A Importância de Fazer um Bom Planejamento da Empresa

A Importância de Fazer um Bom Planejamento da Empresa

Muito se fala em plano de carreira dos colaboradores, mas você já parou para pensar em qual é o seu planejamento da empresa? Assim como é importante pensar em nosso futuro profissional, também é fundamental definir quais são os passos que levarão a organização a crescer, se desenvolver, tornar-se lucrativa e conquistar um espaço de destaque no mercado.

Muitos empreendimentos, no Brasil, fecham as portas antes de completar cinco anos de vida exatamente devido a esta falta de planejamento. Colocar o negócio no papel é pensar em longo prazo, conhecer suas oportunidades e desafios, entender como preparar-se para eles, aproveitar suas chances e se colocar a trabalhar, assertivamente, para tomar as melhores decisões.

Planejamento não é teorizar ou engessar a empresa, mas sim dar um melhor direcionamento a ela. Imagine como seria uma viagem para um lugar desconhecido sem um mapa que te guiasse até o local onde deseja chegar. Com certeza você levaria bem mais tempo e gastaria muito mais seu combustível, paciência e energia. É exatamente isso que o planejamento visa impedir; que você se perca e, com isso, leve junto o seu negócio.

Plano de Ação: disciplina na hora de realizar

Alcançar grandes resultados, ascender na carreira, realizar metas e objetivos com efetividade. Com certeza, esses elementos são desejados por todo profissional que busca o sucesso. Para conseguir tudo isso, no entanto, é necessário planejar todos os passos e ter disciplina para cumpri-los. Nessa perspectiva, elaborar um plano de ação é uma forma de separar as etapas de elaboração da execução, obtendo um estudo mais detalhado de todas as atividades necessárias para atingir o objetivo.

Mas o que é um plano de ação? Como seu próprio nome já diz, trata-se de um projeto em que estejam consolidadas todas as informações sobre o objetivo desejado, desde as atividades para concretizá-lo, passando pelos recursos físicos, monetários e humanos necessários. Essa ferramenta permite que todas as decisões sejam tomadas antes mesmo de colocadas em prática, garantindo mais assertividade e correção prévia de eventuais problemas. Um bom plano de ação pode ser até base para um planejamento estratégico.

O plano de ação pode ser utilizado por profissionais que querem atingir alguma meta em suas carreiras ou por empresas que precisam investir em soluções mais complexas. É indicado, ainda, para alcançar soluções a curto prazo, mas nada impede de ser utilizado também em outras circunstâncias. Ele possibilita que o executor siga uma sequência de tarefas mais claras e lógicas previamente delimitadas, o que leva à concretização dos objetivos de forma mais rápida e prática.

No entanto, elaborar um plano de ação exige do executor uma boa coleta e análise de dados, de forma a projetar o futuro levando em consideração fatores básicos que devem ser respeitados por quem o executará. Essa coleta poderá ser realizada por meio de uma autoanálise sobre suas capacitações profissionais e pessoais, caso você esteja interessado em utilizar a ferramenta para alavancar sua carreira. Já se sua finalidade for propor soluções para sua empresa, atas de reuniões, pesquisas, relatórios de auditoria entre outros documentos podem ser muito úteis.

7 Dicas Para Fazer um Bom Planejamento da Empresa

Defina metas e objetivos – Onde você quer estar daqui a 10, 20, 30, 50 anos? Quanto deseja faturar anualmente? Quantos funcionários deseja ter? Em quais áreas vai investir mais ou menos dinheiro? Qual o prazo de retorno? Onde deseja expandir? Como pretender fazer isso? Em resumo, quais são as suas metas e objetivos em curto, médio e longo prazo? Do mesmo modo como projetamos nossa carreira, devemos projetar o futuro da empresa e trabalhar com foco, determinação, resiliência, inteligência e motivação para fazer o negócio crescer e decolar.

Busque orientação –Pensar no negócio é diferente de pensar o negócio. Ou seja, podemos até ter uma ideia de como uma empresa funciona, mas isso não é o bastante para fazer seu gerenciamento de forma assertiva. Por isso empreendedor, busque fazer cursos e treinamentos e ter a orientação de mentores: de preferência empresários mais experientes e que possam lhe dar dicas e passar conhecimentos sobre como gerir bem uma empresa.

Jamais subestime um bom planejamento – Se você tem apenas cinco mil reais em caixa, mas precisa de 10 mil para pagar um fornecedor; como você irá resolver esta questão sem planejamento financeiro?  Isso é só uma hipótese, mas pense como seria alarmante viver uma situação como esta em seu dia a dia, sem estar preparado. Planejar é administrar e diz respeito a todas as áreas da empresa, pois ajuda a organizar as demandas, gerenciar os processos, liderar melhor as pessoas e, inclusive, a provisionar pagamentos, que é planejar e antecipar os valores que deverão ser pagos em tal dia e evitar que a empresa seja pega desprevenida.

Planeje, mas sem engessar – Na prática isso significa que você deve sim planejar suas ações, mas não encaixotar suas ideias e deixar seu negócio metódico demais. Planejamento é o que antecede a ação, pois de nada adiante ter tudo planejado no papel e na cabeça se você não coloca tudo isso em prática. Pense nisso e sempre coloque datas e prazos para agir e, especialmente, para obter os resultados esperados. A cada vitória você se sentirá ainda mais motivado.

Estude empreendedorismo – Muitos empreendedores simplesmente ignoram o que acontece fora do seu negócio e deixam de olhar para seus concorrentes ou mesmo para a infinidade de bons exemplos, boas práticas e inovações que o mundo oferece constantemente. Reserve um tempo para estudar empreendedorismo, pesquisar as mudanças no mercado, conhecer melhor o perfil dos seus clientes e também para identificar quais são as oportunidades de negócio que pode aproveitar. Fique ligado sempre!

Invista em você – Quanto mais você cresce, mais o seu negócio cresce também. Por isso, busque sempre aprender coisas novas que agreguem valor, otimizem seus processos e melhore a gestão da empresa como um todo. Um bom líder é aquele que sempre está evoluindo, eliminando suas deficiências e potencializando suas habilidades e competências técnicas, gerenciais e comportamentais. Reconheça esta importância e esteja sempre em busca de mais.

Contrate os melhores – O melhor profissional nem sempre é aquele que domina todas as técnicas e teorias, mas sim aquele que veste a camisa da empresa, tem disponibilidade, deseja aprender e crescer junto com o negócio. As grandes empresas valorizam estes perfis de colaboradores, retém estes talentos, pois tem neles um exemplo positivo para os demais de como é possível crescer e se desenvolver junto com a organização se tiver foco, empenho, determinação e boa vontade.

Conheça o Sistema 5W2H

Um dos métodos mais utilizados para organizar e colocar em prática um plano de ação é o sistema 5W2H, que permite fazer um mapeamento detalhado de todas as suas atividades do início até o alcance de sua meta. Veja abaixo as definições de cada passo e comece a montar seu plano de ação seguindo essa organização, respondendo às seguintes questões:

  • What – O que deve ser feito: descreva todas as etapas necessárias para atingir o objetivo proposto.
  • Why – Por que será feito: solicita que o executor do plano de ação justifique a necessidade de se alcançar o objetivo definido.
  • Where – Onde será feito: você deverá determinar onde serão executadas as tarefas para a concretização do plano.
  • When – Quando será feito: determine um período para finalização de todas as ações, de modo a garantir que elas sejam executadas no prazo estipulado para atingir o objetivo.
  • Who – Por quem será feito: delegue as atividades adequadamente a cada profissional envolvido, caso haja, para evitar que problemas com atribuições interfiram no andamento do projeto.
  • How – Como será feito: definir os métodos que serão necessários para execução de cada etapa proposta no plano de ação.
  • How Much – Quanto o custo: determinar o valor do investimento necessário para executar as etapas exigidas, o que inclui recursos financeiros e humanos.

Por meio desse esquema, é possível organizar um plano de ação e elencar as principais informações para planejar, com assertividade, o passo a passo de sua carreira. Entretanto, esse é apenas um modelo e você pode desenvolver outro que atenda especificamente seus objetivos.

De todo modo, procure estar sempre atualizado sobre seu mercado de atuação, fazer novos cursos e aprimorar suas competências comportamentais, especialmente no que tange o trabalho em equipe, automotivação, foco, gestão do tempo e comunicação interpessoal. Nessa perspectiva, uma excelente aposta é o Coaching, que trabalha um plano de ação de maneira detalhada, ou seja, de acordo com as metas e os objetivos profissionais e pessoais do cliente, sempre respeitando suas crenças e valores e alinhando-os, de forma sistêmica, aos resultados desejados.

Gostou das dicas? Então aproveite e leve todas para gerenciamento efetivo do seu negócio. Planeje sua empresa, tenha bem claro quais são as suas metas e objetivos e busque a cada dia transformar tudo isso em ações certeiras.

Com certeza, isso ajudará a alavancar seus resultados, expandir suas possibilidades, aumentar sua lucratividade, sua presença no mercado e alcançar feitos extraordinários. Planeje, entre em ação e conquiste mais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/a-importancia-de-investir-no-planejamento-da-empresa/

Faça a Diferença em Seu Trabalho!

Faça a Diferença em Seu Trabalho!

A empresa em que você trabalha tem equipes grandes ou reduzidas? Saiba que, independente do número de colaboradores, você pode e deve fazer a diferença. Claro que não com o intuito de parecer melhor que os demais e sim por desejar dar o seu melhor. Assim, conseguirá se desenvolver a cada dia mais, construir uma carreira sólida e aumentar as chances de conquistar aumentos e promoções. Continue acompanhando e saiba como se destacar.

Faça a Diferença e Ouse Ir Além!

É bastante comum vermos pessoas falando que fazem apenas o que é pedido no trabalho, pois continuarão recebendo o mesmo salário e, portanto, cumprem apenas com as obrigações que lhe cabem. Saiba que esse é um pensamento um tanto quanto limitado, pois você pode, sim, fazer a diferença sem acumular funções, se tornar um bajulador do chefe ou tomar para si tarefas que não são da sua alçada. Para isso, basta que tenha o desejo de aprender, se aperfeiçoar e dar o seu melhor sempre.

Pense bem, se você pode fazer um trabalho excelente, por que motivo faria algo mediano? Se vai ter que realizar uma tarefa e concentrar as suas energias nela, que seja para fazer o melhor que puder. Lembrando apenas que é importante tomar cuidado para evitar pecar pelo excesso e começar a buscar uma perfeição inalcançável, pois isso pode gerar frustração e desmotivação, fazendo perder todo o sentido de querer realizar o melhor dentro das suas possibilidades.

7 Atitudes Poderosas Para Fazer a Diferença no Trabalho

Esqueça o passado e foque no presente, no aqui e agora, que é quando você pode agir e ir em busca dos seus objetivos. Desse modo, se costumava entregar apenas o que é pedido no trabalho e não pensava em se superar e ir além, deixe isso para trás e se concentre no que passará a fazer a partir de agora. Parece simples e, de certa forma, é, só será complicado se você permitir que seja.

Confira, a seguir, sete atitudes que te ajudarão nessa missão de dar o seu melhor e fazer a diferença. Coloque-as em prática e veja o quanto sua relação com o seu trabalho irá se transformar.

1 – Reconheça o Seu Potencial

Muitas pessoas deixam de dar o seu melhor porque desconhecem a existência desse poder. Por isso, é importante que, antes de tudo, reconheça o seu potencial, para que saiba que é capaz de fazer além. Procure olhar mais para dentro de si, refletir sobre os seus feitos e conquistas que te trouxeram até aqui, enfim, se conhecer. Quanto mais souber a respeito das suas qualidades e pontos fortes, mais preparo terá para utilizar tudo isso a seu favor.

2 – Faça Por Você

Muitas das pessoas que afirmam fazer apenas o que é pedido usam como justificativa o fato de não gostarem do chefe, dos colegas ou do trabalho em si. Saiba que, por mais que seja importante manter boas relações, é natural não se simpatizar com alguém, afinal somos todos diferentes. Por essa razão, evite pautar as suas ações em terceiros, faça o seu melhor por você, porque sabe que tem capacidade e deseja aprender e se desenvolver.

Isso é importante mesmo que não tenha o emprego dos sonhos, pois através da sua dedicação poderá conseguir outras oportunidades e, então, entrar na área que deseja, seja na empresa atual ou em outra. Lembre-se: ninguém perde por se dedicar e desejar entregar o melhor, pelo contrário, pois, quanto mais se esforçar, maiores serão as recompensas.

3 – Enxergue Além e Antecipe as Coisas

A proatividade é a característica daqueles que não esperam uma ordem chegar para tomarem uma atitude, pois conseguem enxergar além e, assim, anteciparem as coisas. E o que diferencia um proativo de um bajulador é a sua motivação para tal, pois o primeiro age dessa maneira por si mesmo, por querer contribuir com o sucesso da organização da qual faz parte. Diferente do segundo, que o faz para mostrar para os outros que é capaz.

4 – Ame o Que Faz

Em uma escala de 0 a 10, o quanto você ama o que faz? Saiba que, mesmo que não esteja trabalhando exatamente com o que gostaria, é possível realizar suas atividades com amor. Inclusive, quanto mais se esforçar para isso, melhores serão os resultados que irá alcançar, pois a dedicação será natural e, até mesmo, prazerosa. Desse modo, ao invés de passar o dia se lamentando, prefira aceitar o seu estado atual, dar o seu melhor dentro daquela realidade e, então, ir em busca daquilo que deseja.

5 – Saiba Se Comunicar e Vender o Seu Peixe

Ser é realmente mais importante do que parecer, entretanto, dentro do ambiente corporativo, é necessário que saiba se comunicar e vender o seu peixe, para que percebam e reconheçam o seu potencial. Para isso, você não precisa sair anunciando aos quatro ventos tudo o que está fazendo, e sim apresentar os seus feitos nas horas certas, como, por exemplo, em reuniões, quando o gerente pergunta o que cada colaborador está fazendo e assim por diante.

6 – Evite Se Comparar Com Seus Colegas de Trabalho

Uma atitude bastante prejudicial quando se trata de fazer a diferença no trabalho é se comparar com colegas, pois fazer isso pode te levar a dois caminhos que não são nada positivos, como: se sentir superior ou inferior em relação aos demais. Portanto, prefira se concentrar em si, em fazer a diferença dentro das suas possibilidades, comparando-se apenas com quem era no passado para reconhecer a sua evolução.

7 – Assuma os Seus Erros e Aprenda Com Eles

Por último, é fundamental deixar claro que um profissional que faz a diferença continua sendo um ser humano, que pode cometer erros. Nesse caso, o melhor a se fazer é assumir suas responsabilidades e evitar apontar culpados. Assim, o foco se volta para encontrar uma solução que resolva o problema e não em terceirizar a culpa. Depois, é importante refletir sobre o que aconteceu para aprender a lição e evitar que a situação se repita, sempre com objetividade e foco no que é realmente necessário.

Entre ser apenas mais um na empresa e fazer a diferença, fique com a segunda opção. Faça isso não para se mostrar superior em relação aos colegas e sim para provar para si mesmo que é capaz de ousar e ir além!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/faca-diferenca-em-seu-trabalho/

BAIXAR O PDF
close-link