Como você lida com a frustração?

Como você lida com a frustração?

A frustração é um sentimento que ninguém deseja sentir, pois envolve ser impedido de atingir a satisfação, que é o que todo ser humano deseja. Quando uma pessoa vai a uma entrevista de emprego, por exemplo, espera ser selecionada, se o resultado não sai como o esperado, se sente frustrada porque o seu desejo não se concretizou. Isso acontece com frequência na vida de todos, já que não é sempre que nossas vontades são atendidas, por essa razão é importante aprender a lidar com a frustração, para evitar que ela se torne motivo para desânimo e desistência.

Entenda o que é frustração

Como disse anteriormente, a frustração é uma emoção que ocorre em situações em que uma pessoa é impedida de alcançar algo que deseja, o que pode ser desde preparar uma receita na cozinha quanto ser aprovado em um processo seletivo para uma vaga de emprego. A diferença entre os tipos de situação é a intensidade com a qual a frustração se manifesta, normalmente, quanto mais importante é o objetivo, maior ela é.

É importante dizer que a frustração não é necessariamente ruim, ela pode funcionar como um indicador de problemas e, através do incômodo que causa, motivar a mudança. No entanto, é importante tomar cuidado para que não se transforme em um ciclo vicioso de raiva, estresse e ressentimentos, porque isso faz com que o indivíduo se afunde cada vez nesse sentimento, abrindo mão de seus objetivos por se julgar incapaz.

Basicamente, a frustração acontece quando suas ações não trazem o resultado esperado, o que pode ser motivado tanto por fontes externas quanto internas. As fontes externas são as circunstâncias da vida, transformações inesperadas, perdas, entre outras. Já as fontes internas são fruto de autocobrança excessiva, falta de confiança em si mesmo ou ter dois ou mais objetivos que são conflitantes.

7 Dicas para lidar com a frustração positivamente

Não temos como eliminar a frustração das nossas vidas, até porque se trata de um sentimento fundamental para o nosso desenvolvimento, entretanto, é importante aprender a lidar positivamente com ela, para que se transforme em autoconhecimento e motivação, não em desânimo e desistência. Veja, a seguir, algumas dicas poderosas que poderão te ajudar nisso.

1 – Descubra a fonte da sua frustração

Em primeiro lugar, encontre a fonte da sua frustração, por mais que pareça claro, reflita a respeito, assim, poderá identificar detalhes que poderiam ser ignorados. Quanto mais entender o que está acontecendo, mais clareza terá para saber como agir. Se apenas se deixar levar pelo sentimento, sem se questionar, perderá a oportunidade de aprender as lições envolvidas e deixará de encontrar soluções que sejam verdadeiramente eficazes.

2 – Faça algo agradável

Quando estiver se sentindo frustrado por algo que aconteceu, tire um momento para si, para relaxar e pensar em outras coisas. Se distrair é uma ótima escolha para acalmar os ânimos e, em seguida, conseguir pensar em como solucionar o problema em questão sem o peso gerado pelas emoções. Caso tenha algum hobby, recorra a ele, se não tiver, encontre alguma atividade que te ajude a mudar o foco e relaxar.VOCÊ É FELIZ?

3 – Mantenha um registro com suas realizações

Adote o hábito de registrar todas as suas realizações diárias, assim, terá o controle do que fez ao longo da semana, do mês e do ano, o que é ótimo para deixar de olhar apenas para os problemas e saber valorizar suas conquistas. Essa é uma estratégia simples e eficaz para driblar a tendência natural da mente de dar maior ênfase para as falhas e fortalecer sua autoconfiança.

4 – Identifique seu estado desejado

Para alcançar um objetivo, é preciso saber exatamente o que deseja, desse modo, procure refletir sobre o seu estado desejado, deixando de lado as pressões externas para focar apenas na sua essência. Com essas respostas em mãos, ficará mais simples se planejar para definir novas estratégias e tentar novamente. O importante é sempre seguir em frente e não desistir enquanto aquele objetivo ainda fizer sentido para você.

5 – Aprenda a se adaptar às mudanças

Essa dica é específica para a frustração gerada por fontes externas, que são aquelas que não podemos mudar. Então, se não é possível mudar a situação, mude você e suas atitudes. A adaptação é uma habilidade das pessoas inteligentes e maduras que sabem que reclamar não irá levá-las a lugar algum. Quanto mais flexível você for, mais longe irá conseguir chegar em tudo o que desejar.

6 – Acredite no seu potencial

Por mais que o resultado obtido não seja o que esperava, acredite no seu potencial. Lembre-se que todo ser humano está sujeito a falhar, assim como as circunstâncias podem atrapalhar os planos de qualquer pessoa. Evite se colocar como uma vítima da situação, assuma a sua responsabilidade, busque aprender com o ocorrido para colocar as lições em prática na próxima tentativa, isso vai fazer toda a diferença.

7 – Busque outras formas de chegar ao resultado desejado

Se o seu planejamento não trouxe o resultado que esperava, altere-o, assim como um comandante altera a rota do navio quando percebe que é necessário. Como bem disse o grande gênio Albert Einstein, loucura é fazer sempre as mesmas coisas e esperar obter resultados diferentes. Portanto, se algo deu errado, veja no que falhou, obtenha outras perspectivas, reinvente-se, assim poderá encontrar alternativas que resultem no que espera.

Desapegue da perfeição na primeira tentativa, se dedique, dê o seu melhor, mas evite esperar as condições perfeitas, apenas faça. Se der errado e a frustração vier, respire fundo e lembre-se de que você pode fazer qualquer coisa depois de praticar por diversas vezes. Acertar na primeira, além de ser raro, te impede de evoluir e aperfeiçoar suas habilidades para obter um resultado ainda melhor.

Jamais permita que a frustração seja motivo para que desista, desafie a si e as circunstâncias, ouse fazer diferente, experimentar, falhar, aprender, evoluir. Assim, irá trilhar um caminho fantástico de evolução que te levará ao topo.

Aproveite para deixar seu comentário abaixo a respeito do assunto e compartilhar o artigo em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-voce-lida-com-a-frustracao/

O que é viver seguindo um propósito?

O que é viver seguindo um propósito?

Propósito, uma palavra que tem sido bastante falada atualmente. Você sabe o que realmente isso significa? Basicamente, propósito é o objetivo de vida de uma pessoa, aquilo que a motiva a acordar todas as manhãs. Tornar-se consciente em relação ao seu, permitirá que viva com mais direcionamento, canalizando suas energias para aquilo que faz sentido dentro do seu entendimento como indivíduo. Continue a leitura para entender melhor o conceito e a sua importância.

O que é propósito?

Cada ser humano tem um propósito, o motivo pelo qual veio ao mundo. O meu propósito é ajudar as pessoas a alcançarem seu potencial máximo através de meus cursos e treinamentos e, assim, contribuir para um mundo melhor. É como se cada indivíduo com o qual compartilho meu conhecimento se tornasse uma semente que irá levar o aprendizado adiante. Isso me move e me motiva a evoluir a cada dia mais, dando sentido à minha existência.

Existem pessoas que têm como propósito levar alegria para as outras, fazer a diferença no mundo através de um empreendimento, de seus estudos e pesquisas, sendo um exemplo de solidariedade, ajudando animais de rua, são muitas as possibilidades. O bonito da vida é exatamente isso, cada indivíduo contribuir oferecendo o seu melhor, assim, juntos, nos tornamos uma corrente poderosa.

A busca por um propósito pode estar ou não ligada a uma crença religiosa. Para indivíduos espiritualizados, o conceito está relacionado a um chamado de um ser superior. Para aqueles que não possuem nenhuma crença, o propósito está ligado à busca pela evolução pessoal e ao desejo de fazer a diferença no mundo, construir um legado e ser lembrado por algo positivo.

Propósito é o objetivo de vida de uma pessoa, aquilo que a motiva a acordar todas as manhãs.

Motivos para viver seguindo um propósito

Uma pessoa que decide viver seguindo um propósito tem muitos benefícios, veja a seguir quais são eles e entenda por que deve encontrar o seu.

1 – Ter uma motivação para se dedicar a algo

Motivação é o motivo que leva à ação, uma pessoa motivada se sente muito mais engajada para ir em busca de seus objetivos. Experimente em um dia definir pela manhã quais serão os seus objetivos e, em outro, apenas realizar tarefas sem qualquer planejamento. Então, veja em qual situação sentirá mais satisfação quando o fim da tarde chegar, o que certamente irá acontecer no dia em que definiu metas e sabia pelo que estava trabalhando.

2 – Saber quais são as suas prioridades

A partir do momento em que se torna consciente sobre qual é o seu propósito, começa a identificar com mais clareza as suas prioridades, facilitando a tomada de decisão. Como diz o ditado, quando você não sabe para onde está indo, irá se contentar com qualquer destino. Saber onde deseja chegar é empoderador porque te coloca na posição de comandante do navio, possibilitando que diferencie o que está ou não de acordo com o seu propósito.VOCÊ É FELIZ?

3 – Fortalecer o senso de utilidade

Sentir-se útil é fundamental para ser feliz, isso dá sentido à sua existência. Ao descobrir qual é o seu propósito, irá se dedicar a ele, transformando-o na sua missão. Uma pessoa que tem como propósito a preservação da natureza, por exemplo, se sentirá útil ao fazer parte daquela causa e trabalhar por ela.

4 – Viver com direção e significado

O propósito é como uma bússola que mostra para qual direção um indivíduo deve seguir. Isso faz com que ações do cotidiano, como acordar e ir para o trabalho, tenham um novo sentido. Existe uma história muito tocante que fala sobre isso: uma pessoa passou por uma construção e perguntou aos trabalhadores o que estavam fazendo, o primeiro disse que estava peneirando areia para fazer a massa, já o segundo imediatamente respondeu orgulhoso que estava construindo uma catedral.

Percebe o quanto o pensamento em relação ao que se faz é transformador? Em vez de simplesmente responder o que estava fazendo, como seu colega, ele olhou além, no motivo pelo qual estava se dedicando, a construção de uma catedral, possivelmente por ser uma pessoa de fé, que via ali mais do que uma construção e sim um templo.

5 – Alcançar o sucesso e a realização pessoal

Toda a clareza e a motivação que acompanham a vida com propósito são combustíveis para que uma pessoa alcance o sucesso e a realização pessoal, já que ela irá se dedicar com muito mais afinco do que faria sem esse direcionamento. Vale lembrar que o conceito de sucesso é subjetivo, cabe a cada indivíduo definir o que, para ele, significa ser bem-sucedido e buscar isso através de suas ações.

5 Dicas para viver seguindo seu propósito

Depois de entender o que significa viver com um propósito e o quanto isso é empoderador, confira cinco dicas para descobrir qual é o seu.

1 – Descubra o que te motiva: reflita sobre o que te motiva, suas paixões, o que faz os seus olhos brilharem. Vale dizer que não precisa, necessariamente, ser algo ligado à sua carreira profissional, você pode levar seu propósito como um projeto pessoal.

2 – Busque se conhecer: o autoconhecimento é a chave para o crescimento e a evolução. Busque se conhecer cada vez mais, se conectar consigo mesmo, ouvir a sua própria consciência. Isso irá te proporcionar uma visão ampla de quem você é, permitindo que tome decisões com mais assertividade.

3 – Estabeleça suas prioridades: ao descobrir qual é o seu propósito, identifique quais são as ações que te aproximarão dele. Assim, saberá identificar com mais clareza aquilo que não agrega para se desviar.

4 – Seja grato: agradecer é um gesto altamente empoderador, pois faz com que amplie a visão sobre as coisas boas que lhe cercam, o que te ajudará a manter a motivado a continuar se dedicando à sua missão.

5 – Viva o momento presente: para que suas ações contribuam com seus objetivos, precisa se concentrar no presente, despegando-se do que passou ou do que virá. Afinal de contas, é no agora que as coisas acontecem e as suas ações surtirão efeito.

Sêneca disse que quando um homem não sabe para que porto está movendo o seu barco, nenhum vento é o vento certo. Por isso, saiba para onde está indo, dê um motivo para a sua ação, então, cada pequeno gesto terá um grande significado.

Se este artigo te ajudou de alguma maneira, passe-o adiante, compartilhando em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-e-viver-seguindo-um-proposito/

Como trabalhar em casa

Como trabalhar em casa

Trabalhar no conforto de casa, definindo seus próprios horários e rendimentos, é o sonho de muita gente. Fugir do estresse do trânsito, não ter que lidar com as pressões do dia a dia de uma organização, evitar conflitos no ambiente corporativo, entre diversos outros benefícios, é um sonho bastante tentador para muitos profissionais.

O modelo de trabalho home office, porém, não é essa maravilha todo que grande parte das pessoas imagina. Isso porque, muitas vezes, o profissional se deixa levar pelo conforto do lar e acaba se perdendo nas tarefas profissionais. A verdade é que, dependendo da situação, trabalhar em casa exige muita mais responsabilidade, compromisso e, principalmente, disciplina, do que aquele trabalho que é desenvolvido dentro da empresa. 

Por saber que, de uma hora para outra, esta se tornou a realidade de muitas pessoas nesses últimos meses, no artigo de hoje vou me dedicar a falar um pouco mais sobre o home office, para que você consiga equilibrar desempenho e produtividade, sem esquecer, é claro, da sua saúde mental. 

Convido você a me acompanhar e conferir!

O que é home office?

trabalho home office é aquele em que um profissional presta serviços para determinada empresa de maneira remota. Trata-se de uma modalidade em que organizações e indivíduos têm a oportunidade de se conectarem à distância, realizando, independentemente disso, um bom trabalho em conjunto.

Por mais que se trate de um termo vindo da língua inglesa, em que a tradução literal significa escritório em casa, o trabalho do home officer não fica limitado apenas a este ambiente, ou seja, ele pode executar suas atividades em outros locais, como um coworking, uma cafeteria, parques, hotéis, aeroportos, e diversos outros ambientes alternativos, para onde ele possa levar o seu notebook e smartphone, e possa contar também com uma boa conexão de internet. 

São diversas as profissões que podem aderir a este regime de trabalho, porém as que mais se destacam são as que fazem parte das áreas de marketing, publicidade, design, jornalismo, programação, audiovisual, e muitas outras. 

Tipos de home office

Antes de seguir adiante com o texto é importante falar sobre os tipos de home office existentes:

  • Totalmente remoto: é aquele em que o profissional não tem a obrigatoriedade de comparecer à sede da empresa para a qual presta serviço, ou seja, o trabalho e o contato com a organização ocorrem de maneira 100% remota;
  • Híbrido: esta é uma categoria que se configura a partir das opções de realização do trabalho de forma tanto remota, quanto dentro do escritório da empresa em determinados momentos e situações.

Como trabalhar em casa com eficiência?

O trabalho remoto, como eu disse, de uma hora para outra se tornou realidade na vida de muitas pessoas e empresas, principalmente nestes dois últimos meses. Tudo isso em decorrência da situação que o mundo enfrenta atualmente, com relação à pandemia de COVID-19

Neste sentido, para aqueles que estão se vendo diante deste novo desafio, não só em suas vidas profissionais, mas também pessoais, é importante saber que alguns fatores são essenciais para que se realize um bom trabalho a partir de casa. 

A seguir, vou falar sobre cada um deles, mostrando o que é necessário para que se trabalhe em casa com eficiência, prezando sempre pela produtividade, sem deixar de lado a saúde mental. Continue comigo nesta leitura e confira:

Ambiente

O primeiro ponto sobre o qual vou tratar aqui com você é com relação ao ambiente escolhido para desempenhar suas atividades. O ideal é que você pense em um cômodo que te ofereça uma boa ergonomia, em uma disposição de móveis adequada, bem como na escolha de uma cadeira que seja confortável, para que assim você não sofra com problemas de saúde no futuro. 

Distrações

Na hora da escolha do ambiente é importante levar em consideração a questão das distrações. Estas precisam ser evitadas ao máximo, para que, dessa maneira, o seu trabalho não seja prejudicado. 

Assim, é importante que, além de eliminar tudo o que possa te distrair, você também deixe claro a seus familiares, que você está em casa trabalhando, ou seja, não pode ser interrompido e não está disponível para realizar nenhuma outra atividade que não seja pertinente ao seu trabalho. 

Lembre-se também de não se deixar interromper por seus pets. Procure sempre deixá-los abastecidos com alimento e água, e brincar com eles na hora do seu intervalo e/ou no final do expediente. 

Silêncio 

Outra forma importante de realizar um bom trabalho a partir de casa é escolher um local que seja livre de muitos ruídos, uma vez que isso vai contribuir para a concentração e consequentemente para a produtividade, de uma forma geral. VOCÊ É FELIZ?

Assim, para que você mantenha-se focado por um período significativo é importante que o local seja mais silencioso e não sofra tanta interferência do barulho da televisão, dos seus familiares conversando, dos carros na rua, de crianças brincando e por aí vai.

Internet

Falei algumas vezes, mas é sempre bom enfatizar sobre a necessidade de se ter uma internet rápida, de qualidade e estável. Assim, é importante que você tenha acesso a um pacote que te ofereça uma boa velocidade, tanto para a realização de downloads, quanto de uploads. 

Claro, que tudo vai depender da atividade que você desempenha e das demandas que precisa atender, mas algo entre 10 e 1 MB, já podem ser suficientes para te ajudar neste processo. 

Planejamento

Com esta mudança de rotina, é importante que você invista em um bom planejamento diário de atividades, para que, dessa maneira o seu dia de trabalho seja realmente e verdadeiramente produtivo. 

O primeiro passo é relacionar todas as demandas, começando pelas obrigatórias e prioritárias e terminando nas menos importantes. Lembre-se sempre de se lembrar de deixar espaço para os imprevistos e de não sobrecarregar a sua agenda, ou seja, evite realizar trabalho nos momentos em que deveria estar descansando, como nos intervalos e depois do expediente, para que isso não venha a prejudicar a sua saúde física, emocional e mental no futuro. 

Horários e organização 

Assim como se você estivesse trabalhando no escritório, dentro da empresa, batendo ponto todos os dias, é fundamental que você determine horários para começar o trabalho, para os seus intervalos, como almoço e lanche, e também para finalizar o expediente. Além disso, agendas, cadernos, papéis, documentos, arquivos e afins, sejam eles físicos ou virtuais, precisam estar devidamente organizados. 

Tudo isso se faz necessário e fundamental, pois é o que vai te ajudar a realizar um bom trabalho, a atender às suas demandas no prazo programado e a continuar tendo um bom desempenho diariamente. 

Intervalos

Eu falei um pouco sobre os intervalos nos tópicos anteriores, mas é algo que merece uma atenção especial da parte de todo e qualquer tipo de profissional que trabalhe em regime de home office. Digo isso, porque são estes pequenos momentos, que vão contribuir para que você dê uma arejada na mente e no corpo, principalmente depois de longos períodos de trabalho, para que assim continue e não sofra com esgotamento mental e físico. 

Assim, o que você deve fazer é tirar intervalos regulares durante a jornada em casa, sendo que o ideal é 5 a 15 minutos, a cada uma ou duas horas de trabalho seguidas. Aproveite para fazer um alongamento, para esticar um pouco as pernas, lanchar, tomar um café, enfim, fazer algo que te ajude a relaxar física e mentalmente, para retornar com o desempenho ainda melhor. 

Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer de não confundir este momento com procrastinação. Sendo assim, nada de se perder no feed das redes sociais e nem em conversas no WhatsApp. 

Além destas dicas, existem algumas outras que você pode e deve colocar em prática, para realizar um bom trabalho remoto. Confira:

– Evite o uso do celular e redes sociais no horário em que estiver trabalhando;

– Otimize seu tempo;

– Seja uma pessoa organizada;

– Mantenha o foco e disciplina;

– Providencie todas as ferramentas necessárias para o bom andamento do trabalho;

– Tenha uma agenda com todas as suas demandas, prazos e horários;

– Tenha responsabilidade com os serviços que você oferece;

– Não misture suas tarefas. Lembre-se que trabalho é trabalho e, durante seu expediente, evite realizar outras atividades pessoais.

Pontos positivos e negativos do home office

Confira quais são as principais vantagens e desvantagens do home office:

Vantagens

– Você é seu próprio chefe;

– Independência financeira;

– Redução substancial do estresse causado por fatores como o trânsito, pressão e desgaste dentro do ambiente de trabalho;

– Maior qualidade de vida;

– Ganho de tempo para realizar outras atividades, relacionadas ou não ao trabalho;

– Maior proximidade com a família, por passar mais tempo em casa;

– Redução significativa de custos (transporte e alimentação);

– Fazer seus próprios horários.

Desvantagens

– Intervenções (família, telefonemas, problemas domésticos, entre outras coisas);

– Preconceito do mercado formal;

– Falta de organização e planejamento com os projetos;

– Falta de remuneração fixa e carteira assinada;

– Ambiente de trabalho solitário;

– Falta de recursos necessários (cadeiras adequadas, boa conexão com a internet, impressora, computador de qualidade, etc);

– Falta de limites, prazos e horários;

– Dificuldade de concentração.

Se você está planejando sair do mercado de trabalho formal para iniciar um trabalho no modelo home office e não sabe por onde começar, você pode procurar o auxílio do Coaching.

Por meio de sua metodologia, você obterá uma série de conhecimentos, técnicas e ferramentas, que vão te auxiliar a iniciar suas atividades. Você aprenderá, ainda, a desenvolver habilidades e competências fundamentais para a realização do seu trabalho, como estabelecer planejamento de atividades, prazos e metas, dicas de organização, foco, concentração e inteligência competitiva.

Agora me conte, Ser de luz; você já desenvolveu ou trabalha em regime home office? Como foi essa experiência? Deixe o seu comentário no espaço abaixo e lembre-se de compartilhar este poderoso conhecimento com seus amigos, em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-trabalhar-em-casa/

Confiança – A chave para bons relacionamentos

Confiança – A chave para bons relacionamentos

Relacionamentos saudáveis, sejam eles familiares, amorosos, de amizade e até mesmo profissionais, dependem de alguns fatores e no artigo de hoje falarei a respeito de um deles: a confiança. Sem ela, as pessoas envolvidas não conseguem se entregar verdadeiramente, compartilhar seus sentimentos e se mostrar como realmente são. Sem entrega, as relações ficam rasas e perdem o seu verdadeiro significado.

Entenda a importância da confiança para os relacionamentos

Relacionamentos próximos, do tipo que se tem com o cônjuge, pessoas da família e os melhores amigos, são marcados por intimidade. Ninguém conhece mais uma pessoa do que esses entes queridos que convivem com ela de perto. É um tipo de relação em que há ajuda mútua, troca de confidências, gestos de carinho e, também, desentendimentos, que são naturais de acontecer entre seres humanos, mesmo aqueles que possuem grande proximidade.

Tudo isso apenas torna-se possível porque existe confiança, sem ela, um não teria coragem de se abrir com o outro, contar sobre seus sentimentos mais íntimos, pedir ajuda, mostrar sua vulnerabilidade, aprender, ensinar, enfim, ser quem é sem tabus e inseguranças. Quando uma pessoa não confia na outra, as relações não evoluem e ficam sempre estagnadas.

Agora, deixando o lado pessoal de lado para falar de relações profissionais, a confiança também é importante, tanto entre colegas de trabalho, quanto parceiros de negócios, entre clientes e empresas, alunos e professores. É preciso que um confie no outro para trabalhar de forma colaborativa em um projeto, fechar parcerias, comprar produtos ou contratar serviços, compartilhar conhecimento. Sem a crença de que a outra parte é digna de credibilidade, nada disso acontece.

A confiança é a base que solidifica quaisquer relacionamentos.

5 Motivos pelos quais a confiança é importante nos relacionamentos

Para entender o valor da confiança na prática, veja cinco motivos pelos quais ela é essencial em todos os tipos de relacionamento.

1 – Traz segurança

Quando uma pessoa confia na outra, sente-se segura ao lado dela, o que explica o motivo pelo qual é tão reconfortante estar ao lado dos entes queridos em momentos delicados. Você sabe são indivíduos que realmente querem o seu bem e torcem pela sua felicidade.

2 – Sem confiança não há amor verdadeiro

O amor verdadeiro, aquele sentimento puro de desejar o bem ao outro e querer estar perto dele, apenas acontece quando existe uma relação de confiança. Qualquer coisa que se diferencie disso é apenas paixão.

3 – Facilita o perdão

Quando alguém em quem confiamos comete um erro e nos magoa, embora isso possa gerar muito sofrimento, o perdão acaba acontecendo com mais facilidade. Isso porque a relação de confiança nos leva a realmente acreditar que o outro se arrependeu e dará o seu melhor para que o ocorrido não se repita.VOCÊ É FELIZ?

4 – Dá força para superar desafios

O fato de confiar nas pessoas que estão ao seu lado, é extremamente fortalecedor quando é preciso superar um desafio. O mesmo também se aplica a desafios profissionais, poder contar com o suporte de uma equipe de confiança faz toda a diferença.

5 – Mantém a individualidade das pessoas

Em se tratando de relacionamentos pessoais, como amoroso e de amizade, a confiança permite que se mantenha a individualidade, que é um ponto essencial para manter laços saudáveis e equilibrados. Em um casamento, por exemplo, quando um confia no outro, as cobranças deixam de existir e a vida se torna muito mais tranquila.

Dicas para melhorar a confiança nos relacionamentos

Depois de entender que a confiança é a chave para bons relacionamentos, confira dicas para fortalecer esse laço tão importante.

1 – Seja sempre sincero com as pessoas

Sinceridade e confiança são conceitos que andam lado a lado, afinal, é através da primeira que as pessoas terão a certeza de que é realmente digno da confiança delas. Por isso, não tenha medo de ser quem você é, de ser fiel aos seus valores e expressar suas opiniões, mas, claro, sempre cuidando do modo com o qual fala, o que faz toda a diferença. Dá para ser sincero sem ser rude e magoar os outros.

2 – Evite agir movido por impulsos

Uma ótima maneira de evitar quebrar os laços de confiança que tem com outras pessoas é começar a pensar antes de agir. Afinal, nem sempre os impulsos que nos movem seguem os nossos valores e o que acreditamos ser o certo, por isso, é tão importante fazer essa pausa para pesar as consequências e se certificar se realmente deve prosseguir ou recuar.

3 – Tenha empatia

A empatia é, basicamente, o exercício de se imaginar passando pela mesma situação que o outro e, assim, tentar mensurar como ele se sente. Adotar esse hábito é ótimo para fortalecer a confiança nos relacionamentos porque, antes de cometer qualquer ato que possa quebrar esse laço, irá se colocar no lugar da pessoa que será impactada por ele e verificar se gostaria que ela fizesse o mesmo contigo.

4 – Comunique-se com clareza

A comunicação é mais uma ferramenta de grande relevância para a manutenção da confiança nos relacionamentos. Quando duas pessoas conversam e expressam o que sentem, fica muito mais fácil para ambas definir como devem ou não agir. Em um relacionamento amoroso, por exemplo, as duas partes precisam entrar em um consenso sobre o que pode ou não magoar a outra, criando suas próprias regras.

5 – Cuide dos seus relacionamentos

Por último, é sempre importante lembrar que relacionamentos são humanos, vivos e, por isso, devem ser sempre cuidados. Se deseja que seu namoro, casamento, amizade ou relação familiar seja harmoniosa, precisa cuidar, demonstrar o que sente e, principalmente, mostrar-se sempre digno da confiança das pessoas, porque essa é a mais poderosa prova de amor que existe.

Confiar nas pessoas que ama é tão importante quanto confiar em si. Busque conhecer os outros e a si mesmo, essa é a chave para construir laços poderosos de confiança que contribuirão para relacionamentos plenos e felizes.

Aproveite para deixar seu comentário abaixo contando como anda a sua confiança em relação aos outros e compartilhar o artigo em suas redes sociais, levando a reflexão adiante!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/confianca-a-chave-para-bons-relacionamentos/

Qual o impacto que o Lockdown pode gerar em nossos relacionamentos

Qual o impacto que o Lockdown pode gerar em nossos relacionamentos

Lockdown é o nome dado a um protocolo de isolamento obrigatório em que todas as pessoas de determinado local devem permanecer em suas casas. Cidades do Brasil e do mundo estão recorrendo a esse protocolo como forma de conter a disseminação do coronavírus (COVID-19). Em outras regiões, mesmo que não haja a obrigatoriedade, existe a recomendação do distanciamento social.

A distância dos entes queridos faz com que muitas pessoas se perguntem qual será o impacto que o lockdown terá sobre seus relacionamentos. Afinal de contas, relações precisam de presença, contato, troca de afeto, conversa olho no olho. Continue acompanhando para entender os efeitos que o distanciamento social pode gerar dentro desse contexto, além de dicas para se fazer presente mesmo que a distância.

Os relacionamentos e o lockdown: é possível se fazer presente a distância?

Qualquer pessoa deseja estar perto dos seus entes queridos, da pessoa amada, de seus familiares e amigos. Por isso, sempre fez parte da rotina ter encontros com eles, reunindo-se na casa de um deles no final de semana, marcando para ir a um restaurante, parque, cinema, entre outros programas comuns. Então, veio o coronavírus e mudou toda essa rotina, colocando uma barreira de distância entre pessoas que não moram sob o mesmo teto.

Hoje, estar longe de quem se ama é um gesto de amor e cuidado, já que a ideia do distanciamento é exatamente acabar com o contágio. Por outro lado, é preciso deixar claro que a distância física não precisa significar distância emocional. Se, no momento, não dá para visitar as pessoas que ama, você pode adotar várias outras formas de se fazer presente e demonstrar o que sente por elas.

Temos muita sorte por vivermos em uma época em que a tecnologia nos permite realizar muitas coisas a distância. Podemos ver e ouvir pessoas que estejam em qualquer lugar do mundo através de videoconferências, trocar mensagens em tempo real, assistir filmes simultaneamente com cada um em sua casa, pedir um almoço especial e mandar entregar na casa de outra pessoa, são muitas as possibilidades.

É claro que nada é capaz de substituir o valor de um abraço, um beijo, um afago, mas, mesmo assim, são formas de nos sentirmos perto de quem amamos enquanto o melhor que podemos fazer por eles e por nós é manter o isolamento. Procure se concentrar no que pode fazer dentro da realidade atual, sem se lamentar pelo que não é possível agora. Faça-se presente com as condições que tem e estará realizando um ótimo trabalho.

Estar distante dos entes queridos é uma tarefa muito difícil mas fundamental para enfrentarmos esse momento

7 Formas de manter relacionamentos saudáveis em meio ao lockdown

Manter relacionamentos saudáveis sempre teve seus desafios, afinal, é preciso se dedicar para manter forte a conexão com os entes queridos. Com a recomendação de isolamento social isso se tornou um pouco mais desafiador, mas com criatividade e carinho é possível quebrar a barreira da distância sem colocar ninguém em risco. Confira, a seguir, algumas sugestões para manter os laços com aqueles que ama mesmo sem estar fisicamente ao lado deles.VOCÊ É FELIZ?

1 – Converse ouvindo a voz das pessoas

Atualmente, os aplicativos de mensagens estão entre os meios de comunicação mais usados. Contudo, com o distanciamento social, é importante usar todos os recursos possíveis para manter a conexão com os entes queridos. Sendo assim, utilize aplicativos de videoconferência, para ver e ouvir os outros. Em se tratando de familiares mais velhos, que não tenham intimidade com a tecnologia, a boa a velha chamada telefônica resolve.

2 – Marque encontros virtuais com grupos de pessoas

Tome a iniciativa de reunir virtualmente grupos de pessoas, como familiares e amigos. Se tinham o hábito de almoçar juntos aos domingos, por exemplo, façam isso, mas com cada um em sua casa e utilizando recursos de videoconferência para se fazerem presentes. O mesmo vale para os programas com amigos, de se reunir para um happy hour. Conversem, riam, se divirtam, isso fará muito bem a todos.

3 – Crie grupos em aplicativos de mensagem

Criar grupos em aplicativos de mensagens com familiares e outro com amigos também é outra forma positiva de manter a conexão mesmo a distância. Assim, poderão compartilhar coisas que estejam fazendo no dia a dia, enviar fotos, vídeos, trocar informações, palavras de apoio.

4 – Faça surpresas para os entes queridos

Estar em casa sem poder sair e ver as pessoas que ama é algo bastante delicado, que mexe com o lado emocional de todos. Por essa razão, fazer surpresas para os entes queridos é uma forma de deixá-los mais felizes, o que também pode ser realizado em datas especiais, como no aniversário, por exemplo. Confira algumas sugestões:

  • Pedir o prato preferido da pessoa no almoço ou jantar em um aplicativo e colocar o endereço dela para entrega.
  • Caso morem na mesma cidade, você pode preparar uma receita especial e enviar através de um entregador.
  • Enviar um kit com produtos de cuidados pessoais para um dia de spa.

5 – Combinem de assistir ao mesmo filme ou ler o mesmo livro

Uma ideia interessante para que tenham interesses em comum para conversar é combinarem de assistir ao mesmo filme ou série ou lerem o mesmo livro. Assim, após assistirem ou ao final de cada capítulo, poderão comentar a respeito e compartilhar suas opiniões.

6 – Compartilhe seus sentimentos e ouça as outras pessoas também

Além de encontrar formas criativas de passarem tempo juntos a distância, é importante que falem sobre o que estão sentindo e compartilhem os medos, inseguranças, angústias. Se abrir e ouvir os desabafos da outra pessoa fará bem para ambos.

7 – Explique que o distanciamento é para o bem de todos

Caso tenha algum familiar ou amigo que esteja cobrando a sua presença física, explique com carinho que o distanciamento é uma medida para o bem de todos. É desafiador permanecer longe, mas é necessário para que possamos logo nos abraçar em segurança. Tenha paciência, seja firme e aos poucos essa pessoa irá entender.

O lockdown faz a saudade dos entes queridos apertar e até doer, mas, até que tudo isso passe, é possível manter os laços fortes de outras maneiras. Além disso, essa experiência servirá para que todos deem mais valor aos relacionamentos e se façam verdadeiramente presentes na vida uns dos outros no futuro.

Se este conteúdo te ajudou de alguma maneira, compartilhe-o em suas redes sociais!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/qual-o-impacto-que-o-lockdown-pode-gerar-em-nossos-relacionamentos/

Qual a importância de viver no presente?

Qual a importância de viver no presente?

Atualmente, muito tem se falado sobre a importância de viver no presente, e são várias as razões para isso. Em primeiro lugar, porque isso permite que desfrute de cada instante da vida intensamente, fazendo escolhas conscientes, sendo grato e se conectando verdadeiramente às outras pessoas. Outros motivos também tão relevantes quanto, incluem o fato de que, quando você vive o agora, deixa de lado a culpa sobre o que passou e não pode mais ser mudado e a ansiedade pelo que nem sabe se irá acontecer.

Viver no presente é libertador, faz com que assuma o controle sobre sua vida e a encaminhe exatamente para o destino que deseja. Continue acompanhando e saiba mais sobre o quanto se conectar ao agora é transformador.

7 Motivos pelos quais viver no presente é importante

Viver o presente é aproveitar cada instante de nossas vidas.

Caso não esteja convencido de que precisa o quanto antes começar a viver no presente, te darei sete motivos para isso. Leia cada um deles com atenção e perceba que, ao viver de outra forma, está desperdiçando grandes oportunidades de felicidade e desenvolvimento.

1 – Relacionamentos mais positivos

Uma cena bastante atual envolve uma família sentada à mesa para fazer uma refeição com cada um com os olhos fixos sobre a tela do celular, sem trocar uma só palavra. Esse é um grande exemplo do quanto viver no presente é importante, porque evita que esse tipo de situação aconteça. Quando você começa a se concentrar no agora, desfruta de cada instante em plenitude, conectando-se verdadeiramente às pessoas ao seu redor.

Quando foi a última vez que teve uma conversa mais profunda com um amigo ou familiar, se abrindo e ouvindo a outra pessoa com toda a sua atenção? Comece a fazer isso e veja o quanto suas relações se tornarão mais significativas e verdadeiras. O celular tem realmente muitos recursos úteis e interessantes, mas poderá ser usado depois, sem prejudicar as interações com aqueles que ama.

2 – Valorização das pequenas coisas

Uma pessoa que está sempre focada no passado, na culpa que sente por algo que fez ou deixou de fazer, ou no futuro, sempre condicionando sua felicidade a um acontecimento, fecha seus olhos para pequenas coisas que podem ser motivos de grande satisfação. Poder fazer uma refeição com um familiar, observar o céu azul, tomar um banho relaxante após de dia exaustivo de trabalho. São muitas coisas pequeninas que, quando percebidas, dão à vida um novo significado.

3 – Menos estresse

Perceba que, geralmente, o sentimento de estresse está ligado a algo que aconteceu ou que pode vir a acontecer e não no presente. Assim sendo, quando você se conecta ao agora, consegue encontrar o equilíbrio emocional, libertando-se dessa irritabilidade. Deixe para se concentrar no que estiver fazendo, permanecer irritado o dia todo porque levou uma fechada no trânsito ou por algo que aconteceu no trabalho não te ajudará a resolver a questão.VOCÊ É FELIZ?

4 – Mais criatividade

A criatividade é uma habilidade que une inteligência, perspicácia e sensibilidade. Um indivíduo que está preso ao passado ou com medo do que poderá acontecer no futuro, dificilmente conseguirá ter ideias criativas, porque sua visão está comprometida. Já aquele que se mantém conectado ao presente consegue perceber detalhes valiosos e encontrar oportunidades que estavam ocultas.

Sabemos que a capacidade de inovação é uma habilidade cada vez mais valorizada, principalmente pelo mercado de trabalho. As empresas desejam ter em suas equipes pessoas que pensem fora da caixa, sejam criativas e arrojadas, algo que apenas se torna possível quando há essa conexão com o aqui e agora.

5 – Mais foco

Coloque duas pessoas para realizar uma mesma tarefa: a primeira, direcionando todo seu foco à atividade, já a segunda, sendo interrompida a todo o momento. Sem sombra de dúvidas, a primeira entregará um resultado muito melhor, porque poderá se atentar aos detalhes, considerar todas as variáveis e chegar ao que julgou ser a melhor forma de concluir sua missão.

Essa é a diferença entre executar uma atividade focando no presente ou se deixando levar pelo medo de que o resultado não seja satisfatório ou por ter errado tentando fazer a mesma coisa no passado. Quando se mantém o foco no agora, as chances de encontrar soluções positivas para qualquer coisa que esteja fazendo são muito maiores.

6 – Menos culpa e arrependimento

Todo ser humano comete erros, mesmo que se dedique e tenha a intenção de acertar. É claro que não dá para usar isso como desculpa e sair por aí errando sem qualquer responsabilidade. Por outro lado, não dá para mergulhar em um mar de culpa e se julgar incapaz apenas porque falhou.

Quando uma pessoa reconhece a importância de viver no presente, naturalmente entende que não deve se culpar pelo que passou. Ela olha para a sua falha, aprende as lições deixadas por ela e segue em frente, honrando esse passado agindo de maneira diferente, mas sem se tornam refém dele.

7 – Mais confiança e positividade

Viver no presente também tem como benefício a possibilidade de viver com mais confiança e positividade. Isso ocorre porque o indivíduo entende sua responsabilidade em relação ao que lhe acontece, assim, sai da posição de vítima para assumir o posto que lhe é de direito, de autor da sua própria história. Essa mudança de mindset é transformadora porque leva as pessoas a se tornarem conscientes de que, se problemas surgirem, poderão se dedicar e resolvê-los.

Como começar a viver no presente?

Abandonar um passado de culpa e medo do futuro é desafiador, mas é totalmente possível. Para começar a viver no presente basta dar o primeiro passo e, sempre que sua mente insistir em vagar pelo ontem ou pelo amanhã, trazê-la para o hoje. Lembre-se que não é uma mudança que irá acontecer do dia para a noite, é um processo a ser realizado ao longo da vida.

Todo ser humano tem cinco grandes aliados para a conexão ao momento presente, que são os sentidos: visão, audição, tato, paladar e olfato. Utilize-os sempre que sua mente voar para longe, observe o local em que está, escute os sons, toque as superfícies, saboreie os alimentos, sinta os aromas. Esse é um exercício fantástico e que poderá realizar sempre e em qualquer lugar.

Viver no presente é o melhor caminho para a felicidade. Faça isso e veja o quanto seu desempenho profissional irá melhorar, assim como seus relacionamentos, sua saúde e todo o mundo ao seu redor.

Se este artigo fez sentido para você, compartilhe-os com seus amigos!

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/qual-a-importancia-de-viver-no-presente/

BAIXAR O PDF
close-link