O Significado da Felicidade

O Significado da Felicidade

Como sabemos, os estudos sobre a Psicologia Positiva nasceram no final da década de 90, a partir de estudos de Núcleos de Pesquisa em Psicologia das universidades de Harvard, Yale, Pensilvânia e Michigan. Esses estudos se destoaram dos demais, já realizados nessa área, porque a pergunta que norteava as pesquisas era nova e bastante ousada: como compreender melhor os caminhos que levam o ser humano à felicidade? Dessa busca se delineou o campo da Psicologia Positiva como abordagem dentro da Psicologia.

Mais que tratar de problemas relacionados à cognição e per­turbação mental ou comportamental, os psicólogos desse círculo estavam comprometidos com o estudo científico das potenciali­dades humanas. Para além do papel curativo, próprio da psicolo­gia convencional, o que veio a ser chamado de Psicologia Positiva tinha um caráter preventivo, pois sua meta é a qualidade de vida e o florescimento do ser humano em sua completude.

O Conceito de Felicidade

O primeiro grande desafio é compreender a felicidade. Como conceituar algo que parece ser tão subjetivo e indefinido? Afinal, felicidade nunca é a mesma coisa para todo mundo, e o padrão de felicidade está evidentemente vinculado a fatores externos, como nosso imaginário criado pelos filmes e estórias infantis ou não, pelo dinheiro e pelo estatuto da mídia.

Se você perguntar o que é felicidade para dez pessoas, certa­mente terá dez definições diferentes. Pior, se você perguntar para essas dez pessoas o que as deixa felizes. Para um estudo que se pretende científico essa barreira é evidentemente importante e difícil de ser ultrapassada.VOCÊ É FELIZ?

A felicidade é tomada como sinônimo dos termos ‘bem-estar subjetivo’ e ‘afeto positivo’. Não há uma preocupação em definir de forma fixa e rígida o que vem a ser felicidade justamente porque se pretende trabalhá-la na sua instância subjetiva. Para além da busca pela satisfação a qualquer preço, o que está em jogo é o cul­tivo de emoções positivas para a promoção do bem-estar.

Logo, felicidade não é apenas a ausência de tristeza. A relação de oposição nesse caso não deve ser direta, embora es­tejam correlacionadas. A felicidade está vinculada ao cultivo de certo grupo de emoções e estados cognitivos positivos. Como emoções, sentimentos e a cognição são internas ao ser humano, é um grande erro entender que a felicidade pode ser encontrada em fatores externos, muito embora sejam alguns estímulos externos que desencadeiem a sensação de bem-estar.

Em todo caso o tra­balho deve ser a forma como a pessoa se relaciona com o exterior e com suas emoções a partir de estímulos externos provocam sentimentos e humores negativos. Aos poucos vamos aprendendo a cultivar umas e abandonar outras.

A psicóloga Lilian Graziano, uma das mais importantes autoridades em Psicologia Positiva, no Brasil, é muito enfática em dizer que “a felicidade é um balanço que fazemos de nossas vidas”, diz a mestre. O autoconhecimento é uma oportunidade de entendermos o procurado “caminho da felicidade” que não é igual para todos.

Pessoas mais felizes são aquelas que estão em busca cotidiana de aumentar a frequência com que as emoções e sentimentos positivos emergem durante sua jornada de trabalho e familiar. Parece ser chato essa história de olhar sempre o lado positivo, mas é justamente essa possibilidade que gera em nós o bem-estar, em vez de preocupação, angústia e ansiedade.

Sim, a felicidade exige prática. Não é algo como uma benção ou uma dádiva. Mesmo que muitos estudos mostrem o ‘gene da felicidade’, está também comprovado que é possível, pela mudança de comportamento, visão do mundo e linguagem, estar constantemente em situação de bem-estar subjetivo com a emergência de sensações de prazer.

A felicidade não é, então, algo repentino e efêmero. Ela vem, segundo a filosofia grega, de um trabalho que o indivíduo faz em si mesmo, podendo ser alcançada pelo exercício daquilo que con­sideramos virtuoso, bom e realizador.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-significado-da-felicidade/

Valores Humanos – Uma Referência Que Devemos Possuir no Dia a Dia

Valores Humanos – Uma Referência Que Devemos Possuir no Dia a Dia

Os valores humanos são as características que nos diferenciam do restante dos seres vivos e estão relacionados, principalmente, à dignidade e à moral. Alguns exemplos incluem, honestidade, respeito, responsabilidade, tolerância e humildade. Ter esses e outros valores como referência em nosso dia a dia é essencial para que possamos conviver de maneira pacífica e positiva.

Nossos valores funcionam como um guia para nossas vidas. É esse guia que irá nos orientar no modo de agir e pensar. Além disso, são também a representação daquilo que acreditamos, portanto, imprescindíveis para os nossos relacionamentos. 

Ainda temos muito o que melhorar e ter essa consciência já é um grande avanço. Continue acompanhando e aproveite para refletir a respeito desse assunto tão importante.

O Que São Valores Humanos?

Cada indivíduo tem os seus próprios valores, que são o conjunto de regras que consideram importantes. Eles podem variar de pessoa para pessoa, entretanto, existem aqueles que devem estar sempre presentes na mentalidade de todos, que são os chamados valores humanos. Os animais, por exemplo, por mais que tenham uma forma de se organizar de acordo com sua espécie, são seres irracionais, e, portanto, não possuem valores como os seres humanos.

Imagine que você está na rua, vê uma pessoa passar que, sem perceber, deixa cair a sua carteira no chão. Se a sua primeira reação for pegar o objeto caído e chamá-la imediatamente para devolver, é sinal de que possui um valor humano muito importante, que é a honestidade. O mesmo vale para tantas outras situações do dia a dia, como ajudar um idoso a atravessar a rua, ceder o seu assento no transporte público para uma gestante e daí por diante.

Esses valores possuem um importante papel no contexto social. Afinal de contas, são eles os responsáveis por orientar nossas ações no cotidiano. Assim, eles terão total influência em nossos relacionamentos, sejam eles pessoais ou profissionais.

Além disso, nossos valores humanos podem contribuir significativamente para o nosso desenvolvimento como indivíduo. Isso porque, ao mesmo tempo que eles podem nos tornar pessoas mais dignas, amorosas e até mesmo felizes, eles também são capazes de nos fazer acreditar em nós mesmos, ser perseverantes e  corajosos. Qualidades que convenhamos, são importantíssimas para o nosso sucesso.

20 Valores Humanos Essenciais Para Ter Como Referência

Confira a lista a seguir que conta com vinte e cinco valores humanos bastante importantes e aproveite para repensar como cada um deles está presente na sua vida. Faça essa reflexão para que se conheça melhor e identifique pontos que possa trabalhar e aperfeiçoar e não para se julgar ou se colocar como inferior. Afinal, os seres humanos estão em constante processo de evolução, pois sempre é possível melhorar algo.

1 – Amizade: os amigos são uma parte fundamental da existência humana, através dessa relação poderosa é possível aprender coisas novas, se conhecer melhor e descobrir o poder fantástico da colaboração.

2 – Amor-próprio: amar outras pessoas é importante, entretanto, antes de qualquer coisa, é fundamental aprender a se amar, não de forma egoísta, mas sim para que reconheça o seu valor e possa tomar decisões considerando-o.

3 – Compaixão: um valor essencial para a sobrevivência humana, porque através dele as pessoas se sensibilizam pelas dores umas das outras, se unem e se ajudam mutuamente.

4 – Coragem: o medo é um estado emocional que faz parte da condição humana, inclusive é através dele que nos protegemos de diversos perigos. Entretanto, é necessário ter coragem para enfrentar tantas outras situações indispensáveis para o nosso desenvolvimento.

5 – Cortesia: neste valor estão incluídos todos os gestos e palavras que expressam gentileza e educação, como dizer obrigado, por favor, com licença. São atitudes pequenas que servem para aproximar as pessoas e tornar as relações mais positivas.VOCÊ É FELIZ?

6 – Dedicação: envolve se dedicar verdadeiramente a todas as atividades que se dispuser a fazer, o que pode tanto ter relação com o trabalho, quanto com tarefas do dia a dia ou ações para ajudar outras pessoas.

7 – Flexibilidade: o mundo está em constante mudança e ser flexível se torna uma condição essencial. Se adaptar não é sinal de falta de personalidade, mas sim de inteligência e pensamento estratégico.

8 – Generosidade: ser generoso é ajudar o outro sem esperar nada em troca, apenas pelo prazer de contribuir e, de alguma maneira, fazer o bem para alguém.

9 – Gratidão: agradecer é uma atitude poderosa e transformadora e deve ser realizada tanto quanto alguém te faz algum favor quanto de forma interna, sendo grato por tudo o que possui em sua vida.

10 – Honestidade: um valor extremamente falado ultimamente e que deve ser igualmente praticado por todos, de cidadãos até políticos. Envolve, principalmente, agir de forma honrada, de acordo com princípios morais.

11 – Humildade: ser humilde nada tem a ver com se colocar como inferior, inclui ter a consciência de quem se é e, assim, não precisar da validação de terceiros, o que permite que se reconheça erros e veja a todos ao redor como semelhantes.

12 – Justiça: cada indivíduo pode e deve ser um representante da justiça, não com a intenção de resolver questões com as próprias mãos, mas sim de identificar situações injustas e tomar as medidas cabíveis de acordo com a lei e a situação.

13 – Lealdade: ser leal envolve mais do que seguir imposições sociais e inclui, principalmente, agir de acordo com o que acredita, honrando os seus sentimentos e aqueles que confiam em ti.

14 – Liberdade: todo ser humano é livre para fazer as suas escolhas e, embora isso pareça claro para muitos, outros ainda demonstram estar presos a pressões sociais e a aquelas criadas por eles mesmos.

15 – Maturidade: ser uma pessoa madura envolve uma série de fatores, como, por exemplo, ser consciente em relação a quem se é, às responsabilidades e, também, às prioridades que possui.

16 – Otimismo: um otimista não é aquele que tem uma visão utópica em relação à vida, mas sim o que consegue enxergar o lado positivo de cada situação e manter o foco nas soluções ao invés de enxergar apenas problemas.

17 – Perseverança: ser perseverante é acreditar em uma ideia e não desistir na primeira falha. Afinal, errar faz parte do processo de desenvolvimento de todo ser humano e apenas vence aquele que mostra a sua força e persevera.  

18 – Responsabilidade: um valor que inclui cumprir com as próprias obrigações e que envolve, também, se responsabilizar pelos próprios sentimentos e emoções ao invés de terceirizar a culpa pelo que se passa em seu interior.

19 – Solidariedade: esse valor fantástico se torna real através da união de várias pessoas em prol de uma mesma causa, sempre com o objetivo de fazer o bem.

20 – Tolerância: um valor essencial para que indivíduos tão diferentes possam conviver em harmonia. Envolve respeitar o direito do outro de ser quem é.

21 – Autoconfiança: Confiar em si mesmo, é um valor que irá te ajudar não somente na sua vida profissional, mas também em diversos aspectos pessoais, te dará mais segurança e convicção de suas ações.

22 – Empatia: Não é nada fácil conseguir se colocar no lugar de outras pessoas, mas quando se adquire esse valor é possível compreender um pouco mais sobre as dores e angústias que elas possuem, de modo que se torna mais fácil ajudá-las e respeitá-las.

23 – Espontaneidade: Ter esse valor está ligado ao fato de agir com naturalidade, ser verdadeiro, não se preocupando em fingir alguém que você não é.

 24 – Educação: Agir de forma simpática e cordial pode não só atrair pessoas ao seu redor, promovendo uma melhor relação, como, também, contribuir para seu desenvolvimento profissional.

 25 – Dignidade: A dignidade, como valor moral, diz respeito ao direito que todos temos de ser valorizados como indivíduo, independente de nosso sexo, orientação sexual, religião, etnia ou quaisquer outras diferenças.

É uma lista incrível não é mesmo? Lembre-se do que eu disse, estamos em constante processo de evolução, portanto, busque se tonar a melhor versão de si mesmo, isso irá repercutir positivamente em sua vida, sob todos os aspectos.

Inversão de Valores

É consenso absoluto que todos esses valores dizem respeito a qualidades muito importantes para o nosso convívio no dia a dia. Além disso, enobrece e nos enriquece como indivíduos.

Em contrapartida a essa corrente positiva, podem haver problemas. sobretudo quando estamos falando de valores morais, afinal de conta, eles se tratam de questões que vão nos nortear sobre o que é “certo” e “errado”, levando em conta a harmonia e o bem estar da sociedade.

A inversão de valores diz respeito ao comportamento oposto do que é tido como correto, tornando-se possivelmente prejudicial para os nossos relacionamentos pessoais e profissionais,  além de serem muitas vezes relacionadas a problemas de ordem jurídica, ao infringir normas e leis.

Ficou clara a enorme importância dos valores humanos no nosso dia a dia?  

Cada um desses vinte e cinco valores citados tem uma grande importância dentro do nosso dia a dia. Aproveite para compartilhar este artigo em suas redes sociais e inspirar mais pessoas a vivenciá-los na prática, contribuindo com a construção de um mundo melhor e mais justo para todos.

Restou alguma dúvida sobre o que são valores humanos ou quer nos dar alguma sugestão? Deixe sua mensagem nos cometários abaixo e se você gostou do conteúdo compartilhe essa mensagem poderosa para que ela possa ajudar outras pessoas também.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/valores-humanos-uma-referencia-que-devemos-possuir-no-dia-dia/

Missão, Visão e Propósito de Vida – A Tríade do Equilíbrio

Missão, Visão e Propósito de Vida – A Tríade do Equilíbrio

Qual é a sua Missão neste mundo? Qual é a sua Visão de futuro? Qual o Propósito que guia a sua vida? Estas são perguntas profundas e poderosas, que nos levam a pensar além das palavras, a olhar para dentro de nós, e buscar perceber e descobrir o que nos move a cada dia.

Ainda que nem todos saibam o significado exato desta tríade do equilíbrio; internamente, em cada ser humano, existe algo maior, às vezes inominável e extremamente importante, que nos impulsiona a superar limites, enfrentar os medos mais intensos e ir além. Esta missão direciona cada uma de nossas ações, como também constrói a visão e entendimento do propósito, e é o que nos estimula a persistir em busca de nossos sonhos e resultados extraordinários.

Mas, O Que é Missão, Visão e Propósito?

Missão  É o princípio, meio e fim de tudo. É o que norteia cada uma de nossas atitudes, aprendizados e conquistas. Quando entendemos a nossa missão de vida, o nosso papel no mundo, tudo fica ainda mais claro e começa a fazer real sentido.

A minha missão, por exemplo, é: “Despertar e Desenvolver o Potencial Infinito do Ser Humano”, por meio de meu trabalho como Master Coach Senior. É isto que guia a minha jornada; meus sentimentos, ações e que me inspira a buscar ser um profissional cada dia melhor.

Esta missão também me faz idealizar e desenvolver, formações em Coaching diferenciadas, que respeitam o ser humano em todas as suas dimensões. Minha intenção positiva, com isso, é proporcionar verdadeiras oportunidades para que, mais e mais pessoas possam alcançar um maior autoconhecimento e o empoderamento que necessitam para serem mais plenas, felizes e evoluídas integralmente

Visão – É motivada por nossa missão de vida, e é o que nos faz vislumbrar nosso futuro, ou seja, o que nos guia para onde queremos chegar e para os resultados que desejamos conquistar ao longo de nossa existência. Todas às vezes que sentimos; desejamos e imaginamos as nossas metas, sonhos e objetivos e, os vemos tornando-se reais; estamos nos conectando e reafirmando, verdadeiramente, a nossa visão.

Este olhar para dentro, para fora e para o outro, é como a luz do sol depois de dias de chuva, é como um sopro divino que acalma o nosso coração. Quem consegue compreender sua própria missão de vida, também consegue ter uma visão mais ampliada sobre si mesmo, o mundo à sua volta, e uma maior consciência sobreo impacto de suas atitudes e pensamentos.

Convido-lhe a tirar a “venda dos olhos” e permitir-se imaginar e visualizar o seu futuro, que daqui a pouco, será o seu presente, o seu aqui e agora e, com isso, encontrar o seu guia, a sua própria visão.VOCÊ É FELIZ?

Propósito  Por que você nasceu? Pelo que vive? O que lhe faz acordar todos os dias? O que te faz ser quem é? O que te motiva a ir além? Qual o legado que quer deixar neste mundo? Pelo que deseja ser lembrado?

O propósito é a razão da sua existência; a força interna e a sua motivação para prosseguir nesta caminhada profissional, pessoal e espiritual. Um ser humano sem propósito é um ser humano sem um sentido para viver. Desconhecer o seu propósito de vida, é o mesmo que não conhecer a si mesmo. É como andar o tempo todo em círculos, sem saber ao certo quem é, do que gosta; o que lhe faz feliz ou triste, e nunca sentir-se satisfeito o suficiente com nada.

A falta de propósito é o que faz muitas pessoas sentirem-se tão infelizes com suas carreiras e vidas pessoais. Quando buscamos entender o que nos inspira, motiva e nos torna plenos, mais próximos estamos de nós mesmos e de conquistar aquilo que consideramos ser o essencial para a nossa plenitude.

A Beleza e o Valor em Ajudar Outras Pessoas

Ser feliz também é ajudar outras pessoas a serem felizes. A felicidade começa aí! Quem se coloca no lugar do outro cria um ambiente e uma atmosfera positiva em volta de si mesmo. Os obstáculos do dia a dia vão ficando mais fáceis de lidar por isso. Pessoas que se doam, ajudando a curar as feridas dos outros, acabam curando as próprias feridas. 

O propósito da vida é servir aos outros. No entanto, ao fazer isso, você não deve esperar algo em troca; sua intenção deve ser minimizar o problema do outro. Isso dever ser genuinamente sincero e de bom grado, só assim você recebe o bem em troca. Isso vem nos ensinar que todos nós devemos usar nossa inteligência, não só para nosso bem, mas para o bem de outras pessoas. Quando agimos assim, todo o universo irá nos recompensar. O que você joga para o universo, com certeza ele reverbera de volta. Se jogar amor, compaixão, gratidão, tudo isso retornará a você. Ao contrário disso também. Pense nisso!

Uma intenção constante dentro de você deve estar focada em ajudar pessoas. Se você não se acha capaz de realizar essa ajuda, por qualquer que seja o motivo, seja, pelo menos um ser humano que não machuca ninguém. Esta é uma maneira indireta de ajudar as pessoas ao seu redor.

Para ajudar pessoas devemos estar também autorealizados. Não adianta querer o bem de alguém se o seu interior não vai bem. Por isso, cuide de você. Sinta-se realizado com o que você tem, com o que você é, para depois ajudar outras pessoas.

Coaching no Alinhamento de sua Missão de Vida

No Coaching, um dos pontos cruciais do processo, está em fornecer ao cliente, a oportunidade de conhecer e definir sua missão, visão e propósito de vida. Isso é muito importante para que o coachee alcance seu empoderamento e perceba e entenda quem ele é; na essência.

Com isso, todas as suas ações, do processo de Coaching em diante, passam a ser pautadas por estes três guias, e é possível alcançar conquistas extraordinárias e, perfeitamente alinhadas com aquilo que realmente somos e desejamos para nossa vida, enquanto cá estivermos e mesmo depois de deixarmos de existir fisicamente.

E você, qual a sua missão, visão e propósito de vida? Convido você a refletir, visualizar, sentir e encontrar sua própria tríade do equilíbrio.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/missao-visao-e-proposito-de-vida-triade-equilibrio/

Como Começar a Entender a Mente Humana e os Nossos Comportamentos Que Não Gostamos

Como Começar a Entender a Mente Humana e os Nossos Comportamentos Que Não Gostamos

A mente humana é fantástica e desvendá-la é dar um passo importante na busca pelo autoconhecimento e desenvolvimento da inteligência emocional. Assim, é possível descobrir a origem de sentimentos, pensamentos, crenças limitantes, enfim, reconhecer a sua própria essência. Se quer saber como entender a mente humana e, assim, transformar comportamentos que estão comprometendo o seu sucesso e a sua felicidade, continue acompanhando este artigo.

Entenda a Sua Mente e Ouse Ir Além!

Nenhum ser humano é perfeito a ponto de não ter nenhum tipo de comportamento que possa melhorar. A evolução consiste exatamente nisso, estar sempre em busca de algo que possa ser aperfeiçoado. O seu estilo de vida, sua alimentação, a forma de se relacionar, seu senso de organização, disciplina, controle emocional, são vários os aspectos que podem ser trabalhados para que se torne uma pessoa e um profissional cada vez melhor.

Quanto mais buscar entender a sua mente e os seus padrões de comportamento, mais facilmente saberá como agir para transformá-los. Nesse sentido, entender a origem da sua desorganização, por exemplo, é um grande passo na busca pela mudança dessa atitude, pois saberá o que inicia esse padrão e, então, saberá como evitá-lo. Buscar a raiz de um hábito que considera ruim é fundamental para transformá-lo de forma definitiva.

7 Dicas Poderosas de Como a Entender a Mente Humana e Evoluir

Confira, a seguir, sete dicas poderosas de como entender a mente humana e identificar os comportamentos que considera inadequados para que possa transformá-los.

1 – Atente-se aos Seus Diálogos Internos

Os chamados diálogos internos acontecem quando refletimos antes de tomar uma decisão ou depois que algo aconteceu. Se atentar a eles é necessário para que se torne consciente em relação aos pensamentos que geram os comportamentos que deseja mudar. Essa é uma etapa de grande importância, pois irá permitir que identifique, também, a ação de crenças limitantes e outros tipos de ideias que comprometem o seu desenvolvimento.

2 – Comece a Se Observar

Complementando o passo anterior, procure também se observar, da mesma maneira que faria com uma pessoa que deseja conhecer. Descubra o que te deixa feliz, triste, calmo, irritado, inseguro. Para tornar esse exercício ainda mais eficaz, anote essas informações, pois manter essa espécie de diário emocional, além de ser excelente para ter uma visão ampla do seu comportamento, é uma forma de assimilar melhor as coisas que lhe acontecem.

3 – Reconheça os Comportamentos Inadequados

Ao se atentar aos seus diálogos internos e observar seu próprio comportamento, conseguirá reconhecer todos os comportamentos prejudiciais e outros que deseja mudar. É fundamental que essa seja uma etapa de descoberta, por isso evite os julgamentos, pois a intenção aqui é a de se aceitar para melhorar e não de se culpar e se sentir inferior. Lembre-se que todos os seres humanos possuem pontos a serem aperfeiçoados, portanto isso não te torna pior do que ninguém.VOCÊ É FELIZ?

4 – Encontre Atitudes Positivas Para Substituí-los

Depois de entender a sua mente e a origem dos comportamentos inadequados, chega o momento de definir quais são as atitudes positivas que irá utilizar para substituí-los. Se costuma ter reações exageradas quando sente raiva, por exemplo, encontre formas de extravasar antes de agir, como fazer exercícios de respiração, pensar em coisas positivas ou sair para caminhar ou correr. As possibilidades são inúmeras e, para escolher a melhor para o seu caso, é necessário considerar o que te ajuda a lidar positivamente com a situação que está te incomodando.

5 – Defina Metas Para Transformar Hábitos

Quando se tem um objetivo, é necessário transformá-los em uma meta, assim irá manter o foco em direção a ele e se motivar para alcançá-lo. Lembre-se de defini-lo com clareza e considerar, também, que precisa ser algo possível e que realmente traga benefícios para a sua vida. Quanto mais claro estiver em sua mente o que deseja mudar e o que irá fazer para conseguir, mais rapidamente chegará onde deseja. Entretanto, quando se trata de hábitos, é fundamental ter a consciência de que o esforço deve ser diário, até que aquela atitude se torne parte do seu comportamento.

6 – Imagine Sua Vida Após Essa Mudança

O método de visualização é extraordinário para se motivar a realizar os seus objetivos. Consiste em dedicar alguns minutos do seu dia para imaginar a sua vida após realizar a mudança de comportamento que deseja. Vá para um lugar tranquilo da sua casa onde não será interrompido, fique em uma posição confortável e comece criar cenas na sua mente, quanto mais detalhes, melhor. Ao experimentar os resultados dos seus esforços, mesmo que de forma imaginária, se sentirá muito mais forte para prosseguir.

7 – Seja Gentil Com Você

Durante um processo de mudança de comportamento, é natural passar por alguns tropeços. Se isso acontecer contigo, evite se culpar ou se sentir um fracasso, simplesmente porque você não é, e o seu esforço já faz de ti um vencedor. Uma falha não precisa significar voltar para a estaca zero, pois já caminhou muito para chegar até aqui. Portanto, pare, reflita a respeito do que te levou a agir de tal forma e continue caminhando, pois cada experiência vivida será crucial para que alcance o seu objetivo.

Acredite no Seu Poder de Transformação!

Ninguém precisa passar anos repetindo um padrão negativo de comportamento por achar que aquele é o seu destino, até porque cada um é responsável por construir a própria história. Nesse sentido, independente de quanto tempo da sua vida tenha passado repetindo uma atitude que te prejudica de alguma forma, você tem total capacidade de transformá-la. A partir do momento em que decidir assumir o controle sobre as suas ações, descobrirá o poder extraordinário que possui para se tornar a melhor versão de si mesmo.

Espero que as dicas e informações que compartilhei te ajudem a entender melhor a sua mente e a mudar o que deseja em seu comportamento. Evite adiar isso, comece se observando para identificar o que precisa trabalhar em seu interior e, então, vá fazendo pequenas mudanças, pois é através de pequenos passos que conseguirá chegar ao destino que deseja. Acredite em si e descobrirá toda a sua capacidade de ir além!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-entender-mente-humana-comportamentos-que-nao-gostamos/

Autoconhecimento está ligado ao nosso sucesso!

Autoconhecimento está ligado ao nosso sucesso!

O autoconhecimento permite mergulhar no inconsciente para investigar os nossos pontos fortes e aqueles que precisam de melhoria. Essa viagem também contribui para identificarmos aquilo que nos motiva verdadeiramente, de modo a definirmos com mais assertividade aonde queremos chegar.

Pode parecer paradoxal, mas conhecemos bem pouco sobre nós mesmos. Não é à toa que a psicologia compara a personalidade dos seres humanos à estrutura de um iceberg. A ponta desse bloco de gelo equivale a cerca de 10% de sua massa total e o restante fica submerso. Da mesma forma, possuímos tantos pontos cegos que nem imaginamos.

Não somos apenas aquilo que mostramos ser. As consequências negativas de experiências que tivemos ao longo de nossas vidas ficam submersas. Os traumas aglomerados e vontades não reveladas acabam esmagando a autoestima. Tudo isso atrapalha o nosso desenvolvimento pessoal e profissional.

Explorar o nosso eu interior é fundamental na conquista do sucesso pessoal e profissional. Por meio do autoconhecimento conseguimos liderar e direcionar melhor a nossa vida.  Ao trabalharmos as nossas limitações e ansiedades, desenvolvemos a autoconfiança. Essa habilidade é essencial para alcançar os objetivos traçados, afinal, precisamos de coragem e segurança para vencermos os obstáculos.

Convido você a me acompanhar na leitura do artigo de hoje, para compreender a relação existente entre sucesso e autoconhecimento.

O que é autoconhecimento?

“Conheça-te a ti mesmo” era a inscrição que se encontrava na entrada do Templo de Delfos, na Grécia Antiga. Essa frase inspirou a filosofia de Sócrates, cujo foco era entender as implicações de nossa relação com os outros e com o mundo. Com esse aforismo, ele pregava a ideia de que devemos nos preocupar menos com as coisas e passarmos a nos ocupar de nós mesmos. Esse caminho é o que leva à verdade capaz de revelar o nosso próprio ser.

O conhecimento de si mesmo permite alcançar aquilo que Sócrates chama de autotranscendência. Esse fator é fundamental para modificarmos a nossa relação conosco, com outros e com o mundo.  No entanto, esse aprendizado não é um simples ato intelectual. Exige sobretudo renúncias e purificações que são obtidas por meio de reflexões constantes sobre as nossas ações, comportamentos e atitudes. Também envolve verificar como modificá-las, para que assim tenhamos a oportunidade de os tornarmos pessoas melhores.

É preciso nos conhecermos para não nos perdermos. O autoconhecimento consiste, portanto, em um aprendizado mais profundo sobre nós mesmos. Esse processo possibilita diferenciar as características inatas daquelas que são socialmente impostas. Ou seja, é a base para encontrarmos verdadeiramente a nossa essência, questionarmos o que está ao nosso redor e não nos deixarmos levar pelo senso comum.

A relação entre autoconhecimento e sucesso

Até aqui tivemos a oportunidade de perceber o quanto o autoconhecimento é importante para o nosso desenvolvimento e crescimento, pois nos ajuda a compreendermos, de forma cada vez mais aprofundada, o que nos leva a agir de determinada maneira e não de outra, bem como diversos outros fatores, verdadeiramente essenciais para consigamos evoluir continuamente.

Agora, peço a você que continue me acompanhando, pois vou falar um pouco mais sobre autoconhecimento e a relação existente entre ele e o sucesso que tanto almejamos conquistar em nossa vida. Confira:

Pontos fortes e pontos de melhoria

Ao desenvolvermos o nosso autoconhecimento temos a oportunidade de saber, exatamente, quais são nossos pontos fortes, ou seja, as nossas melhores competências e habilidades, que nos ajudam a realizar um trabalho bem feito, por exemplo, bem como nossos pontos de melhoria, que são atitudes e comportamentos que temos, que acabam por atrapalhar o nosso processo evolutivo e precisam ser melhor trabalhados, no sentido de aprendermos a lidar com cada um deles, para que estes não mais nos prejudiquem, pessoal e profissionalmente.

Ter maior consciência sobre estes aspectos nos ajuda a alcançar o sucesso, pois passamos a ter maior controle sobre nossa personalidade e nossas ações, o que contribui para que passemos a utilizar cada vez melhor e assertivamente nossos recursos internos, minimizando, assim, a ocorrência de falhas e erros nesta jornada.

Metas, sonhos e objetivos

Outro ponto em que o autoconhecimento bem desenvolvido contribui é para uma maior consciência sobre metas, sonhos e objetivos que se deseja alcançar ao longo da vida.

Pode parecer estranho, mas existem muitas pessoas que não sabem o que querem conquistar, que não têm clareza sobre seus anseios, sejam eles materiais ou não, e que, em decorrência disso, sentem-se um tanto quanto perdidas durante a sua trajetória.

Neste sentido, quando nos conhecemos profundamente, somos cientes de tudo isso e sabemos exatamente quais recursos internos devemos mobilizar em prol da concretização destes objetivos. Ou seja, elaboramos estratégias, assim como um plano de ação assertivo, que vai nos deixar mais próximos da realização de nossos sonhos e de nos tornarmos pessoas e profissionais bem-sucedidos.VOCÊ É FELIZ?

Inteligência emocional

Atualmente, temos passado por tantos momentos de estresse e pressão, tanto no trabalho, quanto em casa, que muitas vezes, nossas emoções e sentimentos são colocados à prova e acabamos perdendo o controle que deveríamos ter sobre cada um deles.

Neste sentido, quando desenvolvemos o nosso autoconhecimento, desenvolvemos também a inteligência emocional, que é a capacidade de compreendermos melhor nossas emoções, as razões que fazem com que elas surjam, os motivos que nos levam a nos sentirmos de um jeito e não de outro, nas mais diversas situações de nossa vida, e, munidos de todo este aparato, conseguimos manter o estresse sob controle, afastando qualquer possibilidade de conflitos, crises e desentendimentos e seguindo em frente, no sentido de tornar reais o sonho e o objetivo de alcançarmos o sucesso.

Resiliência

Além de tudo isso, o autoconhecimento também ajuda todos nós a sermos resilientes ao longo da vida. Isso quer dizer, que, por mais que passemos por experiências negativas, que falhemos, fracassemos ou nos frustremos com algum acontecimento em nosso cotidiano, capaz de nos deixar desanimados, temos forte, dentro de nós, a resiliência, que nos mantém motivados e firmes no caminho da conquista de nossos objetivos.

Neste sentido, a resiliência é fator primordial para que uma pessoa alcance o sucesso, pois ela não nos deixa desistir, mesmo diante dos maiores desafios e obstáculos que surgem em nossa trajetória.  

Desenvolvendo o autoconhecimento

Depois de ler tudo isso, tenho certeza que você deve estar se perguntando o que você deve fazer para desenvolver o seu autoconhecimento e, consequentemente, se tornar uma pessoa e um profissional bem-sucedido, não é mesmo?!

Veja, a seguir, algumas dicas que você pode colocar em prática assim que finalizar esta poderosa leitura:

Considere as críticas construtivas

Peça para alguém próximo mencionar algumas características sobre você. Certamente, você não concordará com um ou outro ponto citado. Quem convive conosco tende a perceber elementos de nossa individualidade que nem imaginávamos ter. Considerar as críticas construtivas é fundamental para alcançar o autoconhecimento.  

Todas as pessoas precisam de ajuda ou acompanhamento para se desenvolver ainda mais.  Se você não busca por orientações, conselhos ou acompanhamento é porque está parado. A melhoria contínua também envolve dar atenção ao que os outros têm a dizer sobre nossas atitudes e comportamentos.  

Adapte-se e mude o que for necessário

O mundo está em constante transformação e precisamos nos adaptar a isso constantemente se quisermos alcançar o sucesso em qualquer aspecto da vida. Para crescer profissionalmente, é necessário buscar pelo autoconhecimento, de modo a desenvolver habilidades e transformar pensamentos que não estão mais contribuindo no alcance de resultados extraordinários.

Observe-se cada vez mais

Desenvolver o seu potencial único, entender aquilo que ama para encontrar satisfação no ambiente de trabalho são produtos do autoconhecimento. Sem isso, o profissional fica estagnado.

Diante disso, é essencial que você passe a se observar cada vez mais, para que assim possa interpretar seus pontos fracos e fortes, tornando este processo um exercício deve diário, constante, evolutivo e interdependente.

Foque sempre no positivo

Quando temos uma percepção equivocada sobre quem somos, acabamos nos rotulando como fracos ou vítimas das circunstâncias. Pensamentos negativos nos invadem, consciente e inconscientemente, e inicia-se um grande ciclo de insatisfação com a vida e consigo mesmo. O resultado é uma insegurança e crença limitadora de que não somos capazes de conseguir aquilo que tanto sonhamos.

A partir do momento em que nos conhecemos melhor, compreendemos as nossas emoções e como elas afetam o nosso comportamento. E o mais importante, começamos a encarar todas as experiências como oportunidades de aprender e evoluir.

Devemos tomar posse de tudo que é bom e buscar a intenção positiva e os maiores aprendizados naquilo que parece não ser positivo! “Tudo o que vier é bem-vindo. Se for bom, deixe que fique e agregue em sua vida. Se for ruim, ressignifique, transcenda, cure e transforme em conhecimentos e aprendizados”.

Faça Coaching!

Se você está em busca de autoconhecimento, para alcançar, verdadeiramente o sucesso em sua vida pessoal e profissional, você pode contar com a ajuda do Coaching, que nada mais é do que uma metodologia de desenvolvimento humano e profissional, que tem como principal objetivo auxiliar os mais diversos perfis de pessoas a conhecerem-se ainda mais na essência.

Permita-se ir além em sua vida e transforme a sua história através desta poderosa metodologia de desenvolvimento humano, que já ajudou e continua ajudando milhares de pessoas e empresas ao redor do mundo a potencializarem o seu autoconhecimento e alcançarem verdadeiramente o sucesso.

O autoconhecimento é a chave para descobrir as nossas paixões e limitações. Diante de nossa essência, somos capazes de definir nosso próprio conceito de sucesso. Refletir sobre suas experiências e tentar descobrir aquilo que realmente o fez feliz por completo é uma forma de entrar em contato com seu eu mais profundo.

Concluo compartilhando uma frase que faz totalmente sentido na minha vida: “Quanto mais eu me conheço, mais eu me curo e me potencializo. Sou capaz de gerar cada vez mais RESULTADOS EXTRAORDINÁRIOS”. Cura, para mim, é o equilíbrio emocional, profissional e espiritual.

Que sejamos cada vez mais conectados em nós mesmos, que busquemos entender a intenção positiva de tudo e que aprendamos que a vida não é o que acontece com a gente e sim o que fazemos acontecer. “Honrar e respeitar nossa própria história é o maior poder do ser humano”.

Gostou deste artigo? O que você achou da relação existente entre autoconhecimento e sucesso? Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer de deixar a sua opinião nos comentários e de compartilhar esse conhecimento com seus amigos, em suas redes sociais, para que eles também descubram o segredo para tornarem-se pessoas bem-sucedidas.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/nosso-sucesso-esta-ligado-ao-autoconhecimento/

BAIXAR O PDF
close-link