Amadurecer é Necessário! Como o Amadurecimento Ajuda em Todos os Momentos da Nossa Vida!

Amadurecer é Necessário! Como o Amadurecimento Ajuda em Todos os Momentos da Nossa Vida!

Amadurecimento é o processo biológico por meio do qual as espécies atingem o grau máximo do seu desenvolvimento. Uma fruta amadurece, um legume amadurece e uma pessoa amadurece. No entanto, quando o assunto é o comportamento humano, a coisa é bem mais complexa, pois, nesse caso, o amadurecimento nada tem a ver com a idade.

Pois é, amadurecer está muito mais ligado com as experiências vividas do que com o tempo de vida propriamente dito. Pode acontecer de um jovem de vinte e poucos anos, por exemplo, ser mais maduro do que alguém que passou dos cinquenta. Uma pessoa madura é aquela que consegue lidar de forma mais serena com os problemas e sabe aproveitar as mudanças da vida para evoluir.

Amadurecer é preciso – Conheça os 7 passos essenciais

amadurecimento de um indivíduo é algo que deve ser conquistado dia após dia, com base em todas as experiências vividas. Ninguém se torna maduro do dia para a noite, já que não podemos queimar etapas. Assim como os frutos da terra, nós nascemos “verdes”, e é com o passar do tempo que nos transformamos e amadurecemos.

Contudo, aqueles que buscam esse crescimento e o autoconhecimento conseguem atingir a evolução mais rapidamente, pois sabem aproveitar cada oportunidade ou mesmo dificuldade para se manter em constante evolução.

Veja, a seguir, quais são os sete passos essenciais para conquistar a maturidade em todos os campos da vida:

1. Agir com cautela

O primeiro passo para se tornar uma pessoa madura é começar a pensar mais antes de agir e considerar as consequências para tomar decisões mais sábias. Já dizia o ditado: “a pressa é inimiga da perfeição”, então, quanto menos refletir, maiores são as chances de ter resultados desastrosos e diferentes do que você esperava. Entretanto, é importante encontrar o equilíbrio entre agir sem pensar e pensar demais, para não perder boas oportunidades.

Os indivíduos maduros conseguem controlar os impulsos causados pela ansiedade e descontrole emocional e, assim, guiam os seus atos com mais sabedoria. Esse controle, por exemplo, evita que o indivíduo se deixe levar por provocações dos mais diferentes tipos e que reaja, provocando consequências negativas.

2. Ter autoconfiança

A maturidade traz consigo a autoconfiança, que é um sentimento poderoso e transformador. Para isso, é muito importante que a pessoa busque se conhecer verdadeiramente, entender os seus medos e, principalmente, as suas qualidades e aqueles pontos que precisa desenvolver. O autoconhecimento irá fazer com que ela tome consciência sobre quem, é e isso proporcionará empoderamento e segurança.

Quanto mais experiências uma pessoa acumula, menos insegura ela se sentirá. Ao amadurecer e tornar-se confiante em relação a si, dificilmente a pessoa se magoará quando alguém a tentar desestabilizar, fazendo algum tipo de crítica negativa e sem propósito, seja a respeito de características físicas ou qualquer outro tipo.

Algo que só a maturidade traz é a capacidade de diferenciar os feedbacks construtivos – a serem considerados como instrumento de desenvolvimento pessoal – e os destrutivos – a serem completamente ignorados.VOCÊ É FELIZ?

3. Não levar as críticas sempre para o âmbito pessoal

Algumas pessoas têm o hábito de achar que todas as ações que alguém dirige a elas são pessoais. Por exemplo, quando o chefe pede alguma correção em um trabalho que tenha realizado, ele não está criticando a sua pessoa, mas sim algo que tenha feito e que possa melhorar. Da mesma forma, um atendente que te trata de forma ríspida não está se dirigindo especificamente a você, mas sim a qualquer indivíduo que fosse atender. Aliás, talvez esse atendente esteja num dia ruim, não é mesmo?

amadurecimento permite que se enxerguem as situações através de uma nova visão, sabendo diferenciar o que é pessoal daquilo que não é. Esse discernimento te ajudará a lidar com muito mais naturalidade com as mais diferentes situações e evitará muitas chateações desnecessárias.

4. Ter empatia com desligamento emocional

empatia é o ato de colocar-se no lugar de outra pessoa para tentar imaginar como ela se sente e porque age de tal maneira. Por mais simples que pareça, essa atitude é capaz de tornar os relacionamentos muito mais positivos e evitar uma série de desentendimentos e posturas egoístas. Contudo, é necessário ter cautela para não se envolver mais do que o necessário com problemas alheios.

A maturidade permitirá que você sinta empatia pelas pessoas com as quais convive, ou mesmo por estranhos, porém, sem se envolver emocionalmente com as situações e se desestabilizar. Ao manter o chamado desligamento emocional, você conseguirá oferecer apoio as essas pessoas sem se desgastar ou perder suas energias.

5. Não ter necessidade de agradar a todos

Indivíduos imaturos costumam ser inseguros e baseiam suas atitudes e decisões em agradar terceiros, com o objetivo de serem aceitos. Com o amadurecimento, é possível entender que agir assim é desnecessário e bastante frustrante. As pessoas irão te aceitar por quem você é verdadeiramente, e não há necessidade de passar por cima dos seus objetivos e desejos para convencê-las de qualquer coisa. Há indivíduos que anulam tanto a si mesmos para agradar aos outros que, ao fim do dia, não sabem mais quem são.

Ter segurança ao dizer “sim” e “não”, seja no trabalho, no relacionamento, em família ou entre amigos é parte essencial do amadurecimento. Antes de agradar a alguém, o indivíduo deve agradar a si mesmo, pois somente ele sofrerá as consequências de suas escolhas, e mais ninguém. A felicidade de cada um depende disso e, como ninguém é unanimidade, colocar-se em primeiro lugar não é um gesto de egoísmo, mas de uma procura verdadeira pela felicidade. É impossível agradar a todos.

6. Aprender com os erros

Mesmo com todas as experiências vividas, as pessoas maduras também cometem erros, pois continuam sendo humanas. A diferença está na forma como reagem ao falhar. Em vez de ficarem se lamentando e se culpando pelo que aconteceu, procuram tirar lições desse erro para fazer diferente da próxima vez. Aliás, as pessoas geralmente aprendem e desenvolvem muito mais habilidades nos erros e adversidades do que quando tudo dá certo.

Sempre que algo tiver um resultado diferente do que era esperado, evite desperdiçar o seu tempo com lamentações e sentimentos de culpa que só desequilibram seu estado emocional e desperdiçam o seu tempo. Adote uma postura positiva e analise a situação, a fim de entender o que poderia ter sido feito de forma diferente. Faça das suas falhas algo que amplie a sua visão, que te ensine novos caminhos, e não algo que te bloqueie e te impeça de enxergar adiante.

7. Substituir reclamações por ações

Muitas pessoas passam e vida reclamando e, por isso, elas não percebem o quanto essa atitude pode ser nociva. Ver sempre apenas o lado ruim das situações é altamente prejudicial porque impede que as oportunidades de se desenvolver, aprender e evoluir sejam percebidas e aproveitadas. A maturidade proporciona uma nova visão sobre tudo e mostra que, mais do que apenas falar, é necessário agir.

Reclamar para os amigos que o relacionamento amoroso está ruim, por exemplo, não vai melhorá-lo, pelo contrário. Desabafar com pessoas de confiança é realmente muito bom, mas também é preciso agir para resolver o problema. Então, nesse caso, o ideal é chamar o seu par para conversar e, juntos, chegarem às soluções necessárias, isso é sinal de maturidade.

Toda pessoa é resultado das viagens que fez, das pessoas que conheceu, dos livros que leu, dos trabalhos que executou, das conversas que teve, das barreiras que superou, enfim, dos momentos que viveu. A maturidade surge quando não só acumulamos essa bagagem de experiências, como também extraímos lições de cada uma delas.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/amadurecer-necessario-como-amadurecimento-ajuda-vida/

Falando sobre a blindagem da mente

Falando sobre a blindagem da mente

Muitas pessoas blindam seus carros, revestindo-os com uma camada interna de aço, como uma forma de protegê-los de possíveis ataques. No campo emocional, fala-se em blindagem da mente, que nada mais é do que uma metáfora para se referir a uma mentalidade forte e que não se abala com pensamentos, acontecimentos ou comentários negativos. Ter a mente blindada é o mesmo que ter inteligência emocional, reconhecer as próprias emoções e saber lidar com elas de maneira positiva, respondendo aos acontecimentos em vez de simplesmente reagir a eles.

Continue acompanhando para saber mais a respeito da chamada blindagem da mente e do que precisa fazer para se tornar uma pessoa com o pensamento forte e inabalável.

A importância da blindagem da mente nos dias atuais

Os avanços da tecnologia mudaram totalmente a dinâmica da sociedade e impactaram a vida de todos. O trabalho, os relacionamentos, a forma com a qual tarefas são realizadas, tudo se transformou. Os dias continuam tendo as mesmas 24 horas que tinham no passado, contudo, a grande quantidade de informações as quais temos acesso faz com que pareçam mais curtos.

Outro ponto a ser destacado é que, se antes enfrentávamos comparações apenas em situações específicas, hoje, se não tomarmos cuidado, passamos o tempo todo nos comparando através das redes sociais. Fulano parece mais feliz, sicrano mais bem-sucedido, beltrano mais bonito. Se a mente não estiver suficientemente forte, corre-se o risco de se deixar inferiorizar por algo que não faz sentido, afinal, somos todos seres únicos e comparações nunca são justas.

Se antes ter uma mentalidade forte já era importante, hoje, isso se tornou fundamental. Reconhecer e gerenciar as próprias emoções, saber quais são os seus valores e aplicá-los em suas ações, ter clareza sobre qual é o seu propósito, tudo isso faz parte de uma mente blindada e inabalável. É através da clareza em relação a esses aspectos que se torna possível tomar decisões com confiança e optar por caminhos de modo consciente, sem permitir que influências externas atrapalhem.

7 Dicas para blindar a mente e construir um mindset vencedor 

Se você deseja ter uma mente blindada, precisa adotar certas medidas que irão te ajudar a fortalecer o seu mindset. Essa mudança irá te proporcionar uma série de benefícios, que irão impactar positivamente em todas as áreas da sua vida, confira!

1 – Conheça os seus valores essenciais

Quais são as coisas que considera mais importantes em sua vida? Pare e reflita sobre isso, porque são esses valores essenciais que deverão guiar as suas escolhas. Pode ser que tenha como prioridades os relacionamentos, a saúde e a segurança financeira, ou a carreira, a família e a felicidade. Não existem respostas certas e sim aquelas que são as certas para você. Faça uma lista com três a cinco itens e use-a para se basear ao tomar decisões.VOCÊ É FELIZ?

2 – Abrace a dor sem reagir a ela

A dor faz parte da vida e não há como fugir dela, entretanto, transformá-la em sofrimento, aí sim, é uma questão de escolha. Se algo acontece e lhe causa tristeza, você tem a opção de acolher aquele sentimento e esperar que ele passe ou tentar lutar contra ele, tornando-o maior. Por essa razão, aceitar o que sente é o melhor a ser feito, pois terá o tempo que precisa para assimilar o ocorrido e se fortalecer através da experiência.

3 – Aprenda a lidar com mudanças

Como diria o filósofo Heráclito, a única coisa que nunca muda é que tudo muda, essa é uma das maiores verdades da vida. Nesse sentido, se acostumar a lidar com o novo é um passo essencial para blindar a mente, para que mudanças não sejam sinônimo de instabilidade. Quanto menos se apegar às coisas, mais fácil será para lidar com as transformações que, invariavelmente, irão acontecer.

4 – Saia da zona de conforto

Por falar em mudanças, além de aprender a lidar com elas, é interessante que as abrace e, até mesmo, as busque ao fazer suas escolhas. Evite permanecer sempre no mesmo lugar, apenas porque parece mais confortável, porque a longo prazo isso pode te causar muitos problemas. Entenda que é no desconforto que se cresce, se desenvolve e se fortalece a mente.

5 – Saiba ver o lado bom das coisas

Tudo na vida tem o seu lado bom, aprender a enxergar isso irá te fortalecer e evitará que esmoreça frente a um problema por pensar que não há nada a ser feito. E é importante dizer que, ao adotar essa postura, você não estará se agarrando em ilusões e sim se dando a oportunidade de olhar além, tanto para se sentir mais confiante quanto para identificar soluções.

6 – Seja paciente

A ansiedade é um grande obstáculo para uma mente forte porque impede que uma pessoa se concentre no momento presente e, assim, faça escolhas de modo consciente, considerando todos os pontos envolvidos. Por essa razão, a paciência é tão importante de ser cultivada por aqueles que desejam ter o pensamento forte. Saber esperar os resultados das próprias atitudes é tão importante quanto agir.

7 – Zele pela sua autoestima

Ter autoestima significa apreciar a si mesmo como um todo, o que inclui a aparência, mas principalmente a essência. Uma pessoa que gosta de quem é se sente muito mais forte e confiante, assim, comentários de terceiros sobre ela não a abalam simplesmente porque não são importantes.

Se você sente que a sua autoestima não é boa, pense nos motivos que te levam a se ver dessa forma. Será que não está se cobrando demais? Se comparando com pessoas que possuem trajetórias totalmente diferentes? Experimente se olhar através de uma visão mais amorosa e gentil, a mesma que direciona aos seus entes queridos. Reconhecer as suas qualidades te dará mais motivação para melhorar outros pontos e evoluir cada vez mais.

Autoconhecimento, autoconfiança, autoestima e inteligência emocional são os pilares da mente blindada. Se você se conhecer verdadeiramente, confiar no seu potencial, apreciar a sua essência e souber gerenciar as suas emoções, nada poderá te abalar e te desviar do seu propósito.

Se este conteúdo fez sentido para você, compartilhe-o em suas redes sociais para levar a informação adiante!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/falando-sobre-blindagem-mente/

7 Técnicas de Treinamento de Negociação para Fechar Vendas

7 Técnicas de Treinamento de Negociação para Fechar Vendas

Quando falamos em treinamento de negociação pensamos automaticamente nas técnicas de negociação que aprenderemos para usar em nosso trabalho e potencializar nossas vendas. Vender é uma arte, a arte de agradar o cliente, de ouvir o que ele tem a dizer e oferecer sempre a solução que melhor atenda as suas necessidades.

Por isso, é importante compreender as diferentes formas de abordagem e comunicação com distintos perfis de consumidores, de modo a dominar os melhores e mais efetivos métodos de conversão e fechamento de vendas. Para ser bem-sucedido é importante investir de forma frequente num bom treinamento de negociação, pois vender é saber apresentar os argumentos certos e, se você como vendedor não os têm, dificilmente conseguirá bater suas metas.

7 Técnicas de Treinamento de Negociação

Pensando em ajudar você a ampliar ainda mais a sua caixa de ferramentas de trabalho, separei sete dicas de técnicas de vendas e negociação que irão ajudar a potencializar seus resultados e maximizar sua habilidade de fechar extraordinárias vendas. Confira:

Spin Selling 

Assim como no Coaching, em vendas as perguntas também são as respostas e a técnica do Spin Selling representa muito bem esta ideia. Consiste em buscar ouvir o cliente e coletar o maior número possível de informações sobre seu perfil e objetivos ao buscar por aquele serviço ou produto. Para isso, o vendedor deve desvendar quatro questões essenciais: situação, problemas, implicações e necessidades. Tudo isso é feito de forma mais direta e sem muitos rodeios, o que otimiza o tempo de ambos.

Cross Selling 

Esta é uma técnica de vendas muito poderosa, pois consiste em oferecer aos seus clientes outros produtos relacionados aqueles que ele comprou anteriormente. Esta abordagem ajuda a aumentar o valor final da venda e, consequentemente, a comissão do profissional de vendas. Por exemplo – um cliente compra um carro e você oferece alguns adicionais como: câmera de ré ou bancos de couro, que possuem um valor que complementam a venda final. Ao fechar esta negociação, você fez um cross selling.

Up Selling 

Este abordagem se diferencia um pouco do modelo acima. Aqui ao invés de oferecer algo que complemente o que foi adquirido, o vendedor vai sugerir outros produtos ou serviços de maior valor. Quando, por exemplo, estamos em sites de vendas e queremos comprar uma geladeira básica geralmente, logo embaixo da mesma página, surgem também geladeiras de maior valor agregado (com dispenser na porta, acabamento em inox, degelo rápido), o que podemos chamar de up selling.

E-learning

É fundamental que todo vendedor conheça o produto que está vendendo. Por isso, a importância do treinamento constante para identificar as necessidades do cliente e conhecer todos as características e detalhes do produto. O e-learning entra nesse momento. Ele faz com que a equipe de vendedores se capacitem e adquire um grande conhecimento do produto que estão vendendo, através de exposições de vídeos e via online. E mais! O líder pode ter acesso, acompanhando todo o desenvolvimento de sua equipe de vendedores. 

Objetivos e recompensas

“Corre nas veias” do vendedor à espera da recompensa por completar seu objetivo. Por isso, estabelecer um programa de treinamento com base em conquistas e objetivos, é muito assertivo. Foco em resultados é a base do treinamento. Validar seu vendedor pelo resultado obtido, é uma técnica extremamente eficaz para um colaborador satisfeito e eficiente. Isso o estimula para obter mais e mais resultados. Por isso, elogie-o sempre que fizer um bom trabalho, fechar uma ótima venda ou contribuir com grandes ideias. 

Técnica A.I.D.A.

Primeiro vamos entender o que significa essa que é uma das mais assertivas técnicas de vendas. Atenção / Interesse / Desejo / Ação. Abordando as 4 fases do processo de venda. Levando em consideração que cada cliente possui necessidades distintas e por isso solicita um estudo individualizado. 

O princípio da técnica A.I.D.A é que se faça um estudo prévio de cada cliente/situação para encontrar um caminho padrão de negociação para ser usado com a maioria de seus clientes, adaptando, quando houver necessidade. 

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/3-tecnicas-de-treinamento-de-negociacao-para-fechar-vendas/

Como Desenvolver a Inteligência Emocional?

Como Desenvolver a Inteligência Emocional?

A Inteligência Emocional é, sem dúvida, um dos atributos mais importantes a serem desenvolvidos e cultivados por todos nós. Tanto na carreira como no âmbito pessoal e social, aprender a lidar com nossas emoções é essencial para não sucumbirmos aos efeitos desastrosos do descontrole emocional.

A capacidade de aprender a entender e se relacionar de forma racional com as próprias emoções, seus sinais, consequências e reações — sem deixar que suas características interfiram negativamente em suas ações e resultados — pode ser definida como Inteligência Emocional.

A raiva, por exemplo, geralmente é considerada uma emoção negativa, ligada a agressividade e descontrole. Porém, quando usada de forma inteligente e equilibrada, ela pode ser um estímulo benéfico e decisivo para superarmos os momentos de dificuldades, resistirmos aos problemas, mantermos o foco e irmos além.

Inteligência Emocional e Sucesso Profissional

Hoje, com os níveis de estresse, pressão e competitividade cada vez mais altos, vivemos diversas situações que nos fazem vivenciar variados tipos de sentimentos. Por isso, torna-se uma vantagem importante aprender a lidar com as emoções de modo a evitar “perder a cabeça”.

Segundo pesquisa realizada por Travis Bradberry e Jean Greaves, autores do livro Inteligência Emocional 2.0, apenas 36% das pessoas conseguem se relacionar com suas próprias emoções. O estudo, feito com mais de 500 mil entrevistados ao longo de 10 anos, constatou outro dado muito importante: a inteligência emocional é um dos principais artifícios e diferenciais de 58% dos profissionais de sucesso abordados. Isso comprova como desenvolver esta competência é fundamental para o alcance efetivo de resultados extraordinários.

Dicas para Desenvolver a Inteligência Emocional

Aprenda a lidar com suas próprias emoções – na prática, isso representa conhecer e entender a origem de suas emoções positivas e negativas. Sentimentos nocivos como inveja e ira, que nos levam a atos impulsivos e impensados, são os principais responsáveis pelo descontrole emocional. Ao identificá-los, é possível encontrar formas mais assertivas para lidar com eles, eliminá-los ou mesmo torná-los seus aliados na carreira e vida pessoal.

Respeite as emoções dos outros – Quando falamos em emoções, não basta “conhecer a si mesmo”. Também é muito importante compreender como e por que os seus amigos, familiares, colegas de trabalho ou marido/esposa reagem a determinados acontecimentos. Deste modo, você estará honrando e respeitando a história do outro, e pode criar uma linha de comunicação mais efetiva e evitar conflitos desnecessários.

homem discutindo com mulher

A capacidade de aprender a entender e se relacionar de forma racional com as próprias emoções, sem deixar interfiram negativamente em suas ações, pode ser definida como Inteligência Emocional.

– Faça da pressão uma aliada – Em todo momento, vivemos situações que nos tiram do sério. Estes momentos de estresse geralmente afetam o nosso bom humor e comprometem os nossos resultados. A melhor forma de lidar com a pressão é fazer dela um estímulo a mais para resolver os problemas, encontrando formas criativas e inovadoras e transformá-las em soluções. Isso ajuda a evitar situações estressantes e cair na rotina de focar apenas no negativo.

– Expresse seus sentimentos – A falta de inteligência emocional compreende não apenas as “explosões”, mas também a dificuldade de expressar aquilo que sente. Isso dificulta que você mesmo e as pessoas à sua volta compreendam suas atitudes, motivações e comportamentos. Busque, ainda que aos poucos, demonstrar suas emoções e falar sobre seus sentimentos.

– Conquiste a si mesmo – Tanto no aspecto pessoal como no profissional, é preciso libertar-se dos sentimentos negativos que causam prejuízos à sua vida. Conquiste o autocontrole, não reaja “a ferro e fogo”, e aprenda a ler nas entrelinhas. Muitas informações importantes deixam de ser acessadas por uma leitura inicial errada. Isso nos leva a atos impulsivos, que afetam nossa reputação. Além de ouvir, é preciso sentir as mensagens que vem de dentro de você.

E você, qual é o seu nível de inteligência emocional? Você consegue compreender e lidar com suas emoções e as das pessoas à sua volta? Como vimos, o desenvolvimento desta competência é fundamental na vida pessoal e carreira.

Busque evoluir um pouco mais neste quesito e compartilhe comigo experiências de momentos em que sua inteligência emocional foi decisiva para resolver algum problema.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-desenvolver-inteligencia-emocional/

16 Características Profissionais Fundamentais Para Encantar o RH

16 Características Profissionais Fundamentais Para Encantar o RH

Quando se participa de uma seleção para um emprego, é importante mostrar as suas melhores características profissionais para que o recrutador seja convencido de que você é o candidato ideal. Cada empresa tem o tipo de perfil que busca para ocupar uma vaga, com competências técnicas, emocionais e comportamentais específicas, porém, existem alguns pontos que são necessários em qualquer organização. Vamos conhecê-los!

 

16 Características Profissionais Para se Destacar Numa Entrevista de Emprego

Confira, a seguir, cinco características que os profissionais de RH sempre buscam nos recrutados e veja o que você precisa se desenvolver para se destacar.

Boa Comunicação

A boa comunicação é a chave de qualquer relação, e quando se trata do meio corporativo não é diferente. Um profissional com uma grande capacidade técnica, mas que não sabe se comunicar de forma eficiente, acaba perdendo o seu valor. Dependendo do cargo, ele irá participar de reuniões e outras situações em que é fundamental saber se comunicar. Por isso, os recrutadores costumam analisar essa característica em todas as etapas da seleção.

Capacidade Para Tomar Decisões

Pessoas indecisas não são bem vistas pelos profissionais de RH, pois as empresas precisam de colaboradores capazes de tomar decisões importantes com firmeza. Entretanto, isso não significa se decidir sem pensar em todas as possibilidades e consequências. Se for proposto, por exemplo, uma vaga em outra cidade, pense bem antes de se decidir, pois aceitar e depois voltar atrás pode fazer com que percam o interesse por você.

Inteligência Emocional

Uma das características mais valorizadas pelas empresas atualmente, a inteligência emocional se refere a como as pessoas lidam com os seus próprios sentimentos. Logo na entrevista irão analisar a forma como o candidato se comporta e se parece nervoso demais com a situação. Quanto melhor você lidar com os seus sentimentos, mais chances você terá de conquistar o emprego que deseja.

Proatividade

Um profissional que tem iniciativa é muito mais bem visto do que aquele que espera receber ordens para agir, ou seja, proatividade é mais bem vista do que reatividade. Essa característica começa a ser percebida na entrevista, por meio do interesse que o candidato demonstra. Apesar de o nome continuar sendo entrevista, a maioria das empresas procura por pessoas que consigam fazer desse momento uma conversa.

Não deixe que apenas o recrutador faça perguntas, questione-o também, mostrando que está realmente interessado em saber mais sobre a organização e a vaga em questão. Contudo, não seja inconveniente e ou invasivo em suas colocações.

Planejamento

Por fim, outra característica que chama a atenção em processos seletivos é a capacidade de planejamento, principalmente em relação à carreira. Quando o candidato demonstra que tem objetivos bem traçados e eles têm relação com a vaga, as chances de encantar os recrutadores são muito maiores. As empresas querem ter em seu quadro de funcionários profissionais que sabem o que querem e vão atrás para realizar os seus objetivos.

Pontualidade

Ter pontualidade significa respeito às regras e que você jamais deve chegar atrasado numa entrevista de emprego, pois isso, além de denotar falta de educação, deixa uma impressão negativa quanto à sua capacidade de cumprir seus horários e compromissos. Portanto, chegue pelo menos 30 minutos antes do horário combinado para garantir que está no lugar certo e mostrar que é pontual.

Pense Positivo e Valorize seus Aprendizados

Em nossa vida, tudo é uma oportunidade de aprendizado e crescimento. Com sua entrevista de emprego não é diferente. Portanto, procure pensar nela como uma chance de conhecer o mercado de trabalho, de entender melhor como as coisas funcionam, de saber o que os recrutadores esperam dos candidatos, de treinar para entrevistas e de mostrar um pouco do que aprendeu até aqui.

Trabalho em Equipe

Esta é uma competência essencial para todo profissional, possibilita compartilhar seus conhecimentos, desenvolver novas competências, aprender a ouvir e respeitar o outro e, consequentemente, ao ter uma postura mais participativa, gerar de seus colegas mais colaboração também.

Resiliência

Não desistir é outra competência positiva de uma pessoa de sucesso, pois esta resiliência para enfrentar e superar as dificuldades, para vencer seus limites e obstáculos e ir além, é um de seus diferenciais em sua busca por grandes resultados. Quer uma prova disso? Leia as histórias de profissionais e empresários de sucesso e veja por tudo que eles tiveram que passar, antes de conquistar sua glória e inspire-se!

Flexibilidade e Versatilidade

Ter flexibilidade na comunicação e vontade de entender o que o outro está falando, é uma das principais atitudes positivas de uma pessoa de sucesso. É importante falar a linguagem do seu receptor. Ter empatia também “vai bem”. Se coloque no lugar do outro e tenta se comunicar de uma forma gentil.

Força de Vontade e Determinação

Sabe quando uma pessoa faz de tudo por seus sonhos e busca forças em seu íntimo, no mais profundo do seu ser, para buscar energia para seguir em frente? Pessoas de sucesso são assim, não desistem, pois têm uma força de vontade tão profunda e uma determinação tão poderosa de que vão vencer que, nada nem ninguém, podem fazê-los desistir de suas realizações.

Interesse em Encontrar Soluções

Os funcionários que estão sempre lendo e se informando sobre as novidades no setor atuante da empresa contribuem para o seu crescimento trazendo boas ideias. Ter uma atitude interessada em aumentar o seu conhecimento para ajudar a empresa é uma das principais atitudes positivas no trabalho.

Foco e Objetivos Claros

Estas são suas das principais características positivas das pessoas de sucesso, objetivos bem claros, ou seja, sabem o que querem, porque querem e aonde querem chegar e foco para seguir firmes em busca dos seus resultados extraordinários, sem se desviar de seu caminho. Estes componentes são mesmo essenciais e fazem toda diferença em seu sucesso.

Relações Interpessoais

Está relacionado com o modo com que as pessoas se relacionam como um colega e interagem com o outro. Para que exista harmonia no seu local de trabalho, essa atitude é primordial para todos.

Respeito

Talvez seja essa a atitude mais necessária para que se haja harmonia no seu local de trabalho, ter respeito é considerar o outro, aceitá-lo da forma que é e pensar em seu colega não ultrapassando os limites impostos nessa relação.

Comprometimento

Quando você assume um compromisso com uma pessoa, ela espera que você o cumpra. Comprometer-se a fazer alguma coisa, é algo que requer foco e dedicação, pois é uma atitude que deve ser desenvolvida e cumprida dentro do combinado.

 

E você, que outra característica você acredita ser importante para encantar o RH e ser contratado? Compartilhe sua opinião e experiência nos comentários.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/5-caracteristicas-profissionais-fundamentais-para-encantar-o-rh/

BAIXAR O PDF
close-link