te entender e, com o tempo, você vai perceber que todo mundo é assim. Ninguém nasce sabendo de nada. E é exatamente por isso que precisamos estar sempre abertos às mudanças. Melhorar, crescer, evoluir, faz parte da natureza humana.

6 – Se não estiver à vontade, busque ajuda profissional para ter melhor desempenho

Se ainda assim a dificuldade for gritante, minha sugestão é procurar ajuda profissional e buscar identificar as causas do problema de expressão e tratá-los. Muitas vezes, por traumas de infância, educação muito rígida e repressiva, os indivíduos não conseguem, na vida adulta, se sentir confiantes para expressar suas opiniões e compartilhar seus conhecimentos.

E, tanto na carreira quanto na vida pessoal, isso traz problemas. Especialmente nos relacionamentos interpessoais, causando bloqueios para a pessoa dizer e mostrar o que pensa, quer e sente. Acumular sentimentos e opiniões não é bom para ninguém.

Permita-se mudar e tenha uma boa oratória!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/beneficios-de-uma-boa-oratoria/

Conheça os Princípios e Benefícios da Liderança Positiva

Conheça os Princípios e Benefícios da Liderança Positiva

Fonte: http://www.jrmcoaching.com.br/blog/conheca-os-principios-e-beneficios-da-lideranca-positiva/

Os tempos mudaram e, as formas de gestão do passado, hoje, também já não funcionam mais como antes. Neste sentido, o antigo modelo de liderança autoritária, da lógica do “eu mando e você obedece”, tem saído de cena e dado espaço para a liderança positiva. Esta, por sua vez, é uma forma de promover um ambiente agradável na empresa, com foco no bem-estar e desenvolvimento dos colaboradores e em relações positivas entre gestores e liderados.

Inspirada por diversos estudos científicos, a liderança positiva busca o que chamamos de gestão humanizada, considerando os indivíduos e suas necessidades, a fim de que as pessoas, nas empresas e fora dela, se tornem cada vez melhores. É uma abordagem que vem ganhando cada vez mais espaço por conta dos bons resultados que traz para as organizações. Funcionários satisfeitos, reconhecidos, valorizados e motivados certamente vestem a camisa, ficam felizes e produzem mais do que aqueles que trabalham em organizações que não os valorizam.

Os Princípios da Liderança Positiva

A liderança positiva tem alguns princípios básicos com o objetivo de tornar a empresa um local muito mais amistoso e agradável para todos. Conheça-os:

Gestão do clima

O ambiente de trabalho deve ter um clima positivo, com foco na confiança, reconhecimento, alegria, perdão e aceitação das diferenças. Todos esses sentimentos bons farão com que os colaboradores se sintam muito mais motivados e produtivos e engajados pela missão da empresa.

Relacionamentos positivos 

Uma equipe forte é aquela em que seus membros têm um bom relacionamento e colaboram uns com os outros para o sucesso das tarefas e projetos. Po isso mesmo cuidar da qualidade das relações interpessoais impacta diretamente nos resultados positivos de todos.

Comunicação assertiva 

Fator fundamental para o sucesso de toda empresa, a boa comunicação deve ser amplamente difundida. Quando o líder deixa claro aos seus funcionários as informações que lhe são pertinentes, o que espera de cada um deles e dá suporte a que realizem seu trabalho e alcancem suas metas, os resultados são muito melhores.

Valorização profissional

Cada profissional deve saber qual a sua importância dentro da organização e o seu valor para ela, pois, dessa forma, eles se sentirão muito mais motivados a evoluir, produzir e melhorar cada vez mais. Portanto, fazer uma gestão humanizada e que valoriza as competências, qualidades, experiências e resultados da equipe é essencial.

 Exemplos de Atitudes de Liderança Positiva

Veja quatro exemplos de liderança positiva que um líder deve ter para promover um ambiente mais positivo na empresa e conquistar resultados extraordinários com seus liderados. Confira:

1 – Liberdade Para Tomar Decisões: por mais que as decisões mais importantes sempre sejam tomadas pelo gestor, existem situações do dia a dia em que os próprios funcionários devem ter autonomia para decidir e resolver. Isso é ótimo para o desenvolvimento de cada um e pode trazer ótimos resultados para a empresa.

2 – Compartilhamento de Informações: um bom líder deve manter uma comunicação eficiente com seus colaboradores, fornecendo todos os dados que eles precisam para realizar o seu trabalho com eficácia.

3 – Relacionamento Interpessoal: para promover o bem-estar é importante que haja um bom relacionamento interpessoal entre todos os membros da organização. Isso evita intrigas, fofocas, conflitos e casos de assédio moral, que são situações que podem minar a produtividade da equipe.

4 – Feedback de Desempenho: ao dar feedback sobre o desempenho de cada colaborador, um líder dá a ele a oportunidade de saber o que precisa melhorar e o que deve ser mantido em suas atitudes.

Como se pode ver, a liderança positiva pode trazer diversos benefícios para uma empresa. E em seu trabalho, qual é a abordagem, que você ou sua organização, utilizam destes artifícios para liderar as pessoas? Compartilhe sua experiência nos comentários!

 

Fonte: http://www.jrmcoaching.com.br/blog/conheca-os-principios-e-beneficios-da-lideranca-positiva/

BAIXAR O PDF
close-link