Desenvolva Sua Inteligência Financeira – Veja 5 Motivos!

Desenvolva Sua Inteligência Financeira – Veja 5 Motivos!

Para muitos, falar sobre dinheiro é um tabu, como se fosse um assunto ruim, de interesse apenas de pessoas gananciosas. A verdade é que não precisa ser assim, aliás, é até saudável que não seja, afinal de contas, trata-se de algo que faz parte das nossas vidas e que nos permite adquirir bens e serviços necessários para nossa sobrevivência. E a melhor forma de superar crenças limitantes relacionadas ao dinheiro é através do desenvolvimento da inteligência financeira, que nada mais é do que a habilidade de lidar com ele de modo positivo, tanto para administrá-lo, quanto para evitar se tornar um escravo dele.

A Relação Entre a Inteligência Financeira e uma Vida Equilibrada

Para ter uma relação saudável com o dinheiro é preciso encontrar o equilíbrio entre considerá-lo a coisa mais importante do mundo e lidar com ele de modo indisciplinado, sem dar a importância necessária. O ideal é considerar os aspectos financeiros com a seriedade necessária, mas sem fazer disso o centro da sua vida. Assim, torna-se possível usufruir das facilidades oferecidas pelo dinheiro com responsabilidade, porém, sem considerar os números um meio de classificar pessoas e situações.

É necessário deixar claro que ter o desejo de se desenvolver profissionalmente para viver de modo mais confortável não é errado e nem sinal de ganância. É perfeitamente possível utilizar esse ímpeto inclusive como uma motivação para evoluir e alçar voos mais altos. A questão é que essa vontade de melhorar a situação financeira precisa ter um significado além do dinheiro, porque é isso que dará sentido para cada ação realizada.

5 Motivos Para Desenvolver a Inteligência Financeira

Aprender a lidar de modo mais positivo com o dinheiro poderá lhe proporcionar uma série de benefícios. A seguir, falarei sobre cinco deles, que considero os mais relevantes. Leia cada um com atenção e perceba o quanto desenvolver a inteligência financeira é positivo.

1 – Ter Mais Liberdade Para Fazer Escolhas

Quando uma pessoa aprende a lidar de modo inteligente com o seu dinheiro, ela passa a ter controle sobre ele e ganha liberdade para fazer escolhas. Para que entenda melhor essa relação, imagine um profissional liberal, que é aquele que exerce sua função sem vínculo empregatício com uma empresa. Em vez de precisar atender muitos clientes por depender do dinheiro que recebe, ele tem a possibilidade de, por exemplo, tirar férias, passar menos tempo no seu escritório, estar mais com a família e assim por diante.

2 – Preparar-se Para Situações Importantes da Vida

Existem certas situações da vida que são um pouco mais dispendiosas, como, por exemplo, se casar, ter filhos, comprar uma casa, fazer uma faculdade, entre outras. Quando se tem um planejamento financeiro organizado, passar por todas essas coisas torna-se mais simples, já que o indivíduo já possui a quantia necessária para tal, tem uma parcela dela ou sabe exatamente o que precisa fazer para consegui-la. Assim, com a parte prática encaminhada, pode se dedicar com mais afinco a outros aspectos da situação.

3 – Ter Reservas Para Emergências

Não temos como prever quando uma situação de emergência vai acontecer, como, por exemplo, o carro estragar, um familiar apresentar um problema de saúde, um acidente acontecer. Para situações como essa é sempre importante estar financeiramente preparado, principalmente para evitar contrair dívidas e conseguir se concentrar nas soluções com tranquilidade, sem a preocupação de como irá arcar com os custos. E construir essa reserva é uma das principais medidas adotadas por pessoas que desenvolvem sua inteligência financeira.

4 – Poder Realizar Sonhos e Viver Experiências

O dinheiro não serve apenas para comprar bens, ele pode proporcionar experiências que tornam a vida mais significativa. Ter a oportunidade de viajar e conhecer novos lugares, fazer cursos que agreguem à carreira, poder proporcionar mais conforto aos entes queridos e mais uma série de coisas. Tudo isso dá outro valor ao dinheiro, fazendo com que deixe de ser representado por meros números e se transforme em vivências, amadurecimento e amor.

5 – Planejar-se Para Ter um Futuro Mais Tranquilo

Viver o presente em plenitude é importante, porém, é necessário tomar decisões com equilíbrio, para que seja possível também se preparar para ter um futuro tranquilo. Financeiramente falando, é interessante que se crie uma reserva para longo prazo, para que possa desfrutar da chamada melhor idade com mais conforto, cuidar da saúde, sem depender unicamente do programa de previdência oferecido pelo governo.

5 Passos Para Desenvolver Sua Inteligência Financeira e Ter uma Vida Mais Equilibrada

Existem diversas maneiras de gerenciar o seu dinheiro e ter acesso aos cinco motivos que citei anteriormente. E a melhor forma de encontrar o caminho ideal é desenvolvendo a sua inteligência financeira, para que aprenda a tomar boas decisões e, assim, alcançar os seus objetivos. Os 5 passos a seguir te ajudarão nessa missão, confira!

1 – Entenda Como as Suas Finanças Estão Atualmente

Antes de iniciar qualquer processo de mudança, é fundamental que analise como as coisas estão caminhando atualmente. Em se tratando de finanças, é necessário que considere quanto ganha, quanto gasta e com o que gasta. Com essas informações em mãos poderá definir os pontos que precisa melhorar e aqueles que já estão indo bem.

2 – Identifique as Suas Prioridades Financeiras

Se deseja usar o seu dinheiro com inteligência, é importante que saiba quais são as suas prioridades. Tem o desejo de poupar para comprar um imóvel, alcançar sua independência financeira, morar fora do país? Liste todos esses objetivos e pense neles ao tomar decisões que envolvam aspectos financeiros.

3 – Elimine Todos os Gastos Que Não Estiverem de Acordo Com Seus Objetivos

Com a sua lista de prioridades financeiras em mãos, é hora de fazer um paralelo com as informações obtidas através do primeiro passo. Se, por exemplo, deseja comprar um imóvel à vista daqui dois anos, precisará repensar os gastos que são dispensáveis, como viajar todo final de semana ou comprar roupas com frequência.  

4 – Adquira Conhecimento Sobre Finanças

Em se tratando de finanças, existe um universo de conteúdo que pode te ajudar a lidar de modo mais inteligente com o seu dinheiro. Fazer cursos, ler livros, assistir vídeos sobre o tema no YouTube, contratar os serviços de um Coach Financeiro, são exemplos de atitudes que podem agregar e muito para o desenvolvimento da sua inteligência financeira.

5 – Invista o Seu Dinheiro Com Inteligência

Independente de qual seja a sua situação financeira, é fato que ganhar dinheiro é um processo que envolve esforço, trabalho e dedicação. Então, nada mais justo do que pensar bem antes de aplicar o seu dinheiro, seja em um fundo de investimento ou adquirindo um produto. Evitar agir por impulso certamente te ajudará a tomar decisões com mais sabedoria.

Como bem disse Billy Graham, quando uma pessoa adquire a atitude correta em relação ao dinheiro, isso a ajudará a endireitar quase todas as outras áreas de sua vida. Pense nisso!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/desenvolva-sua-inteligencia-financeira-veja-5-motivos/

Desenvolvimento Profissional: 15 Dicas Para Alcançar os Seus Objetivos

Desenvolvimento Profissional: 15 Dicas Para Alcançar os Seus Objetivos

Quando você ouvir falar sobre desenvolvimento profissional, tenha em mente que este é um processo que deve ser constante e focado no progresso em âmbito pessoal e profissional. Por isso, este e tantos outros artigos que eu escrevi batem na tecla da importância de você se atualizar a todo o momento. Esse tipo de exercício é essencial para que você encontre todas as oportunidades, cave seu espaço e não perca nenhuma chance que aparecer para você. 

Se você acredita que ainda não trabalha muito bem o seu autodesenvolvimento, não fique preocupado, Muitos profissionais, com experiência de mercado ou não, podem passar por esse tipo de fase. Não há problema nisso. O problema só começa se você se considera bom o suficiente para não continuar aprendendo e evoluindo. Para te ajudar nesse processo de amadurecimento, selecionei  15 dicas que vão te ajudar a alcançar seus objetivos profissionais e a conquistar o desenvolvimento necessário para aumentar suas chances de ser mais bem- sucedido. Continue lendo e inspire-se!

15 dicas para conquistar o seu desenvolvimento profissional

Confira agora quais são as 15 recomendações que separei para que você evolua o tempo todo. Acompanhe:

  1. Estude sempre: todo profissional que deseja crescer na carreira deve investir tempo e intelecto nos estudos, buscando agregar o maior número de conhecimentos técnicos e experiências práticas ao seu repertório de atuação. Isso fará toda diferença em seu desempenho e pode te levar a atingir níveis cada vez melhores em sua profissão. Além de aprimorar o seu conhecimento técnico, é importante otimizar o seu comportamento. Conte com o coaching para abrir sua mente em relação a isso e exercitar o melhor do autoconhecimento.
  2. Tenha metas e objetivos: definir aonde você quer chegar profissionalmente é muito importante para que você sempre suas metas em mente. Mais do que isso, é preciso determinar quais são os passos para conquistar plenamente esses objetivos.
     
  3. Mantenha o foco: para conquistar promoções, chegar a postos de liderança e ter reconhecimento financeiro e profissional é essencial que você se mantenha focado em atingir resultados acima da média e que te levem além da zona de conforto.
  4. Networking em constante construção: crie e sustente bons relacionamentos interpessoais no trabalho e fora dele. Isso vale para os amigos pessoais, de estudos ou do trabalho. Esses relacionamentos interpessoais são essenciais para que você compartilhe conhecimento e experiências, além de pedir ou dar ajuda quando preciso.
  5. Comunicação assertiva: quem melhor se comunica também tem mais chances de expressar bem e de desenvolver uma carreira bem-sucedida. Ser um profissional que se expressa bem faz toda diferença em reuniões, negociações, na hora de dar feedbacks, apresentar ideias e projetos, pois sua persuasão e oratória lhe ajudam a ser ouvido e pode chamar a atenção, positivamente.
  6. Determinação a todo o momento: não basta querer, tem que “tirar a bunda da cadeira”, levantar cedo e ir trabalhar. Ser determinado é fazer sua parte, buscar progresso contínuo, ser curioso, estar atento a tudo, e ter sempre o avanço da carreira em mente.
  7. Resiliência: todos os dias nós erramos e acertamos, somos desafiados a encontrar soluções para os problemas e a superar as dificuldades comuns no ambiente de trabalho. Desenvolva sua resiliência e busque ser forte frente aos desafios e superá-los com maestria. 
  8. Inteligência emocional em qualquer tipo de cenário: muito conectado à dica acima, é essencial que você controle suas emoções e busque usá-las a favor do crescimento em sua carreira. Não se deixe levar por sentimentos negativos como raiva, inveja, tristeza. Busque ser um profissional assertivo e se guie por emoções positivas, sempre com parcimônia e coesão. Esse é outro ponto em que o coaching pode ser bem útil, pois o método ensina você a exercitar a inteligência emocional, uma forma bem assertiva de gerenciar seus sentimentos em diversos tipos de situação.
  9. Automotivação: não espere que alguém te diga que você é capaz para começar a agir. Desenvolva sua automotivação no trabalho, acredite em si mesmo e mantenha o foco nas suas metas. Você deve ser a sua maior motivação.
  10. Tenha mentores como exemplos: os mentores são profissionais referências, que motivam pelo exemplo e que podem ajudar com seus conselhos e experiências no crescimento profissional também. Por isso, busque pessoas próximas de você para te inspirar ou mesmo referências em livros, biografias de homens e mulheres extraordinários na sua carreira.
  11. Dedique-se com regularidade: os seus resultados profissionais estão diretamente relacionados ao nível de sua dedicação. Por isso, não meça formas e dê o seu melhor para crescer em sua profissão e expandir suas chances de conquistar o sucesso.
  12. Domine outras línguas: esta é uma das competências que ainda fazem grande diferença na vida dos profissionais. Saber inglês, espanhol e outros línguas abre portas e é um diferencial competitivo que agrega muito ao currículo. Invista no aprendizado e domine outros idiomas fluentemente.
  13. Aprenda a se relacionar com ética e respeito: você já deve ter ouvido que um profissional é contratado por suas competências técnicas e demitido por seus comportamentos, não é verdade? Por isso, aprenda a se relacionar positivamente com seus colegas, líderes e liderados. Seja honesto, justo, ético, respeite as pessoas, conviva com as pessoas que foge do comum e construa bons relacionamentos interpessoais.
  14. Respeite as diferenças: assim como você, todos os demais profissionais possuem crenças e valores diferentes e isto influencia diretamente em seu perfil profissional. Busque respeitar as diferentes formas de ver o mundo e também exigir quando deve ser respeitado.
  15. Aprenda a dar e receber feedbacks: a crítica construtiva, com certeza, é uma poderosa forma de crescimento, pois nos traz um retorno sobre nossas ações, comportamentos e resultados, reconhece os nossos pontos fortes e aquele onde precisamos melhorar. Encare este mecanismo de forma positiva e aprenda a dar e receber feedbacks assertivamente. Novamente, o coaching pode ajudar muito neste ponto, pois o método possui as técnicas ideais para você trabalhar o seu autoconhecimento de forma estratégica. Não espere mais, invista na formação que vai ajudar você a potencializar extraordinariamente os seus resultados profissionais e dar um up em sua carreira. 

Agora que você já tem essas 15 dicas para alcançar os seus objetivos, é hora de começar a agir. Coloque as recomendações em ´práticas e siga em frente. Aproveite para compartilhar essas ideias que leu por aqui nas suas redes sociais. 

Boa sorte, pessoa querida!

Entenda o Que é Estresse Emocional

Entenda o Que é Estresse Emocional

Você já ouviu falar em estresse emocional? Este tipo de transtorno, diferente do estresse comum, que geralmente é proveniente de fatores externos como aquelas situações de filas no trânsito, discussões ou problemas no trabalho, vêm de dentro da pessoa, ou seja, de uma insatisfação interna com sua vida que acaba se espelhando em seu estado físico, emocional e mental.

Ansiedade, grande irritação, frustração, tristeza constante, descrença, insegurança, pesar, mágoa: são alguns dos sentimentos e sensações constantes no cotidiano dos indivíduos estressados emocionalmente.  Assim, tanto no trabalho com em sua vida pessoal, o profissional não consegue estar bem e atender suas demandas e responsabilidades de forma produtiva e positiva.

Pelo contrário, tudo parece ser um grande fardo, com um peso totalmente desproporcional às energias que a pessoa tem para realizar suas tarefas, o que só aumenta sua insatisfação. Por isso, é importante estar atento não apenas ao estresse como já conhecemos, mas também ao estresse emocional, que causa inúmeros malefícios e pode levar a uma grave depressão.

Principais Sintomas do Estresse Emocional

  • Insônia e irritação frequente;
  • Queda de cabelos, perda ou aumento de peso;
  • Sensação de fraqueza, vazio e desânimo constante;
  • Afastamento social e isolamento;
  • Foco no negativo e falta de entusiasmo com tudo;
  • Insatisfação, raiva e queda na produtividade no trabalho;
  • Dificuldades de concentração e lapsos de memória;
  • Dores de cabeça e no corpo, frequentes, e sem foco físico.

Esteja Alerta e Cuide do Estresse Emocional

Além disso, existem também os sintomas físicos, debelados pelo nosso corpo e, que muitas vezes, fazem com que a pessoa sinta-se doente, mas internamente não haja realmente nenhum problema desta origem. Estou falando de diarreias, gastrites, prisões de ventre, pressão alta e dores musculares e de cabeça provenientes do desequilíbrio emocional.

Sim, quando nossa mente está adoecida nosso corpo padece. Esta é uma forma de nosso sistema chamar a atenção e dizer que algo vai mal. Por isso mesmo, não é raro ao fazer exames para descobrir as causas chegar ao diagnóstico de estresse emocional, pois externamente a pessoa não tem absolutamente nada.

Por isso, é essencial que estes sintomas sejam identificados e tratados de modo correto para que não se transforme em depressão e acaba incapacitando a pessoa em diversos sentidos. Ter um acompanhamento especializado vai ajudar muito entender as origens e tratar, da forma certa, o problema.

Quero ressaltar ainda que o estresse emocional não é frescura, preguiça ou moleza como muitas pessoas erroneamente podem crer. Não, é um sinal de que o indivíduo está sofrendo muito e precisa de ajuda para conseguir vencer e superar suas dificuldades emocionais.

Muitos de nós sofremos muitos traumas, perdas e problemas sérios ao longo da vida e que nos causam grandes estragos emocionais e psicológicos. Ás vezes, nós não lidamos com as situações do modo certo e, isso, vai virando uma bola de neve em nossa mente e coração; adoecendo nossos sentimentos, nos enfraquecendo, deixando tristes, estressando e nossa vida sem sentido.

11 Maneiras de Curar o Estresse Emocional

1 – Preencha sua vida com atividades divertidas

Você gosta de praticar algum esporte como tênis, voley, natação ou mesmo uma caminhada? Procure incorporar pelo menos uma dessas atividades em sua vida diária. Assim você vai manter sua mente e corpo ocupados com atividades que farão bem à você, tirando do foco as preocupações do dia a dia. 

2 – Fale sobre seus sentimentos

Muitas pessoas não gostam de expressar sentimentos. Acham que isso as enfraquece ainda mais e ainda pode demonstrar fraqueza. Pense na possibilidade de falar dos seus sentimentos e fazer de você uma pessoa mais forte. Pedir ajuda nesse momento pode lhe fazer bem. Não se sinta mal por levar alguma emoção negativa para outra pessoa. Isso é uma troca, hoje é você, amanhã poderá ser seu amigo. 

3 – Não lute contra seus sentimentos 

Já ouviu um ditado que diz sobre: “Não resistir para não persistir?” Ele se aplica aqui. Tente não lutar contra seus sentimentos a todo tempo. Abrace suas emoções e comece a aprender a conviver com elas. Se você está vivenciando essas emoções estressantes, você é parte da causa delas. Então aprenda a lidar com o que você ajudou a criar. Depois de aceitar que você desempenhou um papel na criação do estresse, você pode, conscientemente, trabalhar esse estresse para estabelecer melhores resultados

4 – Faça meditações

A meditação é uma ferramenta poderosa para várias situações na vida da pessoa, inclusive fugir de situações estressantes do dia a dia. Meditar relaxa e acaba proporcionando você a passar um tempo em sua própria companhia, em recuperação e relaxamento. Separe um tempo, todos os dias, de manhã é um excelente horário, para sua meditação. A meditação ajuda no raciocínio porque religa o cérebro e o deixa em estado de profunda tranquilidade. 

5 – Contemple a natureza

Quanto mais tempo você passar contemplando a natureza, que é gratuita, mais você poderá aproveitar toda a beleza natural do universo. Aprecie tudo a sua volta, flores, vegetação, árvores e seja grato por ter recebido isso da natureza. Caminhe um pouco sob o sol, respire profundamente. Passe uma tarde sentada do lado de fora vendo o dia se desdobrar diante de você; faça isso com frequência. Sua alma agradecerá. 

6 – Faça algo que te dê prazer

Tire férias, vá passear em algum lugar que sonha tanto. Coma o seu bolo favorito sem se preocupar com dietas. Faça coisas para você se sentir bem. Uma massagem, uma caminhada, ao cinema, assistir filme e comer pipoca. Você merece, principalmente por ter passado por experiências estressantes. Se dê de presente um pouco de atenção e amor. 

7 – Recomece

Se você sente que sofreu tanta dor e que não aguenta mais passar por tudo isso novamente. Comece tudo novamente. Isso pode significar mudar para uma nova cidade, conseguir um novo emprego, sair de um relacionamento tóxico ou apenas se reinventar. Você não pode criar seu futuro se ficar preso no passado, então deixe isso para trás e lembre-se de que a cada novo nascer do sol você pode se tornar quem e o que você deseja.

8 – Pratique exercícios regularmente

O estresse emocional indica apenas que você direciona sua energia de uma maneira que não lhe é mais útil. Redirecione essa energia para algo mais benéfico, como o exercício. Os cientistas descobriram que o exercício físico pode ser um dos melhores desestressante natural do mundo, por isso certifique-se de suar pelo menos trinta minutos por dia durante cinco dias por semana. Além disso, faça atividades que você goste – faça exercícios parecer uma atividade divertida e gratificante, para não procrastinar. 

9 – Descubra a fonte do estresse e elimine

Passe algum tempo sozinho avaliando sua vida e pensando sobre o que você pode mudar para mover algumas das maiores fontes de estresse. Talvez seja necessário fazer algumas mudanças significativas em sua rotina diária ou repensar nos seus relacionamentos. Isso pode parecer desconfortável e doloroso, mas você precisa fazer o que for necessário para encontrar sua paz de espírito. Deixar de lado os principais indutores de estresse permitirá que você se concentre em criar uma vida mais feliz para si mesmo.

10 – Perdoe a si mesmo e aos outros.

As vezes somos insuportáveis por nós mesmos. Esperamos a perfeição e não entendemos porque precisamos de tanto tempo para nos curar do passado. No entanto, você precisa permitir-se passar pelas emoções necessárias e fases de cura antes de seguir em frente. Além disso, perdoe os outros que lhe causaram dor. Você tem que perceber que a dor deles se tornou grande demais para eles, então eles tiveram que descontar em outras pessoas. Ame o outro e ame-se! 

11 – Tenha a certeza que “tudo passa!” 

Sem sofrimento, não saberíamos o que é a felicidade. Sem dor, não conheceríamos prazer. Provavelmente, você sentiu todas essas emoções em sua vida e talvez tivesse percebido que elas não durariam para sempre. Você pode e vai passar por isso, mas deixe as coisas seguirem seu curso natural. Verá que a tempestade passará mais rápido que você imagina. 

Se você se sente assim ou conhece alguém com estes sintomas, esteja alerta e busque auxilio especializado. Existem diversos profissionais que podem ajudar a tratar os sintomas e o problema e ajudar o indivíduo a libertar-se das dores e dilemas que trazem este estresse emocional. Fique atento, cuide-se e tenha uma vida melhor em todos os sentidos. Faça isso, você merece!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/entenda-o-que-e-estresse-emocional/

Tipos de carreira

Tipos de carreira

Derivada do latim via carraria, a palavra carreira significa curso, trajetória; profissão ou percurso profissional; esfera de atividade pessoal. Inicialmente esta palavra designava “estrada para carros”, foi só a partir do século XIX que esta palavra passou a significar o caminho da vida profissional de uma determinada pessoa.

Conheça treze diferentes tipos de carreira presentes no mercado e as características de cada uma delas:

1. Carreira burocrática

Este tipo de carreira é marcada pela divisão do trabalho, hierarquias bem definidas, códigos e regulamentos bem delimitados e, principalmente, centralização do poder.

Na carreira burocrática o crescimento de um profissional se dá apenas pela promoção e mudança de cargo dentro de um sistema hierárquico que favorece a melhoria de benefícios e, consequentemente, de salários também. Exemplo disso são as empresas que oferecem vínculo empregatício entre chefes e seus subordinados.

2. Carreira profissional

Esta modalidade de carreira é caracterizada por todos os conhecimentos específicos destinados a área de atuação escolhida, além de toda a experiência adquirida e praticada ao longo da trajetória profissional de uma pessoa.

Isso inclui graduações, especializações, cursos, formações, rotinas de trabalho, reconhecimentos e promoções conquistadas, projetos concluídos, entre outras coisas.

Na carreira profissional o crescimento do trabalhador se dá pelo acúmulo de conhecimento e bagagem adquirida ao logo do tempo.

3. Carreira Empreendedora

Este modelo de carreira é fundamentado na capacidade de criação e inovação de produtos e serviços. O profissional que segue a carreira empreendedora é aquele que enxerga possibilidades e oportunidades de negócios onde muitos não vêem. Ele planeja, sonha e executa.

O SEBRAE, serviço brasileiro de apoio às micro e pequenas empresas, estabelece algumas características fundamentais para qualquer profissional que busca seguir a carreira de empreendedor, entre elas a criatividade, liderança, perseverança, flexibilidade, força de vontade, automotivação, organização e, principalmente, senso crítico.

Existem diversos empreendedores por todo mundo que conquistaram prestígio e sucesso a partir de grandes e inovadoras ideias, entre eles Mark Zuckerberg, fundador da maior rede social dos últimos tempos, o Facebook.

4. Carreira sociopolítica

A carreira sociopolítica é marcada pelas competências sociais e pelas relações que um profissional possui, ou seja, graças a seus conhecimentos e habilidades, interações sociais e um nível social bem estruturado é que ele conquista uma carreira de sucesso e reconhecimento profissional.

Este tipo de carreira está presente em organizações familiares, comunitárias ou do terceiro setor.

5. Carreira especialista

O foco dessa modalidade é tornar-se mais especializado, de tal forma que suas habilidades são cada vez mais raras e voltadas para um trabalho específico. As pessoas geralmente se especializam em habilidades que estão em alta demanda ou que elas acham interessantes. Por exemplo, um engenheiro civil pode querer se tornar um especialista em segurança do trabalho se esse tipo de conjunto de habilidades estiver em alta demanda. Habilidades especializadas podem aumentar seu valor no mercado de trabalho. Fique atento a isso!

6. Carreira conhecimento proprietário

Conhecimento proprietário é uma informação útil para uma organização, produto ou serviço. Por exemplo, aprender um produto de software com base na tecnologia de um fornecedor em vez de aprender uma linguagem de programação usada por milhares de produtos e organizações. O conhecimento proprietário também inclui os processos, políticas, procedimentos e sistemas que são exclusivos de uma organização. O conhecimento patenteado pode melhorar a segurança do emprego, pois uma organização precisa de pessoas que entendam seu funcionamento interno. 

7. Carreira generalista

Desenvolver uma sólida compreensão dos primeiros princípios em várias áreas, de modo que você possa trabalhar com muitas pessoas e entender seus negócios ou profissão. Isso pode torná-lo altamente comercializável, pois muitas funções exigem o trabalho com diversas partes interessadas. Generalistas podem se encaixar em uma ampla gama de funções e facilmente mudar de emprego. Por exemplo, um analista de negócios pode entender as noções básicas de marketing, operações e tecnologia da informação, de modo que possam trabalhar com partes interessadas de muitas unidades de negócios para produzir resultados como requisitos. Os generalistas tendem a ser bons gerentes executivos.

8. Carreira de gestão

Assumir a responsabilidade pelos recursos e / ou o desempenho das equipes. Os gerentes podem ser responsáveis ​​por estratégia, planejamento, orçamentos, processos, sistemas, controles, funções de negócios, projetos, gerenciamento de desempenho e gerenciamento de partes interessadas. A gestão é uma carreira comum na maioria das profissões

9. Carreira liderança

Influenciando as pessoas para que elas se movam na mesma direção. Isso está associado ao gerenciamento, mas também pode se estender a especialistas em uma indústria, profissão ou campo que são respeitados e buscam orientação.

10. Carreira gestão executiva

A gerência executiva inclui o CEO que é responsável pelo desempenho de uma empresa e pela liderança de funções organizacionais, como finanças, marketing ou tecnologia da informação. Estes são papéis de alto perfil que são frequentemente políticos e de alta pressão. Em muitas organizações, a remuneração é uma ordem de grandeza mais alta no nível executivo. Como tal, a competição por esses papéis é alta e normalmente requer status social, relacionamentos extensos, resiliência pessoal, habilidades de liderança razoáveis ​​e conhecimento do setor. Em grandes empresas, muitos funcionários tentam alcançar o nível executivo sem atingir esse objetivo. Em alguns casos, um gerente sênior de uma grande empresa pode fazer a transição para uma posição executiva em uma firma bem menor para obter experiência executiva.

11. Carreira governança

Funções de governança, como um Conselho de Administração, geralmente oferecem alta remuneração com comprometimento mínimo de tempo. Essas funções geralmente exigem um alto perfil em um setor, relacionamentos e status social.

12. Carreira criativa

Papéis que envolvem criatividade de tal forma que há uma grande diferença de valor de um produto de trabalho para outro. Os papéis criativos tendem a ser competitivos, pois são vistos como pessoalmente satisfatórios. Em alguns casos, os caminhos de carreiras criativas estão associados a salários baixos devido ao nível de competição envolvido. No entanto, como há uma diferença significativa na qualidade entre um profissional para outro, alguns profissionais criativos realmente ganham rendas extraordinariamente altas.

13. Carreira de pesquisa

A pesquisa inclui qualquer papel focado na investigação, análise, experimentação e descoberta. Isso é visto como pessoalmente gratificante e pode ser competitivo. Por exemplo, uma empresa de tecnologia da informação pode fazer pesquisas em inteligência artificial para produzir algoritmos, modelos e técnicas. Tais papéis normalmente exigem status de especialista em um domínio e uma educação avançada.

Este artigo foi interessante para você? Então lembre-se de curtir e compartilhar o conhecimento.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/tipos-de-carreira/

A Ética e sua Influência em Nossa Vida

A Ética e sua Influência em Nossa Vida

Em todos os lugares e ocasiões, a ética precisa estar presente. Embora se fale muito da ética no campo profissional, ela também se faz necessária no campo pessoal. Na nossa relação com os amigos e familiares, a ética é importante para que tenhamos relações mais transparentes e sólidas. Mas afinal, o que é ética? Para saber mais, continue a leitura!

O que é ética?

Ética vem do grego, da palavra “ethos”, que significa “modo de ser”. Portanto, a ética está ligada às práticas sociais, ao modo como vivemos nessa sociedade e ao nosso comportamento. Sendo assim, o conceito de ética pode ser sintetizado como a ciência que estuda os valores e princípios morais de uma sociedade e seus grupos.

A ética está intimamente ligada às relações sociais. Um dos locais em que nossas relações são mais intensas e frequentes é no campo profissional. Por isso, a ética é algo bastante discutido no âmbito profissional. Não por acaso, todas as profissões possuem códigos de ética. No setor de Coaching também existe um código de ética. Embora não seja uma profissão regulamentada – com registro na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) e conselho regulamentador da classe – ser coach é uma atuação profissional com identidade própria, logo, também tem uma ética, um propósito de ser e existir.

Nas formações que ministro no Instituto Brasileiro de Coaching, a postura ética do coach é ensinada aos alunos. Afinal, o compromisso com a transparência não deve partir de um órgão regulamentador e sim, de quem trabalha e entende as nuances do processo de Coaching.

A Ética Deve Estar em Tudo

O que parece complexo quando tratamos de ética é que, ao mesmo tempo em que ela diz respeito à sociedade, ela também está vinculada a particularidades, a grupos e instituições. Se temos uma ética na sociedade brasileira, temos também a ética nos diversos segmentos: os vendedores, os médicos, os professores, os publicitários, os coaches e todos os demais profissionais

Dentro desse mapa social paulatinamente se formam códigos de ética – alguns bastante específicos – que é importante ser conhecido por todos para que possamos conseguir viver bem em sociedade, pois eles determinam se nossos comportamentos são bons ou não.

A ética materializa-se pela moral, em regras, em normas de conduta, de pensamento e de atuação humana que vão construindo conceitos do que é bom ou mau. É a partir da ética que também se criam conceitos do que é bonito ou feio, do que é correto ou incorreto, justo ou injusto, aceitável ou inaceitável. E é claro que esses conceitos são absolutamente maleáveis e se modificam de cultura para cultura ou, dentro de uma mesma cultura, de grupos para grupos.

Ética e moral são a mesma coisa?

Ética e moral são conceitos diferentes, mas são indissociáveis para o estudo das sociedades. A ética se coloca como uma situação mais reflexiva, interna, enquanto que a moral se apresenta como um guia de como deveríamos viver e agir, eminentemente, na prática. Ocorre que “ser ético”, seguir os preceitos sociais e agir racionalmente pelo que foi convencionado socialmente como sendo correto, bom, justo e aceitável, nos dá uma chancela, uma marca que é uma espécie de “etiqueta de aprovação”. Tornamo-nos bem quistos junto às pessoas porque seguir regras ainda é uma condição valorizada pela sociedade.

É evidente que às vezes esses códigos morais e éticos não são suficientemente claros nos obrigando a seguir uma “ética interna”, princípios internalizados por nossa criação. Essa ética interna diz respeito aos nossos valores e quanto melhores eles forem, melhores também serão os nossos hábitos, pensamentos, comportamentos e ações. É importante dizer também que a ética passa por transformações ao longo dos anos. Por ser algo ligado a comportamentos e relações sociais, a ética também passa por mudanças a medida em que os comportamentos e relações sociais se transformam também.

Exemplos de Moral na Sociedade

Uma moral pode ser para toda a sociedade ou crenças de um indivíduo. São as regras que governam quais ações estão certas e quais estão erradas. Pode se obter através de história ou experiência. Aqui estão alguns exemplos de moral na sociedade:

  • Não falar de outras pessoas em tom de fofoca. Respeite as pessoas, diante delas e principalmente na ausência. Respeite seu modo de pensar. Cada um tem sua maneira de ser, pensar e agir.

  • Diga sempre a verdade. Seja sincero com as pessoas. Isso demonstra interesse por elas e pelo que elas fazem.

  • Não vandalize a propriedade.

  • Tenha coragem. Ser corajoso é uma característica de pessoas firmes e fortes e que acreditam em si mesmas.

  • Mantenha suas promessas. Você será respeitado por isso

  • Não trapaceie. Seja o mais honesto possível.

  • Trate os outros como você quer ser tratado.

  • Seja confiável. Transmita sempre confiança para adquirir o mesmo sentimento de outras pessoas.

  • Não julgue. O primeiro princípio para não ser julgado

  • Respeite os outros. Respeitar as pessoas é uma ótima maneira para se obter respeito e fazer com que as pessoas te valorizem mais.

  • Seja perdoador. Aprender o verdadeiro sentimento de perdão fará com que você promova também o sentimento de empatia – se colocar no lugar do outro.

  • Mantenha seu auto controle. Para isso é importante também que se conheça, trabalhe o autoconhecimento.

  • Ter integridade e dar bons exemplos.

  • Seja responsável e assuma sempre aquilo que você diz.

  • Tenha paciência, seja ponderado e espere o momento certo para falar, ouça mais.

  • Seja leal. Cultive amizades genuínas.

  • Tenha respeito por si mesmo. Quem se respeita consegue se colocar no lugar do outro e respeitar o próximo.

  • Seja tolerante com as diferenças. O mundo é cheio de adversidades. Aprenda com isso e respeite a maneira de ser e de viver de cada um.

  • Busque justiça e tenha humildade e sirva a humanidade.

  • Seja generoso. A generosidade é uma características de poucas pessoas, porém faz um bem para quem o é. Distribua amor. Tudo que você joga para o universo, ele te devolve da mesma forma. Quem semeia generosidade, colhe o bem. 

Exemplos de Código de Ética para Executivos de Negócios

Pode-se definir como código de ética um conjunto de princípios e regras usados ​​por empresas, organizações profissionais e indivíduos para governar sua tomada de decisão na escolha entre o certo e o errado. Dependendo do contexto em que o código de ética for inserido, as penas e sansões podem resultar de uma violação.

Códigos de ética são geralmente usados ​​no contexto profissional e de negócios para assegurar ao público que as corporações e membros de profissões regulamentadas estão agindo de maneira social e profissionalmente aceitável. 

Conheça alguns exemplos de códigos de ética para Executivos de Negócios:

1. HONESTIDADE – Honestidade e clareza em suas negociações não enganando clientes com transações que deturpam, inverdades, omissões de algo importante e decisório para o negócio. 

2. INTEGRIDADE – Os executivos éticos devem demonstrar integridade pessoal e sendo correto, mesmo diante de uma possibilidade de não ser correto. São íntegros e honram com suas promessas. Seu princípio não é a hipocrisia.  Luta pelo que acredita.

3. MANTÉM DE PROMESSA E CONFIANÇA. – São confiáveis, sinceros e rápido com as informações importantes. Não criam justificativas para fugir dos compromissos. 

4. FIDELIDADE – Os executivos éticos são dignos de confiança, demonstram fidelidade e lealdade às pessoas, clientes. Não usam de informações confidenciais para vantagem própria. São leais à empresa que presta seus serviços

5. SE PREOCUPA COM O OUTRO – Um executivo ético é carinhoso, compassivo e gentil. Foca no positivo. 

Agora, me conte: o que é ser ético para você, querida pessoa? Você se considera uma pessoa ética em suas relações? Aproveite e conte para gente a sua experiência com a ética. Espero que este artigo contribua de maneira significativa com a sua vida e também com a sua carreira profissional. Se você acredita que este artigo poderá ajudar outras pessoas, curta e compartilhe em suas redes sociais.

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/etica-e-sua-influencia-em-nossa-vida/

BAIXAR O PDF
close-link